<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Vender aquecedores no Equador 

Apregoar na China salários baixos como factor de atracção de investimentos só pode ser brincadeira...
________

Etiquetas: , , ,


Peliteiro,   às  22:49
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Fundo Explorer e ANF compram 35% da Crioestaminal 

A empresa Crioestaminal é pioneira em Portugal no isolamento e criopreservação de células estaminais do sangue do cordão umbilical. DD

________

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:47
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Póvoa do Ave 

«O Presidente do Rio Ave não fecha as portas à discussão sobre um estádio intermunicipal, que podia ser utilizado com o vizinho e rival Varzim.
Há até quem fale num clube único, mas isso já tem de ser analisado com calma...
»

Esta notícia faz lembrar mais uma peça de arqueologia blogosférica, a Póvoa do Ave, de há 3 anos, onde os poucos blogues da altura discutiram a hipótese de fusão dos concelhos da Póvoa e de Vila do Conde.
Impossível ontem como hoje, nenhum político abdica dos seus quintais.

Peliteiro,   às  22:45
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Álibi 


Era uma vez, há muito tempo, um físico, um boticário e um cirurgião. O físico era muito próximo do boticário e bastante menos do cirurgião.
Mais tarde, o mundo dá muitas voltas, o físico aproximou-se do cirurgião e ambos separaram-se do boticário, que entretanto tinha contratado um outro interveniente para lhe preparar os remédios em grande escala.
Muito bem. Separar os negócios a bem do doente.

Passa o tempo e as relações azedam. Já não por causa do doente; até porque os ventos da modernidade trazem indicações de trabalho multidisciplinar e de partilha de conhecimentos. Apenas por causa do negócio!

Continuar a ler

Peliteiro,   às  22:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Número de abortos é superior ao número de nascimentos 

Impressionante artigo a ler no blogue Da Rússia, do Poveiro José Milhazes:

«O número de abortos legais na Rússia ultrapassa o número de nascimentos, num país com uma das mais liberais legislações sobre a interrupção voluntária da gravidez e que foi o primeiro a legalizar a prática, em 1924.

Estatísticas de 2005 indicam que o número de abortos em instituições mé dicas legais se situou entre os 1,7 e os 1,8 milhões. No mesmo ano registaram-se entre 1,4 e 1,5 milhões novos nascimentos.

Segundo a Lei sobre a Protecção da Saúde dos Cidadãos de 22 de Julho de 1993, praticamente não existem barreiras à realização de abortos na Rússia. O aborto pode realizar-se até às 12 semanas de gravidez a pedido da mãe , podendo esse prazo prolongar-se até às 22 semanas por "razões sociais".
»

Desculpem-me mas isto não é civilização. De cedência em cedência, até à decadência.

Peliteiro,   às  23:26
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

VPV 

Vasco Pulido Valente, na RTP1, em grande forma. Ora aí está um tipo mais pessimista que eu, denunciando as fantasias do regime.

Ora o que VPV não deve saber é que o país, de facto, está em franco progresso; exultaria se soubesse que em breve, em Famalicão, decorrerá o 1º Aberto de Matraquilhos. Isto sim, são boas notícias!

Peliteiro,   às  23:24
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Ashura 

IBP Memória:

«A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo.»




« Anterior / Seguinte »


Curiosamente, hoje, os homens da esquerda são os mais compreensivos em relação a atitudes selváticas justificadas pela religião.

Peliteiro,   às  23:17
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Arqueologia blogosférica 

Estávamos em 2001. Há 6 anos portanto. Já nem me lembrava que nessa altura tentara criar uma página na www; redescobri-a agora e infelizmente já não me lembro dos códigos de acesso.
Nem está mal de todo, para um ciber-analfabeto.
O projecto, ainda que experimental, era ambicioso, criar um ciber-partido: o PPT - Partido do Povo Trabalhador, um partido proletário conservador.

O sucesso não foi grande, 210 visitas... Mas mais dia menos dia surgirá um novo e representativo ciber-partido. É uma questão de tempo. Novas formas de comunicação e de organização surgem todos os dias, porque não um partido ou movimento?

Peliteiro,   às  23:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O beijo como sondagem 

Sempre que posso, por comodidade ou preguiça, cumprimento com um só beijo. A não ser quando do outro lado, ostensivamente, por snoborreia, se costuma dar apenas um.
Serei então adepto do não ou do sim?

Vejamos o que diz o PÚBLICO: «Entre os grupos do "sim" prevalecem largamente os dois beijos na cara, sendo excepções um ou outro socialista beirão deslumbrado com o trato do jet set de Cascais e, de forma irregular, Paula Teixeira da Cruz. No "não", pelo contrário, só é admissível o beijo unifacial. Sem excepções. Sempre.»

Peliteiro,   às  22:21
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bem feito 

O Presidente Hu Jintao e os ministros dos Negócios Estrangeiros, dos Minérios e Energia, do Comércio e da Presidência fugiram de Sócrates para África.

Peliteiro,   às  22:14
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A saúde em mapas 

Interessante estudo da PLoS medicine representando dados de saúde sob a forma de mapas. Alguns exemplos (clicar para aumentar):

Public Health Spending


Early Neonatal Mortality


Malaria Cases

Peliteiro,   às  13:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Demagogia feita à maneira 

Como seria de prever a demagogia instala-se no debate dobre o aborto. Silva Garcia não escapa ao movimento e lá transcreve um caso relatado por Fernanda Câncio, "Morta pela boa lei", acrescentando «olhar para a vida, nua e crua, é o melhor a fazer quando se tem que preparar decisões sensíveis, certo de que toda a escolha implica uma renúncia e um risco».

Todos sabemos que casos como o referido, infelizmente, não serão eliminados, nem sequer substancialmente reduzidos, se o SIM vencer o referendo. O problema é bem mais profundo. Não se elimina a miséria humana por simples decreto.

Por oposição cito um exemplo actual, da «vida, nua e crua», da vizinha Espanha, apontada muitas vezes como referência nesta discussão: «La Policía Municipal de Bilbao ha detenido a un joven de 20 años que presuntamente intentó hacer abortar a su compañera embarazada de dos meses dándole puñetazos en el vientre».

Peliteiro,   às  13:09
8  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Silêncio 

Um dos meus fracassos mais sentidos (e são tantos...) é nunca ter conseguido integrar um grupo de fados de Coimbra.

Durante dois anos , afincadamente, na secção de fado da AAC, dedilhei intermináveis variações e no quarto, no Beco da Anarda, altas horas da noite, acordava a malta com o trinar desafinado dos meus exercícios. Aquilo é complicado, 12 cordas, se bem me lembro.
Desisti nas férias da Páscoa do 4º ano; quinze dias sem estudar e quase regredi ao nível inicial. Teimoso, deveria ter desistido mais cedo, comecei muito tarde, com vinte anos, sem formação musical enquanto jovem, e assim o objectivo a que me propunha era de difícil concretização.
Mais tarde tentei o canto, já sem convicção, derrotado, mas ainda fiz umas serenatas toscas no Penedo, no fim de umas noites mais agitadas; já regressado a casa, ainda pensei "colar-me" ao Prof. João Moura, que dava aulas na UM, e ao Aurelino Costa, na Póvoa, mas os afazeres profissionais e, talvez, a preguiça nunca mo permitiram.
Quem sabe quando chegar a reforma; ainda tenho a guitarra lá em cima e a voz, essa, continua excelente. lol

Enfim, conto isto em primeiro lugar porque estou a ver o debate no "Prós e Contras" sobre o aborto (Fátima Campos Ferreira hoje está bem mais calma e neutra que na passada semana!) que nunca mais acaba e em segundo lugar porque durante muito tempo procurei um sítio para alojar umas musiquinhas e entretanto encontrei o goear, que parece corresponder às expectativas.

Serve então todo este intróito para anunciar uma nova secção deste blogue, dedicada à música de Coimbra, ao fado e à guitarra. Se virem uma caixa musical, por defeito, já sabem do que se trata.

Hoje temos Carlos Paredes e o meu saudoso Professor Pinho Brojo:


Peliteiro,   às  00:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O rigor na publicidade sobre medicamentos não é para todos 

Passa actualmente um anúncio na TV de um produto derivado da soja que arroga propriedades "de tratar o colesterol alto". Trata é a palavra realçada no reclame.
Este assunto, já diversas vezes aqui abordado, importante, desprezado pelas autoridades, é muito bem tratado por José Almeida Bastos em artigo do DE:
«Reivindicar para um produto propriedades terapêuticas implica uma enorme responsabilidade e obriga à existência de regras que não permitem que estes medicamentos sejam publicitados para a população evitando assim o aumento da sua utilização abusiva.
Se nos detivermos em frente à televisão e fizermos leituras diárias de outros meios de informação veremos, com frequência, o anúncio a produtos alimentares, que reivindicam propriedades curativas e afirmam peremptoriamente que tratam e evitam problemas de saúde.
O que é facto é que todos conhecemos casos de pessoas que deixam de tomar os medicamentos convencidos de que já não precisam deles, porque tomam todas as manhãs o seu iogurte para diminuir o colesterol e a pressão arterial.
»

Peliteiro,   às  00:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Liberalização aumenta despesa de doentes e Estado 

«Um estudo encomendado pela Ordem dos Farmacêuticos ao Centro de Estudos e Investigação em Saúde da Universidade de Coimbra conclui que liberalizar o sector do medicamento e das farmácias para diminuir a despesa em fármacos tem o resultado contrário, pois favorece o crescimento dos gastos, incluindo os dos doentes.»

Peliteiro,   às  23:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Liberdade 

Ser de esquerda, hoje, é ser livre?
Talvez não; nas pouca causas que abraçam as opiniões são quase unânimes, ninguém destoa.
Nota-se bem na questão do aborto. A esquerda (ou lá o que é isso) não abre brechas: todos pelo sim!
Noutras questões, mais ou menos "fracturantes", de que tanto gostam, o unanimismo mantém-se: contra a América e Israel, a favor da eutanásia, do casamento de homossexuais...
Liberdade, igualdade, fraternidade - isso era nos séculos passados!

Peliteiro,   às  13:20
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sabichões 

Na Faculdade fiz uma cadeira de embriologia; andei para lá a dissecar cobaias grávidas e a empinar calhamaços. Tempo perdido; agora, não há taxista ou economista que não me explique o que é a mórula, que o sistema nervoso às 10 semanas assim e assado... Não faltam sabichões.

Peliteiro,   às  13:09
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 28 de janeiro de 2007

Praia das Salmonelas 


Via povoaonline


Alguns dizem que este blogue é demasiado pessimista. Eu reconheço que muitas vezes o é, de facto. O pior é que, também, infelizmente, muitas vezes tenho razão em o ser.

Em 28 de Novembro passado comparava a limpeza das praias da Póvoa e da Nazaré e dizia que o lixo devolvido pelo mar revolto haveria de aqui permanecer até que o próprio mar se decidisse a levá-lo outra vez.

Dois meses passados a foto acima, infelizmente, dá-me razão.



Já agora, deviam colocar uns cartazes destes:

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:31
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Erro ou publicidade? 




«Está sob investigação do Infarmed a empresa de António Saleiro, antigo autarca do Partido Socialista.

Sobretudo na imprensa regional onde estão essas lojas, são várias as notícias a referir novos serviços, como a venda de medicamentos pela Internet, ao domicilio, mas também consultas médicas por vídeo-conferência ou exames simples em poucos minutos.

O Infarmed investiga agora se é um caso de publicidade enganosa, ou de violação da lei.
»

Ao que parece o Infarmed tem as mesmas dúvidas que eu tive.

Notícias relacionadas: As gasolineiras e os supermercados vão ter medicamentos à venda (...) sem aconselhamento especializado no acto da compra.






Sem mais comentários...

Peliteiro,   às  23:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 27 de janeiro de 2007

Blogue Nazi? 

Olha, um dos mais antigos links da minha short list de blogues é um blogue nazi! O último reduto. Quem diria?
Muitas vezes ainda estou mais à direita (ou lá o que é isso) que o Pedro Guedes. Também terei um blogue nazi sem o saber?

Peliteiro,   às  15:00
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

O cego de Landim 

«Os blogues é uma vergonha»

via Grande Loja

Peliteiro,   às  20:06
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

O vento é meu amigo também... 

Diz Nunes Correia: Lâmpadas tradicionais podem aumentar até 90 cêntimos. Digo eu: Lâmpadas de baixo consumo podem aumentar mais de 90 cêntimos.

É o que sucederá, pelo jogo da concorrência; o Estado aumenta umas, os comerciantes tratarão das outras...

Mais um imposto, mais uma mentira. Se a intenção fosse diminuir o consumo energético doméstico e os efeitos do aquecimento global (ah, ah, ah) deveriam diminuir as taxas sobre as lâmpadas de baixo consumo - e não o contrário!

Resta-me instalar uma mini-eólica no telhado e cantar: O vento é meu amigo também...

Peliteiro,   às  22:56
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

De intenções ... 

«O presidente da Entidade Reguladora da Saúde já revelou algumas das prioridades para 2005. Uma das principais apostas é na qualidade da saúde.»

Reparem como está a prioridade:


Peliteiro,   às  22:35
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Retratos da Botica 

7

Um parente meu...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:28
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Erro ou publicidade? 

Serviço online de farmácias chega a Portugal

«Sem sair de casa e sem terem de se deslocar às urgências, os utentes poderão aceder às novas farmácias através da Internet e fazer as suas encomendas.
Posteriormente, paquetes farão as entregas ao domicílio, num horário alargado, permitindo um acesso do cliente a mais de oito mil produtos de saúde, incluído 1.700 medicamentos de venda livre

Obviamente é um erro ou, então, publicidade enganosa.
Não são Farmácias, são Parafamácias.
Não obstante os 1.700 mnsrm (!) ainda há, e haverá, muitas diferenças...
Além do mais nas Farmácias não se fazem consultas médicas e, portanto, os doentes ainda têm que ir às urgências!

Peliteiro,   às  14:18
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Arranjem mais macas! 

Infelizmente não adere à Frente de Blogues de Saúde. É que ninguém retrata tão bem os problemas da Saúde.

Peliteiro,   às  14:01
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Acessibilidade? 

A melhoria da acessibilidade aos medicamentos faz parte do programa deste Governo, foi proclamada e prometida até à exaustão.
Da venda de medicamentos não sujeitos a receita médica em parafarmácia e do alargamento do número de medicamentos desclassificados a esta categoria (e consequentemente descomparticipados) já aqui discorremos longamente.
Também já aqui afirmei que os anúncios do Ministério da Saúde não mais seriam aqui abordados (o que quase me retirou toda a matéria passível de ser escrita) já que geralmente não representavam mais que poeira, dando a ideia de uma dinâmica, que de facto não existe.

Surge, no entanto, agora esta notícia: «As gasolineiras e os supermercados vão ter medicamentos à venda. Correia de Campos, não desistiu do objectivo de ter medicamentos à venda neste tipo de lojas (...) sem aconselhamento especializado no acto da compra.».

Nem acredito que seja possível; muito provavelmente será mais da mesma poeira.
Mas se não for, se for mesmo uma intenção do Ministro da Saúde, estamos perante uma medida descaradamente lesiva para a Saúde Pública e para as carteiras dos cidadãos.

Explico sucintamente porquê: Se a intenção política é aumentar a acessibilidade dos medicamentos, em primeiro lugar o que se deveria fazer... era abrir mais Farmácias!
Este Governo não abriu nem uma Farmácia!
É portanto mentira o pretexto da acessibilidade. O que se pretende é exactamente o contrário, fomentar a automedicação - sem encargos para o Estado - e dificultar o acesso aos cuidados médicos e farmacêuticos.

Grandes sacanas!

Peliteiro,   às  23:49
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

in memoriam de António Antão (1954-2005) 

Políptico de S.Vicente de Fora

Nuno Gonçalves




A minha pátria era uma cerejeira florida
mas mãos terrosas e simples do meu povo,
protegida enxada a enxada, flecha a flecha,
em cada flor despedia no fundo das batalhas,
ou talvez no jeito rude de disparar um arco.

E quando as espadas pousaram vencedoras
no coração da minha pátria independente,
surgiu um tempo de mar e de viagens,
um tempo de embarcar as naus da fantasia
e procurar o sonho das ilhas encantadas
nos confins intermináveis do medo e da aventura.

E a minha pátria era então feita de barcos,
de longas esperas ansiosas,
de notícias de terras onde os pássaros
cantavam ainda as primeiras melodias
que tinham aprendido comos deuses benignos e suaves
dos instantes iniciais da criação.

Mas onde estão as espadas invencíveis do meu povo,
onde estão as veias que se abriram generosas
para que estes homens pudessem ostentar
estas frontes ponderosas e seguras
de donos da glória do mundo e do meu povo?

Onde estão os olhos marinheiros do meu povo,
os braços que do mar trouxeram a riqueza e o esplendor
que as mãos destes homens avidamente açambarcaram,
deixando o meu povo desarmado,
olhando as suas mãos cheias de nada?

Onde está o meu povo anónimo e imenso,
na sua própria vitória derrotado nau a nau,
carregando o ouro e o perfume delicado da pimenta
para que estes homens graves e profundos
pudessem ser pintados neste friso como heróis?


António Antão ........................................
(poema não editado, escrito em 14 de Abril de 1997)



Dr. António Antão - Ortopedista co-fundador do Serviço de Ortopedia do Hospital de S.José de Fafe (5 de Janeiro de 1990), falecido a 23 de Janeiro de 2005.

Nasceu neste nosso país.
Pelo seu povo ele vive.
Profissional incansável e dedicado, reconhecido por todos os que o conheceram e com ele privaram.
António Antão, dois anos decorridos, deixa sempre na lembrança a imagem dum incomparável amigo, humilde na sua imensa cultura, sempre disponível e desprendido dos seus sucessos já que os fez também sucessos dos outros.

Um abraço de todos.
Até sempre.

.


[Homenagem do Que raio de saúde a nossa, a que me associo com todo o gosto, dada a excelente memória que tenho do Dr. Antão, Ortopedista com quem trabalhei e muito considero como amigo.]

Peliteiro,   às  23:39
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

E nenhum vem dar à Póvoa? 





Os contentores do cargueiro MSC Napoli, encalhado no sudoeste de Inglaterra, foi alvo de pilhagens: motocicletas BMW, sapatos, vinho e outras mercadorias.

Estes Ingleses são uns selvagens, até contentores com produtos tóxicos roubaram!

Nada disto aconteceria se porventura alguns contentores chegassem à Póvoa, num Domingo à tarde, com os milhares de Domingueiros que por aí cirandam...

Peliteiro,   às  00:18
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Da frente: 

Enquanto lêem, podem ouvir "O fantoche" de Carlos Paredes:


Através de despacho de 05 Janeiro 2007, o ministro da saúde, considerou que: "o exercício de funções dirigentes em entidades privadas prestadoras de cuidados de saúde, por profissionais de instituições integradas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), independentemente da sua natureza jurídica, é passível de comprometer a isenção e imparcialidade, com o consequente risco de prejuízo efectivo para o interesse público, conforme genericamente admitido no n.o 2 do artigo 20.o do Estatuto do SNS, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 11/93."

Dez dias depois, o ministro da saúde declarou aos órgãos de informação que os médicos que queiram continuar a trabalhar no sistema público de saúde e, ao mesmo tempo, exercer cargos de direcção no privado podem fazê-lo, se assegurarem apenas 20 horas semanais nos serviços públicos.

Como trabalhadores do SNS e cidadãos, vimos por esta forma solicitar ao senhor ministro da saúde, António Correia de Campos, tendo em atenção o conteúdo do despacho n.º 725/2007 de 05.01.07, publicado na 2.ª série do DR n.º 10 de 15.01.07, explicação sobre a forma como pretende salvaguardar a isenção e imparcialidade sem risco de prejuízo para o interesse público, relativamente aos médicos que queiram continuar a trabalhar no sistema público de saúde e, ao mesmo tempo, exercer cargos de direcção no privado, com a redução do horário semanal de trinta e cinco para vinte horas?

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:27
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Aborto ilegal 

Um dos argumentos principais dos defensores do "sim" ao aborto para este referendo que se aproxima é o fim, ou pelo menos a nítida diminuição, dos abortos clandestinos executados em condições inumanas.
É um argumento, relevante, a que todos somos sensíveis.

Se ganhar agora o "sim" diminuirá então o aborto ilegal?

Julgo que a acessibilidade aos estabelecimentos autorizados a efectuar o acto será determinante para responder a essa pergunta: nos públicos não será de esperar atendimento antes das, digamos, 72 semanas; nos privados manter-se-ão as limitações que já hoje existem, essencialmente económicas. Ou seja, os ganhos nesta matéria por força da aplicação de uma, eventual, nova lei não serão notórios. Se há, como dizem, milhares de abortos ilegais em Portugal, não serão os Hospitais Públicos ou o preço de uma viagem até Badajoz ou Lisboa que os farão diminuir consideravelmente.
Pode, até, esperar-se um acréscimo de interrupções da gravidez efectuadas em estabelecimentos não autorizados, vãos de escada, efectuados por "habilidosos" sem escrúpulos, já que a mãe não poderá ser censurada por intentar o aborto.
Pode, ainda, esperar-se um acréscimo de interrupções da gravidez efectuadas em estabelecimentos autorizados mas depois, ou muito depois, das 10 semanas, como efeito colateral provável numa sistema de saúde em que ninguém fiscaliza ninguém.

Assim sendo, na minha modesta opinião, se ganhar o "sim" no referendo o aborto ilegal pouco diminuirá e os dramas humanos que lhe estão associados persistirão.

Peliteiro,   às  00:20
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 21 de janeiro de 2007

Fazia-nos falta um Ministro da Saúde... 

Homem morre com enfarte mais de 4 horas após alerta de socorro

Queixas nas urgências de Gaia - Atendimento está a ser feito em contentores

Elevada prescrição pode ser fraude

Médicos podem acumular se fizerem 20 horas por semana no SNS

Resposta a urgências é dramática em Braga

Custo dos medicamentos para consumidores aumentou 6,7%

Palmas e risos da oposição na aprovação de uma recomendação do PS ao Governo

Odemira: Ministério Saúde conclui que socorro foi correcto

OM acusa serviços de urgência de desrespeitar segurança

Médicos estrangeiros sem especialização a realizar partos, diz OM

Centro Materno-Infantil: PCP quer instalações num só pólo, abandonando os actuais planos de o distribuir por três pólos.

Apifarma: presidente pede simplificação regras para fármacos

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:52
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 20 de janeiro de 2007

O primeiro mergulho do ano


Peliteiro,   às  13:23
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Eleições 


Amanhã, das 10 às 17 H, decorrem as eleições para o Corpo Directivo do Varzim SC.
Mesmo que havendo apenas uma lista, importa realçar pelo voto a confiança no bem intencionado, competente e sério projecto de Lopes de Castro.

Peliteiro,   às  13:38
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Angola 

«Desde 2001 o governo angolano tem vindo a desenvolver uma política de despejos forçados por todo o pais contrariando todos os tratados e acordos assinados. Famílias inteiras são forçadas a sair de suas casas perante a total passividade do governo que não mostra qualquer preocupação com o destino das pessoas que os elegeram.
Ajude-nos a pressionar o governo Angolano a tomar medidas que impeçam estas práticas.
Envie o nosso apelo ao Presidente José Eduardo dos Santos

O Presidente de Angola deve estar bem mais interessado nos seus negócios pessoais do que na vida dos Angolanos. Mas se quiserem tentar...

Peliteiro,   às  11:47
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

Não vos avisei ? 

«O custo para os consumidores dos medicamentos e produtos farmacêuticos aumentou 6,7 % no último trimestre de 2006, face a igual período de 2005, segundo o Instituto Nacional de Estatística.»

Peliteiro,   às  23:41
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O cego de Landim 

«Pinto Monteiro intrommetteu-se na politica, iniciou-se na Maçonaria, fez discursos vermelhos contra o imperador e escreveu clandestinamente. É indeterminavel o estadio que elle ganharia, se um militar imperialista lhe não cortasse o rosto com um latego. Uma das tagantadas contundiu-lhe os olhos. Pinto Monteiro cegou.»

Novellas do Minho; Camillo Castello Branco


«Toda a gente sabe que o segredo de Justiça não funciona. Toda a gente viola. Não há inocentes, nem os agentes, nem os jornalistas.
Mas eu também não tenho soluções milagrosas.» Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro.

Pois, nós não pedimos soluções milagrosas, e até sabemos que o segredo de Justiça não funciona. Agora, também esperamos que o senhor Procurador-Geral não cruze os braços e feche os olhos...

Peliteiro,   às  23:36
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Procure e contribua 




Não custa nada, defina como motor de busca favorito da www esta página, e por cada procura efectuada a Microsoft doará um cêntimo de USD ao ACNUR- Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Contribua e patrocinará campanhas de educação e fomento do desporto para jovens refugiados.

Peliteiro,   às  13:44
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Mete o Fundo no fundo 

Como tinha previsto, só se fossem muito trengas é que as Farmácias iriam na conversa do Ministro Contabilista da Saúde:

«O ministro da Saúde tentou, mas não conseguiu acabar com a intermediação financeira da ANF no pagamento das comparticipações dos medicamentos.
Ao que a Renascença apurou, a esmagadora maioria das farmácias do Continente cedeu os seus créditos à sociedade financeira criada pela ANF (a Finanfarma).
... Das farmácias do Continente, 95% responderam de forma positiva ao repto que foi lançado pela ANF... 2460 farmácias aderiram à instituição financeira criada por João Cordeiro, enquanto 130 (5% das farmácias do Continente) não aderiram.

A esmagadora maioria parece ter acreditado mais na Associação do que no Estado, apesar da garantia do Governo de que já este mês iria pagar a 30 dias, tendo sido até criado um fundo para assegurar o pagamento a tempo e horas.
»

Peliteiro,   às  13:19
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Cale-se para sempre! 

Já dá dó; via Blasfémias, para os apoiantes do SIM, uma curiosa Petição online:

Correia de Campos, anunciou a sua intencao de participar na campanha do referendo sobre a liberalizacao da IVG ate as 10 semanas. Supostamente, do lado do SIM.
Somos um grupo de cidadaos que defende o SIM e que estao preocupados. Muito. As intervencoes publicas do Sr. ministro tem sido um desastre para quem quer a despenalizacao da IVG.
Foi Correia de Campos que, peregrinamente, entendeu levantar a questao dos custos da IVG, inflacionando-os desmesuradamente.
Foi ele que resolveu introduzir o alegado problema da confidencialidade das mulheres.
Foi ainda o Sr. ministro que trouxe, lamentavelmente, ao debate a possivel criacao de novas unidades de saude apenas para a pratica da IVG.
Sempre que Correia de Campos se declara pelo SIM aqueles que querem a continuacao da criminalizacao das mulheres ganham alento. A sua anunciada intervencao na campanha do referendo constitui um facto demasiado inquietante para que quem pretende a despenalizacao da IVG. Nao podemos ficar quietos enquanto assistimos a este desastre anunciado.
Deste modo, os cidadaos abaixo-assinados solicitam encarecidamente ao Sr. ministro Correia de Campos que, num exercicio desinteressado de cidadania e em nome da almejada vitoria do SIM, se abstenha de intervir na proxima campanha do referendo marcado para o dia 11 de Fevereiro.

Peliteiro,   às  13:16
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

Não 

Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez,
se realizada por opção da mulher,
nas primeiras dez semanas,
em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?

É um assunto complexo e difícil. É difícil manter uma opinião válida para casos tão diferentes, para situações tão diversas, para tantas vidas. Tenho sempre dúvidas quanto a este tipo de questões. Muitas dúvidas.

Todavia, algumas convicções tenho: a vida é um valor supremo; um feto com 10 semanas é um ser humano; abortar é matar; o aborto nunca poderá ser um método contraceptivo; os direitos e os deveres do pai são exactamente iguais ao da mãe; o aborto, que não é uma doença, não deve ser financiado pelo SNS.

Assim, mantendo muitas das minhas dúvidas e indecisões, e respondendo apenas à pergunta que foi formulada para o referendo, posso dizer que não concordo. Uma mulher não deve poder abortar livre e ilimitadamente, até aos dois meses e meio, com a cumplicidade total da sociedade.

Podem dizer que é uma posição hipócrita, já que os abortos ilegais prosseguirão, realizados em vãos de escada e em clínicas de Badajoz. Talvez. Talvez prossigam também se o resultado do referendo for sim. Mas maior hipocrisia é encarar o aborto como solução única sem que antes sejam tomadas medidas sociais que contribuam para prevenir gravidezes indesejadas e apoiar mães necessitadas.

Termino, lamentando a utilização destes temas ditos "fracturantes" como instrumento de propaganda política, esquecendo os dramas pessoais que esta questão encerra. Esperemos que a "campanha eleitoral" decorra com elevação e que, caso o não vença, não sejamos obrigados a referendar a mesma questão daqui a uns poucos anos.


Peliteiro,   às  00:05
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Aprende Sócrates 

Sócrates é o mais demagogo dos nossos políticos, o maior dos propagandistas, um perfeito actor. Por isso ganhou as eleições; por isso as sondagens lhe são ainda favoráveis. Falta-lhe chorar, como Bush. Talvez numa próxima aflição...


Peliteiro,   às  23:12
11  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A herança Lusitana em Goa 

«Se pudessem escolher, os habitantes de Goa prefeririam a visita de... Pinto da Costa à do presidente da República!
Lêem nos jornais que Cavaco Silva vai lá e perguntam o que vem cá fazer, comprar, vender. Não querem palestras.
O que eles querem mesmo e perguntam é pelo Pinto da Costa e querem fazer uma grande festa se isso vier a acontecer.» JN

É terrível o destino dos povos tocados pelos genes Lusos. Triste sina...

Peliteiro,   às  22:56
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Avanços médicos 

O BMJ está a promover um interessante inquérito:
Qual o mais importante avanço na medicina desde 1840?


Eu votei no advento da anestesia.
Agora reparo que votei como doente e não como profissional de saúde - bem vistas as coisas, inconscientemente pensamos sempre primeiro em nós próprios. És um egoísta Jorge Mário; e medriquinhas também, anestesia...

Peliteiro,   às  22:47
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O cantinho da prevenção 

As pérolas d'O Cantinho da prevenção são mais que muitas, já percebi que aquilo não é uma coluna de Saúde, é uma coluna de humor. Uma selecção de algumas, desta semana:

«Título - Repensar o tratamento da dor na osteartrose nas principais articulações»
Falamos de tratamento ou prevenção? Osteartrose? Deve ser prima da osteporose...

«Ponderar bem os riscos e os benefícios no tratamento com AINES (anti-inflamatórios e analgésicos opiacidos).»
Três erros de palmatória numa só frase! É obra. Gosto dos opiacidos...

«De um modo geral o agente farmacológico de primeira linha recomendado para a dor da osteartrose é o paracetamol.»
Sim sim, muito bem, isto é que era uma poupança para o SNS...

«A estimulação de uma parte do corpo quer através do calor, do frio ou da inserção de uma agulha irá reduzir mas nenhuma destas abordagens irá proporcionar a perda de cartilagens.»
Gomitar monêlhos de cavelos pela voca?

Peliteiro,   às  22:42
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Retratos da Botica 

6

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:39
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Crises humanitárias esquecidas 

Os Médicos sem fronteiras* divulgaram a lista das 10 mais importantes e esquecidas crises humanitárias. Podem conhecê-las no link anterior mas nunca é demais referi-las:

República Centro Africana
Tuberculose
Chechénia
Sri Lanka
Desnutrição
República Democrática do Congo
Somália
Colômbia
Haiti
India

*Porque não há Médicos sem fronteiras em Portugal?

Peliteiro,   às  00:07
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Nunca mais acaba? 

Então esta semana nunca mais acaba? Já não estava habituado a semanas com 5 dias de trabalho...
Já agora, e o Inverno? Nunca mais chega o tempo de praia?

Peliteiro,   às  00:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Que giros... 


Peliteiro,   às  00:01
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Inesperado? Talvez não 

Aqui na Póvoa, quando toca a obras públicas há sempre episódios inesperados:

Obras na Praça do Almada
Preço-base 1,300 milhões de euros; Cunha Duarte, SA ganha concurso com 930 mil euros.

Nada mal, nada mal. Cunha Duarte? Nunca ouvi falar... Bom preço...

Peliteiro,   às  23:42
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Desentubada 


Peliteiro,   às  23:40
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Tomem 

Medicamentos vão estar mais caros em Fevereiro e Março

Peliteiro,   às  14:00
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Embrulhem 

UE pouparia 48% se incentivasse venda de genéricos

Peliteiro,   às  13:58
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 


Quando recebi este convite pensei que era mesmo mesmo "acompanhe". Afinal é via www, aqui.

Peliteiro,   às  00:19
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

P-Cezanne 

Um projecto Europeu inovador: um dispositivo subcutâneo que monitoriza a glicémia em intervalos de 10', dispensa insulina e, inclusivamente, emite alarmes via telemóvel. Um pâncreas electrónico!

O projecto P-Cezanne está neste momento a receber contributos dos diabéticos para determinar as suas necessidades e melhorar o dispositivo. Participe também na divulgação.

Peliteiro,   às  00:16
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 9 de janeiro de 2007

Que gozo... 


Peliteiro,   às  23:46
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

Sócrates prometeu recuperar 150 mil empregos até 2009 

Yazaki Saltano dispensa 533 em Ovar

Peliteiro,   às  23:24
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Metro de Lisboa perde 440 mil euros por dia 

Metro de Lisboa: Greve na terça e quinta-feira

Peliteiro,   às  23:23
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Preço do petróleo desce 

Combustíveis aumentam 3%

Peliteiro,   às  23:22
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Vitória, vitória acabou-se a história 

Como disse, depois de quase dois anos de perseguição do Governo Sócrates/Campos às Farmácias e aos Farmacêuticos pode agora verificar-se que a montanha pariu um rato.
A blogosfera constitui um arquivo interessante das maiores variadas opiniões e bitaites. Durante dois anos, qualquer empregada doméstica ou taxista prontamente dizia umas coisas sobre medicamentos e Farmacêuticos.

Vejamos o que diziam (mas já não dizem) alguns ilustres da blogosfera:

Câmara Corporativa: textos; Blasfémias: textos; O insurgente; textos; Causa Nossa: textos; Saúde SA: textos; Arte da Fuga: textos; etc., etc..

Peliteiro,   às  23:17
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 7 de janeiro de 2007

Corpo atlético 

Não. Porto, Atlético. Isso sim era o que queria escrever. Mas estou apoplético.

É vergonhoso, inaceitável, degradante, uma amostra do pior que pode acontecer neste país, ignóbil: O Porto foi roubado!
E só uma arbitragem vergonhosa - o sistema! - é que possibilitou este episódio terrível da história do futebol Nacional. Pelo menos dois penáltis ficaram por marcar, pelo menos um vermelho ficou por mostrar, dois fora-de-jogo, e muitas mas muitas jogadas certas de golo forma descontruídas contribuindo para o desnorte da equipa Portista.
Só em Portugal!
Uma grande equipa, a melhor do país, foi afastada da taça de Portugal à custa de uma descarada operação de desequilíbrio desportivo fundada numa arbitragem mercenária.
Só em Portugal!

Reparem no pormenor, reparem que eu disse que o Porto ia ganhar o campeonato, mas não a Taça.
A Taça é uma competição sem interesse, melhor assim, ainda se aleijava alguém...

Peliteiro,   às  23:37
8  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Vitória, vitória, acabou a história 

Diz o meu filho que lá no infantário a educadora acaba as histórias em que as forças do bem derrotam as forças do mal exclamando: Vitória, vitória, acabou-se a história.

Depois de quase dois anos de perseguição do Governo Sócrates/Campos às Farmácias e aos Farmacêuticos pode agora verificar-se que a montanha pariu um rato e pode concluir-se, nesta e nesta comunicação, que finalmente haverá estabilidade no sector.

Colegas Médicos, agora parece ser a Vossa vez. Aturem esses trengos.

Peliteiro,   às  23:26
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sou um ás ao volante 

http://www.insurancehotline.com/


Os nativos de Leão conduzem com mais segurança


Ainda hoje à tarde ninguém se acreditava que eu conduzia 100.000Km sem mudar de pneus, travões ou embraiagem, que fazia médias de 7L na autoestrada a mais de 120 e que já não tenho um acidente há mais de 500.000km.

Nem de propósito, vi na televisão a explicação: um estudo de uma seguradora dá os nativos do Leão como ases do volante.

Não acredito nada nisso de signos mas há uns tipos simpáticos da Indústria Farmacêutica que às vezes visitam o blogue - não estarão interessados em patrocinar o Lisboa/Dakar de 2008?

Peliteiro,   às  23:23
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



Não será nada de novo, dantes as pessoas correspondiam-se, namoravam até, com outras pessoas que não conheciam e que muitas vezes nunca chegavam a conhecer.
A verdade é que no caso concreto da blogosfera se criam ao longo do tempo relações pessoais profundas em tudo semelhantes às que se firmam no decorrer das vivências diárias. O que é curioso, porque essas relações se estabelecem apenas pelas afinidades ou divergências de um só factor: a palavra. Um ser humano é complexo e apenas pela palavra não se pode conhecer completamente um homem ou uma mulher. Mas que outra característica define melhor esse homem ou mulher que a palavra?
Meses e meses, anos, de leitura de um blogue aproximam-nos do seu autor, tornando-o um amigo. Afeiçoamo-nos. Apercebemo-nos quando estão tristes e quando estão alegres. Partilhamos a sua dor, comovemo-nos e desejamos muita força e ânimo.

Peliteiro,   às  22:51
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 6 de janeiro de 2007

Capitulação 

Sobre o fracassado fundo financeiro do SNS, Correia de Campos dixit:

«Não estou à espera que se registe um abandono maciço do sistema de intermediação da ANF, porque compreendo que as farmácias podem ainda estar desconfiadas da capacidade de o Estado realizar esses pagamentos.»

Entrada de leão sáida de sendeiro. Podia canalizar estas verbas para pagar a outros credores do Estado; não seria tão grande a derrota...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  15:45
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

Impostos não sobem em 2007 

O Governo publicou hoje a portaria relativa ao aumento do ISP para as gasolinas e o gasóleo rodoviário em 2,5 cêntimos por litro.

Peliteiro,   às  20:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

País de marinheiros 

Anda ver meu país de Marinheiros,
O meu país das Naus, de esquadras e de frotas!
Oh as lanchas dos poveiros
A saírem a barra, entre ondas e gaivotas!
António Nobre


Portugal país de marinheiros, país da Europa, do choque tecnológico.
Grandes tretas.
Pescadores morrem a 50m da praia e não conseguem remover um barquito naufragado.
Que vergonha!

Peliteiro,   às  23:57
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Os grandes negócios de 2007 

Doze negócios escondidos
1. Clínicas à venda
A liberalização do mercado das análises clínicas, com a abertura de novos contratos entre o SNS e os prestadores destes serviços, deverá ser o negócio do ano. DE


Ó Santa ignorância! Como havemos nós de aceitar como guia, como conselheiro de negócios, um jornal económico? Ó Santa ingenuidade! Ai valha-me Nossa Senhora da Saúde. Então não querem ver que estes jornalistas do DE ainda acreditam no que vem do Ministério da Saúde. Ai, valha-me Nossa Senhora da Agonia! Isto é coisa de estagiário ou coisa combinada.
Como diria o nosso Médico explicador, «tanto dislate se ouve e lê, por vezes publicado inconscientemente, que decidi esclarecer quem me procurar»:
A liberalização das convenções dos MCD é uma farsa, de igual tamanho à evidenciada na foto à direita, é para distrair os incautos, para desviar as atenções e... fazer capas de jornais. Fica tudo na mesma, ou distribuem-se a alguns amigos.
Nossa Senhora das Dores! Não acreditem em tudo que lêem. Isto é cada uma...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:51
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

ANF contra-ataca 

Correia de Campos não leva a melhor com a ANF! Perde sempre!

Sobre a tentativa, esforçada, do Governo em acabar com a intermediação financeira da ANF escrevi «O Governo tem os trunfos todos, tem a força; a ANF tem a inteligência. Aposto na ANF!».

A resposta é brilhantemente simples, se apenas instituições bancárias podem intermediar pagamentos do SNS... Cria-se uma instituição bancária!
Ecce: Finanfarma, uma sociedade de factoring criada pela ANF para efectuar os pagamentos.

Bem precisa o Ministro de criar controvérsias para que não se veja o quão falhadito é.


Peliteiro,   às  23:18
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Geração precária 

O anúncio televisivo que neste momento mais me irrita é o da Zapp.
Lembra-me o lado pior do trabalho precário, das pessoas que precisam de aturar chefes estúpidos e, por outro lado, dos vendedores que nos incomodam, pelo marketing "agressivo", nas horas mais inconvenientes.
Um exemplo de como uma publicidade estúpida pode causar rejeição em potenciais clientes.

Peliteiro,   às  23:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Iguais a nascer, iguais a morrer 

Helena Matos: Quem terá dito ao senhor Aires de Oliveira que o gosto dele é melhor do que o daquelas pessoas que, na sua opinião, optam por "decorações excessivas"?

Ricardo: O que é impressionante é que o "monstro" vai crescendo, ganhando maiores poderes, intervindo cada vez mais fundo na vida, e até na morte, e lentamente vai anestesiando os cidadãos que já não só não reagem, como até aplaudem...a caminho da servidão!

SD: Porém, revelador desta omnipotente introdução do Estado em qualquer assunto, por muito remoto que lhe seja, é a situação, tragicómica, do novo cemitério na Póvoa de Varzim, onde, por imposição da câmara, todas as sepulturas passarão a ser tayloristicamente iguais, sem ornamentos de maior: nome do morto e jarra de flores.

Focode: Que belos tiques de ditador, que agora quer impor aquilo que as pessoas tem ou não de fazer; de facto estas atitudes ditatoriais só vem demonstrar que anos e anos de poder sempre tornam as pessoas mais ridículas aos olhos do povo. E se ninguém lá quiser enterrar os seus mortos?

Peliteiro,   às  23:05
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Pescadores 

Várias vezes escrevi aqui sobre os pescadores. Talvez porque, tantas vezes, por esta hora, aquecido pela lareira, confortavelmente sentado em frente a um computador, olho para o mar e vejo as luzes dos barcos que pescam ao largo. Imagino que seja das profissões mais duras e perigosas. Um dia gostava de acompanhar uma faina; para sentir melhor as dificuldades deste trabalho (geralmente os imigrantes desempenham as tarefas mais duras, as que ninguém quer - poucos imigrantes aceitam ser pescadores).

Nada mais posso fazer que prestar homenagem aos pescadores, em particular aos homens das Caxinas que morreram agora no mar. As autoridades responsáveis pelas condições de segurança na pesca com certeza que podem!

Peliteiro,   às  23:37
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Morte anunciada 

É por isto que não gosto de ler blogues. Pelo menos antes de escrever aqui. Há sempre alguém que se nos antecipa:

VERDADES INDISCUTÍVEIS: Nós podemos ser todos contra a pena de morte e, muito particularmente, contra certas formas da sua execução. Mas a verdade é que, num país onde esta pena existe, o que seria realmente estranho era ela não ter sido aplicada a este homem.

Peliteiro,   às  23:32
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Preço nos restaurantes aumenta 

A PJ e o Fisco detectaram 400 restaurantes que usavam um programa informático de contabilidade paralela, alegadamente criado por duas empresas da Póvoa de Varzim, para omitir a facturação real.

Peliteiro,   às  23:22
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A figura do ano 

«Acontece que, como sabem, sou muito vulnerável à beleza feminina. Todos nos sentimos indefesos contra alguma coisa, e a minha vulnerabilidade é essa.»

Philip Roth, O animal moribundo



Peliteiro,   às  22:32
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.