<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


sexta-feira, 30 de junho de 2006

Remodelação 



Quem vai querer saber da remodelação do Governo Sócrates? Nós queremos é malhar nos Englandes !



Peliteiro,   às  14:32
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Foste 


Peliteiro,   às  14:28
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 






Costumo acertar nos resultados dos jogos de futebol. No Europeu, aqui, não falhei um único. Agora, no Mundial, tenho-me esquecido de enunciar as minhas previsões; vou tentar ser mais assíduo.

Logo, a vitória será, sofrida sem dúvida, para a Alemanha, uma equipa mais fria, mais sólida, adulta; a Argentina tem uma grande equipa, mas algo imatura, inconstante, grandes jogadores, mas o treinador não me agrada.

Alemanha um dos candidatos mais firmes ao título de campeão mundial.

Peliteiro,   às  14:25
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 29 de junho de 2006



Se eu ou o ilustre leitor quiser instalar um laboratório de análises clínicas, ou uma clínica radiológica, ou fisiátrica, ou uma farmácia, é bem sabido que não o pode fazer.
Se quiser abrir um Hospital, já pode!
É verdade. Pode porque mesmo sem ter licença de instalação ninguém o incomoda, o Estado até celebra convenções, paga serviços, a entidades que não estão licenciadas.
É o que se pode ler aqui: 20 das 41 unidades privadas de saúde existentes em Portugal estão a funcionar sem licenciamento !

Por outro lado, a Entidade Reguladora da Saúde, que ninguém sabe para que serve - mas os carros com motorista e demais regalias estão lá -, quer conhecer todos os prestadores de cuidados de saúde. Para isso obriga-os a registarem-se e ... a pagar! Claro.
Poucas não serão fornecedoras do Estado, pelas convenções que lhes garantem a sobrevivência, mas pelos vistos as ARS pagam, mas não sabem a quem...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:47
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



O Governo aprovou esta quinta-feira um decreto que determina o pagamento do regime de trabalho em urgência aos médicos de acordo com o horário de cada um, ao contrário do que acontecia até agora, em que todos recebiam pela tabela máxima.

De acordo com as estimativas do executivo, o regime que agora se pretende revogar, em 2005 «e apenas nos hospitais, traduziu-se num encargo estimado em cerca de 20 milhões de euros».


Eu sabia que alguma coisa haveria de ter mudado na relação quase amorosa com o Ministro.
Bem feito !
De qualquer das maneiras este regabofe das horas extraordinárias teria que diminuir, mais tarde ou mais cedo, era insustentável; e isto não é nada, é apenas uma suave abordagem. Importa agora é distinguir os profissionais que ganham horas extraordinárias por necessidade de serviço daqueles que as ganham por necessidade deles próprios, de uma forma extraordinária.

Peliteiro,   às  23:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 28 de junho de 2006

A política é cada vez mais propaganda, é cada vez mais convencer as pessoas que tudo vai pelo melhor; mesmo quando, de facto, não vai.

Peliteiro,   às  00:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Que tal uma sardinhada, logo à noite?

Peliteiro,   às  00:12
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Que Gana... 


Peliteiro,   às  00:07
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 27 de junho de 2006

Preferidos de hoje:

Brasil e Espanha

Peliteiro,   às  14:27
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Mail gratuito? 


Não, obrigado, já tenho muitos, de graça também. Correio electrónico do Estado? Não me agrada, quero é menos Estado, daqui a pouco entram-me pela casa dentro - e não será para me dar nada, com certeza. Quanto gastaram a fazer esta inutilidade?

Peliteiro,   às  14:24
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O que mudou? 

Numa pesquisa rápida no google podem encontrar-se inúmeras frases como estas:
A Ordem dos Médicos aplaude a venda de MNSRM fora das farmácias. Público; 3/2005
Defendemos a venda de medicamentos não sujeitos a receita médica fora das farmácias. OM; 1/2006

Hoje, Pedro Nunes, na TSF, sobre a venda dos MNRM já diz coisas como: ninguém sabe nem quer saber das vantagens e desvantagens, que ninguém ganhou com a liberalização e que a concorrência não vale quando uma das partes é o cidadão desprotegido. Vale a pena ouvir:

Peliteiro,   às  00:18
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 26 de junho de 2006

Os Portistas e Scolari 

Muitos me perguntam: então agora o Scolari já é bom treinador?
Bom, eu nunca disse que Scolari era mau treinador, o que disse é que não gosto da personagem, que é teimoso, prepotente e arrogante, que os seus critérios de selecção são altamente discutíveis e que, por tudo isto, depende, mais que o habitual, dos resultados que deverá apresentar.
Resumindo, se Scolari ganhar à Inglaterra é um bom treinador, se ganhar ao Brasil é muito bom; se perder é, já, um treinador bastante bom.
Os Portistas serão os primeiros a tirar o chapéu a Scolari - é que os Portistas, ao contrário de adeptos de outros clubes, estão habituados a reconhecer objectivamente o valor, a respeitar e admirar aqueles que conseguem resultados. Ou não.

Peliteiro,   às  23:32
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Anti-stress 

Passei o fim de semana à catanada e à sacholada às silvas, aos fetos, às dedaleiras e às giestas que ameaçavam sufocar, pela concorrência desleal, os meus pilriteiros e piroliteiros.
Hoje estou com o esqueleto moído; mas sinto-me bem, espírito aliviado, qual Abel Mateus da flora nativa.

No que respeita à concorrência das auto-estradas, seria bom que ficasse claro que o principal prejuízo para os consumidores não advém da concentração no controlo da A1 e da A8, mas antes da incapacidade de concorrência da EN1. Há quantos anos não faz Lisboa-Porto pela EN1? Ninguém aguenta o stress, portanto todos são obrigados a pagar a portagem! Essa é a verdadeira questão.

Peliteiro,   às  14:32
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



Se estudou na Universidade de Coimbra, registe-se na rede de antigos estudantes: Encontros.


Peliteiro,   às  14:28
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

1% pagam 23% do IRS 

Sabemos que esses 1% de contribuintes não são necessariamente os que ganham mais. Mas pagam. E se pagam no IRS, provavelmente pagarão também, muito, em outros impostos, desde IMI e Segurança Social até, porque "esgravatam que se fartam" imposto sobre combustíveis e imposto automóvel.
A solariedade social é um dos princípios unanimemente aceites no pagamento de impostos. Mas também, assim, é de mais! Em Portugal são sempre os mesmos a arcar com a responsabilidade de pagar a factura.
E a tendência é conhecida, os que mais pagam, pagarão cada vez mais.
De pensar nisto fico nervoso, deixa-me cá contribuir para os cofres do Estado: imposto sobre o tabaco.

Peliteiro,   às  00:16
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O vento passa mas o mar fica 

As "bandeiras" do Póvoa Semanário são uma das peças jornalísticas com maior impacto aqui na terra.
Volta e meia a blogosfera, ou quem por lá escreve, leva com uma bandeira vermelha, o que revela uma certa animosidade dos jornalistas.

Esta semana tivemos a Blogorreia, uma crítica dura, mas que a mim me parece ter alguma justiça. Os blogues chegaram tarde e à Póvoa e, com a excepção de dois ou três, são fracos. Os comentários são ainda piores, uma lástima.

Porquê? A resposta será complexa, mas presumo que um bom indício será o anonimato de quase todos os autores e comentadores. Numa terra pequena, governada por caciques nem todos se podem dar ao luxo de afrontar o poder.
Não faltará gente com capacidade de produzir textos com qualidade e temas não faltam. Será uma questão de tempo. Com bandeiras ou sem bandeiras, goste-se ou não a blogosfera veio para ficar, em todo o mundo - na Póvoa com certeza que também.

Peliteiro,   às  00:01
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 25 de junho de 2006





Tenho visto os jogos de Portugal sózinho. Consegue-se uma maior atenção ao fluxo de jogo, aos pormenores. E, nesta fase do campeonato, os pormenores são o mais importante.

Gostei da equipa, sobretudo, não consigo destacar nenhum jogador em particular, o que quer dizer que gostei do treinador - o que não significa que retire o que tenho dito aqui sobre Scolari.

O treinador foi muito amador; o seu trabalho também não se revelou nada fácil, convenhamos; mas num Mundial seria de esperar melhor. Não entendi a expulsão de Deco; mas naquela altura, essa decisão polémica, errada julgo, podia ter comprometido irremediavelmente o desenlace do jogo.

Não foi um bom jogo. Mas perdurará na memória, por muito tempo, pela sua emotividade.



Já passou, venham os próximos que até os crucificamos:

Peliteiro,   às  22:50
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Portugal 1 - Holanda 0 

Esta é a minha previsão para logo. Será um jogo renhido, muito disputado, Portugal ganhará, aposto, mas "à rasquinha", pela diferença mínima, por um golito.

Peliteiro,   às  10:33
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 23 de junho de 2006

Fusão entre PSP e GNR 

E a AdC não levantará problemas?

Peliteiro,   às  14:45
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 21 de junho de 2006

Inveja 

Não vi o jogo.
Roído de inveja dos imensos trabalhadores que se baldaram hoje à tarde, não posso deixar de expressar a minha perplexidade pela capacidade que um país, supostamente em crise, revela de abdicar do seu esforço de trabalho. Depois de uma semana de pontes, pouco antes de o país entrar em "ponto morto" por um período alargado de férias, milhares e milhares de pessoas puderam ver um jogo de futebol, num dia de semana.
Vi agora, praças repletas de gente ataviada a preceito para o evento. Inacreditável.
Mais inacreditável ainda quando se sabe que a esmagadora maioria não liga pevas ao futebol, não percebe nada de futebol, não vê regularmente futebol, apenas integrando uma movimentação forte de massas, uma espécie de fenómeno de entusiasmo colectivo.

Enfim, já admiti no início que era inveja, mas que qualquer coisa aqui está errada, e não só em Portugal, ai isso está.

Peliteiro,   às  23:43
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 20 de junho de 2006



O Observatório Português dos sistemas de saúde publicou hoje o Relatório da Primavera 2006 - Um Ano de Governação em Saúde: Sentidos e Significados.

Inesperadamente - num país com tantos e tão importantes problemas na área da saúde - o tema que fez manchete em todos os jornais e justificou intervenções do próprio Ministro foi o preço das pastilhas!

É óbvio que os preços dos mnsrm, quando comparados com os preços limitados pelo Estado, aumentaram e continuarão a aumentar.
É óbvio que a liberalização da propriedade da Farmácia, a concretizar-se, não trará nenhuma vantagem para o comum dos cidadãos e que não passa de um frete político sei eu lá a quem.

O que não é óbvio é o que está este Governo e este Ministro a fazer no que respeita aos 260.000 doentes em lista de espera nos Hospitais, aos incontáveis doentes em espera para esta lista de espera, aos milhões sem médico de família, aos muitos que não tem dinheiro para comprar os medicamentos que lhes foram prescritos e que - dependendo do médico - lhes são necessários.
O que não é óbvio é o que pensa este Governo e este Ministro sobre a Reforma dos cuidados primários, os Cuidados continuados, Os SAP que encerram e as UBU que não abrem, a regulação da saúde, os modelo de financiamento, as Transformações jurídicas em hospitais e as Parcerias público-privado, ou sequer sobre a Reorganização estrutural do Ministério da Saúde e o Plano Nacional de Saúde.

Resumindo, mais uma exercício de distracção para a incompetência e o desgoverno. Já vamos estando habituados a esta propaganda. Um dia destes os Portugueses "abrirão os olhos".

Peliteiro,   às  23:48
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 






Não li ainda, mas hei-de ler, porque é com certeza um bom livro. Do meu Colega - primeiro - e Professor - depois, já eu Licenciado - Profº Dr. Batel Marques; conhecido do grande público por ter enfrentado com mui valor e honra uma turba de "especialistas" e "dignatários" num célebre "Prós e Contras".

Peliteiro,   às  23:39
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 19 de junho de 2006

Cota? 

Espaços saúde vão ter saldos de medicamentos

«Os medicamentos vendidos sem receita médica vão ter técnicas promocionais típicas de bens de grande consumo, como refrigerantes ou champôs.
...
Na segunda-feira o Grupo Cota abre a maior rede de lojas (30) de automedicação do país.»

Expresso


Grupo Cota? Quem são estes?

Se o google não engana, o Grupo Cota dedica-se às seguintes actividades:

«Agência de câmbios; transferências rápidas de dinheiro; agência de viagens; mercado de capitais e engenharia financeira; lotarias e apostas mútuas; telecomunicações e informática; venda de bilhetes, nomeadamente de espectáculos e de futebol; mediação de seguros; e a partir de 2005 constitui a CotaPharma, empresa que iniciará as actividades em princípios de 2006 na área de venda de produtos farmacêuticos e medicamentos não sujeitos a receita médica.»

Cito e não comento!

Peliteiro,   às  14:22
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 18 de junho de 2006

Amigos, inimigos e hipocrisias 

Um amigo é um amigo, um inimigo é um inimigo; convém saber distinguir. Perdoar sim, mas não facilmente; e nunca esquecer. Quem não reconhece os inimigos dificilmente será capaz de merecer os bons amigos.

No Expresso desta semana é publicada uma "carta aberta dos Bastonários das Ordens do sector da saúde".

Ora, que fique bem claro, a Ordem dos Médicos é inimiga dos Farmacêuticos!

Desde os tempos do estúpido Miguel Leão, da secção regional Norte, que a Ordem dos Médicos (OM) sistematicamente ataca a profissão Farmacêutica, tentando menorizá-la na "guerra dos genéricos", tentando diminuir a sua importância como prestador de cuidados de saúde, numa colagem nítida, subserviente ao poder político, em forma de moeda de troca para a manutenção de privilégios. Foi a OM, por intermédio de Pedro Nunes, que deu o "aval técnico" que permitiu a promoção de saldos de medicamentos que hoje estamos em vias de assistir e foi também esta mesma OM e este mesmo Pedro Nunes que aplaudiu, anuindo, o assassinato do exercício Farmacêutico enquanto profissão liberal, transformando-o num mero exercício ao serviço do lucro comercial.
A OM não tem respeitado os Farmacêuticos, não os considera como aliados na promoção da saúde pública, não os valoriza como capazes de complementar o trabalho dos seus associados, hostiliza-os deliberadamente e refere-os como meros mercadores. Portanto a OM é um inimigo bem definido e como tal deve ser tratada por todos os Farmacêuticos.
Não se compreende então como assina uma carta conjunta com a Ordem dos Farmacêuticos, pejorando a AdC e as políticas de saúde enviesadas deste Governo. Só se for por oportunismo e hipocrisia - acredito que sim.

Peliteiro,   às  22:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Lisboa-jantar-Porto 

Já relevante é a discussão subordinada ao tema: onde parar para jantar na viagem Lisboa-Porto?

Aqueles que não abdicam da sua viatura para se deslocarem a Lisboa, vêem-se sempre confrontados com esta importante questão. Várias alternativas se colocam, darei aqui conta da minha mais recente experiência e pedem-se contributos para a caixa de comentários.

Saindo do Porto ao fim da tarde a opção mais evidente será a saída na Mealhada, elegendo como inimigo o incontornável leitão. O que leva a uma outra clássica contenda: onde está o melhor dos leitões da Bairrada? Não tenho nenhum trunfo escondido na manga; Pedro, Meta ou Vidal? Este fica à desamão e é irregular; Pedro ou Meta?
Preferimos a Meta, não havendo memória de passados êxtases, nunca é mau, muito regular portanto, nunca desilude e é rápido, o que se adequa a quem viaja.
Já lá não iamos há muito e, desta vez, desiludiu. Logo no pão, agora pior do que o que se pode provar na Flor do Ave, na Trofa. Depois a espera, inusitada. Depois o serviço, gente nova na casa, mascando chiclete, pouco eficiente; faz falta a patroa ao balcão, como dantes. O bácoro estava razoável, nada de especial, mas não conseguindo limpar o amargo de boca do primeiro contacto. Na próxima iremos ao Pedro.

Como é sabido, a primeira coisa que um Minhoto faz quando se livra das tarefas em Lisboa é procurar a estrada e rumar a Norte. Marrazes, Tromba Rija, julgo que agora não está aberto todos os dias, não vale a pena arriscar; Fátima, Tia Alice, ainda é cedo, pesado de mais, talvez. Que tal a Costa Nova? Temos a Marisqueira, o Clube de Vela ou o Tubarão.
Preferimos o restaurante A praia do Tubarão, calmo e acolhedor, cozinha extremosa, sem devaneios, Portuguesa mesmo. O ensopado de rodovalho é divinal; de uma simplicidade divinal, tão simples que talvez até eu o conseguisse cozinhar assim. Mas tão bom, um regalo! Umas batatas a lembrar caraya, alternadas com raros bagos de pimenta, acompanhando um rodovalho alvo e saboroso e um rosé fresco e suave. No fim, um breve passeio para ajudar a digestão, admirar a linda paisagem, esquecendo o bulício da capital. Este A praia do tubarão, continua nos Favoritos; recomenda-se.

Peliteiro,   às  15:34
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A rota francesinha 

Na "Dia D" fazem uma adaptação, com piada, da famosa matriz BCG, onde em vez de se classificarem os produtos como "estrelas" ou "vacas leiteiras" se classificam acontecimentos como patéticos/brilhantes e irrelevantes/relevantes.

Nada melhor que esta matriz para classificar o evento que neste momento a Câmara da Póvoa está a promover: Na rota da francesinha Poveira; obviamente no quadrante do patético e do irrelevante! Claramente um desperdício de meios e recursos por uma autarquia que não sabe, objectivamente, quais são as suas funções.

Mas já agora, para indicação dos ilustres leitores, não poderia deixar de indicar dois locais - que julgo nem constem na Rota - onde se podem degustar estes petiscos: o mais famoso e o melhor.

O mais famoso é o "Manjar das Francesinhas", mais conhecido por "Mata", ali para Amorim. Há muito tempo atrás, quando instalado em A-ver-o-mar, era paragem obrigatória no fim de um bom dia de praia; ganhou nome e abundante clientela. Mudou-se para os arredores, quem sabe porquê, e os clientes acompanharam-no. Eu não. As francesinhas são boas, os finos também, mas o serviço é atabernado, barulhento, apressado, impessoal. Como cliente, gosto de ser mimado, atendido com calma e paciência, por isso nunca lá vou, nem aconselho que vão.

O melhor, para mim, é o "Mostarda", mais conhecido como o "bar do Toni", na praceta. Não sei se as francesinhas são à Poveira ou não, mas são muito boas; boa matéria-prima, queijo de qualidade, pão estaladiço, cerveja excelente e um serviço realmente aprimorado, simpático e profissional, mesmo nos meses mais agitados de Verão.

Então, resumindo, se vier à Póvoa e lhe apetecer uma francesinha não perca tempo nem vá em "Rotas", vá ao Toni e delicie-se.

Peliteiro,   às  14:49
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 17 de junho de 2006

Quem precisa da TV Sport? 

Se na TV Cabo não é possível ver o mundial de futebol, valha-nos a www. Não é um wide screen mas vê-se perfeitamente: viidoo.com.

Peliteiro,   às  19:27
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Irão 

Bom jogo, boa equipa, vencemos claramente, apesar de tudo - e muito embora o Irão não seja uma estrela de primeiro plano - parabéns a Scolari.

Peliteiro,   às  16:12
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 16 de junho de 2006


Peliteiro,   às  23:01
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 15 de junho de 2006

Afinal hoje é feriado porquê? Sabem? E amanhã todos fazem ponte? Vão trabalhar, malandros!

Peliteiro,   às  17:53
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 13 de junho de 2006

Tempo e modo 

Hoje, no Porto, ao fim da tarde, num semáforo, parei ao lado de um autocarro. Lá dentro gente com ar cansado de um longo e duro dia de trabalho.

Lembrei-me - memórias de infância - do ar cansado dos trabalhadores da fábrica lá na aldeia, ao fim do dia, no caminho para casa, calados, caminhando em grupo mas calados, inexpressivos, coisa que a mim - entre brincadeiras e correrias - muita estranheza me causava.
Mais tarde, via esses mesmos operários regressarem a casa não a pé mas de "carreira" fretada pelos "patrões", confortavelmente sentados - conquista do sindicato - mas na mesma calados, taciturnos, cansados.
Depois de carro, mais alegres e mais descansados.
Agora já não regressam a casa no fim da jorna - estão quase todos no desemprego.

Peliteiro,   às  22:52
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



O portal das Ciências Farmacêuticas: FARMAC1A.COM. Um projecto promissor.

Peliteiro,   às  22:41
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Elvas encerra Maternidade 

Grávida de Elvas perde filho a caminho de Portalegre

Peliteiro,   às  22:37
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Protesto ! 

Pelo Jocapoga soube da "carta aberta à TV Cabo" relativa às transmissões do mundial de futebol, em que se diz «é um problema que não nos diz respeito e que tem de ser resolvido entre os Canais (M6, RTL) a SportTV e a TV Cabo, pagamos mensalmente o número de canais que constam no contrato e são aqueles os canais e não outros». Diz ainda mais coisas mas não li com atenção, hoje não vi o Brasil e esta frase é quanto me basta: já assinei e divulgo para que todos assinem também, AQUI!

Peliteiro,   às  22:35
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 12 de junho de 2006

Televisões 

Quando contratei com a TV Cabo não me lembro de ler nenhumas letras miudinhas dizendo que por alturas do campeonato mundial os canais que me dispunha a pagar mensalmente seriam apagados quando as suas transmissões coincidissem com as da Sport TV. Um dia, não muito longínquo, pressinto, só não pagaremos as emissões de televisão que ninguém quer ver. Os filmes, o desporto, os canais infantis, os adultos, as notícias, a missa, tudo será pago, restando-nos então uma espécie de Canal Memória, mas para mais fraco.
O que não falta é imaginação para nos obrigar a pagar. Por outro lado, o que não parece também faltar é imaginação para transformar a nossa visão num modo de ganhar dinheiro; não falo apenas da publicidade, essa relativamente inócua, digo eu, mas das mil e umas formas usadas para formatar a nossa maneira de ver o que nos rodeia, para moldar as nossas opiniões, os nossos gostos. A liberdade de imprensa transformada numa máquina de propaganda (como diria o Carrilho).

Felizmente as tecnologias têm proporcionado caminhos de fuga para a omnipotência dos meios de comunicação tradicionais. Vem aí as televisões digitais, em breve serão uma presença forte do nosso quotidiano, livres e independentes, permitindo-nos escolher quando e o que queremos ver a dado momento.

Não está muito longe esse momento; por exemplo, imaginem que em vez de estarem a ler estes escritos aborrecidos, podiam escolher ver-me e ouvir-me a dizer umas trenguices. Fácil, vão à Nortugal.Info e divirtam-se.

Peliteiro,   às  23:43
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 11 de junho de 2006

Não foi mau 


Durante 90 minutos tivemos descanso; deixamos de ouvir falar do mundial, de assistir a reportagens parvas, entrevistas estúpidas* e anúncios repetidos. Durante 90 minutos, aliviados, vimos futebol. Não do muito bom, mas enfim, com este seleccionador, foi razoável, não foi nada mau - e 3 pontos já ninguém nos tira.

Melhor jogador: Luís Figo
Pior jogador: Simão Sabrosa

Esquisito é ver a selecção na SIC, não liga bem; nos velhos tempos, mesmo a preto e branco, estávamos habituados a ver os grandes acontecimentos no canal do Estado. Agora não. Sinais dos tempos. Este é apenas mais um sinal que a RTP não utiliza os nossos impostos para serviço público nenhum. Além do mais, mal descobriram que no M6 também podíamos ver a bola, apagaram o canal obrigando-nos à ditadura da TV Sport.

* Esta não é para ti Zé (nunca pensei que soubesses dondés Colónia) nem para ti Tó, o teu filho até falou muito bem...

Peliteiro,   às  22:27
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 4 de junho de 2006

.


Em greve !





O autor deste blogue, desiludido com as decisões e indecisões políticas relativas à sua profissão, explicadas nos 3 textos anteriores e também neste, inicia hoje uma greve que se prolongará até que a vontade de escrevinhar se sobreponha ao asco que sente pela situação a que este país chegou.

Peliteiro,   às  23:41
25  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Um país a fingir 

Em Portugal não faltam leis bem intencionadas. A sua aplicação é que é mais difícil. Fazem-se leis e depois não são cumpridas nem por quem as faz.

Um bom exemplo é o das Farmácias. A legislação actual determina que «A capitação por cada uma das farmácias que ficam a existir no concelho não será inferior a 4000 habitantes, devidamente actualizado pelo último recenseamento eleitoral, multiplicado pelo factor 1,2.». Ora, pelas minhas contas, e na vizinhança, há actualmente um défice de 6 Farmácias na Maia, 9 em Gaia, 6 em Matosinhos, 2 em Barcelos, 4 em Famalicão, 3 em Braga e 6 em Guimarães! Ou seja, pela amostra, em Portugal haverá neste momento, com a actual legislação em vigor, um défice de perto de 300 Farmácias!
Curiosamente, Correia de Campos, não abriu um único concurso para instalação de novas Farmácias. Nem um!

No entanto, com aparato e circunstância, Sócrates anunciou ao país uma revolução que passava pela abertura de 300 novas Farmácias. Como é fácil enganar todo o mundo; até Marques Mendes aplaudiu. Se a instalação de novas Farmácias continuar a ser iniciativa do Estado, essas tais 300 abrirão lá para...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:02
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Um país adiado 

Em Portugal nada muda. Decisões são constantemente adiadas, faz-se mas não se faz, parece que se faz mas fica tudo na mesma, é amanhã, é depois, é quando Deus quiser.

Um bom exemplo é o das Farmácias. Há mais de um ano que se falava que surgiria uma nova "lei das Farmácias"; que seria aplicada já no início do segundo semestre...

Vamos a ver e apresentam-nos um pacote vago de intenções que a correr bem estará definido e aprovado daqui a um ano. A correr mal não se sabe....

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:57
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Um país à deriva 

Esperar-se-ia que numa iniciativa legislativa relativa a Farmácias e medicamentos o interesse das populações prevalecesse sobre tudo. As questões de Saúde - segundo todos os políticos - são muito importantes.

A "revolução nas Farmácias" recentemente anunciada por Sócrates foca-se apenas numa variável: a liberalização da propriedade. Tudo o resto é folclore, minudências ou engano - pouco muda. Não se discutiu Saúde, discutiu-se comércio.
Correia de Campos sempre disse que a liberalização da propriedade não era prioritária e nem sequer fazia parte do Programa de Governo.
Quais as vantagens, para o comum dos Portugueses, em se tornar possível, legalmente, adquirir um estabelecimento de Farmácia?

Serão estas as questões prioritárias na assistência Farmacêutica? Serão estas as questões prioritárias na Saúde? Então porquê tanto foguetório e tanta propaganda?
Entretanto, o país degrada-se, afunda-se, apodrece!

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:47
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



Notícia de última hora:
A equipa dos mais pequenos do Varzim SC deslocou-se este fim de semana a França, onde venceu o torneio organizado pelo AS Bayard.
Uma época brilhante para a rapaziada, que este ano se classificou em 2º lugar no campeonato respectivo, logo atrás do FC Porto. Parabéns Varzim.

Peliteiro,   às  22:31
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 


Peliteiro,   às  15:01
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.