<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Fusão dá origem ao maior grupo de análises clínicas na Europa 

«A união da empresa General Lab e da francesa Labco vai dar origem ao maior grupo de laboratórios de análises clínicas na Europa.
Em Portugal, a General Lab detém seis laboratórios e factura 3,5 milhões de euros.
»


O que dirá disto a Autoridade da Concorrência? E o Ministério da Saúde? E a Entidade Reguladora da Saúde?

Noto que estas questões se relacionam com as etiquetas "O absurdo das convenções" e "O lóbi da diálise".
Recordo que estas questões também se relacionam com declarações oficiais incumpridas:
«Vamos abrir novas convenções dentro de meses, porque a situação actual é insustentável», disse Francisco Ramos em 16/11/2006.
«As convenções estão fechados desde 1998. Estes concursos vão reabrir até ao final do ano», garante o Ministério da Saúde em 19/7/2007.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  14:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Saco de gatos 

Nada como uma boa discussão. No Saúde SA sobre já nem sei bem o quê.

Peliteiro,   às  23:22
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Falaram em liberalização? 

«Primeiras farmácias de não-farmacêuticos só em 2009.
As primeiras farmácias criadas à luz da nova lei que liberaliza a propriedade só surgirão em 2009»

Desde 2005 que não abre uma única Farmácia em Portugal. Em 2009 logo se verá.
Palavras para quê?

Etiquetas:


Peliteiro,   às  12:18
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Iníqua mas inócua 

Hoje, com a entrada em vigor do Decreto Lei n.º 307/2007, a propriedade da Farmácia em Portugal deixará de ser indissociável da Direcção Técnica. Não há liberalização da propriedade, porque continua a haver restrições, mas deixa de ser obrigatório ser Farmacêutico para poder ser proprietário.
Um retrocesso que nos remete aos anos 60 e nos afasta de muitos dos países europeus desenvolvidos mais próximos.
Esta é uma legislação iníqua nas intenções (destina-se a ferir a dignidade profissional de uma classe por revanchismo político) mas relativamente inócua nos seus efeitos (pode prever-se uma degradação progressiva da qualidade do serviço pela mercantilização da actividade.

Para os Farmacêuticos proprietários ou empregados, da Farmácia comunitária ou hospitalar, das análises clínicas, hidrológicas ou bromatológicas, da indústria farmacêutica ou da distribuição, do ensino ou da investigação, é um dia triste.

Para si, caro leitor não farmacêutico, nada muda. Este é o ponto.

Como diria Dante, «tu que és sábio, entendes bem o que eu exprimo mal».

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:07
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Papa apela à objecção de consciência dos farmacêuticos 

O Papa Bento XVI apelou esta segunda-feira à objecção de consciência dos farmacêuticos no que diz respeito à venda de medicamentos utilizados para fazer abortos e para cometer eutanásia.

Peliteiro,   às  23:26
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Publique as contas 

Engraçado este debate Ulrich / Berardo.
:-)

Peliteiro,   às  23:07
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Caminhe e fotografe 



Caminhe e fotografe no belíssimo Trilho dos Moínhos, em S.ª Isabel (fotografia como link para inscrições e mais pormenores).
Organização conjunta da Câmara Municipal de Terras de Bouro e da Turel – Turismo Cultural e Religioso teremos no dia 10 de Novembro de manhã uma caminhada em montanha e um concurso de fotografia, que "visa promover e divulgar o vasto património natural e cultural do Concelho".

À tarde, em minha casa, a 5Km dali, o Pimentel oferece as castanhas (ele ainda não sabe) e eu o verde tinto (a Luísa também não).
Apareçam (avisem-me para eles poderem gerir os stocks).

Peliteiro,   às  22:49
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

mal se liberalizem as Farmácias... 



Entrámos numa loja para fazer umas compras. Eu até estava distraído a olhar para uns expositores, quando no meio da conversa com o empregado, a propósito do negócio, da crise, ele diz qualquer coisa como:
- Isto não está mau de todo mas isto também não é nenhuma Farmácia...
- Ai sim - digo eu - então porquê?
- Ha, porque as Farmácias são um monopólio e coisa e tal, e são uma mina, e estão sempre cheias, e os medicamentos são caros, e são todos ricos, patati, patatá.
- Devia ter tirado o curso de Farmácia então...
- Ha, porque eu só tenho a 4ª classe (e tenho ganho uns cobres, tresando sucesso, vou de férias para Benidorm, estou contente comigo mesmo, como se vê neste meu ar de parvo) e mal se liberalizem as Farmácias eu e os meus irmãos vamos abrir 3.
Entretanto um amigo que estava comigo interviu e diz: sabia que este senhor é Farmacêutico?
- Ha, não sabia, conheço muitos Farmacêuticos, conheço uma senhora que tem 8 Farmácias em Braga e outra que "passou" uma em Lisboa por 1.500.000 euros, veja lá, mais que o preço de um prédio, patati, patatá.
- Conhece o quê em Braga, é mentira, e 1 milhão, em Lisboa, vale qualquer chafarica...

Ainda esbocei, irritado, uns argumentos, desajustados reconheço, mas concluí que não valia a pena.



Amanhã passa a ser quase livre a propriedade de Farmácia.

Em 2005 relatei aqui esta conversa com um comerciante cá da Póvoa. Lembrei-me dele agora, armado em rico homem de negócios. É claro que o "mal se liberalizem as Farmácias eu e os meus irmãos vamos abrir 3" não é amanhã e é claro que ter uma Farmácia continua a não ser para o bico dele.
Nunca mais fui à loja dele, mas vou deixar passar uns tempos e vou entrar na loja e perguntar-lhe: "atão, já comprou as Farmácias?", terminando com uma sonora gargalhada que significa "ó palhaço".

Peliteiro,   às  22:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 28 de outubro de 2007

Impressões de Miranda do Douro 

Usando o trenguices como janela*




Ver mais fotos

* Expressão copiada do Abrupto, claro.

Peliteiro,   às  22:47
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

poeira 

Polémica nos blogues da "Frente de blogues de saúde", aqui, aqui e aqui, por causa da venda de medicamentos para o SIDA e cancro nas farmácias, desencadeada pelo controverso artigo do DE da semana passada.

Curiosamente, sobre isto já me pronunciei em Outubro de 2006 ! E não me parece haver nada a acrescentar...

Peliteiro,   às  20:51
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Carácter 

A atitude deste Sócrates diz tudo.

Peliteiro,   às  20:47
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 27 de outubro de 2007

Altos baixos 


João Garcia, nos "Altos e baixos" do Expresso, coloca Correia de Campos nos "Altos".
Porque «na concessão de novas explorações é preterido quem já está no sector».

Ora não é bem assim. Basta, por exemplo, que quem esteja no sector seja casado em comunhão de adquiridos com quem não esteja. Obstáculo simples de ultrapassar pela imaginação portuguesa.

Mas a distinção ao Ministro da Saúde é disparatada sobretudo porque não cuida de saber por quem é que "é preterido quem já está no sector".
Eu digo-lhe João Garcia: é preterido por um tipo qualquer que tenha o dinheiro e a sorte suficiente para ganhar um sorteio. Se isto é um bom princípio para uma "reforma", então estamos conversados.

Peliteiro,   às  15:34
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Jornalistas vendilhões 

«Os jornalistas deturpam a realidade e exercem uma pressão indirecta que favorece quem quer vender equipamentos ao Ministério da Saúde.
Há muito quem tente vender equipamentos ligados à Saúde e, diz o ministro, a melhor forma de o fazer é vender a ideia de que algo está mal. Tem sido esse o papel dos jornalistas.
» Correia de Campos

Peliteiro,   às  15:01
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Será do guaraná? 

Geograficamente ninguém distingue a Póvoa de Varzim de Vila do Conde. Só o clientelismo político justifica a existência de dois diferentes municípios.

A Póvoa teve direito a 100 mil euros ao abrigo do PIDDAC. Já Vila do Conde arrecada mais de dois milhões e 600 mil euros.

Será porque a Póvoa tem uma Câmara PSD e Vila do Conde tem uma Câmara PS? Claro que sim; isto não é um país, é uma "choldra ingovernável"!


______________________________
O Porto Canal vai dedicar um dos seus programas à Póvoa de Varzim. "Pontos Cardeais" é emitido semanalmente e mostra as principais actividades económicas, bem como os principais pontos de atracção turística das cidades portuguesas. O programa vai ser emitido no sábado, 27 de Outubro, às 9h30, no domingo, 28 de Outubro, às 17h00, quarta-feira, 31 de Outubro, às 00h30, e quinta-feira, 1 de Novembro, às 14h00.

Peliteiro,   às  13:56
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

BET and WIN 

uma "mina de ouro"


Afinal a jornalista do DN, Rute Araújo, leu a parte mais absurda "do projecto de regulamentação, que já foi comunicado aos parceiros do sector":
As novas Farmácias que eventualmente venham a abrir neste país serão atribuídas...

... por sorteio !!!

Sairão na Farinha Amparo !!!

Fantástico ! Inacreditável ! Insólito ! Bizarro !

Um estabelecimento de saúde, na era do conhecimento, com um valor de milhões de euros, tem a sua abertura regulada... por uma lotaria! Não posso acreditar que isto seja aprovado por um Governo de um país da Europa; é mau de mais para ser verdade!

Só não concorrem 10 milhões de Portugueses e mais uns 2 milhões de Espanhóis e mais 1 milhão de Franceses, Italianos, Polacos, Checos e Eslovacos porque para se concorrer - o valor da jogada, a aposta -, é preciso pagar bem e portanto só os ricos ou as empresas - que podem deduzir fiscalmente a despesa - poderão concorrer repetidamente e criar as probabilidades suficientes para ganhar.

Admito que é difícil estabelecer critérios neste novo cenário legislativo - mesmo os actuais critérios contêm absurdos: é a única profissão em que é valorizada a inexperiência dos jovens - mas esta solução de Correia de Campos é uma palhaçada inimaginável.

fotografia de Paulo Calafate
_____________

A Expressão "Mina de ouro" foi usada como título de um texto sobre propriedade e abertura de Farmácias por Vital Moreira num artigo, salvo erro, do PÚBLICO de Fevereiro de 2004. Não encontrei o texto no "A Aba da Causa". Infeliz coincidência.
A propósito, o que pensará o Prof.º Vital Moreira de tudo isto? Vou perguntar-lhe.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:20
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Blogues a seguir: 

Bússola e
gattopardo.

Peliteiro,   às  22:17
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Prioridade para não farmacêuticos 


«O Ministério da Saúde quer dar preferência aos não farmacêuticos na abertura de novas farmácias»

O país está doido! Por acaso não é tanto assim, a notícia não merece o destaque que teve, manchete do DN, a não ser pelo insólito dos critérios de Correia de Campos.
Na prática esta pretensão legal não produzirá efeitos: eu sou farmacêutico mas a minha mulher não é, nem os meus filhos e herdeiros, nem os meus pais... Certo?
Isto é só fingimento e poeira, é só para dar ideia que se afrontam os lóbis.

O que a jornalista não leu de interessante e absurdo "no projecto de regulamentação, que já foi comunicado aos parceiros do sector" (que eu não chapo aqui porque tenho medo de ter problemas) relaciona-se com este meu postal. Isto sim é que é uma bizarria.

Peliteiro,   às  23:37
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Missa de 7º dia 

Assisti hoje, durante todo o dia, na Assembleia da República, a um colóquio sobre o "Enquadramento da actividade Farmacêutica", organizado pela Comissão Parlamentar de Saúde.
O Decreto-Lei do novo regime jurídico Farmacêutico entra em vigor de hoje a oito dias. Em Portugal faz-se tudo ao contrário: o legislador primeiro decide e depois permite discutir sobre o facto consumado. Uma autêntica "missa de 7º dia", portanto, usando uma expressão de um colega presente.

Nada de muito novo, como aliás já esperava, de modo que apenas algumas notas breves:
  • Um destaque pela positiva para Bernardino Soares, o único deputado que sabe do que fala e percebe o que está em causa, o único que evidencia estar bem preparado para discutir um tema tão importante;
  • Um destaque pela negativa para Pitta Barros, guest star, pela forma ligeira, talvez irresponsável, como abordou a temática, com argumentos irreais, pouco rigorosos, próprios de alguém que tem um conhecimento meramente livresco da sociedade;

Enfim, continuo sem vislumbrar uma única vantagem para o país decorrente da parcial liberalização da propriedade de Farmácia imposta pelos Socialistas. Mesmo que elas nunca se venham a verificar, dificilmente haverá um retrocesso legislativo, creio, pois o nosso sistema político tem muito má memória e os erros são para esquecer.

Para ver ou guardar - para mais tarde recordar - algumas fotografias do evento carregue aqui ou nesta fotografia:

Assembleia da República

Peliteiro,   às  23:38
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Pode confiar? 


Na protoblogosfera, em 2003, envolvi-me em grandes discussões sobre os genéricos, a sua eficácia e segurança, as razões da sua modesta quota de mercado entre nós, etc. etc..
Nesses tempos a blogosfera era mais animada, digo eu, e mesmo oferecendo bengaladas e porradas uns aos outros acabávamos quase sempre por ficar amigos.

Muita coisa mudou entretanto. Hoje os genéricos já não fazem parte de uma espécie de terapia para pobres e desvalidos, medicamentos de segunda.
No entanto alguns sinais de preocupação se podem começar a distinguir: existem 319 apresentações de Sinvastatina, 241 de Amlodipina, 237 de Risperidona...
Num país pequeno, em Portugal, haver um medicamento que se apresenta sob mais de 300 marcas diferentes não se pode dizer que seja um bom presságio. Diz o primário bom senso, face a estes números, que nem tudo pode estar bem.

Há que ficar atento a esta situação. Talvez também tentar reatar as discussões - e as bengaladas.

Peliteiro,   às  13:31
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Coisas estranhas 

Nos últimos anos não tem sido anormal os incêndios fora de época na zona do Gerês. Este fim-de-semana houve um no Parque Nacional, no mês passado soube de dois outros, já fora dos limites do Parque, mas lá perto; um destes últimos anos lembro-me até de um incêndio em Dezembro!
Estranho!
Talvez por só haver vigilantes em pleno Verão. Realmente não os tenho visto.
Apenas camiões de madeireiros...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  13:23
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Criando segurança 

A UDC, de Christoph Blocher, venceu ontem as eleições federais na Suíça. Um dos cartazes de campanha usado(onde se lê "criando segurança"), foi este:


Peliteiro,   às  13:16
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 21 de outubro de 2007

Farmobarómetro 



Como tem evoluído o preço das Farmácias?
Esta semana no Expresso, cinco Farmácias à venda. Não é costume, parece que o mercado está a mexer.

A tendência de preços é incerta e indeterminada. Se por um lado, e porque daqui a uma semana a procura de farmácias crescerá - teoricamente - mil vezes, se prevê para breve um aumento de preços de venda explosivo, por outro lado no Orçamento de Estado para 2008 está inscrita a frase "serão ainda abertos concursos para farmácias", capaz de esmorecer os mais aguerridos investidores.
Ponderados os vários factores, prevejo que até ao fim do ano as Farmácias se transaccionarão aproximadamente a 2 vezes o volume de vendas anual, ou seja em média a 2.500.000 €.
As previstas facilidades de transferência dentro do mesmo concelho, criam uma nova categoria de transacções, determinando que mesmo as muito pequenas Farmácias, qualquer uma, se possam transaccionar por valores nunca inferiores a 1.500.000€.

Bons negócios.

Peliteiro,   às  23:31
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ANF aberta a não farmacêuticos 

Os proprietários de farmácias que não sejam farmacêuticos podem, a partir de agora, tornar-se membros da Associação Nacional das Farmácias (ANF), de acordo com uma iniciativa desta entidade que visa adaptar os seus estatutos à nova legislação produzida pelo Governo.

O Governo decidiu, recentemente, permitir o acesso de não farmacêuticos à propriedade de farmácias. A ANF pretende, com a alteração estatutária, aprovada com 95 por cento de votos favoráveis em assembleia-geral, adaptar-se ao novo enquadramento jurídico.


É com uma certa tristeza que leio este comunicado, ainda que o seu conteúdo fosse esperado e de certa forma inevitável. A ANF era um expoente do empreendedorismo da classe e era uma fonte de grande orgulho para a maioria dos farmacêuticos.
Era e é, com certeza; ainda que nunca mais seja a mesma coisa, tudo mudará agora.

Peliteiro,   às  22:50
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Porreiro, pá! 

Paul Hanna / Reuters

Dizem que há um acordo sobre um tratado, embora não esteja assinado ou ratificado, um tratado nomeado de Lisboa.
Bem fixe. Estou entusiasmadíssimo, aposto que se referendassem isto a esmagadora maioria dos Europeus aprová-lo-ia, em festa - ou não?
Sócrates, em tempos, não era a favor do referendo?

Quem quer saber. Porreiro, !

Peliteiro,   às  14:10
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Se não tens pais rico... 

A CMVM pergunta a Jardim Gonçalves se deu 12 milhões ao filho,
ele responde: Ó PUS DEI !
[Via mail]

Peliteiro,   às  13:53
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

baseado na evidência 

Por vezes os dados económicos transmitidos nos jornais não correspondem à minha percepção da realidade, são-me estranhos, como se correspondessem a um país que não o aquele onde moro. Os números têm sempre razão, mas muitas vezes parecem maquilhados e são muitos, confusos.

No PÚBLICO de hoje um dado que, infelizmente, parece verdadeiro: 2 milhões de portugueses são pobres.

Peliteiro,   às  22:35
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Adriano Correia de Oliveira 

A minha homenagem ao cantor de Coimbra.


Peliteiro,   às  23:04
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A guerra 

Na maior parte das guerras a maior parte dos soldados não sabem porque lutam e arriscam a vida.
Assim foi na guerra nas nossas províncias ultramarinas.
Pensavam os soldados indígenas que se libertariam dos opressores. Puro engano, sairam uns e logo chegaram outros, bem piores.
Hoje, passados 45 anos do início da guerra, as populações das nossas antigas províncias ultramarinas não são mais livres, não são mais prósperas, não são mais educadas, não têm melhor saúde, não têm perspectivas de um futuro próximo melhor.
A distância mostra-me cada vez mais nitidamente que a guerra serviu apenas os grandes interesses económicos e políticos mundiais, manipulando os ingénuos movimentos populares autóctones.

Peliteiro,   às  22:23
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Bloggers Unite - Blog Action Day

Sanitários no meio da praia:

Clicar para ampliar

Peliteiro,   às  23:17
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Areia e lama:

Clicar para ampliar

Peliteiro,   às  23:09
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Ribeiro vergonhoso:

Clicar para ampliar

Peliteiro,   às  23:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Resíduos de um Domingo:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  23:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Contaminação humana:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  22:51
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Pressão na orla costeira:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  22:48
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

A praia e o lixo:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:24
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Cancro urbanístico:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Preocupação ambiental fingida:

Dia de Acção dos Blogs Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:17
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Veraneando na imundície:

Clicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:15
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Degradação de equipamento urbano:

Dia de Acção dos Blogs Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Esgotos a céu aberto numa cidade perto de si:

Dia de Acção dos Blogs Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:11
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bloggers Unite - Blog Action Day

Urbanismo rebentando pelas costuras:

Dia de Acção dos Blogues Blog Action DayClicar para ampliar

Peliteiro,   às  13:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Dia de Acção dos Blogues Blog Action Day


Dia de acção dos blogues

Ambiente



«No dia 15 de Outubro, blogueiros de toda a rede unir-se-ão para falar sobre um único assunto importante em todo o mundo.
Em 2007 o assunto escolhido é o "meio ambiente".
Todo blogueiro postará sobre o assunto do próprio modo dele e relativo ao seu próprio tópico. Publique no dia 15 de Outubro.
»


O Impressões adere a este movimento mundial e durante o dia 15 editará apenas fotografias relacionadas com o meio ambiente. Acompanhe pelo rss:

Peliteiro,   às  00:00
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 14 de outubro de 2007

O efeito ornitorrinco 

parafarmaciaO ornitorrinco tem bico de pato, garras, olho de pássaro, põe ovos mas mama, é uma mistura da natureza, parece uma toupeira, ou uma lontra, ou um castor ou até uma espécie de pato.

Abro o jornal e vejo um grande anúncio: "Cursos de especialização - Indústria Farmacêutica". Dantes seria suposto que cursos de especialização da indústria farmacêutica fossem leccionados em Faculdades de Farmácia e que se dedicassem à produção industrial de medicamentos. Os do jornal são no ISCTE e denominam-se "Gestão de produto", "Direcção de equipa de vendas" ou "Medical marketing management". Está certo, hoje já quase não se produzem medicamentos em Portugal, já quase não há indústria farmacêutica (já quase não há indústria de nada!), tudo se resume à propaganda médica, à força de vendas.

No mesmo anúncio outro curso, "Desenvolvimento do negócio da Farmácia", onde se versam os seguintes temas: Gestão Estratégica do Negócio das Farmácias, Desenvolvimento Comercial e de Marketing, Competências Estruturantes - Gestão da Qualidade e dos Recursos Humanos, Gestão Integrada e Benchmarking. Dantes nas Faculdades de Farmácia ensinava-se deontologia e ética. Mas está certo, uma Farmácia não deixa de ser um negócio como outro qualquer, dizem os nossos governantes, e sendo assim critica-se apenas a falta de umas noções de Merchandising ou, em português, empurroterapia.

Ainda, um instituto de línguas e administração realizará brevemente um curso de Marketing e Consumo de Produtos Naturais. Para mim ou se estuda marketing ou se estuda consumo de produtos naturais; numa escola de marketing ou numa escola de farmácia. Mas também está certo, o tempo é cada vez mais um bem escasso e o 2 em 1 é um avanço civilizacional considerável. Por exemplo uma perfumácia é um misto de perfumaria e de farmácia; uma análisedepila faz análises e depilações; um operador de saúde e bem estar - tanto faz que tenha acabado a Universidade ou o Liceu - opera, dá saúde e faz crescer.

Parafarmácia

Estou a ficar caquéctico. Não percebo nada. Não percebo nada destas misturas. Enfim, estou um caturra desactualizado.
Saia uma sandes mista!

Peliteiro,   às  23:28
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.