<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


terça-feira, 29 de novembro de 2005

União 

Hoje foi o dia em que as televisões descobriram que as Farmácias todas juntas facturam mais que o Continente.

Amanhã talvez se dediquem a divulgar que as modistas todas juntas vendem mais que a Maconde, os Táxis mais que o Luís Simões, os cafés de esquina mais que a Delta, os quiosques mais que o Expresso...

Peliteiro,   às  23:54
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Porto 

Embirro com a cidade do Porto.
Talvez devido a tantos anos a entrar, a sair e a trabalhar naquela aldeia gigante.
É tudo sujo e velho, cinzento-verdete, prédios a ruir, roupa a secar nas varandas e nem uma flor, passeios esburacados, sirenes constantes como se o mundo inteiro fosse para o S. António com um enfarte, gente feia e velha, bairros inteiros no "subsídio" ou no "rendimento", ladrões, vagabundos e prostitutas em cada esquina.
Talvez todas as grandes cidades sejam todas assim - Lisboa há-de ser pior ainda - mas detesto o Porto.
Hoje, com o primeiro dia de greve dos lixeiros, o lixo tornou-se ainda mais rei. Na Torrinha os caixotes já quase não se viam, os cães fossavam nas penas do frango e nas tripas do coelho. Que nojo!

Peliteiro,   às  23:46
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Receitar 

Vai rija, no Médico explica, a discussão sobre a possibilidade de os Farmacêuticos e os Enfermeiros puderem vir a prescever fármacos, à semelhança do que acontecerá em Inglaterra:

«UK's Secretary of State for Health Patricia Hewitt announced .../..., nurses and pharmacists will acquire broad drug prescribing rights. Nurses and pharmacists will be able to attend an extra training course giving them permission to prescribe almost every licensed medicine for any medical condition - with the exception of controlled drugs.»

Nos Estados Unidos,como se lê neste apontamento, vai-se mais além e existem mesmo clínicas em lojas, como as da Wal-Mart, onde Enfermeiros diagnosticam e estabelecem terapias.

Embora tenha uma visão bastante liberal do mundo e embora defenda que mais importante que os títulos é a competência de cada um dos profissionais, julgo que há situações, problemáticas, onde convém adoptar um certo conservadorismo.
Já opinei no Explicador, mas resumo aqui a minha posição relativa à realidade Portuguesa, concisa para ser clara:
  • Não concordo que Enfermeiros venham a prescrever porque não têm competência técnica para o efeito.
  • Não concordo que Farmacêuticos venham a prescrever porque há incompatibilidade notória com as funções que desempenham.
Defendo antes, a especialização de funções e a colaboração em equipas multidisciplinares. Coisa que não acontece por cá, mas enfim.

Agora para terminar, e como não podia deixar de ser, para "picar" o Médico e, já agora, o Enfermeiro apresento as razões, genéricas, porque é difícil trabalhar com as suas classes:
  • Um Médico tem sempre a mania de que é "bom", embora não tenha a mania que sabe tudo.
  • Um Enfermeiro tem sempre a mania que sabe tudo, embora não tenha a mania que é "bom".
Eu, pessoalmente, mesmo assim, prefiro trabalhar com Médicos, os Enfermeiros ninguém os atura, são incapazes de pronunciar a expressão "não sei", são uns bitaiteiros, mas não passam da rama.

E só mais uma, verdadeira, ouvida, numa conversa séria, a um grupo de Analistas Lisboetas: Sabem quais os Médicos que mais se interessam pelos doentes, que mais ligam para o Laboratório a saber de resultados ou a insistir na sua urgência?

Os Médicos Veterinários!!!

Peliteiro,   às  22:57
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 28 de novembro de 2005

AdC 

Abel Mateus teria apresentado hoje, 28, as conclusões do seu estudo (o tal que antes de ser já o era) que preconizam a liberalização completa da propriedade e da instalação, incluindo vendas pela internet.

Antecipando as mudanças, um homenzinho, empreendedor e arguto deu início ao seu novo negócio:
A Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE) detectou um indivíduo que vendia ilegalmente, a partir da sua viatura, medicamentos em Braga.
A acção, que contou com a colaboração da PSP, resultou na apreensão da viatura e de 320 embalagens de medicamentos, entre os quais analgésicos, antibióticos e calmantes: Ben-u-ron, Buscopan, Moment 200, Ilvico, Nimesulide, Cegripe, Aspirina, Brufen 600, Clamoxyl, Bactrin Forte, Furandantina mc 100, Lexotan, Xanax, Halcion, Sedoxil, Voltaren, a pílula do dia seguinte e Viagra.

Peliteiro,   às  23:32
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Conferência Nacional de Economia da Saúde

Decorreu este fim de semana, em Coimbra, a Conferência Nacional de Economia da Saúde, organizada pela APES.
Não participei na Conferência mas disseram-me que foi brilhante a comunicação do colega e amigo Vladimiro Jorge Silva, autor do Estarreja Efervescente, e que mereceu referência no Diário de Notícias:

Estado poupa 50 milhões de euros se controlar terapia da infertilidade


O número de gémeos aumentou em Portugal quase 50% nos últimos 15 anos, devido aos tratamentos de infertilidade. Os partos triplos cresceram 500%. Se fossem adoptadas orientações internacionais para a redução do número de embriões a transferir, o Estado pouparia uma média de 50 milhões de euros por ano - só em cuidados de saúde associados às gravidezes com mais de um bebé, e depois de já ter pago os tratamentos a todos os casais inférteis portugueses.

Em termos de custos, sabe-se que as consequências associadas às gravidezes múltiplas resultam em maiores riscos para a saúde da mãe e das crianças, gastos enormes em cuidados neonatais e numa situação de quase ruptura dos serviços hospitalares. Este panorama poderia ser evitado se as regras, já adoptadas em países europeus, fossem seguidas por Portugal. Para obter poupanças significativas bastaria reduzir para metade o número de gestações duplas e anular as triplas. Os benefícios desta medida são estimados por Vladimiro Jorge Silva - num estudo em colaboração com Silva Carvalho, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução (SPMR) - que usou as respostas de cinco grandes hospitais públicos a um inquérito e extrapolou esses valores para a realidade nacional de 2002.


Peliteiro,   às  23:22
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Ronaldinho Gaúcho 

Ronaldinho Gaúcho conquistou a Bola de Ouro de 2005, prémio que distingue o melhor jogador de ano a actuar na Europa, atribuído pela revista francesa France Football.

Imagine-se que Ronaldinho poderia ter feito carreira em Portugal, se tivesse aceite as condições oferecidas pelo Estrela da Amadora: 200 contos mensais!!!
Mesmo que estivesse cá por pouco tempo, dado o potencial que se adivinhava já na altura, teria deixado boas recordações e, quem sabe, talvez jogar no FCP ou, até, representar-nos na selecção Nacional...

Peliteiro,   às  22:59
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 27 de novembro de 2005

Rastreabilidade 

A propósito da contaminação, com uma substância dita inócua, de leites da Nestlé e Milupa convém sublinhar a importância do controlo da rastreabilidade no circuito comercial de produtos sensíveis para a saúde das populações.
Em Portugal, há uns anos, os leites infantis vendiam-se exclusivamente nas Farmácias. Entendeu-se que essa limitação não tinha razão de ser e, portanto, esses leites, embora continuando a ter um regime económico específico, poderiam ser comercializados livremente, seja em mercearias, hipermercados ou gasolineiras.
Não vou agora discutir se o balanço é positivo ou negativo, embora fosse interessante analisar dados referentes à variação do preço no consumidor e à evolução da quota de mercado das marcas que mais apostaram no canal grande consumo. O que pretendo demonstrar é apenas uma das desvantagens, que na altura foi enunciada pelos representantes das Farmácias, mas que poucos valorizaram.
De facto a rastreabilidade de um produto nas Farmácias Portuguesas é uma garantia absoluta. Em 3 horas um qualquer alerta de segurança é transmitido a 3.000 Farmácias e pessoal qualificado segrega de imediato o produto em causa desencadeando os procedimentos e registos adequados a uma retirada do mercado; em 12 horas a devolução desse produto está completa; as unidades vendidas anteriormente à ordem de retirada são, em grande parte, susceptíveis de controlo através de dados informáticos e pessoais. A publicação de anúncios de página inteira nos jornais de maior tiragem com comunicados (de há 4 dias atrás) para efectuar retiradas de mercado assumiria um papel menos decisivo.

Por acaso a situação não põe em risco a saúde pública, mas se pusesse?

Nota do autor: Os meus filhos foram alimentados com leites Nutricia e Mead Johnson...

Peliteiro,   às  23:37
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bluepharma 

O meu amigo Paulo Barradas, colega de Coimbra, e companheiro de "guerras" na distribuição farmacêutica, dá uma entrevista ao Expresso - À mesa na Ordem dos Economistas.
Dr. Paulo BarradasA entrevista merece uma leitura atenta, que nos dá a ideia das dificuldades enfrentadas pelos empreendedores independentes neste país, mesmo em áreas de importância estratégica como é a indústria farmacêutica, e da dificuldade de planeamento associada à dependência das políticas de saúde instáveis e tantas vezes insensatas.

«Em 2001 impediu o fecho da unidade fabril da Bayer, em Coimbra, que comprou em conjunto com outros investidores, através da sociedade Bluepharma. Para dar um novo rumo à "fábrica da aspirina" e substituir o cliente único e original, Paulo Barradas virou-se para os genéricos e para a inovação dos métodos de fabrico de medicamentos».

À última pergunta, sobre a actuação de Correia de Campos, Barradas respondeu:
«Tem tido um discurso muito desastrado e uma actuação feita de fait-divers, como, por exemplo, a venda de medicamentos fora das farmácias. O sector de saúde padece de problemas muito graves e essa medida não era prioritária.»

Nota do autor: Eu trato a minha rinite alérgica e atá as minhas constipações com Cetirizina Bluepharma......

Peliteiro,   às  23:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 26 de novembro de 2005

A candidatura galego portuguesa non supera a peneira da Unesco 

A Candidatura do Património imaterial Galego-Portugués apoiada por este blogue não teve sucesso.
Talvez pelo pouco interesse despertado nas autoridades de Lisboa e Madrid. O Governo Galego promete que o trabalho dos promotores terá continuidade; nós não temos um Governo Autónomo...

Peliteiro,   às  23:27
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 25 de novembro de 2005

Utopia 

As palavras têm vida e personalidade próprias e são apreciadas de forma subjectica como todas as coisas deste mundo.
Mesmo as letras, também, são seres mínusculos que se podem entender como células constituintes das ditas palavras, alinhadas de uma determinada forma resultam num bonito ou horrível palavrão. Para mim, há anos e anos, numa imutabilidade inexplicável o "A" é branco, o "E" é amarelo, o "I" é vermelho, o "O" é castanho e o "U" é preto. Se me perguntarem a cor das letras daqui a vinte anos de certeza que as pintarei da mesma maneira.
Há palavras agradáveis, bonitas e outras horríveis que, como algumas pessoas ou alguns animais, inspiram sensações de repulsa. Para mim, por exemplo, arrepia-se-me o nariz só de ouvir a palavra UTOPIA.
Seja Dama ou Cavalheiro, mal a UTOPIA é pronunciada fico logo com um pé atrás. E então sou preconceituoso. A que propósito alguém sério introduz no discurso uma palavra como UTOPIA. É sinal, mais que evidente, de uma imbecilidade nítida, geralmente são intelectuais de esquerda, uma espécie que abomino, simplesmente porque não são intelectuais nem são de lado nenhum. São parvos! UTOPIA é uma palavra que só pode ser usada por espécies do tipo licenciado em filosofia, sem nunca ter lido um livro, apenas resumos e críticas, agora jornalista ou assessor de um outro intelectual de esquerda qualquer, ou por um tipo que fez um curso de artes, que se considera artista, deixa crescer a barba ou não se depila, veste-se como um artista, vive como um artista, não pensa como um artista porque não pensa, mas que só produz lixo, borradas, e vive de expedientes e subsídios. SUBSÍDIO, ora aí está uma palavra mentirosa, sempre que a escrevo tento-me a escrevê-la como subsídEo, mesmo sabendo que não leva E mas sim um I. ACINTOSO, eis uma palavra característica de uma certa forma de encarar a vida, diferente daquele que usa a dita UTOPIA; este é mais sacaninha, mais não dá ponto sem nó, diria, se quisesse, mais ACINTOSO, também, embora eu nunca use esta palavra medonha. Voltando à UTOPIA. TERTÚLIA já foi bonito, agora está velha, gasta, dá-se ares mas ninguém lhe reconhece valor. É como DAR DE BARATO, nascido lá para o Sul e que tem vindo a subir para Norte.
Nunca mas nunca utilizem UTOPIA quando eu estiver a ouvir, nem sequer aqui nos comentários. Não se atrevam.

Peliteiro,   às  23:14
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Directiva Bolkestein 

Parlamento Europeu aprova exclusão da Saúde



«O Comité do Mercado Interno e Protecção do Consumidor do Parlamento Europeu, na sua reunião de 22 de Novembro, aprovou uma emenda ao texto proposto, na qual se consigna finalmente, e sem margem para dúvidas, a exclusão dos serviços de saúde do âmbito de aplicação da respectiva directiva.

A redacção da emenda, agora aprovada, refere que a presente directiva não se aplica aos "cuidados de saúde, prestados ou não no âmbito de uma estrutura de saúde, independentemente do seu modo de organização e financiamento a nível nacional e do seu carácter público ou privado".»


Ao contrário, por cá, o PS, segundo se lê na "Visão" vai desenterrar as velhas Farmácias Sociais. Portugal, sempre atrasado 20 anos!

Peliteiro,   às  22:59
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 24 de novembro de 2005

A invasão Chinesa 


Vai rija, no Ala Arriba, a discussão sobre um tema tão actual: a explosão do Comércio Chinês em Portugal.
Há uns tempos fiz aqui uma pergunta:porque haverá mais lojas chinesas nas cidades Portuguesas do que, por exemplo, nas cidades Espanholas?
A resposta não será simples e os comentários do Ala Arriba deixam algumas pistas.

Talvez as causas estejam ligadas a uma deficiente percepção das necessidades do mercado por parte dos comerciantes, a uma inadaptação aos novos hábitos de consumo* ou a dificuldades na modernização.

Talvez os comerciantes Chineses incumpram mais a legislação laboral, fujam mais ao pagamento de impostos, cometam mais ilegalidades.

Não sei. Mas que é estranho é. Com a crise que atravessamos como é possível a proliferação de lojas Chineses na Póvoa e no País?

* Na rotunda da Boavista, espaço nobre do Porto e onde, portanto, seria de esperar a abertura de lojas das grandes marcas internacionais, abriu uma loja Preço certo - tudo a um cêntimo, enorme, na esquina da Avenida de França.
É em tempos de crise que nascem grandes negócios ou o culto da bugiganga dos tempos modernos?

Peliteiro,   às  23:26
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência 

Relatório anual 2005: a evolução do fenómeno da droga na Europa







Peliteiro,   às  22:34
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 23 de novembro de 2005

Porto 1 - Rangers 1 

O estádio do Dragom quase adormeceu na primeira parte do jogo, de tão soporífico que foi.
Aliás, não houve primeira parte. Como quem não marca se arrisca a sofrer...
A equipa do FCP nem esteve mal, cumpriu o prescrito pelo treinador. Foi um jogo táctico, calculista, pouco criativo. Daí que a culpa pela derrota seja essencialmente de Co, que, sobretudo, revelou a ausência de uma característica fundamental: ambição!
Os adeptos do Porto são exigentes e ambiciosos - se o treinador não é: rua!

Peliteiro,   às  23:02
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 22 de novembro de 2005

OTA 

Já em Julho a OTA e o TGV tinham sido dados como certos, como obra do Governo Sócrates.
Continuo a dizer o mesmo:
Aposto, mas aposto mesmo, que nesta legislatura o aeroporto da OTA e o TGV nunca passarão dos projectos e estudos. É bluff!

Enquanto se discutem projectos mirabolantes, parecem os mendigos a sonhar com o euromilhões, convinha andar pelo país, por exemplo pelas obras da IP5 na zona da Guarda. Uma vergonha, um caos, um monumento ao perigo rodoviário. Só não é mais perigoso que uma picada Africana porque não há minas...

Peliteiro,   às  23:51
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Exagero 

A Ordem dos Farmacêuticos já tinha apresentado estudos com resultados similares a propósito do exagerado consumo de fármacos em países onde a sua comercialização está banalizada.
No O Vilacondense pode ler-se: É impressionante o número de analgésicos que o cidadão britânico toma, em média, por ano, refere o The Independent. Dá mais do que um por dia... A British Medical Association está estupefacta.

Leiam então o artigo do The Independent: The British Medical Association (BMA) said patients were "misusing" pills and urged doctors and pharmacists to be on the look-out for patients who take too many.

Peliteiro,   às  23:04
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Antibióticos 

Teste os seus conhecimentos em: Antibióticos: use-os de forma adequada !

Mais de 40% dos portugueses deixa de tomar antibióticos a meio do tratamento, uma das causa para a crescente resistência das bactérias a estes medicamentos, revela um estudo anunciado hoje pelas autoridades portuguesas. Mais de 30% deita a embalagem no lixo e igual percentagem reserva o medicamento para outra ocasião.

Os clínicos não são deixados de fora deste estudo já que Portugal está na 4ª posição da UE na prescrição de antibióticos em laboratório, refere a revista Lancet.

Peliteiro,   às  14:22
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 20 de novembro de 2005

Efeitos secundários 

Eu bem tenho avisado. As medidas insensatas defendidas por Correia de Campos na área do medicamento começam a trazer prejuízos para os consumidores.

O primeiro efeito foi o aumento de preços dos medicamentos de "venda livre".

O segundo está enunciado nos jornais pela responsável do El Corte Inglés:
«Fizemos estudos e seleccionámos entre os 900 medicamentos sem receita disponíveis aqueles que são mais vendidos».

No futuro medicamentos de baixa rotação, medicamentos para doenças raras, medicamentos novos sem a "adequada" publicidade merecerão a resposta do "técnico de farmácia": passe cá para a semana que talvez...
Sabem qual é o stock mínimo para uma Farmácia média? 100.000 euros! Há que aumentar a rentabilidade desse activo... Venha cá para a semana...

Peliteiro,   às  19:28
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Phileas Fogg 

Já não tenho idade para grandes sonhos, nem grandes aventuras, mas o que eu gostava mesmo era de dar a volta ao mundo em 80 dias, num veleiro, sózinho, calmamente.

Phileas Fogg

Peliteiro,   às  19:17
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Magazine de cinema 

Aurelino CostaAurelino Costa, homem de cultura, Poveiro, antigo de Coimbra, agora nos caminhos do cinema.
«Encontra-se no Rio Grande do Sul, lagoa de Taim, fronteira com o Uruguai, em plena pampa, entre câmaras, cavalos, tiros e sonhos na rodagem de uma longa - metragem. Uma realização de Tabajara Ruas, onde é único actor português entre 36 actores, incluindo o grande Tarcísio Filho. Voz poético-libertária de Índios e negros nos anos de 1832. Como intelectual usa arma, cantil e diz poesia de Camões. Será um dos primeiros mártires no filme. Mas, permanecerá vivo, vivo!!!...»
Aguardamos a estreia em Portugal.

Peliteiro,   às  19:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sou um reaccionário! 

Corpo de imigrante ilegal numa praia da Sicília


Ainda um dia destes me chamaram reaccionário, aqui, nos comentários.
Pois serei!
Se reaccionário for, por exemplo, não admitir que homens saudáveis vivam de subsídios, parasitando a sociedade, enquanto que outros, tantos, homens morram na procura de trabalho e de uma vida melhor.

Peliteiro,   às  14:19
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 19 de novembro de 2005

Escutas telefónicas comprometem dirigentes socialistas e do CDS 

Que escandaleira é essa?
Oh, nada de especial, o costume, tráfico de "tachos" entre partidos. Nem vale a pena ler...

Peliteiro,   às  11:05
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 18 de novembro de 2005

Bom 2006 

Como já é tradição, no último dia do ano ofereço aos meus fiéis leitores e leitoras as melhores fotografias do calendário Pirelli. Já estamos a trabalhar nesse sentido!

Giselle BundchenJennifer LopezKate Moss

Peliteiro,   às  14:11
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 17 de novembro de 2005

Dia Nacional do não fumador 

LM lightsSou um fumador tardio.
Na faculdade, nas directas de estudo fumava um cigarro, ficava agoniado e ia para a janela apanhar ar frio e apreciar o Mondego - despertava-me.
Depois, na recruta, o Sargento dava 5 minutos para fumar um cigarro e todos fumavam, para descansar; eu às vezes também. Talvez por ser um fumador tardio, também sou um fumador atípico, incomoda-me o cheiro a tabaco (!) e fumo irregularmente, tanto muito como pouco; cada vez mais muito.

Um dia destes vou deixar de fumar, estou consciente dos custos directos e indirectos, dos fixos e dos variáveis, deste vício. Não é fácil. Não me podem é obrigar. Um dia destes. Em breve.

O meu farmacêutico é um trengo, eu próprio, não ajuda nada, diz sempre que amanhã; o meu médico (triste sina a de envelhecer, ainda o ano passado não tinha nenhum, agora tenho três) também não tem tido grande sucesso.

Na verdade só eu me posso ajudar, não acredito nas balelas dos franchisings ou das picadas atrás da orelha, só eu tenho que decidir. Um dia destes. Em breve.

Peliteiro,   às  22:34
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Não quero mais batatas ! 

Modelo Continente GalpModelo Continente GalpEu, um tipo poupado, que não resiste a um desconto, fui à GALP meter gasolina.
Olhe, diz o gasolineiro, se for ao CONTINENTE com este talãozinho, fazem-lhe um desconto nas batatas.
Fui ao CONTINENTE e comprei batatas.
Sabe, diz a menina da caixa, se for à GALP com este papelinho, fazem-lhe lá um desconto na gasolina.

Lá fui à GALP, depois, de novo ao CONTINENTE, depois à GALP, depois ao CONTINENTE...

NÃO QUERO MAIS BATATAS !!!

Foi para isto que liberalizaram o preço dos combustíveis?
Não era mais fácil, pelas leis da concorrência, descer o preço 5 cêntimos por litro (é dinheiro!) sem nos obrigar a comprar tantas batatas? Vou fazer queixa ao Mateus!

Peliteiro,   às  22:22
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

AdC recomenda liberalização das farmácias 

A Autoridade da Concorrência (AdC) vai propor ao Governo uma mudança profunda da lei que rege a propriedade das farmácias. Tudo porque a AdC chegou à conclusão que o edifício legislativo actual não favorece uma concorrência saudável neste mercado. As recomendações apontam para a liberalização da propriedade dos estabelecimentos de ambulatório - hoje apenas ao alcance dos farmacêuticos - e da sua instalação - que obedece a limites de distância e população servida.
As medidas que serão propostas têm por base o estudo "Concorrência no mercado retalhista do medicamento", que foi encomendado pela AdC ao Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada da Universidade Católica do Porto.


Rui Mateus há muito anunciou o resultado do estudo que só agora foi concluído. O estudo antes de o ser já o era.
Pelo título, Concorrência no mercado retalhista do medicamento, se verifica que as permissas estavam previamente erradas. Ao considerar a actividade de Farmácia como um mero "retalho" de medicamentos, pode-se inferir do completo desconhecimento do papel das Farmácias na sociedade. Na verdade se a Farmácia for entendida como um mero retalho deve ser liberalizada, com certeza, os medicamentos devem vender-se até na feira da Estela e importar-se até da China.
Gostava que o estudo fosse tornado público, nomeadamente para saber se estas questões foram contempladas, a bem da grei, qual o contexto em que foram retiradas conclusões e por quem, se são profissionais com conhecimento de terreno da problemática ou antes pelo contrário.

Convinha também que a AdC se dedicasse a emanar recomendações em sectores onde o prejuízo público da falta de concorrência fossem mais notórios e vitais. Por exemplo os cambalachos nas grandes obras do Estado ou a explicação para a medicina privada mais cara da Europa ou a escandalosa posição de controlo de mercado da diálise em Portugal.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  13:45
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 16 de novembro de 2005

Distante Natureza 

Com um movimento rápido e certeiro apanhei-a. As mãos envolveram-na numa concha, impedindo qualquer tentativa de fuga.
- Nuninho, olha o que apanhei.
Espreitou por entre os dedos, mas não conseguiu distinguir nada.
Procurei uma poça de água e libertei-a.
Nadou vigorosamente, procurando as folhas que a camuflariam.
- Vês, Nuninho?
- Vejo, que giro, é um ADSL.
- É o quê?
- Um ADSL, um sapo ADSL!
- Que trengo que me sais moço, não é nada um sapo, é uma rã, pequenina.
- Ha... Ela nada bem, nada bruços. Pai, ela também sabe nadar crawl?

IBP-Memória; Novembro de 2004


Peliteiro,   às  00:04
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Difícil 

Pai, e ele morreu para sempre?

IBP-Memória; Novembro de 2004


Peliteiro,   às  00:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sonhos que se esfumam 

Envelhecer é, também, perder horizontes, expectativas, é um estreitar de probabilidades, de cenários.

Quando andava na primeira classe ainda julgava poder vir a ser Presidente da República; na quarta já sabia que se chegasse a Primeiro Ministro seria muito bom; depois Ministro; Presidente de Câmara; da Junta; de uma Associação de Moradores do bairro...
Agora, no máximo poderei ser Presidente do Condomínio. E não vai ser fácil...

E é logo cedo na vida que aprendemos o sabor da desilusão, do fracasso.

Uma história ilustrativa, recente:
- Pai, sabes o que quero ser quando for grande?
- Dentista não é? Tu sempre quiseste ser Dentista...
- Não pai, quero ser "Boxe"!
- Boxe? Ó meu filho mas tu és tão magrinho, tão fraquinho, não comes a sopa toda, só gostas de iogurtes, és um franganito...
- Não sou nada pai, olha este "búsculo" - e puxa a manga da camisa exibindo um bracito liso e muito magro (sai ao avô).
- Ah, sim senhor, mas tens que ficar mais forte, tens que comer mais e fazer ginástica e portar-te bem, ir para a cama cedo...

No dia a seguir:
- Pai, hoje correu-me muito mal o dia - diz o Nuninho com um ar muito triste.
- Então o que se passou, conta lá.
- Sabes, quis lutar com uma menina do ATL (mais velhas), mostrar-lhe que sou um "Boxe", e ela e duas amigas deram-me muita pancada, até chorei. Agora já não quero mais ser "Boxe", quero outra vez ser Dentista. Sabes porquê? Porque as meninas do ATL gostam de brincar comigo aos dentistas, abrem a boca e eu posso dar-lhes beijinhos, como nos filmes. Não é muito melhor pai?
- É Nuninho é.

IBP-Memória; Maio de 2004


Peliteiro,   às  00:00
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 15 de novembro de 2005

IBP - Memória 

Ao "reparar" umas fotos antigas aqui do blogue, alojadas em servidores que entretanto fecharam, lembrei-me de abrir uma nova rubrica (em tempos tive aqui uma que se chamava "escrito no escroto" mas findou já nem me lembro porquê) que decidi chamar "IBP-Memória". Se a RTP tem uma RTP-Memória, eu também posso ter!
É que ao fim de dois anos e meio, já escrevi sobre quase tudo e o stock de trenguices começa a esgotar-se.
Como o meu filho Nuno perfaz daqui a poucos minutos 6 anos, dedico-lhe os três primeiros textos do IBP-Memória. Parabéns Nuninho.

Peliteiro,   às  23:42
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Suíça ou Florida? 

Novembro na Póvoa de Varzim

Qual o modelo económico que Portugal deveria seguir, o da Suíça, dos serviços, ou o da Florida, da qualidade de vida? É uma discussão recorrente.

Na minha opinião Portugal deveria seguir o modelo da China, o dos salários baixos, o da exploração e da miséria, de uns; também da riqueza e poder, sem limites, para outros. Os Portugueses não dão para mais, nunca passarão da indústria têxtil básica, da pescaria e lavoura de subsistência e eu, por outro lado, dava um magnífico milionário.

Agora a sério, Portugal tem excelentes condições para desenvolver um modelo económico aproximado ao da Florida.

(Cavaco Silva quando for Presidente há-de promover uma missão empresarial à Florida, uma missão exclusivamente de benchmarking - espero que me convide, claro, estou a pensar em investir em residências de luxo para idosos, ali para a Estela).

Quem tem, em Novembro, um dia tão aprazível como o que a imagem anterior retrata?

Portugal não tem condições para competir no mercado turístico como um destino de gama alta mas, embora com alguns problemas, tem todas as condições para satisfazer uma procura de tranquilidade, clima ameno, gente simpática e acolhedora, gastronomia rica e apelativa, mar, serra, paz, história, proximidade ...

Qual o país ideal para gozar a reforma, seja em férias, em estadia numa segunda habitação ou numa residencial para idosos?

PS- Na fotografia anterior vê-se uma personagem na areia em pleno lazer, num descontração completa, vigiado ao de longe por dois - parecem - seguranças - foi o que me despertou a atenção - um deles com uma antena de transmissão do tipo militar. Vejam lá o que consegui ver, ampliando até ao máximo dos pixels:

Bush na Póvoa de Varzim

Peliteiro,   às  23:24
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 14 de novembro de 2005

W6r3d Diabetes Day

Dia Mundial do Diabético

Associação de Jovens Diabéticos de Portugal
Imagens como links

Peliteiro,   às  23:23
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 13 de novembro de 2005

Os Antunes 

Li uma série de livros do Lobo Antunes. Até que um dia concluí que ele estava a gozar comigo, leitor; nunca mais li nada dele, nem lerei. Além do mais não gosto dele enquanto personagem pública, é um pavão detestável, seguro de si e do seu sucesso, um bazófias sofisticado:

«(Recebi) carta do major Melo Antunes que me chama "magistral": já não é sem tempo de o círculo dos meus leitores se alargar convenientemente, consoante eu e a minha obra merecemos.»
«Um dos meus maiores defeitos, aliás, é não admitir que se possa ter opiniões ou gostos diferentes dos meus, por ter a certeza de que tenho razão.»

Ao que parece a trenguice não é característica única na família, a filha acaba de editar "D'este viver aqui neste papel descripto" - cartas da guerra, cujo título, só por si, (arghhhh) é um mau prenúncio...

Alguns excertos:

«Minha querida jóia; Minha jóia querida; Meu amor querido; Minha querida jóia; Meu querido amor; Minha pequenina; Minha jóia querida, como gostaria de voltar, de voltar depressa para poder ver-te, tocar-te, falar-te meter a minha chave na fechadura do teu corpo,
a língua na tua boca, apertar-te o peito com as mãos, morder-te o pescoço,
Beijo-te todos os cantinhos do corpo»
etc, etc.

Se um dia um filho meu publicasse cartas pessoais minhas teria que se haver comigo, estivesse eu vivo ou morto. É ridículo. Por muito valor literário que tenham as ditas cartas da guerra (o que não me parece, mas quem sou eu), por muito orgulho que se tenha nos pais, nunca mas nunca, em caso algum, me parece bem levar o íntimo, o privado, à praça pública. Será um sinal dos nossos dias, o nulo recato, a exposição integral. Não me parece bem, seja a família Antunes ou a família do Telmo.

Peliteiro,   às  23:17
9  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 11 de novembro de 2005

Festejando o S. Martinho 

Os bêbados ou Festejando o S. Martinho
Bom fim de semana.

Peliteiro,   às  22:27
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

By appointment do Boticário
Restaurante do Galo

Etiquetas:


Peliteiro,   às  01:29
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

By appointment do Boticário:
Barbeiro de Sevilha - Coliseu do Porto

Peliteiro,   às  01:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 10 de novembro de 2005

Breve história da distribuição farmacêutica em Portugal 

«O presidente da empresa Botelho & Rodrigues, fornecedora de medicamentos sem receita médica para os hipermercados da Sonae, denunciou, em declarações publicadas na edição desta quinta-feira do Diário Económico, pressões das farmácias para que deixasse de fornecer medicamentos às grandes superfícies. Entretanto, segundo o DE, também entre os lojistas existem muitas queixas, subscrevendo a acusação de que as distribuidoras têm vindo a ceder às pressões das farmácia, mas a grande maioria prefere não dar a cara.
Se somos comerciantes, é para vender, lamenta Mário Cajada.
»

Quem sabe de história da distribuição farmacêutica em Portugal é o Dr. Luís de Almeida Raínha, da Farmácia Raínha, na Rua da Junqueira. O decano dos farmacêuticos do Norte é uma enciclopédia viva no que respeita a assuntos farmacêuticos, e não só, porque os viveu sempre de perto e porque tem registos bem organizados e uma memória notável. Trabalhei, em tempos, e viajei muito com ele de forma que conheço alguns factos que podem explicar o que não se vê de imediato nas notícias de hoje referentes a um hipotético boicote da distribuição às empresas que agora comercializam MNSRM.
(Continua)

Peliteiro,   às  14:16
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 9 de novembro de 2005

Clube de Jornalistas 

Está a passar na 2 um programa sobre Jornalismo e blogues. O fenómeno blogger como espaço de concorrência com o Jornalismo clássico; a credibilidade de uns e de outros, o anonimato, o perigo do poder de informação em mãos erradas, a diversidade de fontes de informação, etc, etc. Interessante.

Peliteiro,   às  23:58
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Delírio demencial 

Confesso que não percebo nada do caso Casa Pia, nem do funcionamento da Justiça, nem da Procuradoria da República, nem de nada. É um "delírio demencial"!
Agora, se Pedroso é de facto inocente deverá receber uma gorda indemnização, tem esse direito sem dúvida. E por muito gorda que ela seja nunca será suficiente.
I confess that I do not perceive nothing of the case Pious House, nor of the functioning of Justice, nor of the Office of the attorney general of the Republic, nor of nothing. It is a "demencial delirium"! Now, if Pedroso is of innocent fact will have to receive a fat indemnização, has this right without a doubt. E for very fat that it is never will be enough.

Peliteiro,   às  23:25
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sª Comba Dão 

Estive hoje em Sª Comba Dão. Terra calma e simpática. Dei comigo a pensar, quanta liberdade estaria disposto a trocar por, por exemplo, um pouco mais de segurança. Um exercício difícil. Eu, um boca-rota desassossegado, talvez nem hipóteses de negócio tivesse. Mas admito que seria legítimo, para muita gente, querer fazer a troca.
It stows today in Sª Comba Dão. Calm and likeable land. I gave with me to think, quanta freedom would be made use to change for, for example, a little more than security. A difficult exercise. Perhaps I, a restless mouth-route, nor business hypotheses had. But I admit that he would be legitimate, for much people, fondness to make the exchange.

Peliteiro,   às  23:16
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Global sex survey 2005 

Global sex survey 2005
A Durex apresentou os resultados de um estudo internacional sobre atitudes e comportamentos sexuais em que participaram 317.000 pessoas de 41 países. Vale a pena analisar os dados revelados.

Fica então explicado porque são tão tristes e apáticos os Portugueses: ocupam o 4º lugar entre os menos felizes (33%) com a sua vida sexual (este valor só é pior na China, Japão e Hong Kong) e, acomodados, ocupam o último lugar (19%) no que respeita às intenções de aumentar a frequência da dita actividade. Estão também no último lugar no que respeita à utilização de "potenciadores sexuais" (48% não utiliza nada, nem o canal 18).

Ficamos também a saber quais os povos mais gabarolas (os Turcos afirmam ter em média 15 diferentes parceiros) e os mais mentirosos (os Gregos dizem ter 138 relações por ano). presented the results of an international study on sexual attitudes and behaviors where 317,000 people of 41 countries had participated. Valley the penalty to analyze the disclosed data. He is then explained because they are so sad and apáticos the Portuguese: they occupy 4º place enters less happy (33%) with its sexual life (this value alone is worse in China, Japan and Hong Kong) e, accomodated, occupy the last place (19%) in that respects to the intentions to increase the frequency of the said activity. They are also in the last place in that it respects to the use of "sexual potenciadores" (48% do not use nothing, nor canal 18). We are also to know which more the peoples gabarolas (the Turks affirm to have in average 15 different partners) and most lying (the Greeks say to have 138 relations per year).

Peliteiro,   às  23:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Paris Texas 

Eugene Delacroix - Agitação de Tânger

Insistem em limitar as causas dos acontecimentos em Paris às políticas de imigração e de integração. O problema é bem mais complexo e profundo, muito por culpa da plutocracia selvagem que tem dominado o mundo desde há séculos.

Mas se quisermos abordar, a propósito, as políticas de imigração seguidas pela Europa, e por Portugal, bem se pode dizer que são más, desordenadas, insensatas, irresponsáveis... E já agora, muito por culpa duma esquerda caviar tonta e populista como se pode constatar nas posições dos nossos Soares, Sampaio (devia ter o cognome de "O oco" por tanta vacuidade) ou Louçã. Claro que os desordeiros de Paris são escumalha e enquanto se comportarem como escumalha assim devem ser tratados, sem contemplações! Para o seu próprio bem.

Eugene Delacroix - A Liberdade guiando o povoThey insist on limiting the causes of the events in Paris to the integration and immigration politics. The problem is well more complex and deep , much for guilt of the wild plutucracy that has dominated the world since has centuries. But if to want to approach, by the way, the politics of immigration followed by the Europe, and Portugal, good if can say that they are bad, disordered, insensatas, irresponsible... E already now, much for guilt of a left idiot and populist caviar as if can evidence in the positions of ours To sound, Sampaio (must have the alias of "the hollow one" for as much vacuidade) or Louçã. Clearly that the rowdies of Paris are escumalha and while to behave as escumalha thus must be treated, without contemplations! For its proper one well.

Peliteiro,   às  00:15
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 7 de novembro de 2005

Para Angola e em força ! 

O curso da economia é difícil de prever e mais ainda de moldar. No entanto a economia está sujeita a modas, ou melhor os pretensos vates económicos ditam orientações que muitos agentes económicos se apressam a seguir. Por vezes dá asneira. Agora vamos todos investir no economia digital, no B2B, nas marcas próprias, no retalho exclusivo, agora vamos investir no Brasil, não em Espanha...
Agora a moda é: Para Angola e em força !
Não falta quem aponte caminhos. Mas turtuosos são os caminhos do dinheiro, esse vil metal tão imprevisível e traiçoeiro como uma serpente.
E depois vêm os prejuízos, as falências, as dívidas (veja-se o caso Quintas & Quintas no Brasil, com uma rapidez de falência que vai para o Guiness). Esquecem-se tantos empresários que cada caso é um caso, que é preciso alguma gordura financeira e que, sobretudo, antes de partir se deve dominar muito bem o núcleo do negócio.
Angola pode ser um bom destino de investimentos, mas não é a Terra prometida...The course of the economy is difficult to foresee and more still to mold. However the economy is subjects the fashions, or better pretense vates economic dictates orientações that many economic agents if hurry to follow. For times it gives asneira. Now we go all to invest in the digital economy, the B2B, the proper marks, the remnant exclusive, now go to invest in Brazil, not in Spain... Now the fashion is: For Angola and in force! It does not lack who points ways. But turtuosos they are the ways of the money, this vile so unexpected and treacherous metal as a serpent. E later comes the damages, the bankruptcies, the debts (the case Fifth & Fifth in Brazil is seen, with a rapidity of bankruptcy that go for the Guiness). As many entrepreneurs forget themselves that each in case that is a case, that is necessary some financial fat and that, over all, before leaving if must very dominate well the nucleus of the business. Angola can be a good destination of investments, but it is not the engaged Land...

Peliteiro,   às  22:34
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 5 de novembro de 2005

Paris = Texas 

Paris
Desenganem-se os Senhores se pensam que os seus vizinhos não cobiçam a bela mesa posta em Vossa casa. Logicamente que sim, faz parte da natureza humana. Não se pode pedir a um miserável que não deseje a abastança.
O mundo é cada vez mais um pequeno bairro e é difícil manter as portas bem fechadas.
Os acontecimentes recentes em Espanha e os de agora em França têm uma origem comum: há desigualdades entre homens que são inconciliáveis.
É a globalização, para o bem e para o mal.
O mundo vai mudar, cada vez mais rapidamente, e ainda bem! Milhões morrem de fome e vivem em condições infra-humanas enquanto que alguns - nós - esbanjam e vivem opulentamente.
Não adianta esconder a cabeça, o mundo vai mesmo mudar, e muito, nos próximos anos. Há é que fazer com que essa mudança se dê da forma mais controlada possível, sem as tragédias habituais na história humana.
Paris é apenas uma pequena demonstração do caos possível. The Gentlemen undeceive themselves if they think that its neighbors do not covet the beautiful table dispatch by post in Your house. Logicamente that yes, is part of the nature human being. If she cannot ask for to a villain who does not desire the abastança. The world is each time plus a small quarter and is difficult to keep the well closed doors. The recent acontecimentes in Spain and of now in France have a common origin: it has inaqualities between men who are irreconcilable. It is the globalization, for the good and the evil. The world goes to move, each time more quickly, and still well! Millions die of hunger and live in conditions infra-human beings while that some - we - esbanjam and live opulentamente. It does not advance to hide the head, the world exactly goes to move, and very, in the next years. It has is that to make with that this change if gives of the possible form most controlled, without the habitual tragedies in history human being. Paris is only one small demonstration of the possible chaos.

Peliteiro,   às  00:12
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 4 de novembro de 2005

Nicolau Copérnico 

Nicolau CopérnicoNicolau Copérnico; reconstrução

Tudo indica que o crânio descoberto numa Catedral Polaca seja o de Nicolau Copérnico, astrónomo que viveu entre 1473 e 1543 e propôs o sistema heliocêntrico.

Espantado ficaria Copérnico, um homem de ciência, se constatasse a rapidez com que a partir do crânio de recontruiu a imagem do seu rosto.

Parece bruxaria diria Galileu Galilei ! Everything indicates that the skull discovered in a Polish Cathedral is of Nicholas Copérnico, astronomer who lived between 1473 and 1543 and considered the heliocêntrico system. Frightened it would be Copérnico, a science man, if it evidenced the rapidity with that from the skull of the image of its face recontruiu. It seems witchcraft would say Galileu Galilei!

Peliteiro,   às  23:43
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Escritas 

Comecei a ler «As intermitências da Morte», mas ninguém escreve como o Besugo: Tem um tumor na cabeça, que vai matá-lo. Ele sabe. Ela, Elizabeth, também sabe. Toda a gente sabe. Todavia, o saber não ocupa lugar; os tumores é que sim.

Peliteiro,   às  23:29
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Paranóia 

InfravermelhosUm hospital em França, segundo o Sciences & Santé do Le Figaro, vai testar câmaras de infra-vermelhos para detectar indivíduos febris, com o objectivo de serem utilizadas nos aeroportos no âmbito da hipotética pandemia de gripe.

Tem que ser bem testada a câmara, senão a detecção de falsos positivos, gente com calores, pode ser muito embaraçosa; por exemplo mulheres na menopausa... A hospital in France, according to Sciences & Santé of the Le Figaro , goes to test infra-red ray chambers to detect febris individuals, with the objectivo to be used in the airports in the scope of the hypothetical pandemic of grippe. It has that well to be tested the chamber, senão the detention of false positives, people with heats, can very be embarrassing; for example women in the menopause...

Peliteiro,   às  23:26
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 3 de novembro de 2005

Blogosfera Poveira 

A blogosfera teve um crescimento tardio na Póvoa. Apenas este ano se agitou, muito por causa do aparecimento do polémico e sempre bem informado povoaonline.

Os jornais da terra, parece-me, tomaram sempre uma atitude defensiva e distante.

Pela primeira vez, hoje, surgem referências na imprensa da terra a um texto escrito num blogue. A este por acaso, e a propósito das escandalosas reformas dos políticos, concretamente dos políticos Poveiros.

Um dos jornais, o Póvoa Semanário, trata o assunto com profissionalismo e rigor; outro, o Comércio da Póvoa, fala de blogues e de e-mails da mesma forma que falaria de chancas e galochas.

Esperemos que no futuro jornais e blogues cooperem mais na divulgação de opiniões, conhecimentos e factos. A bem do povo.

Póvoa SemanárioSEX SEX SEXPóvoa Semanário

Peliteiro,   às  23:55
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Gripe 

Um projecto interessante, o GRIPE PT.NET que é, «em simultâneo, um projecto informativo multimédia e um estudo epidemiológico sobre a gripe em Portugal. O instrumento principal é o site, a que qualquer pessoa pode aceder e, através dele, participar activamente na recolha de dados sobre a propagação da epidemia».
A visitar.

Peliteiro,   às  23:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

MTV Live 

MTV Music Awards Lisboa 2005
(Aqui foi emitido em directo o espectáculo MTV Music Awards Lisboa 2005)


Madonna

Luís FigosexThe Black Eyed PeassexRobbie Williams

AnastaciasexPussyCatDollssexNelly Furtado

ShakirasexGreendaysexPavilhão Atlântico

Peliteiro,   às  19:49
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

MTV Music Awards Lisboa 2005


Vídeo promocional


Peliteiro,   às  19:37
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 2 de novembro de 2005

In-store clinics 

By Jane Spencer, The Wall Street Journal

Getting your health care at Wal-Mart

Americans can increasingly get basic medical care in the same place they buy toothpaste and light bulbs.
In a development that has broad implications for the nation's primary-care system, a rising number of major pharmacy and retail chains -- including CVS Corp., Wal-Mart Stores Inc. and Target Corp. -- are opening in-store health clinics. They offer patients fast access to routine medical services such as strep-throat tests, sports physicals and flu shots. The clinics, which typically charge between $25 and $60 per visit, don't require an appointment and are open during pharmacy hours including evenings and weekends. To keep costs down, they are staffed by nurse practitioners, who can legally treat patients and write prescriptions in most states. Neither company allows nurse practitioners to prescribe drugs for health situations that require continuing care such as antidepressants, birth control or heart medications. In one of the more-novel uses of technology employed by Take Care, a computer software program will be involved in actually diagnosing illnesses. The patient's sign-in information will be transmitted electronically to a computer terminal inside the treatment room, where the nurse can enter additional information about the patient's symptoms and conditions as he or she talks with the patient. The software system will eventually generate a diagnosis and a recommended course of treatment. If the nurse practitioner disagrees with a computer-generated diagnosis, he or she can opt to override the system. When a prescription is written, it will be transmitted electronically to the store pharmacy, or another pharmacy. The system will also create an electronic medical record for each patient that can be transferred to a primary-care physician.

The new clinics are aimed at everyone from harried parents dropping by with sick kids on the weekend, to busy professionals ducking in for a prescription during work hours. While the retailers don't profit directly from the new services, the hope is that the clinics will boost business if patients fill their prescription at the store pharmacy, or pick up other items on their way out.

The trend is drawing criticism from some doctors groups, who could lose business if patients turn to the clinics for basic care. Doctors also contend that patients could wind up with lower-quality care because the clinics don't have physicians on-site, work with a network of local physicians who are available by phone.

Some insurers are actively encouraging patients to use the clinics by lowering the co-pay.


health care in America
O Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos congratulou-se com o fim do monopólio das farmácias na venda de medicamentos não sujeitos a receita médica.

Esperem que logo chegará a vossa vez...

Peliteiro,   às  23:38
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Cheque mata 

«Sou um cidadão impoluto e incorruptível», diz Jorge Coelho.
Tenho a pior das impressões de Jorge Coelho, digo eu. Impressões infudamentadas, claro; antipatias.


xadrez antigo, pau SANTO, ouro e prata


Peliteiro,   às  23:18
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Exercício político 

Ordene os candidatos a Presidente da República pela sua ordem de preferências.

As minhas preferências:

  1. Cavaco Silva
  2. Mário Soares
  3. Manuel Alegre
  4. Jerónimo de Sousa
  5. Francisco Louçã


Peliteiro,   às  23:09
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

www.cavacosilva.pt


Peliteiro,   às  14:01
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.