<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


sexta-feira, 29 de março de 2013

A Cofanor e eu 

Tínhamos orgulho no lema "Somos Farmacêuticos" e na vanglória "O maior armazém de medicamentos do Norte". A Cofanor era de facto uma empresa com uma cultura muito própria, muito baseada no orgulho de ser farmacêutico.
Nos anos 90 liderei uma equipa excepcional de uma centena de profissionais, motivada, confiante e com objectivos; os directores de departamento, à excepção do director financeiro, eram todos farmacêuticos, jovens e entusiasmados com o projecto de crescimento e modernização da empresa. Criamos as bases para a automatização dos armazéns, para a informatização dos processos e da comunicação com os clientes, para a gestão da qualidade, para a formação contínua dos farmacêuticos, para a criação de marcas próprias, para a optimização da gestão de frota e expansão da área da influência, etc., etc., etc.. Todos os anos ganhávamos cota de mercado, mas enquanto que outros ficavam em hotéis de 5 estrelas nós dormíamos no Alif*** e andávamos de transportes públicos em Barcelona. Quando entre os concorrentes ainda se usavam termos como "Depósito de medicamentos" ou "Drogaria" nós mandámos imprimir nas furgonetas um vaidoso "Distribuição farmacêutica".

Mais tarde fui sócio da Cofanor, pela farmácia da Boa Hora, que era o fornecedor principal apesar da vizinhança da arqui-rival Cooprofar - cooperativa fundada em pleno PREC por proprietários não necessariamente farmacêuticos e não gerida por farmacêuticos. Por esta altura, início do século, já se assistia a uma certa fogueira de vaidades, mas o "amor à camisola" ainda imperava quer do lado dos associados quer do dos trabalhadores.

Entretanto o tempo passou e, ao que dizem, a Cofanor atravessa um período de grandes dificuldades económicas; políticas de investimento pouco prudentes e controlo de crédito, no mínimo, insensato empurraram a Cofanor para uma situação periclitante, atolada em dívidas de clientes, que posteriormente a crise e a política de redução de custos nos medicamentos agravou determinantemente. A Cofanor terá agora uma miserável cota de mercado nacional na ordem dos 3% e faltarão medicamentos para abastecer os seus clientes por alegado incumprimento junto da indústria farmacêutica.

Dizem-me que a Cofanor está moribunda, ou pelo menos muito doente. Fico desgostoso e revoltado. Como é possível!???

Jorge de Sá Peliteiro,   às  14:09
20  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 28 de março de 2013

Mind the gape 

Associação de Médicos de Saúde Pública incitou hoje a população a revoltar-se contra os cortes financeiros na saúde.
 
Há médicos a receber mais de 200 mil euros (até 1,3 milhões) de incentivos para cirurgias no horário normal.

Há casos em que um único médico de família chegou a receber quase 250 mil euros.

O Ministério da Saúde vai pedir às administrações dos hospitais que apertem as regras de controlo do cumprimento dos horários.






.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  10:57
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 25 de março de 2013

Eu diria mesmo, Elvas existe? 

Arguidos da Casa Pia absolvidos dos crimes na casa de Elvas

Peliteiro,   às  18:17
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 19 de março de 2013

Média de mais de 4.000 euros por mês não é nada mau! 

O ganho médio mensal dos médicos do público é de 4010 euros e o dos médicos do privado é de 4220 euros (e se for no público e no privado em simultâneo?).
Fazer greves, mesmo em cenário de crise e desemprego compensa...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 18 de março de 2013

Uma farmácia viva 

Eu votaria Paulo Duarte para Presidente da ANF:
 

Etiquetas:


Peliteiro,   às  21:39
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 16 de março de 2013

Estão verdes... 

«O Hospital Padre Américo, em Penafiel, abandonou o processo acreditação internacional atribuída desde 2008. A situação decorre de o hospital não ter cumprido duas exigências da Joint Commission Internacional (JCI) - entidade não-governamental que reconhece a qualidade dos serviços prestados ao utente - situação que terá sido detetada em auditorias regulares realizadas por quadros daquela organização.
(...)
O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa ressalva que as situações detetadas relacionam-se com questões burocráticas, nomeadamente documentos de procedimentos nas consultas externas e no processo de avaliação dos clínicos. Por isso, insiste a fonte, são alegadas irregularidades que nada têm a ver com a qualidade dos serviços médicos prestados aos doentes. (...)»

Isto faz-me lembrar aquelas farmácias que não têm um sistema de gestão da qualidade - como manda a lei e o Infarmed faz vista grossa - porque dizem nunca ter reclamações e nunca se enganarem...

Peliteiro,   às  01:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Dia a dia na farmácia britânica  

Um artigo muito interessante do colega Eugénio (ler tudo):

« Além do classico aviar de receitas médicas e aconselhamento farmacêutico que isso acarreta e da resposta às solicitações para aconselhamento de medicamentos não sujeitos a receita médica lidei com os seguintes serviços: (que cada vez mais são uma forma importante de financiamento da farmácia)

Medicines Use Review (MUR): É uma "consulta farmacêutica" entre o farmacêutico e o utente numa sala de consulta. O utente é elegível para o MUR se tiver recebido os últimos 3 meses de medicação para condições crónicas da farmácia em questão (...)


New Medicine Service (NMS): Este é um serviço mais recente. Envolve duas consultas de seguimento farmacêutico com o utente a quem foi prescrita medicação nova, pertencente a determinadas categorias farmacoterapêuticas (...)

Supervised consumption of methadone/buprenorphine: Este serviço (também existente em Portugal, mas numa escala diferente) envolve supervisionar a toma da dose de um substituto de opioides. (...)

Morning After Pill: Pílula do dia seguinte. Farmacêuticos com formação para tal podem fornecer a pílula do dia seguinte de forma gratuita e muitas vezes em situações que ultrapassam as indicações do medicamento (por exemplo a menores de 16 anos). Este serviço envolve uma consulta entre o farmacêutico e a utente numa sala de consulta. (...).

Chlamydia Screening: Despiste da DST Clamídia. (...)

Smoking Cessation: Consultas de cessação tabágica. (...)


Há ainda vários outros serviços prestados pelas farmácias britânicas com os quais não lidei nesse dia.
Em suma, o dia a dia é bastante agitado e variado. Este post mostra como a farmácia de cá está menos dependente do rendimento proveniente das fontes tradicionais (dispensa de medicamentos e venda de medicamentos não sujeitos e receita médica e outros produtos de saúde). Todos os serviços acima prestados são financiados directamente pelo sistema se saúde britânico e não de forma privada pelos utentes. Esta parceria Estado/Farmácias é algo que é praticamente inexistente em Portugal, o que é de lamentar.
»

Peliteiro,   às  00:56
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 13 de março de 2013

Jorge Mário é um lindo nome 

Habemus Papam
 
O novo Papa só pode ser um bom Papa, chama-se Jorge Mário e gosta de química...

Peliteiro,   às  22:09
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 11 de março de 2013

Lista D 84/85 - Direcção Geral da AAC 

Candidatos à Direcção Geral da Associação Académica de Coimbra em 1984/85, derrotados, em lista afecta ao PSD. Um pouco de história do associativismo universitário. O representante de Farmácia não deve ter dado grande político...

Candidatos à Direcção Geral da Associação Académica de Coimbra em 1984/85

Peliteiro,   às  22:00
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 6 de março de 2013

O meu apurado faro 

Na altura pareceu-me muito ilógico: «Então o PS agora quer repor a antiga margem de comercialização das Farmácias e Armazenistas? Correia de Campos tira em 2006 e 2007 e o PS dá em 2008? Não percebo nada disto.». Que eu saiba a mais ninguém, oposição, jornalistas, ou opinadores vários.

Agora «Passos entrega documentos que podem reabrir investigação a governo de Sócrates. Investigação a decreto-lei feito à medida das farmácias foi arquivado em 2010 mas pode ser agora reaberta com nova documentação».


Peliteiro,   às  21:59
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 4 de março de 2013

7 hospitais só valem tanto como 50 farmácias 

Amil comprou HPP Saúde por 85 milhões de euros.

Pode concluir-se do preço exorbitante das farmácias em Portugal (apesar do luto) quando vemos que 7 hospitais (Porto, Anadia, Lisboa, Cascais (ppp), Lagos, Albufeira e Faro) (cada um deles com a sua farmácia hospitalar) e algumas clínicas apenas equivalem ao valor de compra de 50 farmácias médias (25 no tempo das vacas gordas).
Nem sei como não constituimos uma ACE e deixamos escapar este negócio...

Foto: Nuno Sampaio Peliteiro

Peliteiro,   às  21:56
12  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Petição ao Bastonário da Ordem dos Farmacêuticos 

«A situação laboral dos farmacêuticos assalariados continua a degradar-se de forma galopante. (...)
O farmacêutico não pode continuar a ser preterido face a “Técnicos Auxiliares na Farmácia” (...) O farmacêutico é um profissional de saúde, centrado no doente, e não um profissional indiferenciado da venda de bens e serviços. (...)
Relembra-se que a legislação em vigor eliminou a restrição da propriedade das farmácias a farmacêuticos e que qualquer indivíduo, farmacêutico ou não, pode ser proprietário de farmácia, pelo que os interesses da profissão farmacêutica não são iguais aos interesses dos proprietários de farmácia.»
Ler mais / Assinar petição

Peliteiro,   às  21:05
14  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 2 de março de 2013

O povo é quem mais ordena 

A manife de hoje, com a participação de milhares de portugueses, mudou a minha posição sobre o estado do Estado português, a partir de hoje serei mais um dos que diz: que se lixe a troika! É gastar enquanto houver quem emprestar.
E mais, juro que nas próximas eleições votarei no BE ou no PCP - para estourar com isto de vez.
Agora vou juntar-me aos manifestantes, caviar e flutes. Alguém pagará...


Peliteiro,   às  22:12
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.