<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 30 de agosto de 2004

O barco do aborto 

As minhas festas de fim de Verão são já um clássico, um sucesso que se repete de há uns anos para cá.
Uma malta animada e bem disposta passa a tarde na varanda, contemplando o mar, comendo, bebendo, dançando e tagarelando.
Para beber, um sortido alargado de bebidas light: Cerveja, Vinho verde e Champagne.
Para petiscar, apenas iguarias leves: mariscos, peixes grelhados, patés, e caviar.

O ano passado o Gasparinho disse que traria caracóis.
- Caracóis?!!!
- Nem penses, cá em casa não se comem caracóis!
- Oh, mas é um petisco divinal, apreciado por qualquer bom gourmet, imprescindível numa festa destas, tenho uma receita que me deu um conceituado chef, escargot au fenitoíne, uma delícia...
- Pá, já estou a ficar com a vista turva, percebe, a regra é esta, isto é uma casa minhota, não se comem caracóis, certo?
- Mas porquê? Isso é um comportamento indicador de uma atitude retrógrada, conservadora, avessa ao desejo de aculturação, ao novo, ao plural, ao moderno...
- Gasparinho, tu és bom rapaz, mas de uma vez por todas, percebe isto: Esta é a minha casa, para o próximo ano podes simplesmente não vir.

E lá foi ele, amuado.
Este ano convidei-o, claro, porque não? A história dos caracóis eram águas passadas, nem nunca mais me lembrei disso.

Pois não é que quando me apercebo, estava o Gasparinho, inconfundível, todo Armani, com uma enorme terrina, lá fora, no meu quintal, acenando aos meus convidados, convidando-os a provar um pitéu divinal!!!
- Gasparinho, o que é isso na terrina?
- Ora, são caracóis. Quem quiser pode vir aqui banquetear-se, não te importarás com certeza, não estou em tua casa, não me digas que te incomoda até o cheiro.
- Ah malandro. SeManel, SeManel, solte, rápido, os três mastins e atice-os a este homem, que não o quero ver cá nunca mais!

Peliteiro,   às  23:34
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 27 de agosto de 2004

Nuno Cardoso 

"Nuno Cardoso afastado da administração das Aguas de Douro E Paiva."
Já não era sem tempo. Pior que uma lapa amarrada a um tacho!

Peliteiro,   às  00:15
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Mixórdia 

Há assuntos que depois de remexidos se transformam numa mixórdia tão nauseabunda que simplesmente me deixam de despertar interesse.
Por acaso é o caso do caso Casa Pia.
Talvez seja isso que se pretende, que as pessoas deixem de prestar atenção.
Depois das K7, surge hoje a polémica do desembargador que é próximo da socialite.
Quem quiser pormenores sórdidos visite o blogue Do Portugal Profundo.
O que virá a seguir? Alguma vez saberemos a verdade? Os absolvidos estarão inocentes?

Peliteiro,   às  00:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 26 de agosto de 2004

Abominável 

Nada mais abominável, detestável, execrável, odioso, nefando, pungente, insuportável, ascoroso, lancinante, irritante, desagradável, incomodativo e aflitivo que ver o - E agora esqueci-me do nome! Aquele que veste de branco e vive no Brasil. Que dava uns saltinhos no palco, muito piroso. Não, não é o Marco Paulo - Isso o Roberto Leal - que ver o Roberto Leal a cantar o Hino Nacional numa versão comercialona. Vade retro.

Peliteiro,   às  00:52
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Obikwelu 

Lamento muito ser desmancha-prazeres mas uma medalha Olímpica pelo Obikwelu não me provoca a mesma satisfação que uma medalha do Jaquim ou do Zé, nascidos e criados cá na terra.
Não me falem em xenofobias e racismos.
Simplesmente ser naturalizado não é o mesmo que ser natural. Para mim.
Bem sei que isso acontece em todos os países, que os países mais ricos captam grandes quantidades de jovens promessas em todas as áreas, etc. Posso ser um velho do Restelo mas não concordo; ponto final.
No entanto dá gosto vê-lo correr; pressente-se um campeão; o rapaz é bom. Venha a medalha.

Peliteiro,   às  00:30
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 25 de agosto de 2004

Antigo 

Alguém me disse que o Zé Sócrates foi estudante de Coimbra.
Não tem nada aspecto disso. Um antigo não vinca assim as calças, nem está sempre a fazer citações, e volta e meia não faz a barba... Hummm...

Peliteiro,   às  00:16
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Secretárias 

Não apanhei bem a notícia, mas era o Sócrates a dizer que nunca fez não sei o quê a umas secretárias, nas águas...
Olha, agora é o Jorginho Moreira da Silva, velho companheiro e amigo, nunca mais estive com ele, está com bom ar, bom rapaz, já quando ele tinha 18 anos eu dizia que ele havia de ir longe.

A vantagem da SIC notícias e da TSF é que as notícias se repetem, permitindo-nos ir captando, progressivamente, em estratos, ao longo de toda a noite.

Peliteiro,   às  00:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Manel 

Ó Manel Alegre o que é que tu andas praí a fazer? Não achas que estás na foto errada? Vai pra casa home!

Peliteiro,   às  00:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 24 de agosto de 2004

Infância parva 

Querias ter mais um irmãozinho, querias?
Não, prefiria ter um cão, um dálmata!

Peliteiro,   às  23:39
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

À Benfica! 

Viva o glorioso (Anderlecht).

"Pró ano é que é!... Falta-nos um D. Sebastião. Fora o árbitro. A culpa é do sistema."

Queriam o quê? Ganhar ao Anderlecht? Vá, contenham-se, juízinho, isto é para campeões...

P.S. Trapattoni não é uma "velha raposa", é uma "muito velha raposa".

Peliteiro,   às  22:38
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Saleiro 

Porque aparecerá tantas vezes na TV o António Saleiro, o da Associação dos Gasolineiros. Só hoje, num telejornal, apareceu duas vezes a discorrer sobre dois temas diferentes... Hummm...

Peliteiro,   às  22:33
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Agosto 

Agosto é uma calmaria.
O país está adormecido. No entanto funciona. Prova de que em todo o lado, empresas e instituições, públicas e privadas, há pessoal a mais, excedentário. Não se poderá concluir assim - mas dá que pensar...
Trabalhar em Agosto é como viver num universo paralelo. Ouvimos os ruídos de festa, vemos os movimentos dos transeuntes, em trajo leve e descontraído, pressentimos a animação e o ambiente alegre, mas nós não fazemos parte desta comunidade. Passamos entre eles, como espectros, num irreconhecimento mútuo.
Não é mau de todo.
Causa apenas alguma ansiedade; assuntos que não se resolvem, boas notícias que tardam, novidades agradáveis, coisas que acontecem, que condimentam o dia a dia - boas e más, claro - agitação, acção, reacção, prevenção, sempre alerta, para o que der e vier, orelhas arrebitadas!
Agosto é uma longa espera. Lexotan, Valium, Xanax! Em Agosto nada Acontece!

Peliteiro,   às  00:25
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 22 de agosto de 2004

Fidelidade 



Lê-se aqui que:

"Quem já visitou Cuba, como o fiz há uns tempos, não pode deixar de ficar impressionado com a pobreza e a miséria que constituem uma constante por onde quer que se vá. A mendicidade, oculta, prolifera, bem como o mercado negro..."

Eu diria mesmo mais:
Quem já visitou Cuba...

A Revolução já não entusiasma nem um Cubano. Se pudessem sair, Fidel haveria de ficar a discursar, sózinho.
Como pode um povo compreender e aceitar viver como eles vivem? Como podem 12 milhões de pessoas suportar um regime em que os homens são obrigados a pedir e as mulheres a oferecer?

Havana

Peliteiro,   às  19:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 20 de agosto de 2004

Nathalie 

Era tarde, noite de Verão, na Póvoa, vagueando pela rua, em grupo de rapazes amigos.
Há muitos anos atrás.
Viram uma rapariga, linda como a actriz deste filme, olhos azuis cabelo preto, diferente, estrangeira certamente, sim, língua maravilhosa, o Francês.
Conheceram-se.
Todos apaixonadíssimos. Nathalie, oh Nathalie...

Ela num Francês encantador: Oh, mais non, les Portugais, parece que só vêem mulheres no Verão.
Deus te ouça, Deus te ouça...
Nathalie

Peliteiro,   às  00:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 19 de agosto de 2004

Uma questão de empenho 

Embora muitas vezes me irrite, espirre canivetes, estrebuche, disparate e maldiga Portugal e seus indígenas, a verdade é que, no fundo no fundo, acredito bastante nas capacidades desta "raça". Temos é muitos defeitos...
No que nós somos bons é na criação de minhocas - lembram-se desse negócio? - que dá muito dinheiro e não dá trabalho quase nenhum.
Quando nos empenhamos numa determinada área até conseguimos ser bons. Pena é que quase nada valha o nosso empenho.

No âmbito do Desporto:
"Adoro desporto" - disse ele; "O meu principal passatempo é o desporto" - diz este; "Vivo para o Desporto" - disse aquele. E então que desporto praticam? "Bom, bem, portanto, ora, pois, não é fazer, é ver, ler, ouvir, sabe como é, no sofá, gostava de ter sido jogador de futebol, está a ver, ganhar rios de dinheiro, jogador da primeira, claro, viajar, ser aplaudido por 120 mil pessoas, gritando o meu nome" - dizem todos. Mas, em criança, alguma vez, treinou? E outros desportos? Não gostava de ter sido atleta de uma outra modalidade, competir, ir aos jogos Olímpicos?

Desviei-me um pouco da proposta inicial da minha tese - lá está, sou Português, um calaceiro de primeira, qual escrever teses, é muito mais fácil imaginar um diálogo com um ou dois Portugas, mesmo que o assunto divirja um bocadito - mas o que queria dizer (resumidamente) é:
A participação de Portugal nos Jogos Olímpicos é um fracasso porque ninguém - desde as mais altas instâncias políticas ou educativas aos cachopos da escola - dedica a mínima atenção à prática do desporto e à formação de atletas; excluindo, obviamente, o futebol, não o futebol como desporto, antes o espectáculo grandioso e mediático, em que todos sonham participar e ser actores.
Se a energia de um povo, deste, fosse deslocada, repartida, por outros desportos, com certeza teríamos mais medalhas em Atenas. Também, se nos dedicássemos mais à investigação teríamos mais e melhores cientistas, se mais às artes teríamos mais pintores, etc, etc.

A propósito, amanhã lá estaremos em Coimbra, mais uma taça para o FCP!

Peliteiro,   às  23:24
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Casa de 3 

Um restaurante a registar, muito interessante, promete ser palco de umas boas jantaradas. A inauguração foi hoje; ambiente muito agradável e simpático, como não poderia deixar de ser, ou não fosse o velho amigo Tózinho um dos donos e anfitriões.
É o Casa de 3, e fica no largo da Igreja de Cedofeita e da Faculdade de Farmácia, não muito longe da Farmácia da Boa Hora.
Recomendo. E de restaurantes e boa comida percebo eu!
casade3@sapo.pt - 222 010 057

Peliteiro,   às  23:12
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

 

Uma pessoa sente-se só!
Hoje não recebi nem um mail! Nem um! Nem sequer um vírus ubiquitário se lembrou de se dirigir aos meus endereços...

Peliteiro,   às  23:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 17 de agosto de 2004

Sonhos 

Não sou muito de sonhos.
Não dos sonhos que comandam a vida, dos que fazem o mundo pular e avançar, pois desses ainda vou tendo alguns.
Falo dos sonhos sonhos, durante o sono, fisiológicos, isso, sonhos.
Esta noite, talvez por causa do jet leg ou do cansaço, acordei a meio do sono e vi-me envolvido numa complicada e tensa trama policial, algo assustadora. Era um sonho ainda bem fresco na memória. Coisa rara em mim que, como já aqui disse, muito raramente me lembro dos sonhos que eventualmente terei.
Mas o importante da coisa é que fiquei deitado, insone, a rever a enredo da acção e espantei-me com aquilo que criara o meu lado além consciente. Era um história a modos de Agatha Christie - que há já muito não leio - rica em personagens e complexas interacções de factos. Espantoso. Fiquei com a sensação de que nunca conseguiria imaginar uma intriga assim no estado de vigília. E no entanto lá estava ela, ali, condenada ao esquecimento daqui a mais meia hora, menos meia hora.
Assim foi, já não me lembro de nada.
Já tinha a impressão que de noite penso melhor que de dia. Este blogue é exemplo disso, os textos aqui escritos que mais gosto foram escritos à noite, tarde. Nos períodos em que me deito mais cedo isto resvala para o bocejo.
Estamos numa fase dessas. Vou começar a levar o PC para a cama!

Peliteiro,   às  23:49
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Aguamole 

Bem aparecido o blogue AGUAMOLE editado a partir da Póvoa pelo Ping e pelo Pong, sendo um deles o primo - não posso dizer, não sei ainda se é anónimo.
Como o nome prenuncia será um projecto para durar; assim espero; serei leitor atento.

Peliteiro,   às  23:40
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Mania 

Será mania da perseguição ou o Charley está a chegar aqui? Que vendaval...

Peliteiro,   às  19:36
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 16 de agosto de 2004

Lar doce lar 

Depois de longa ausência - pelo menos a mim pareceu-me... - cá estamos de regresso a casa.
O Charley baralhou-me as férias.
Por um lado foi bom ter uns dias mais de férias, gratuitas, e viver a experiência de um hurricane, desde a preparação e espera até à bonança.
Por outro lado foi mau, toda aquela confusão e uma viagem longa e atribulada.
Os mosquitos estavam terrivelmente assanhados e as Agências de Viagens Portuguesas (pelo menos a Abreu) foram incapazes de fretar um avião para repatriar os muitos turistas Lusos (A maior parte ainda lá estará, uns contentes como cucos outros com urgência de regressar).
Enfim, estafado, cheguei às 9 e ainda fui trabalhar, amanhã, se me apetecer, relato mais pormenores, para mais tarde recordar.

Peliteiro,   às  22:54
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 13 de agosto de 2004

Charley 

Ferias á for,ca!
Por muito que o sentido da responsabilidade profissional nos incomode, cá estamos nós sofrendo os efeitos do furaca?o Charley. Esperando que nos evacuem para a Santa terrinha...

O furac?ao passou esta noite, depois de uma espera, em estado de prevenc,a?o, de mais de 24 horas.
Afinal um furac?ao n?ao é nada de especial, quando comparado com uma tempestade de ventos norte na Póvoa. Agora percebo porque os marinheiros Portugueses sa?o ta?o destemidos! Além disso, faz parte do plano de prevenc,a?o na?o beber nem pinga de álcool. Claro; assim é ainda mais difícil enfrentar um furaca?o, sem rum na?o é nada fácil...

Agora vou prestar apoio psicológico ás turistas traumatizadas após uma noite de medo. O dever chama-me!

Peliteiro,   às  16:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 2 de agosto de 2004

Tudo na mesma como a lesma 

Entre um daiquiri e um mojito la arranjei tempo e paciencia para ver como estava o mundo.
Nada de novo, tudo na mesma como a lesma...
Isto de estar de ferias e uma agitacao, um stress, nao da tempo para nada. Tenho que ir, tenho uma aula de vela...

Peliteiro,   às  21:07
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.