<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 24 de maio de 2010

Que avance o FMI 

Decididamente o Ministério da Saúde não contribuirá para o sucesso do plano de estabilidade e crescimento. O Ministério da Saúde dá dó de tão má governação.
Foram hoje anunciadas, com pompa, as «Dez primeiras medidas para uma gestão mais eficiente do SNS». Uma barrigada de riso, aliás como nos têm habituado. Tão fraquinho!
Como o momento é grave analisemos e comentemos as intenções do Governo:

A. Medidas Institucionais
1. Plano de Redução de Despesa dos Hospitais E.P.E. e S.P.A.
Cada Hospital deverá apresentar ao Ministério da Saúde, no prazo de 20 dias, um plano de redução de despesas (...) (i) baixar, pelo menos, 5% a despesa com horas extraordinárias; (ii) baixar, pelo menos, 2% a despesa com Fornecimentos e Serviços Externos; (iii) Assegurar o cumprimento da meta orçamental de crescimento de apenas até 2,8% da despesa em farmácia hospitalar.
- Hilariante! E depois quem pagava as férias nas Bahamas? Não é para cumprir. Absolutamente. Nem nada que se pareça. Nem em 20 anos, quanto mais em 20 dias.


2. Guia de Combate ao Desperdício
Pretende-se uma poupança nas despesas correntes de cada serviço, excluindo pessoal, de cerca de 5%.
- Hilariante! Reduzir despesa e combater desperdício com o recurso de um guia de boas práticas. Nem nos escuteiros. Esta é mesmo de rir muito. Um guia? Nem num MBA de segunda categoria aceitariam este expediente.


3. Redução da Despesa dos Gabinetes do Ministério da Saúde
- Esta era fácil de executar, mas é preciso alguma coragem. Mesmo sendo fácil, não acredito que o façam.


4. Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, E.P.E. (SPMS, EPE)
- Agora julgam que descobriram a pólvora com a Central de Compras. Enquanto começa e não começa a funcionar já acabou o ano. Com mais umas armadilhas e uma infinidade de incompetências o tempo passa até um Ministro decidir fechá-la.


B. Medidas relativas a Recursos Humanos
5. Autorização prévia para contratação de profissionais nos Hospitais E.P.E.
6. Autorização Prévia da Contratação de Profissionais que já exerçam funções no SNS
- E os afilhados? E os Boys? E a filha do director que tirou um curso "da saúde"? E a do administrador? E os médicos que não há?


C. Medidas relacionadas com a Política do Medicamento
7. Mais e Melhor Informação na Receita Médica
A receita médica passará a discriminar a informação do valor que o utente pouparia se lhe tivesse sido prescrito um medicamento mais barato.
- Hilariante! Hilariante! Hilariante! Julgam que reduzem despesa de milhões e milhões - este ano num crescimento obsceno de 10% só porque colocam uma vinheta na receita a dizer que há um medicamento mais barato ou coisa parecida. Esta é mais que hilariante é estúpida. Muito estúpida! Como se pode ser tão cobarde e estúpido?


8. Redução do Preço das Tiras de Controlo da Glicemia para os Diabéticos
Redução imediata de 10% do preço das tiras de controlo da glicemia para os diabéticos
- Amendoins. É para fingir que se faz.


9. Redução do Preço de Medicamentos
Redução do preço dos medicamentos genéricos, com preços elevados na comparação internacional, começando desde já pelos genéricos mais vendidos: omeprazol e sinvastatina, cujo preço deverá ser pelo menos 35% inferior ao preço do medicamento de marca.
- Ena! Vão resolver um problema estrutural, complexo, profundo, apenas mexendo no preço dos genéricos de duas moléculas, o omeprazol e a sinvastatina. Os destinos de Portugal suspensos de estôgamos foleiros e do castrol alto. Para perceber esta medida devemos dar atenção a "começando desde já" - se houvesse intenção de afrontar a indústria farmacêutica não se começava "desde já" por 2 moléculas, começava-se por todas.


10. Auditoria à Despesa com Medicamentos
Reforço das auditorias da IGAS à despesa com medicamentos nos estabelecimentos hospitalares do SNS. Estas auditorias incluem o controlo sobre o registo e a distribuição gratuita de medicamentos.
- Auditem, auditem que bem precisam, mas o IGAS, enfim, coitados.


Só em 2010, estas 10 primeiras medidas contribuirão com 50 milhões de euros na redução global da despesa do SNS, que se pretende que seja de mais de 100 milhões de euros até ao final do ano.

- Vale uma aposta? Não me façam rir. A equipa ministerial é tão fraquinha e está tão desorientada, os dirigentes são tão incompetentes, os mesmos há anos e anos, o sector está tão cativo de interesses ilícitos, que aposto - a não ser que me chamem a mim para Ministro - que até ao final do ano não há redução de despesa nenhuma. Fica escrito. 
______________________________________________________



Não sei como é o PEC nos outros sectores, mas se for como na Saúde que avance sem perda de tempo o FMI, porque Portugal não tem salvação, Portugal não é um país viável.



Nota: João Cordeiro usou a expressão hilariante - «É, no mínimo, uma solução hilariante e que não conheço em mais nenhum país» - para classificar a medida 7 de Ana Jorge. Juro que não é plágio! Hilariante realmente é uma palavra que se ajusta bem a estas ideias peregrina.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:21

Comentários:

 

Mas esta gentinha não se dá conta da figura cretina que faz?
Parecem doidos, ou quererão fazer de nós imbecis?

 

 

 

O presidente da Associação de Administradores Hospitalares, Pedro Lopes considerou, em declarações à TSF, que será complicado mas não impossível passar à prática o plano apresentado esta segunda-feira pela ministra Ana Jorge «para uma gestão mais eficiente do Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

«O plano é difícil e muito exigente, mas é praticável. Em 20 dias não há muito tempo para se elaborar um documento sobre o assunto mas é um tempo aceitável tendo em atenção a premência das medidas a tomar», sublinhou Pedro Lopes.

Quanto à redução de cinco por cento em horas extraordinárias, o presidente dos administradores hospitalares vê a medida com bons olhos.

«O valor das horas extraordinárias é extremamente significativo, por isso, penso que é uma oportunidade para os hospitais reavaliarem a possibilidade que têm para diminuirem horas extraordinárias em excesso», destacou.

Para além de cortar nas horas extraordinárias, a ministra da Saúde anunciou ainda novas regras mais apertadas para a contratação de profissionais pelos hospitais com contas negativas. Uma medida que Pedro Lopes aplaude.

«Acho que são medidas claras que já há muito tempo deviam ter sido tomadas. vai criar sem dúvida dificuldades aos hospitais que têm piores resultados, agora as coisas têm que ser fundamentadas e apreciadas por quem de direito», concluiu Pedro Lopes.
# por Anonymous TSF : terça-feira, maio 25, 2010

 

 

 

Infelizmente, estamos a falar de uma coisa, que já foi um País, que está a saque: PORTUGAL.
Há muita gente a ganhar dinheiro com toda esta confusão que se está a passar neste lugar a que ja se chamou País, a começar pela comunicação social, cujas publicações e canais TV já tinham falido, não fosse a constante incompetência de quem nos governa. Os melhores gestores do País continuam a dar palpites e avançar com críticas, sem se comprometerem com a coisa pública que se chama governação. Alguns até dizem, "só se fossem malucos" é que voltariam à política, os que já lá estiveram, claro. Assim, o caminho é o abismo e a crise profunda.
Termino com a análise da medida completamente irracional e de custos incontroláveis: oferta dos medicamentos genéricos a quem tem reformas inferiores ao SMN. Medida que iria custar 50 Milhões de Euros /Ano, que já deve estar nos 100 Milhoes e isto porque sempre que possivel toda a familia aproveita a borla e todos levam sacos cheios de genéricos mesmo que deles não precisem. Esta medida foi descaradamente populista já que os cidadaos mais pobres apenas pagavam 2,5% dos Genéricos. Por outro lado há aqui uma injustiça terrivel relativamente aqueles cujo rendimento é apenas o SMN(475€) que chegam a pagar cerca de 50€ pelos medicamentos que outros cujo rendimento é inferior apenas de 1€ e nada pagam.
Esta situação para mim além de injusta é revoltante.
Pior é que sempre que os governantes mudam o nível de competencia é sempre baixinho. Por isso Jorge, tens que te preparar para um convite quando o PSD for governo e não tens moral para recusar.
Um abraço.
# por Anonymous Carlos F : terça-feira, maio 25, 2010

 

 

 

Carlos,
Obrigado pela tua colaboração e pelas tuas opiniões.
Quanto ao convite do PSD para o Governo isso é tão improvável como um camelo passar pelo buraco de uma agulha, mas, no entanto, para fazer o que tem feito a actual equipa ministerial eu também fazia. Ou eu ou tu ou qualquer outro que conheça minimamente a problemática. Os diagnósticos estão mais que feitos, só não vê quem é cego, o que é preciso é coragem política, honestidade e independência.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : terça-feira, maio 25, 2010

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.