<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Prognósticos só no fim do jogo 

Farmacêutico e uma técnica de farmácia acusados de seis crimes de ofensa à integridade física grave.

Dava muito jeito, ó se dava, que a culpa pela cegueira dos seis doentes do S. Maria ficasse confinada a um serviço lá em baixo e a dois jovens inexperientes (mesmo a intervenção simultânea em dois olhos de um doente). Mas convém não esquecer, sublinhar até, que só os Tribunais têm a faculdade de condenar.

A culpa não deve morrer solteira e não é minha intenção defender quem quer que seja. O meu interesse, como o de toda gente, é apenas que se retirem responsabilidades e consequências, ao contrário do que é costume neste país. Mas fico perplexo por num caso tão complexo e de difícil prova - a não ser que haja confissão de acto - muito rapidamente se fazer saber quem são os culpados.

Independentemente do desfecho deste caso interessa chamar a atenção para o trabalho complexo e de muita responsabilidade exercido nas farmácias hospitalares - Compatível com o experiência de dois jovens de 30 e 24 anos? Existem as condições, os meios técnicos e humanos para um bom desempenho? - e para a necessidade imperiosa de procedimentos da qualidade e do cumprimento de boas práticas - A Farmácia tem implementado e mantido um sistema de gestão da qualidade certificado? Os procedimentos documentados são sempre cumpridos? Existe um plano de formação e de integração? Os procedimentos são os adequados, são os esperados para um hospital universitário de referência? Que é isso da "designação manuscrita", é suposto haver "designação manuscrita" em formas injectáveis? Se houve um erro, que factores contribuíram para essa ocorrência, que causas? As boas práticas estão comprometidas por critérios economicistas?

Falta apurar muita matéria!... Se o Vara não é considerado culpado, porque o haverá de ser o farmacêutico Hugo Dourado (que até pode ser culpado, mas talvez não o seja sozinho, seja simplesmente o mexilhão)? Por mim, por enquanto, in dubio pro reo.


_________________________________________

PS - Vem a propósito acrescentar o exelente texto de Vladimiro Jorge Silva:
«(...) Como não conheço os serviços farmacêuticos do HSM nem o farmacêutico envolvido, não me posso pronunciar sobre o que se passou. É no entanto muito estranho que no final das contas a culpa (mediática, não necessariamente jurídica) seja apenas de duas pessoas, ao que parece, peixes menores da cadeia alimentar do maior hospital do país. Em primeiro lugar, porque a haver culpados não seriam só dois - numa farmácia hospitalar que se prezasse, o circuito daquele medicamento teria passado por vários outros profissionais, cabendo a validação final a farmacêuticos mais graduados e em segundo lugar porque não se ouvem referências à necessidade de lançar a discussão pública sobre o modo e as circunstâncias em que funcionam as farmácias hospitalares portuguesas. De facto, nos últimos anos a utilização de medicamentos em meio hospitalar tem sido abordada de uma forma gestionária e economicocêntrica. Os farmacêuticos hospitalares são (des)considerados como engulhos a um processo determinado essencialmente por critérios económicos e médicos, desperdiçando-se as respectivas competências nas áreas farmacoterapêuticas e do conhecimento farmacodinâmico e farmacocinético. Esta cultura errada tem um efeito paradoxalmente oposto, pois a pouco eficaz utilização dos medicamentos hospitalares tem um custo económico significativo, certamente muito maior que os ganhos eventualmente proporcionados pelas micropoupanças conseguidas pelos licenciados em sociologia que cortam as unhas rentes e pululam pelas administrações dos hospitais. No entanto, o que é verdadeiramente grave são as tragédias humanas provocadas pelo desinvestimento nesta área - se se provar que o HSM, o maior hospital do país, não tem um bom serviço de farmácia hospitalar, de quem é a culpa? Se isto for verdade, quem deveria estar no banco dos réus? Os anónimos e possivelmente precários funcionários de 30 e 24 anos que trabalham no HSM entre dois recibos verdes ou os administradores hospitalares que acham que a farmácia hospitalar não serve para nada?»
Ler tudo AQUI

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:54

Comentários:

 

Tantas desculpas peliteiro!
Condenado habemos!

 

 

 

Que vergonha!
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

"As boas práticas estão comprometidas por critérios economicistas?"
Infelizmente nos hospitais portugueses (EPEs agora) as boas práticas são conceitos estranhos aos gestorzecos que por lá andam a "gerir" a nossa saúde!
Claro que as boas práticas estão comprometidas por critérios economicistas!
Uma troca de produto é grave, sem dúvida mas será que a técnica e o farmacêutico em causa não estariam sobrecarregados, a trabalhar em más condições, a fazer o trabalho de dois ou três?
# por Anonymous Ana : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Há comentários tão estúpidos, mas tão estúpidos, que tenho o maior prazer em os eliminar.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Concordo com o Efervescente. Então qual é a responsabilidade das chefias ou dos responsáveis pela coordenação do sector?
Afinal foi o proprio INFARMED que apontou inconformidades no Serviço! Quem toma decisões e dá orientações? Será um farmacêutico em inicio de carreira?
Claro que o que acaba de ser escrito não invalida de todo a gravidade do que aconteceu ...
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Não esquecer que o Dr. Adalberto Campos Fernades, o Presidente do Conselho de Administração do Hospital de S.ª Maria, é um sempre candidato a Ministro da Saúde e que se movimenta muito bem nos meios socialistas.
Como diz o Dr. Peliteiro dá muito jeito meter rapidamente o lixo para debaixo do tapete.
# por Anonymous SSR : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Este texto é o único texto de toda a internet que vai contra a corrente, contra o pensamento único.
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Continuam em funções e não vão ser suspensos os dois funcionários do Hospital de Santa Maria acusados pelo Ministério Público de seis crimes no caso da cegueira de vários pacientes por causa de um medicamento .
# por Anonymous Jornal de Notícias : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

A Associação Portuguesa de Farmacêuticos Hospitalares considera que existem unidades de saúde que deviam ter mais profissionais de farmácia, porque se assim for seria possível evitar erros com a medicação.

Devem apurar-se as condições em que ocorreu este eventual erro e eventual culpa destes profissionais. Há uma série de factores que podem estar envolvidos nesse acontecimento, entre eles, as condições de trabalho e pressões e a quantidade de profissionais.
# por Anonymous TSF : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

O presidente da Comissão de Acompanhamento do caso dos doentes cegos no Hospital Santa Maria reconheceu que será “muito difícil” provar que existiu dolo eventual neste caso, apesar da acusação do Ministério Público.
# por Anonymous PÚBLICO : quinta-feira, dezembro 17, 2009

 

 

 

Muito bem escolhida a imagem, colega Peliteiro, para demonstrar a esses administradores hospitalares de aviário que há tratados grossos e complicados sobre como evitar o erro farmacêutico. Eles pensam, infelizmente como a maioria do público, que numa farmácia é ler uma requisição e pegar numa caixinha...

TF (HUC)
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, dezembro 18, 2009

 

 

 

Já há muito que aqui não vinha, contudo parece-me um pouco extemporâneo envolver também o Vara... o homem dorme de consciência tranquila, a inocência é a mais pura e cristalina...

O maior cego é aquele que não quer ver!...
# por Blogger rouxinol de Bernardim : sexta-feira, dezembro 18, 2009

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.