<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Impostos detalhados 

«Existe aparentemente um enorme desvio entre o que os portugueses acham que devem ter como funções do Estado e os impostos que estão dispostos a pagar.» - Vítor Gaspar.

Há quem defenda que as facturas hospitalares deveriam conter o detalhe do custo dos tratamentos, como forma de sensibilizar os doentes para o real custo dos serviços de saúde.
Nos impostos deveria acontecer o mesmo, todos defendem redução da despesa do Estado, mas desde que isso afecte apenas os outros. Assim quando nos informam dos colossais impostos a pagar deveria sair qualquer coisa como:
  • ... € para pagar os voos gratuitos dos familiares dos pilotos da TAP;
  • ... € para os ordenados milionários dos locutores da RTP;
  • ... € para a CGD emprestar dinheiro aos amigalhaços;
  • ... € para as reformas de 5.000 €;
  • ... € para as horas extraordinárias dos médicos que ressonam em casa;
  • ... € para o subsídio de risco do polícia sentado na sua secretária;
  • ... € para os professores com horário zero;
  • ... € para os cursos universitários sem alunos e sem empregabilidade;
  • ... € para os advogados oficiosos do senhor que ainda ontem gastou 500 € em cocaína;
  • ... € de rendimento mínimo para o vendedor de cuecas da feira de Famalicão;
  • ... € para as PPP;
  • ... € para a fundação do Mário Soares e da Pilar Saramago;
  • ... € para um novo aeroporto em Estremoz;
  • ... € para construir a autoestrada de Vimioso a Castro Laboreiro;
  • ... € para a piscina em Currelos, o gimnodesportivo em Sezures e a rotunda em Jesufrei;
  • ... € para o orçamento da junta de freguesia de 50 almas e do concelho da Trofa;
  • ... € para a autarquia contratar os sobrinhos do Prasidente como decoradores e formadores de jardinagem;
  • ... € para o teatro onde ninguém vai e o pintor que ninguém vê;
  • ... € para os consultores, assessores e faunas afins que rodam à volta do Governo;
  • ... € para ajudas de custo de 250 deputados;
  • ... € para despedícios, desvarios e luxos vários...
Vá, agora insultem-me...

Peliteiro,   às  23:53

Comentários:

 

O economista Nuno Moniz desenvolveu uma interessante aplicação informática para cada um descobrir para onde vai o dinheiro dos seus impostos (OE2013):
http://www.nunomoniz.com/orcamento2013/#/~/os-teus-impostos

Depois de experimentar diga lá se não existem algumas linhas a eliminar nesta posta?

Terei sonhado ou o autor eliminou o epíteto de fascista para os insultos desta posta?

Será que partilha da confusão e desespero que pairam sobre o desgoverno?

 

 

 

Insultá-lo porquê? Tudo o que disse é verdade. É escandaloso o dinheiro que se gasta na TAP em viagens para os "amigos" dos pilotos e dos funcionários da companhia... Se fossem só os pilotos. É que são também os assistentes de bordo e afins. Armam as maiores trafulhices para conseguirem "descontos" nos bilhetes, pagando só as taxas.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Falta ainda mais !
Bpn, apoios para a "investigação "na bial ,protocolos com a industria...
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Totalmente de acordo
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Ainda acrescentaria a iluminação noturna de estradas e nós diversos...
Tanta demagogia matinal... Assim é dificil não concordar. Peca naturalmente por ser ideologicamente enviesada, como seria de esperar do caro Peliteiro. Mas faz parte de uma discussão que se quer salutar.
A questão de fundo é o que o Gaspar ontem disse (ou soletrou): o que queremos mesmo que o Estado faça com o dinheiro dos impostos? Adianto já que, a meu ver, o Estado tem de ser prestador em áreas estratégicas, como sejam a justiça, a saúde, a educação, a energia, os transporte públicos, a água, a solidariedade social e a cultura. Obviamente, não creio que ser o unico prestador seja a solução. Deve haver concorrência com o privado. O privado tem é de concorrer sem recurso a subsidios e outras ajudas... do Estado, como acontece actualmente em algumas das áreas mencionadas. Com o Estado a funcionar como rede de segurança, o mercado poderia funcionar sem corrermos o risco de agravar as desigualdades.
Se para tal tiver que dizer aos sanguessugas do FMI e companheiros que não paga os juros extorsionários que nos impõem, so be it! Mas para isso era preciso coragem, honra e dignidade, coisa que sabemos estar em falta no actual (des)governo.
Dê por onde der, não deixaremos que relatos como este da Grécia ocorram entre nós: http://www.nytimes.com/2012/10/25/world/europe/greek-unemployed-cut-off-from-medical-treatment.html?ref=europe


# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Totalmente de acordo com a lista de desperdicios e privilegios apresentada, que é o dia-a-dia, da irresponsabilidade, do populismo e do irrealismo da esquerda radical, que defende tudo para todos, até chegarmos ao ponto de chegada que é a pobreza coletiva, que se pode ver p.ex. em Cuba, Coreia do Norte ou Venezuela. Por outro lado existe uma constituição ideologicamente socialista que sempre que alguem quer mexer num privilegio, vem logo dizer que é insconstitucional, nomeadamente os que sao afetados pelas medidas, juizes, restantes funcionarios publicos no ativo ou na reforma.
Para isto, só vejo uma solução: Democratizar a Constituição como está a fazer a ISLANDIA.
OBS: continuo a pensar que é necessário julgar todos os sindicalistas extremistas e partidos que os apoiam p.e. PCP/BE e parte do PS, por milhares de milhoes de euros roubados ao erario publico atraves de greves e ordenados e regalias escandalosos que os colaboradores das empresas publicas deficitarias usufruem. Espero ver pelo menos na praça publica toda esta gente a ser julgada.
# por Anonymous Carlos F : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Grenman o estado só deve ter a seu cargo a defesa nacional, a segurança interna , segurança social em termos de condições minimas de dignidade agora a justiça é autonoma devendo para tal ter os recursos, transportes, saúde,educação ,banca ,teciso empresarial ( do estado?) não.
É por isto que estamos como estamos!
O estado regula, fiscaliza , normaliza mas não deve ser parceiro de jogo , o estado colecta impostos para a justiça , solidariedade e segurança nacional.
Mas muita gente quer efectivam,ente ter um ente superior que o mantenha e se algo der para o tordo lá está ele.Outros gostam de a pretexto de "serviço" de cidadania terem regalia e reformas douradas
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Caro anónimo, discordamos na concepção que temos do Estado. O que eu disse é que tem de ser uma rede de segurança, isto é, assegurar que todos os cidadãos têm os seus direitos assegurados. Se os privados querem igualmente prestar os seus serviços nessa áreas (tinha-me esquecido da banca, obrigado), tudo bem. Mas façam-no SEM o meu dinheiro. Claro que aí a prestação do colégio, o passe da Vimeca, ou o seguro de saúde vai subir em flecha. E que dizer da segurança social privatizada quando olhamos para o recente caso da AIG e do Lehman Brothers e suas consequências nas reformas de milhoes de pessoas pelo mundo fora? Não, privatizar totalmente estas áreas não é uma opção.
Ó Estado apenas assegurar a defesa nacional e a segurança interna, é uma das características dos "estados de policia". Muito obrigadinho, mas dispenso. Bem sei que sonham com o fascismo, mas não irá acontecer tão cedo.

# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Eu sou liberal, só não percebo é estes liberais de pacotilha (ou pseudo-liberais) que querem tudo liberalizado MENOS as suas farmácias/minas de ouro... Enfiem-se num buraco.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

???? E isso vem a propósito de quê Sr. Farmacêutico?!?

Veja lá bem o tema da posta e comente o assunto.

Também gosto de falar sobre o efeito da chuva no crescimento de pelinhos no peito, mas não o faço quando esse não é o tema em discussão!

# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Exmoº grenman "vai subir em flecha"?
Já subiu! Por isso é que as empresas de transportes tem déficits de 800/900/1000 milhoes
Ainda não sentiu nos seus impostos ?
Sociedade liberal , não quer dizer anarquica! Nãp podem existir em Portugal 5000 farmácias nem 20 canais em sinal aberto , nem 2 milhão de restaurantes nem 10 operadoras de telemoveis , nem 2 empresas de metro em lisboa e outras 2 no porto.Então como será , regulado ou a lei do + forte ( liberalização sem regras)?
As farmácias ja foram liberalizadas LOL


# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Compreendo a sua concepção de Estado, caro Greenman, mas o que ideliza, simplesmente não é sustentável. O que você defende é precisamente o mesmo veneno que nos levou à bancarrota (não veio no telejornal da noite, mas aconteceu). Acho que os juros são extorsionários. Porque? Já olhou bem para os números. Quem estaria então, disposto a comprar dívida Portuguesa a taxas de juro inferiores? Você comprou títulos do tesouro Português? A rentabilidade era boa. A solução é simples se Portugal achar que não deve ser financiado pelo Troika, pois muito bem. No dia seguinte pode é ter que pagar com "Lusos" ou "Tugas" ou qualquer que venha a ser a nova denominação. E quando assim for, aí sim o povo português vai entender o verdadeiro significado de austeridade por muitos longos anos.
Basta não ter capacidade para adquirir o bem mais preciso para qualquer economia. Energia, especialmente a fóssil. Melhor começar a criar cavalos para voltarmos à lavoura do Séc. XVII. A que preços julga que irá pagar para colocar a comida nas prateleiras do supermercado? Leva-se nas carroças?

Mais, grande parte do sucesso das nossas exportações, devem-se à indústria transformadora, que tem que adquirir matéria prima para criar produtos de qualidade a preços competitivos internacionalmente. O que acha que lhes irá acontecer?

Num país que tem a sua industria primária completamente destruída (25 de Abril dixit e a entrada desvairada na CEE apenas o prolongou com os sucessivos governos dos "direitos", que nem sequer têm capacidade instalada para dar de comer à população.

Em suma, todos os "direitos" que considera adquiridos (até o direito ao Facebook no local de trabalho, não resisti desculpe :)), foram conquistados por empréstimo do dinheiro dos outros. Das duas uma, ou convence quem lhe emprestava que vamos cumprir, ou então começa a gastar apenas o que produz. Eu não gosto de sustentar pançudos. Você gosta? A troika não deve ir embora. Na realidade estamos perante a derradeira oportunidade de reformar o Estado ( e como muito bem disse o Carlos F., a Constituição) e isso irá se fazer com muito trabalho. É isto que o Peliteiro aponta no seu post e concordo absolutamente. A alternativa, essa sim, é pura demagogia.

Quanto aos políticos que temos (incluindo, especialmente os do passado), subscrevo parcialmente. Mas não esqueça que o "Povo" (o dos direitos sem deveres) tem também culpa no cartório, quando mais não seja por omissão, ignorância e comodismo. Muitos foram comprado com benesses várias. Temos pena, não o deveriam ter feito.

Aponto apenas mais uma discordância com o seu discurso. Posso não o conseguir convencer devido a discordâncias ideológicas, mas quando diz que graças à liberalização ou privatização, os preços tendem a subir, está a afirmar algo que está no espectro oposto da realidade. É precisamente ao contrário. De facto, tem o exemplo das propinas nos USA, em que graças à subsidiação do Estado (por prática de taxas de juro baratas em que o capital estaria assegurado pelo estado) levou à escalada exponencial do custo da educação superior. Melhor ainda, o exemplo do subprime, precisamente pela mesma razão (taxas de juro de 0,5% compulsivas para todos). Foi isso que levou à falência da AIG e Lehman. Não foi o facto de existir segurança social privatizada. No limite, se o cidadão deve ser livre de planear e aplicar o SEU dinheiro, como bem entender, até fazendo opting-out se necessário. O estado apenas deve assegurar o mínimo para vida digna na velhice ou na incapacidade. Deste modo, a responsabilização iria obrigar a mudança de mentalidade, especialmente uma verdade universal que já vem dos idos egípcios. É preciso poupar nos bons anos das searas, para puder suportar as eventuais secas dos anos seguintes. Eu não quero que o Estado-Papá tome conta de mim. Quero ter liberdade para exercer o meu livre arbítrio. Para alguns custa porque acarreta responsabilidade.

Se é este o seu fascismo, venha ele.
# por Anonymous F. : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Adenda:
A própria palavra austeridade é novilígua dos media. Gastar o que se têm e pagar o que se deve para mim chama-se Honestidade.
# por Anonymous F. : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

O que me surpreende é que ainda tentem usar o discurso do "não é sustentável"...
O que não é sustentável é o nosso modelo económico, baseado no obrigatório crescimento económico, usando recursos que são, como sabemos, finitos. E claro que os juros são extorsinoários, a partir do momento em que os bancos, portugueses por sinal, nos cobram 5 ou 6% de juros para emprestar dinheiro que pediram a 1%.

Percebo que queira a liberdade de exercer o seu livre arbítrio. Mas pode sempre exercê-lo, desde que contribua para o bem geral. E porquê é que tem de contribuir? Porque, pode não acreditar, mas ainda há pessoas que não têm, nem tiveram as oportunidades que o sr. teve. E estas pessoas têm direito à dignidade, a viver em vez de sobreviver, de tentar um dia ser como o sr. F, uma pessoa honesta, que honra os compromissos e com livre-arbitrio. Se calhar advoga que as instituições particulares de solidariedade social tomariam conta desse assunto... Numa democracia, republicana e laica, a caridade pode existir para as dondocas da lapa discutirem para onde vão fazer um donativo, mas a regra geral para todos os cidadãos deve ser a solidariedade social. Prefiro que o Estado assegure saúde e educação, sendo o padrão de referência, do que ter de aturar shows da caridade babosa para arranjar dinheiro para as necessidades educativas e de saúde de muitas crianças. O Estado tem a obrigação de dar uma oportunidade a essas pessoas, sob pena de a única forma do Estado sobreviver ser em ditadura. Que pelos vistos não o repugna tanto como a mim. É que não estou a ver nenhum Estado em que o fascismo sobreviveu sem ditadura. Pode-me indicar alguns?
O modelo que advoga é muito semelhante ao estado-unidense e os resultados estão à vista: pseudo-democracia (só não é ditadura, porque enfim, ainda fazem umas eleições), corporização da politica, prisões privadas, rede de transportes públicos deficitária, resultados no ensino escabrosos, défice energético, entre tantos outros exemplos. O da saúde então é claríssimo. Vá lá ver bem quanto é que um cidadão norte americano tem de gastar com a saúde: o país que mais gasta em percentagem do PIB com a saúde, aparece atrás de nós em quase todos os rankings da saúde. Mas tudo bem, o estado não gasta um tusto. O Obama bem tenta dar a volta à situação, mas a reacção está forte.

# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 25, 2012

 

 

 

Os usa são a democracia por excelência , enquanto a franca da só deu voto as mulheres apoa 1945 , os Usa deram no séc XIX , em 1832 iniciou-se o ensino publico massivo nos usa , e na Europa das luzes? Eleições a fingir são por cá com , aonde e que um Obana português chegava? a presidente da junta com certeza
Foi o socialismo e não o fascistasos que vestia com uniformes os jotinhas e os impedia de conviver os os demais

# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Este ultimo anónimo tem memória selectiva... assim não vale. Com certeza já se deve ter esquecido da mocidade portuguesa, ou da juventude hitleriana, que também tinham os seus uniformes ridiculos.
E direitos civis nos EUA são uma miragem. Basta ver que 50 anos após o discurso de MLK o que ainda acontece à comunidade negra nesse país. O país que tem a maior comunidade de presos do mundo, superior até à China. E tendo em conta que 2/3 dessa comunidade são negros, dá para perceber o conceito de direitos civis nesse país...o gulag americano. E o que dizer daqueles que advogam que a gravidez após uma violação é vontade de deus, logo não devem abortar? Direitos das mulheres? por favor, seja sério. Ensino público massivo? Estamos a falar do quê mesmo? Em Portugal parece que só chegou depois de 74, e veja lá, com uma constituição socialista. É incrivel, não é?
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Alexis Tocville , jurista françês , na decada de 30 do sec. XIX foi aos estados unidos estudar o sistema prisional americano voltou com um dos tratados de ciencia política mais elucidados da historia política da humanidade " Da Democracia Na America" ( 2 volumes).
A degenerescencia do facismo e do nacional socialismo resultam da obra de Sourrel ( françês cuja obra do inicio do sec. XX )obra essa que foi implementada por Mussolini e sobre o nacional socialismo do "Neim Camp "(?) do monstro adolfo hitler são apenas e tão só o socialismo levado ao extremo no último caso nacionalista .
Foi a europa e não os eua que criaram no sec XX as maiores monstruosidades da historia comtenporanea da humanidade ; Ditaduras , fascismo , comunismo , etc...são made in europa.
O sistema americano para quem o conhece é no mímino credivel

# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Ó GreenMan, nos EUA há liberdade! Até para dizer barbaridades como essa da gravidez após da violação ser por vontade de Deus e logo não deve abortar. Os EUA são "the beacon of freedom" neste mundo. Estão anos-luz à frente desta pocilga e esterqueiro de porcos que é Portugal. Vá aos EUA se ainda não foi, estude a história e os seus valores fundadores e vai ver que está enganado sobre esse belo país.

GOD BLESS AMERICA!
ONE NATION UNDER GOD!
UNITED WE STAND!
THE LAND OF THE FREE AND THE HOME OF THE BRAVE!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

STARS AND STRIPES FOREVER!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

O say can you see by the dawn's early light,
What so proudly we hailed at the twilight's last gleaming,
Whose broad stripes and bright stars through the perilous fight,
O'er the ramparts we watched, were so gallantly streaming?
And the rockets' red glare, the bombs bursting in air,
Gave proof through the night that our flag was still there;
O say does that star-spangled banner yet wave,
O'er the land of the free and the home of the brave?

USA! USA! USA!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

A profissão de farmacêutico nos EUA é mais reconhecida, interessante do ponto de vista profissional e mais gratificante para o profissional farmacêutico?

Será que a profissão de farmacêutico vai acabar em Portugal ou vai ser reduzida a mero vendedor de caixinhas?

As tabelas de remuneração de farmacêuticos não são respeitadas? Recentemente vi num jornal on-line farmacêuticos a dizer que ganham pouco mais do ordenado mínimo, isto é verdade???
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Qual é o interesse de ser farmacêutico hoje em dia?

O único interesse parece-me de acordo com o que tenho lido neste blog é ter farmácia própria, investir num curso de gestão e pouco mais...
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Já fui aos EUA com certeza.
E posso garantir que podiam adaptar a linha final do seu hino para "Land of the greedy, home of the morbidly obese"
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

>>>A profissão de farmacêutico nos EUA é mais reconhecida, interessante do ponto de vista profissional e mais gratificante para o profissional farmacêutico?<<<

Sim.

>>>Será que a profissão de farmacêutico vai acabar em Portugal ou vai ser reduzida a mero vendedor de caixinhas?<<<

Vai, se nada for feito em contrário. Não a profissão, per si, mas a obrigatoriedade legal de haver um farmacêutico, da indústria farmacêutica à farmácia comunitária, vai acabar.

>>>As tabelas de remuneração de farmacêuticos não são respeitadas? Recentemente vi num jornal on-line farmacêuticos a dizer que ganham pouco mais do ordenado mínimo, isto é verdade???<<<

É verdade. Não são respeitadas e até já há farmacêuticos em promoções de Natal, como aqui: http://www.timu.com.pt/noticia_id.php?id=3

É a triste realidade. Agradeçam aos responsáveis das últimas décadas por dirigir a profissão.

GOD BLESS AMERICA!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

>>>Qual é o interesse de ser farmacêutico hoje em dia?<<<

Em Portugal, nenhum.

>>>O único interesse parece-me de acordo com o que tenho lido neste blog é ter farmácia própria, investir num curso de gestão e pouco mais...<<<

Já nem isso, uma vez que não abrem farmácias, salvo erro, desde o último concurso de alvarás realizado pelo Infarmed em 2007. Acabou-se.

GOD BLESS AMERICA!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 26, 2012

 

 

 

Não aBrem concursos para novas farmácias desde 2004!
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 27, 2012

 

 

 

Fonte segura garantiu-me que o nome do Dr. Peliteiro esteve em cima da mesa para gerente da falida Cofanor, por ser certinho e muito avarento. Um dos motivos para ser nomeado um cooperante da Direção :) foi este blog. Já fostes.
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 27, 2012

 

 

 

Cofanor, falida? Isso merece um tópico neste blog... É de rir!
vide: http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=588875
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, novembro 19, 2012

 

 

 

Fechar um armazém não é falir...
# por Blogger Peliteiro : terça-feira, novembro 20, 2012

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.