<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Efeito rebound 

Governo inscreveu no OE2013 uma poupança de 146 M€ com medicamentos
 
[Thomas Meyer / Global Imagens] - JN

Peliteiro,   às  13:01

Comentários:

 

A ANF acabou. O Cordeiro e a cordeirada que se conformem. Liberalização do sector rápido em força!

 

 

 

Só com os genéricos do Seroquel, Zyprexa, Cipralex e Requip poupamos muito mais.

Mas, obviamente , quem fala e analisa , estando fora do sector, tem uma visão tão informada como os chamados "treinadores de bancada", sabem tudo mas nunca treinaram nenhuma equipe, se é que têm qualidade para tal...

Saudações Farmacêuticas
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Quem se lixa é o mexilhão, mas como o mexilhão andou armado em ostra, ninguém lhe liga nenhuma...

No fundo, acontece aquilo que já sabemos há dezenas de anos: As rendas excessivas da industria farmacêutica continuarão intocáveis, a bem de uma certa "inovação". Mas aí a mudança tem de ser internacional, aliás, como tem de ser a mudança de políticas. Onde andam os neo-liberalistas, ultra-radicais, conservadores de gema, para nos explicarem que tem de ser assim e que não há alternativa?


# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Denuncias sim mas não anónimas!
O anonimato cheira sempre a Pide e aos seus bufos.
Quem tem a espinha direita assume o que faz!
Atenção: O salazarismo está de volta!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O valor já estava previsto desde o memorando da troika.

E tendo em conta a enorme dificuldade em conseguirem cortar os medicamentos nos hospitais, já se sabe o que vem.

Só quem estava pouco atento é que não sabia o que vinha aí.



E por favor parem de responder directamente ao Farmacêutico. Se ele quer ser mal educado é lá com ele. Podes responder a esta Farmacêutico que eu vou ignorar.

Basta trocar ANF por governo ou Cordeiro por Passos Coelho para perceber o género.

Não que queria defender nem a ANF nem o governo, mas gosto de ler críticas com mais conteúdo, mesmo quando são ao governo.
# por Anonymous Who Cares : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O único desejo do "farmacêutico" ali de cima é a destruição do setor e nada lhe vai mudar a opinião. Não tem a inteligencia suficiente para perceber que com ou sem liberalização a anf é para continuar. A diferença é que depois será só mesmo para quem pode. Escusado será dizer que a liberdade profissional de que tanto gosta será coisa do passado.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Peço desculpa who cares, não fui a tempo para atender ao seu pedido
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O Anónimo que fala de hidras, cuecas, pide, nota-se bem que é a mesma pessoa... Anda para aqui a rir-se, mas está borrado de medo... Deves estar a pensar quando é que o infarmed vai bater à porta da tua tasca... Continuem as denúncias, anónimas de preferência só para chatear o perito em roupa interior...Ahahahah
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Who cares com o que diz o who cares???? Respondem ao farmacêutico porque a azia é muita... Custa ouvir as verdades, principalmente quando estão habituados a ditar as regras, a ser verdadeiros déspotas não esclarecidos... Continua farmacêutico, tens feito a diferença, já somos vários a ler as tuas ideias e até já temos um plano para denunciar as irregularidades... Várias farmácias vão receber umas inspecções... Estão a ser preparados uns dossiers com receitas, cópias de stocks, abatimentos, etc...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Afinal a ANF vai continuar!!! Afinal não iam "morrer" as farmácias??? Bem me parecia que isto era tudo teatro para ganhar mais uns milhões... Tinhas razão farmacêutico...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

A Lady Co. também cheira a salazarenta que tresanda.
Juntem as provas que quiserem, acho bem, mas na hora da verdade digam:Fui eu,o que aqui se passa é uma vergonha e não me podem despedir por isso, quando não vou para os tribunais.
Em democracia é assim.
(e se encontrar falta se algum sinal, faça favor de se servir destes ``´´´´ ^^^ ~~~~ ,,,,)
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Este ano foi a industria a remodelar , a nível dos DIM ´s , e foi feita uma "limpeza" , para o ano será nas farmácias !
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

A parvalheira é tal que julgam que a maior parte dos frequentadores deste blog se sentem de alguma forma ameaçados ou incomodados por haverem inspecções do INFARMED.

Não percebem que o objectivo de todos é oferecer um serviço de qualidade. Quantas mais inspecções do infarmed melhor. Era da forma que deixava de haver a concorrência desleal dos patos bravos que vendem de tudo e mais alguma coisa sem regras.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Estás com medo!!! Sinais precisas tu, na tua farmácia. STOP
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

É verdade Greenman, já ninguém liga ao mexilhão. Mas é pena, para mal da maioria é pena.
-João Roxo-
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Falou Azrael, a inteligência suprema, o dono da verdade. Também és contra as denúncias anónimas? Anda aqui um colega teu, que está que nem pode, anda preocupado com os sinais de denúncia.
Tu pertences à ANF, eu pertenço à Mensa.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Denunciem-me que eu despeço, diz o anónimo. Quando o fizeres já a tua tasca, está de portas fechadas e talvez uma pessoa mais correcta do que tu, esteja a abrir uma farmácia na mesma rua. Alguém com deontologia, ética e que saiba o que é ser farmacêutico.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Afinal estava enganado e vi a luz. A ANF está correcta e eu estava errado. Já não desejo a liberalização das farmácias pois percebo que é negativo para todos.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Parvalheira, nota-se bem que é um "Tio" de farmácia, talvez de Lisboa. Acabem com a "parvalheira" vá lá, vá lá. Não vê que está errado, anda aqui um colega seu, que está cheio de medo das denúncias e parece que é frequentador do blog!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Acho uma ideia errada fazerem juízos de valor sobre pessoas anónimas que não conhecem de lado nenhum.

Para um lado e para outro.

Tirando umas excepções, todos podem dizer que são mulher mas na realidade são homem. Eu por exemplo até posso nem ser o Who Cares outra vez, portanto debatam ideias e deixam lá as picardias pessoais para os comentários online dos jornais sff
# por Anonymous Who Cares : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Para o anónimo do STOP:
Não tenho farmácia e não atendo público (já aqui o disse).
E tu, do que precisavas sei eu!
(não o digo por respeito à gente decente que aqui escreve)
Volto a por sinais para os puristas e meninas pires ^^^~~~~:::,,,,,

# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Mas eu acabei de dizer que quantas mais denuncias e inspecções melhor. Como posso ser contra as denuncias anónimas?
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Viste a luz? Não me digas que o tipo que está cheio de medo das denúncias, te sentou na cadeira e está pronto para te torturar! O Anjo da Morte, nome com conotação Nazi de acordo com o Greenman e afins, devem estar a coagir-te! Não cedas colega. Aguenta!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O infarmed não pretende actuar de forma lesiva , necessita sim de mostrar serviço e algumas farmácias colocam-se a jeito .
A mim pessoalmente já ameaçaram " parto a tua cara lá fora " por recusar um Antibiotico para uma criança .Mas quantas vezes surgem utentes com a embalagem partida e necessita outra ou pq falou ao médico e por telf. aconselhou X medicamento e leva receita depois.
Acaso os deputados das 2 últimas legislaturas fiscalizaram a ação do socras? A 18 mil milhões por ano de dívida.
Os progenitores desta crise são o sr. silva e o sr. sampaio , um escreveu um artigo aqui del rei contra o sacana lopes e o outro por um golpe de estado derruba uma maioria parlamentar . E nasceu o memino socrates a governar .
Srs acabou a festa e é preciso paga-la.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

De facto eu posso realmente não ser o mesmo Who Cares de há pouco. E, pelo contrário, acho que os juízos de valor podem e devem ser feitos.

O GreenMan por exemplo, é um hippie barbudo. Passa o tempo a fumar besegol.

O Azrael é claramente um tio da linha de cascais acomodado a anos de mordomias.

E o outro Who Cares é um playboy milionário que se conduz de ferrari só nos dias em que o bentley está na oficina.

O peliteiro é obviamente uma lagosta sentiente que encontrou um ponto de acesso wi-fi numa praia de Carcavelos à qual acede com as suas antenas.
# por Anonymous Who Cares : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O que tu dizes não se escreve! Tu gostas muito de ameaçar as pessoas, estás habituado a fazer isso aos teus funcionários? Caso não saibas, O Salazar foi eleito o melhor Português de sempre:

"Nem D. Afonso Henriques, nem D. João II, nem Camões, nem mesmo o Infante D. Henrique. António de Oliveira Salazar foi o nome escolhido pela maioria dos telespectadores da RTP1 que votaram na eleição do "maior português de sempre", no âmbito do programa "Os Grandes Portugueses".

Talvez porque são estes Homens que não tem medo de homens como tu... Se for necessário o anonimato para acabar com os da tua laia, assim será. Viva o anonimato, até o Azrael concorda.

# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Caro peliteiro, enxurradas de comentários anónimos são contraproducentes para quem quer manter uma discussão séria e beneficia apenas quem quer abandalhar.

Não é possível manter uma conversa com dezenas de vozes indistintas da mesma forma que não é possível manter uma linha de argumentação com dezenas de posts anónimos pois nunca sabemos o que já foi falado com quem e em que ponto da discussão se está.

Acaba por se repetir e ver repetidas as mesmas coisas vezes sem conta.

Não custa nada criar um perfil do blogger portanto só me resta concluir que muito provavelmente a confusão induzida é propositada.

Acho que seria benéfico para o blog se não fossem permitidos posts anónimos nem com nome/URL. É que senão acho que isto começa a perder o interesse.

Mas o blog é seu e você é que sabe qual o objectivo dos comentários.

just my two cents

Assim sendo vou deixar de responder a anónimos pois não vale a pena.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Eu concordo com o Azrael, os anónimos podiam arranjar um nome para a gente não se perder nas respostas. Não custa nada.

Até agora o comentário vencedor do dia de hoje è "O peliteiro é obviamente uma lagosta sentiente que encontrou um ponto de acesso wi-fi numa praia de Carcavelos à qual acede com as suas antenas." Genial! Ao menos um gajo vai-se rindo. Também pouco nos resta, dado que o sentido de humor não paga IRS.
E sim, sou um hippie barbudo, mas não sou daqueles que gritaa "estas são as nossas armas" como aquelas miudas ontem à noite na assembleia...

Quanto ao anónimo do salazar, que dizer... Dê um tiro na tempora e vá ter com ele.
# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Greenman, caro leão, veja bem onde chegou a burrice e maldicência...
Já não podemos trocar idéias desapaixonadamente.
Agora Hippie barbudo! Almas de cantaro!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Pois eu continuo no chá.
Muito chá de cevadilha para certos senhores.
E escusam de espernear, nada do que se vai passar depende de farmacêuticos assim ou assado.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Não acredito que o Greenman,seja hippie ganzado.
Mas se ele o diz, que posso eu fazer...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Estes comentários são o reflexo da desorientação gaspariana na profissão farmacêutica...

Mas denunciem, que serão feitas as necessárias inspecções. As represálias serão meio caminho andado para a indemenização pelo despedimento ser ainda maior. Mas nada disso vai trazer 146 milhões para as farmácias, apenas vai tornar o ar mais respirável. O que no actual estado das coisas já é excelente!

Agora, está mais do que na hora de atacar a margem obscena que a industria farmacêutica tem. Não me venham com coisas, com "inovação" e o diabo a sete. O que se passa é extorsão. Ainda para mais, quando se começa a saber que o actual sistema de introdução de fármacos no mercado é propenso a fraudes (http://www.guardian.co.uk/business/2012/sep/21/drugs-industry-scandal-ben-goldacre). Há que arranjar uma forma de por esta máfia no seu lugar. A ANF ao pé da Big Pharma, é um conjunto de garotos.

PS: a vantagem do anonimato é que posso ser o que quiser. Será que um hippie barbudo pode preferir o destilado de malte irlandês? Ou aí já passo a ser da burguesia instalada?
# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Pelos vistos a maior parte dos portugueses tem que dar um tiro na tempora, embora se dessem no c.. já lá tinham o buraco...

Onde está a tua democracia Greenman, não sabes respeitar o sentido do voto e nem percebes os comentários??? A ganza está a subir-te ao cérebro?

A ideia não era querer o Salazar, embora se ele cá estivesse tinha resultados curiosos nas eleições. A ideia é ao estilo Ferreira Leite, "interromper a democracia temporariamente" para poder acabar com ANFs e outros Lóbis e reestruturar o sistema produtivo português...

Caso não saibas foi Salazar que legislou no sentido de as farmácias poderem apenas ser detidas por farmacêuticos e foi esta suposta democracia que acabou com a única protecção que a profissão ainda tinha...

Agora fazes parte de um povo falido, de um povo que vive na ditadura da Troika... São uns trites governados e empurrados à parede, dominados pela guerra económica e sem qualquer tipo de independência... Salazar ao menos, era Português, não deixou o país endividado, não roubou da forma descarada que se vê hoje e caso também não saibas, foi o maior afforador Português e ainda hoje nos ajuda a pagar a crise:
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1624340
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O comentario assinado com o meu nome foi escrito por outra pessoa a dizer que eu "vi a luz". Vou criar um registo no blogger para evitar estas usurpacoes por parte de imbecis. Desculpem a falta de acentuacao pois estou no telemovel.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

http://allcare-management.blogspot.pt/2007/07/finalmente-liberalizao-da-propriedade.html

Foi um "negócio" da ANF, para ajudar os amigos falsos proprietários e permitir a formação de pequenos monopólios.

A ANF sempre a *#2#!!# os farmacêuticos e a profissão farmacêutica!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Hé lá!
Eu falei em salazarentos porque detesto denúncias anonimas.
Já vivi num país em que todos se espiavam e denunciavam anónimamente acerca de tudo.
Pretendo só que não se entre por esse caminho. O mal é começar.
E greenman não dou um tiro na cabeça, não dei no tempo dos bufos e agora também não tenho medo.
E não, não tenho farmácia e não me incomodam nada as visitas do Infarmsd.
Só não gosto de bufos,foi um trauma que me ficou das visitas da pide!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E mais :
Se vocês estivessem como eu na cantina da cidade universitária e lhes entrassem as costumadas rusgas pidescas aposto que se borravam todos.
Voçês sabem mas não conhecem!
Sou farmacêutico dos maus tempos tenho 62 anos e repito não tenho farmácia. O meu percurso foi outro.
Mas que quer colega green incomóda-me o falar de cor.
Ao seu dispor.



# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Expliquem-se meus caros donos-merceeiros por que motivo forma a ANF estes ditos TAF ha anos, ainda a palavra crise nao fazia parte do vocabulario do sr Cordeiro? Expliquem-me porque motivo estes ditos TAF estao ao balcao a atender/dispensar/aconselhar lado a lado com o farmaceutico (se este sequer existir, para alem do DT, e caso o DT nao seja tambem o proprietario e nem meta la os pezinhos senao para controlar os funcionarios)! Nao fujam a questao meus senhores. Expliquem-me tambem em que medida e que a vossa chico-espertice das ditas "vendas cruzadas" e das comissoes por vendas nao viola o Codigo Deontologico da profissao? Sim, porque agora a nova moda sao os objectivos de vendas impostos aos farmaceuticos, senao a porta da rua e serventia da casa. Quando decidi ser farmaceutico foi com sentido de missao e de servir a comunidade de forma independente de objectivos comerciais e de patos bravos que nem sabem a diferenca entre Benylin e Ben-u-Ron, nem para vender X porque da lucro de 100 a farmacia quando considero que Y e mais adequado. Meus caros, o Reino da ANF esta a chegar ao fim e merecidamente. A profissao farmaceutica nao pode continuar refem de um grupo de patos bravos que se apoderaram da Ordem em seu beneficio. Por isso temam, temam as denuncias, porque quantos mais jovens farmaceuticos descontentes denunciarem os abusos, mais rapidamente a profissao se libertara do vosso jugo merceeiro. Preparem-se para o fim.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Caro farmacêutico, vê algum problema em haver objectivos comerciais para vender o anti-rugas x em vez do Y que até é mais vantajoso para o utente? Mais uma vez está a generalizar.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

As denuncias na verdade são benéficas para todos, incluindo a ANF que, obviamente, não tendo o poder de "disciplinar" os associados, ganha com a existência de maior qualidade e rigor. Ganhamos todos. Por isso denunciem tudo o que tiverem a denunciar. O "Farmacêutico" mais uma vez dispara em todas as direcções, acerta uma ou outra, falha a maioria.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Tanto anónimo dá nisto... a ver se nos entendemos: quando me falam em salazar, "suspensões temporárias da democracia" ou lá o que é, a minha resposta é automática, e só não leva com um insulto, porque neste espaço são proibidos...
Falar em salazar e democracia ao mesmo tempo, então é surreal. Já a história do maior aforrador português é então o supremo cinismo: claro que foi aforrador, por isso eramos um país de analfabetos, que passava fome, onde havia pessoas perseguidas, guerras coloniais, etc. "Ah e tal, mas havia dinheiro"... Poupem-me ao vosso saudosimo. Se nos dias de hoje um sujeito como ele voltasse a ganhar eleições era a prova que este país não tem remédio e que tal como o saudoso João Pinto, "estávamos à beira do abismo e demos um passo em frente."
Ultimo anónimo, o haver denúncias anónimas neste caso justifica-se plenamente porque numa classe que é fortemente conservadora, os métodos salazarentos de afastar os indesejáveis estão bem vivos. E nisso, a nossa Ordem não nos vale, antes faz por olhar para o lado, como se nada fosse. É triste, mas é assim que funciona.

Moving on...
Quanto aos objectivos comerciais, o problema é mesmo estes existirem para os medicamentos. E mesmo assim, cumprir com objectivos comerciais não é compatível com a função de farmacêutico, porque é exatamente essa situação que nos coloca à vista dos utentes como simpáticos merceeiros. Logo, esse regabofe tem de acabar se nos queremos valorizar como profissionais de saúde.

# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Caro farmacêutico isso está tudo muito bem mas assumam a responsabilidade.
Repito e volto a repetir bufos não!
Chegou no tempo da outra senhora!
Há muitas maneiras de fazer as coisas sem perder a honra.
Espero um comentário do green que me mandou dar um tiro na cabeça.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Greenman, todos os farmacêuticos com objectivos comerciais que conheço são vistos pela população com enorme respeito. Está com uma noção preconceituosa da venda. Não se trata de impingir. Trata-se de encontrar soluções para os problemas do utente através de escuta activa. Trata-se de questionar o utente em vez de pura e simplesmente atender a pedidos avulsos que, se trabalha numa farmácia sabe, muitas vezes estão completamente errados para a verdadeira queixa do utente.

Todas as implementações de objectivos comerciais que presenciei geraram uma manifestação de maior satisfação pelos utentes e não o inverso. Tudo sem nunca dispensar MSRM.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Ao anónimo anti-bufos: como espera que haja denúncias se as pessoas que as fizeram depois contam com represálias?
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Não se preocupem.
O governo vai cair.
Quando o poder cair na rua já se podem redir mudanças a sério.
Até pode ser que haja ocasião de cortar algumas cabeças...
Nessa altura estes problemas de comadres estão ultrapassados.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Aflige-me o tipo de discurso do Azrael, caso seja farmacêutico também. Fala como um mero gestor cujos objectivos únicos são o lucro. Fala do acto farmacêutico como uma VENDA e depois ainda vem com conceitos pomposos de merceeiro sofisticado como "escuta activa" e afins. Escuta activa faço eu todos os dias, de facto, e perguntas activas também, e dispenso ao MEU utente o que achar mais adequado à sua situação em função dos meus conhecimentos CIENTÍFICOS e não em função dos objectivos de vendas a atingir para a farmácia beneficiar disto ou daquilo. Dou um exemplo, eu não gosto de dar banhas da cobra - não vou citar os produtos mas estão entre aqueles que commumente estão nos objectivos de vendas - prefiro opções em que confio mais e estão melhor documentadas cientificamente. Está a perceber o contrasenso? E o pior é que isto não se passa só com cremezinhos da tanga mas também com medicamentos. Aos que querem ser comerciantes, aconselho a entregarem a carteira profissional ou a criarem um espaço distinto na farmácia com meninas bonitas para VENDER. Eu enquanto farmacêutico recuso esse tipo de abordagem de mercearia promovida pela ANF.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E pelo amor da Santa não me ponham farmacêuticos a vender sapatos, óculos made in China, chupetas, a fazer listas de baptizados (sim, há farmácias com este serviço "farmacêutico"), bases de maquilhagem e afins. Tenham um mínimo de pudor!
# por Anonymous Farnacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E pelo amor da Santa não me ponham farmacêuticos a vender sapatos, óculos made in China, chupetas, a fazer listas de baptizados (sim, há farmácias com este serviço "farmacêutico"), bases de maquilhagem e afins. Tenham um mínimo de pudor!
# por Anonymous Farnacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Concorde-se ou não, os objectivos de vendas não se coadunam com a actividade de farmacêutico, muito menos quando envolve MNSRM, pois em qualquer situação interfere com a independência técnica do profissional (isto de ter um código deontológico só complica, não é?). A escuta, se for activa, pode realmente levar a que o produto a dispensar não seja o tal dos objectivos. E depois, por ter feito o seu trabalho, esse farmacêutico é prejudicado? Se a farmácia for, então que façam melhores compras.

Outra coisa completamente diferente, é ter meninas bonitas que se especializaram a vender cosmética e outros produtos não medicamentosos. Numa óptica de espaço de saúde, em que as vendas de parafarmácia serão cada vez mais importantes, essas pessoas têm provavelmente melhor capacidade para isso. E até traria vantagens, pois ajudava a retirar a imagem de vendedor ao farmacêutico, ao mesmo tempo que melhoraria o ambiente estético de muitas farmácias, apesar de nesse aspecto até nem nos podermos queixar... ;)
# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

"Farmacêutico" diga-me lá então qual é o anti-rugas para mulher na menopausa com maior documentação científica que existe?

Mas qual acto farmacêutico. Estamos a falar de produtos de saúde e não de medicamentos. Você sabe ler por acaso ou faz de propósito?
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Se a OF não estivesse morta a mesma documentação que segue para o Infarmed com todas as ilegalidades que os proprietários fazem/obrigam a fazer seria suficiente para lhes ser retirada a carteira profissional.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Eu raramente escrevo aqui e sobre o meu azar aos bufos disse o que tinha a dizer.
Não concordam, paciência...
Talvez lá para o ano já tenha razão,se ainda se poder escrever livremente.
Felicidades a todos do velhote e até qualquer dia.


# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Portanto concluo que na vossa visão dermocosmética não deve ser aconselhada por um farmacêutico e não tem lugar numa farmácia.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E faça o raio de um registo que "farmaceuticos" há muitos
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E fazes tu muito bem Farmacêutico.


Mas há que ter em conta que existe um dilema na profissão farmacêutica.

O mesmo se passa com os médicos, só que no caso dos médicos é muito menos notória, afinal vendem apenas um serviço e não produtos e um serviço.

Agora não se pode é achar que se pode esquecer a vertente financeira. Quando se escolhe um medicamento antineoplásico mais barato no Hospital ou quando se escolhe um medicamente com melhor custo/benefício estamos a fazer realmente o quê?

São dilemas da vida, e se tens essa conduta então possivelmente decidirás bem, mas achar que não se comentem erros na vida e que és a bússola moral do mundo é ficar desiludido em pouco tempo e revoltado por muito tempo.

Eu por mim, quero que acabes por trabalhar também como gerente de uma farmácia para veres o dilema.
# por Anonymous Who Cares : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

HomemVerde, mas qual prejudicado. Alguém falou em prejudicar quem quer que seja? Um sistema de objectivos só funciona se for por incentivos, sejam monetários ou reconhecimento. Nunca por prejudicar seja quem for. O preconceito é enorme. Mais uma vez todos os farmacêuticos que conheço que estão integrados num sistema de avaliação de objectivos nunca tiveram que atropelar o seu código deontológico nem precisaram pois não é preciso quebrar codigos deontológicos para sugerir termometros a quem compra paracetamol para a febre nem compressas para quem compra betadine para as feridas.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E por favor não se armem em virgens púdicas como se a vossa ética e moral fosse superior à dos outros porque se querem dispensar produtos com provas científicas dadas têm que dispensar medicamentos, muitos deles sujeitos a receita médica. E como sabem os farmacêuticos em Portugal não podem prescrever. Onde está a vossa inabalável pureza científica agora?
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Mas volto a perguntar. Aparece-vos uma mulher na menopausa a pedir um anti rugas adequado para ela. Vão ao pubmed pesquisar qual é o que tem evidência científica ou dizem-lhe que não têm uma solução para ela pois não há evidencia científica e são demasiadamente religiosos para lhe aconselharem um produto de dermocosmética?

Cá para mim mandam-na mas é barrar a cara com creme nivea e pensam que estão a prestar um bom serviço.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Impingir um termómetro sempre que alguém pede um parecetamol! Ai Jesus!

Azrael, ninguém tem culpa que tenha metido a farmácia toda bonitinha com robô e que agora os seus funcionários tenham que fazer esse choradinho ao utente mas achar isso normal já é um salto muito grande...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Vocês não são pró científico vocês são pró zona de conforto. É mais simples ler uma receita e seguir as instruções do que ter que ter que manter uma aprendizagem contínua seja sobre dermocosmética, produtos ortopédicos, suplementos alimentares, gestão da terapêutica ou seja o que for, e tomar decisões, aconselhar, ter responsabilidade no resultado.

Se continuarem a pensar assim vocês não são o futuro da profissão, são o passado, morto e enterrado.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Vou responder ao Anónimo só por serviço público. Não é impingir é, sugerir caso seja aparente a necessidade em conversa. A sua tacanhês fá-lo imediatamente pensar em impingir, claro.

Mas o utente, mais inteligente que você, fica satisfeito pois o farmacêutico resolveu-lhe um problema que ele não se tinha lembrado que ia ter: a falta de um dispositivo médico que lhe permitisse medir a febre. A farmácia ganhou mais rentabilidade e ficou mais perto de fidelizar um cliente.

Pode experimentar, pode ser que consiga pagar o seu robô e a farmácia bonitinha. O meu já está pago. Graças em grande parte a competências como a que acabei de demonstrar.

Estou aqui a dar pérolas a porcos. Mas hey, sintam-se há vontade para mandar os vossos utentes a outra farmácia buscar os termómetros e os dermocosméticos, os restantes farmacêuticos, aqueles que vivem neste mundo, agradecem.

O resto não me merece comentário.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Sim, será necessário toda uma actualização para que continuemos ao longo dos anos a saber que o paracetamol é um antipirético portanto a pessoa pode precisar de um termómetro. Só que se ela precisar de um termómetro é a primeira a dizê-lo e, além disso, não deverá ser o farmacêutico a fazer esse choradinho mas sim outro funcionário qualquer.

Alguém contou aqui que o seu patrão lhe pedia sempre para tentar vender um solar sempre que alguém fosse com uma criança à farmácia. Achei que fosse uma excepção e não uma regra mas pelos vistos todos os patrões têm ideias deliciosas destas.

"tome o paracetamol de 8 em 8 horas e já agora leve este termómetro" ahahah

Os funcionários não servem para pagar robôs senhor Azrael.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Acho que vou mas é ficar calado e concordar que é melhor que os farmacêuticos dispensem mesmo só MSRM. É da maneira que eles começam a secar.

"Farmacêutico" e homemverde que tal vão as finanças da vossa farmácia? Têm beneficiado muito da vossa abordagem estritamente científica? Obviamente "homens da ciência" como vocês já têm o próximo emprego garantido da EMA quando elas forem inevitavelmente ao charco.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Vamos por partes:
"Portanto concluo que na vossa visão dermocosmética não deve ser aconselhada por um farmacêutico e não tem lugar numa farmácia." - Não é não deve. É poderá ser por outros com melhor preparação. E como é uma estratégia comercial, apenas sugeri a hipótese das meninas bonitas porque já a vi a funcionar e pareceu-me muito bem. Sobretudo porque dá a autonomia aos farmacêuticos para tratar do que realmente interessa, os medicamentos.

"Qual é o anti-rugas para mulher na menopausa com maior documentação científica que existe?" - Há um que diz que funciona à base de sexo e KY. Todo o resto são cremes hidratantes, que na melhor das hipóteses têm um polímero que dá uma "sensação" de pele lisa. Como saberá, as rugas não desaparecem com cremes. Há também a escola que advoga colocar Sperti-H nas rugas, mas acho que isso já é demasiado radical para algumas pessoas, que ao lerem a bula iriam ficar confusas.

"sugerir termómetros a quem compra paracetamol para a febre nem compressas para quem compra betadine para as feridas" - ou preservativos a quem compra a pílula do dia seguinte, ou sacos de gelo/água quente a quem leva o Voltaren/Emplastros leão. Tudo certo. Fazer com que isto seja uma norma, é lá consigo. Mas esta é mais um argumento para a liberalização: quer fazer esse tipo de serviços, força. Mas depois não se admire que as pessoas se fartem de si. Eu bem ouvia algumas pessoas a dizer "não vou mais à farmácia X, porque sempre que vou comprar medicamentos me querem impingir um shampoo (não fui eu que inventei, era mesmo assim que se referiam). Cross-selling, cada um toma o que quer. Agora, não me venha a dizer que é preconceito. Preconceito é achar que esse é o caminho e os outros é que estão errados.

"Virgens púdicas como se a vossa ética e moral fosse superior à dos outros" - Porque defendemos que o farmacêutico não deve ser um merceeiro? É isso ser virgem pudica? Essa da pureza cientifica então é hilariante. Quem nunca vendeu um brufen sem receita que atire a primeira pedra. Ou um Ben-u-ron. Ou uma pílula. Não tem a haver com pureza cientifica, tem a haver com a utilização dos meus conhecimentos, tanto a nível farmacológico como económico - não esquecer que o Ben-u-ron foi muito mais barato do que qualquer MNSRM durante anos. E pouco me importava que me quisessem obrigar a vender o panadol, se quem estava à minha frente como cliente não tinha disponibilidade para o pagar.

"barrar a cara com creme nivea e pensam que estão a prestar um bom serviço" - Por experiência própria, lhe garanto que o creme nivea é dos melhores que por aí andam no mercado. Várias vezes o aconselhei, e não o tinha à venda. Mas nunca perdi um cliente por causa disso. A farmácia fez menos dinheiro? Fez, claro. Mas que culpa tenho eu que o creme com melhor custo/benefício do mercado não esteja disponível na farmácia?




# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Mas está enganado mais uma vez. Como eu disse, o patrão não manda nada. O farmacêutico é que decide se quer segerir o termómetro ou não e não é prejudicado se não o fizer. Mas se o fizer é beneficiado, tão simples quanto isso. Quem diz um termómetro diz um pós solar sugerido juntamente com um solar, um gel de limpeza juntamente com o creme para as borbulhas. etc. Acrescentar valor = cliente satisfeito = farmácia rentável = farmacêutico recompensado.

Mas vejo que é um conceito muito complicado para compreender. Talvez nem sequer saiba qual o beneficio de um pós solar. Para si isto é tudo cremes da treta, lembra-se?

Deixe lá isso. Há quem saiba e os utentes reconhecem isso.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Na farmácia do Azrael mesmo as pessoas estando fartas de lhes ser impigido coisas continuam a lá ir porque é um sítio com pouca concorrência, certo?
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Por amor de deus homem verde, essa do creme nivea retira-lhe toda a credibilidade. O creme nívea só faz uma barreira protectora com gordura à superfície da pele e o resto?

Então os cremes anti-rugas são apenas hidratantes. Há quanto tempo não tem formação nisso?

Eu também defendo que o farmacêutico não deve ser merceeiro, por isso é que devendo um sistema de avaliação de desempenho que premeie e não puna e se cinja a não MSRM. Nenhum farmaceutico é obrigado seja ao que for.

Mais uma vez não é impingir. Nenhum farmacêutico ou gestor quer impingir seja o que for porque, como é óbvio depois as pessoas não vão à farmácia porque lhe impingem o champo. Essa farmácia obviamente está a fazer as coisas mal. Trata-se de atender a necessidades que já existem. Não é impingir. É servir melhor as necessidades do utente. As que ele tem. Não é inventar novas.

Acho que estou a perder tempo com isto. Formem-se ou informe-se se quiserem. Não o façam se não não quiserem. Tanto me faz.

Agora não me venham dizer é que os objectivos comerciais são o demónio pois isso só revela o quanto pouco sabem sobre o assunto. É possível ter objectivos comerciais com ética. Não só é possível como é necessário. As farmácias têm que ser rentáveis. Se não concordam isso estão claramente na profissão errada pois não conheço nenhuma farmácia que não seja rentável senão as hospitalares e as que vão ao charco.

Como já foi dito até os médicos têm objectivos comerciais (sacrilégio!!), sejam do público ou do privado. Seja pela via do aumento do preço ao utente seja por via da diminuição do custo.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Este comentário foi removido pelo autor.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Ao anónimo da pouca concorrência: sim, porque como eu não tenho concorrência tenho necessidade de me diferenciar dos meus concorrentes (inexistentes).
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O Azrael é o protótipo do merceeiro/comerciante que devia ter aberto uma mercearia ao invés de uma farmácia.

Meu caro, não, eu não vou sugerir um termómetro a ninguém que peça paracetamol se não me pedirem um termómetro. As pessoas ainda têm cérebro e pensamento próprio.

Sabe o que é que isso me parece? Ali o cabeleireiro da esquina que sempre que lá vou me quer impingir um champô anti-queda de 50EUR.

Se é essa a sua visão de farmácia, então não devia contar com farmacêuticos. Feche-a, abra uma parafarmácia e meta lá meninas bonitas, de bata justa e curta, umas mamas bem tratadas e um salto alto para os senhores, e uns modelos musculados para as senhoras.

Eu conheço bem o seu tipo, e onde estagiei a falta de vergonha era tanta que se ia além de sugir o termómetro ao sr. do paracetamol, o filmogel ou o pensinho para o herpes labial ao sr. do aciclovir, etc.

Um dia estava eu a aconselhar aciclovir a um utente com herpes labial quando o sr. proprietário se lembrou de intervir e juntar um URGO ao pacote; mas para sua surpresa levou um redondo NÃO por parte do utente. Se calhar até é você, será?!

Já agora que tal "sugerir" um champô para os piolhos sempre que uma mamã vá à farmácia com o filhote em período de início escolar? Que lindo, não me admiro que lhe passe por essa sua cabeça.

Não, e não é só para pagar o robô. Se fosse só isso. É também para pagar o Porsche, os cavalos, a casa na Quinta do Lago e afins. Enquanto isso, o funcionário é pago a 600EUR líquidos com horários rotativos, fins-de-semana, serviços, reforços, etc.

E porque fala em farmacêutico, se o que mais tem na sua farmácia - AO BALCÃO - são TAFs? Ao menos tenha decência e honestidade intelectual.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O Azrael é o típico "Show me the money"... Quanto pagas aos farmacêuticos? Pagas horas extra? Responde directamente Cunha? Quantos estagiários tens de graça?
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Já agora acrescento - e revelo - que se ia ao ponto de sugerir UL 250 quando chegavam receitas com antibióticos (algo que nem é recomendado, bastando para isso ler o folheto informativo), ou omeprazol/sulcrafato quando chegavam receitas com AINEs, através de pop-ups que surgiam no sistema informático para lembrar quem está ao balcão de que é preciso aumentar as vendas.

Quanto a sistemas de avaliação do desempenho baseados em vendas, oponho-me veementemente e gostaria de ver a OF tomar posição sobre essa matéria porque parece-me a mim ser diametralmente oposta ao Código Deontológico. Mas como a Ordem é submissa da ANF não me admira que esta cerga, surda e muda.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Objectivos de vendas!!! Ou vendes ou vais para a rua!!! Isto está muito mal, só posso ficar com 5 funcionários, quem vender mais fica, quem não vender vai para a rua... (Diz o Azrael)

Os funcionários passam a vender tudo e mais alguma coisa, atropelam-se uns aos outros para ficar com os clientes, dizem mal uns dos outros...

Azrael, é verdadeiramente maquiavélico... Ele bem diz num comentário "dividir para governar"... Outro lema deste senhor deve ser "explorar para ganhar"... Por isso gostas tanto da ANF, "Diz-me com quem andas e eu te direi quem és"...


# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

E alguém que me explique para que serve o Sindicato Nacional dos Farmacêuticos? Eu ainda acreditava neles, até ao di 13 de Outubro... Se serve só para acatar tudo o que a ANF lhe impõe mais vale extinguir-se. Ainda bem que não me sindicalizei, ou já estaria bem arrependido do investimento feito. Já em relação à Ordem, infelizmente tenho de ser roubado todos os meses para sustentar burocratas, festas do croquete e do pastel de bacalhau e outros luxos pessoais dos que lá têm um poleiro bem como para sofrer extorsão para poder renovar a carteira profissional. Para pouco mais serve.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Ok Farmacêutico, já percebi, na sua cabeça "este tipo não pode ser simultâneamente honesto e conhecer uma realidade diferente da minha" Não vale a pena mesmo. Se quiser um dia convido-o a ver como funciona uma farmácia a sério e pode comprová-lo pessoalmente, mas suponho que não tenha sequer vontade pois correria o risco de ter de admitir que estava errado.

Tenho pena, sem cinismo, de si. Condenado a destilar ódio para o resto da sua existência. Rodeado de monstros imaginários. Parece o Dom Quixote.

Tenha uma feliz depressão. Este mundo não é para si de facto.

Os farmacêuticos que conheço ganham todos pela tabela ou acima dela de acordo com o seu mérito e são todos muito felizes. As horas extra estão no contrato, não estão? Porque não haveriam de ser pagas? Ah e no fim do ano recebem uma prenda também. Por acaso não há estagiários, infelizmente é preciso tempo e dedicação de que não disponho para os acompanhar.

Deixem lá, vocês não iam querer estar na pele desses farmacêuticos o outro ali de cima diz que são TAFs e que são merceeiros. Estais melhor assim na miséria.
# por Blogger Azrael : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Afinal as farmácias não estão mal?

O Azrael até ganha muito, até dá prendas, afinal são todos uns mentirosos, vão para ali fazer luto e afinal é fartura para todos...

O Azrael todos os que conhece estão bem, então não deve conhecer nenhum dos que foi à manifestação, pois eles estavam para lá todos a chorar, aquilo é que parecia uma depressão...

Afinal de contas comprova-se que o Azrael, só quer é ver os outros na miséria, ele próprio o deseja ao farmacêutico e ao Greenman e afins, que não tocam pela bitola dele...


# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Confesso que tive que saltar alguns comentários, pois o meu precioso tempo é escasso. Se um dia destes o senhor Azrael for à farmacia onde trabalho pedir uma caixa de preservativos, não me esquecerei de lhe perguntar se precisa também de um tubo de vaselina. Enquanto vossa excelência olha para os números em forma de €, eu olho para a composição dos cosméticos, para os testes feitos por entidades independentes, leio livros escritos por dermatologistas e acredita que isso faz de mim uma vendedora de topo? Para si é melhor vender um creme da Eucerin porque da mais desconto, mas eu, que conheco 99% dos cosmeticos que vendo, sei que diferenca a nivel de aceitação, efectividade e cosmeticidade que qualquer produto vai por parte do cliente. Numa frase resumo à sua querida mãe qual o melhor creme para a menopausa e ainda lhe sugiro qualquer coisinha para os calores, mas porque os tem, não porque alguém me disse que há muito Estrofito forte para vender na gaveta. É complicado ter funcionários com personalidade, é mesmo muito chato, mas quando são altamente competentes... De qualquer modo, como o patronato mal formado nem sempre reconhece a importância de se ter alguém competente atrás de um balcão de uma farmácia, há o risco de pessoas eficientes como eu serem postas a correr num abrir e fechar de olhos...o que fazer? Qual linha de pensamento salazarista, e reunido o material da pesada, faz-se uma denúncia identificada às diversas autoridades competentes. Assim, quando o patronato se lembrar de me oferecer uns patins, peço ao tio que é advogado para tratar de explicar em tribunal que os patins foram oferecidos como consequência da denuncia. Como vê, máscaras para mim só as hidratastes. E digo-lhe mais, a si e ao dos sinais de fumo, se me quiserem dar uma pista sobre a localização das farmácias que tão arduamente comandam neste mar turbulento, sintam-se à vontade, que eu vou lá contar-vos uma história e saio de lá com uma factura que segue para o Infarmed no mesmo dia por carta registada. Se não cometem ilegalidades, não se importariam certamente. Como podem constatar, sou uma Lady cheia de potencialidades. Há muito que prevejo a mudança de rumo nestes sector. Por isso nunca coloquei os ovos todo no mesmo cesto e não me ralo nada com isso. Espero que não tenham nada contra pessoas que, como eu, já não têm nada a perder.
# por Anonymous Lady C. : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Diga-me lá qual é o creme anti-rugas que é tão milagroso que as faz desaparecer de vez? Estamos a falar daquele à base de toxina botulínica, ou aquele outro da baba de caracol? Que, sublinhe-se, não são definitivos. A única coisa que conheço que seja próximo de definitivo (e mesmo assim...) é a cirurgia. E mais, este tipo de argumentos é válido consoante a zona. Provavelmente o Azrael tem boas clientes, com carteiras recheadas... Na zona onde exerço ter poder de compra para um nivea já é bastante bom, quanto mais para um desses.
É isso que não lhe entra na cabeça, pois não? O facto de haver farmacêuticos que ainda ouvem (escuta activa não era?) as necessidades dos utentes antes de pensar em venda deve-lhe fazer confusão. Mais ainda lhe deve fazer se eu lhe disser que sentia um certo orgulho quando depois das perguntas/escuta activa conseguia que as pessoas evitassem comprar coisas que não necessitassem. Faz mal ao negócio? Pois faz. Mas é a consequência do meu trabalho: se tiver pessoas saudáveis, também não se vendem medicamentos. Querem lá ver que não devemos apostar na educação para a saúde e prevenção das doenças?
# por Blogger GreenMan : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Como disse George Orwell, "em tempos de mentira universal, dizer a verdade é um ato revolucionário".
# por Anonymous Lady C. : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

O Azrael é o único associado da ANF que já está a implementar o acto farmacêutico e sem ajuda de ninguém! Na sua farmácia o acto farmacêutico é levar um termómetro com um paracetamol.

Ah, se a OF funcionasse! Se valesse alguma coisa denunciar a farmácia do senhor Azrael (e é tão fácil saber) e a OF visse os vendas cruzadas (sempre a bem do utente, claro!, não precisamos todos de termómetros quando já sabemos que temos febre?) que claramente chocam com o código deontológico...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Ó Farmacêutico tu és mesmo azarado? Vê lá se pedes emprego ao Azrael que ele paga bem e ainda te dá prendas.

O Azrael só conhece farmacêuticos bem pagos... O que é para si ser bem pago Azrael? Quero números...

O Azrael só vive na elite farmacêutica, Cordeiros e afins, claro que são todos bem pagos...

Se o que diz é verdade diga qual é a sua farmácia, qual é o seu medo? Quero conhecer esse exemplo de farmácia? A ANF também deve querer, porque parece que a maioria está mal...Ahahahahah...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Não me digam que não sabem quem é a pessoa que aparece no blog do senhor Azrael. A farmácia está lá longe, mas parece que é a única com qualidade farmacêutica e rentável!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Prefiro máquinas a vender medicamentos... Coloco a receita na máquina e saiem os medicamentos, de certeza que pago menos e não me impingem termómetros, cremes para a menopausa e coisas do género...

Qualquer dia vamos ao médico e ele sugere uma cirurgia, que ricos profissionais de saúde, até doenças inventam para vender medicamentos...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Na farmácia do anjinho mau é que se está bem? Ele é incentivos, horas extra devidamentevpagas, e ainda há prendinhas. Isso parece o paraíso, estranho ser habitado pelo "anjo da morte"...deve ser mais um lobinho com pele de Cordeiro. Olhe que ninguém aqui está a pedir nada que não seja de direito, veja lá se não estraga os seus funcionários com mimos. Um dia destes ainda batem no papá... No dia em que vossas excelências perceberem que um farmacêutico raramente precisa que lhe digam o Que precisa ou deve fazer atrás de um balcão, talvez as coisas se equilibrem e nos demos todos melhor. Cada macaquinho no seu galho. E façam lá o favor de, uma vez por todas, deixar de acentuar os adverbio de modo, os que terminam em "mente", que essa persistência nos mesmos erros cansa a minha beleza. E o meu patrão ao final do ano não me oferece cremes, ali como o bom samaritano.
# por Anonymous Lady C. : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 



"Azrael disse...
Boa noite,

apreciei muito o post, no entanto julgo que é um erro pensar que a Associação Nacional das Farmácias.

Deixo já bem claro que não sou proprietário de nenhuma farmácia nem farmaceutico, aínda.

A palavra monopólio pressupõe que haja uma situação de concorrência imperfeita, em que uma empresa detém o mercado de um determinado produto ou serviço, impondo preços aos que comercializam (neste caso o untente). Ora acontece que, neste caso, a ANF é uma associação patronal que não detém a propriedade de nenhuma farmácia, muito menos estabelece preço. Dizer que a ANF é um monopólio não é muito diferente de dizer que a associação nacional das indústrias de conservas de peixe é também um monopólio.

Acresce a isso o facto de que as farmácias serem micro empresas totalmente independentes umas das outras, não sendo, portanto, uma entidade una.

Isto não invalidada que a ANF e as farmácias tenham de facto uma grande capacidade de concertação de esforços e de organização, muito provavelmente será devido a essa união que as pessoas a tendem a percepcionar como uma entidade homogénea sem na verdade o ser.

Para compreender este fenómeno importa conhecer as raízes da ANF (antigo grémio nacional das farmácias) e porque se teve que tornar tão poderoso, para garantir a sobrevivência das farmácias, mas isso é outra história.

continuação de bons posts!
24 de Setembro de 2010 00:59 "


Este gajo é um génio, O Azrael é um génio, em 24 de Setembro de 2010, ainda não tinha nenhuma farmácia, ou então é um grande mentiroso, e agora já tem uma que é um sucesso em que todos ganham bem...

Este texto está no blog:
http://fiel-inimigo.blogspot.pt/2010/09/das-retumbantes-vitorias-socialistas.html

O tipo anda pela net toda a defender a ANF e os seus interesses, é só procurarem que encontram facilmente...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Ahahahahahahahahah, muito bom, o Azrael em 2010 nem farmacêutico era, fantástico... Tinhas razão Farmacêutico... Palhaçada... Deve ser um ministro da propaganda da ANF, como tinha o Hitler, daí a alcunha Anjo da Morte...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

http://saudesa.blogspot.pt/2011/02/genericos-e-historias-da-carochinha.html

"Azrael said...
Antes de mais, fico contente e surpreendido pela positiva pelo facto de as minhas palavras não caírem em saco roto.

Concordo, como não poderia deixar de ser, com o artigo mas devo dizer que ao contrário do que está escrito e possa ter, eventualmente, sido a imagem que passou, ainda não sou farmacêutico, apesar de estar a estudar para isso."


"Azrael said...
Cara Clara,

perdoe-me a aliteração. Gostaria que os meus professores também pensassem o mesmo.

Acredite e olhe que a minha média é bastante modesta ;)"

Em fevereiro de 2011, ainda não era farmacêutico... Que grande embuste... Tem uma média modesta e ainda insulta a inteligência dos outros... Sinceramente...

# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Está visto, ou o Azrael é um tachista da ANF, que saltou de uma AE directamente para um banco na dita associação ou é o espectro do João Cordeiro. Ahahah! Que deprimente.
# por Anonymous Farmacêutico : terça-feira, outubro 16, 2012

 

 

 

Uma correção, quando disse os farmacêuticos que conheço no seguimento dos comentários anteriores, eram obviamente aqueles que trabalham num sistema de objetivos. É claro que existem outros a trabalhar em más condições. Nunca o neguei.
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

As conclusões precipitadas sobre a minha pessoa divertem-me. À falta de argumentos tentam atacar pessoalmente o argumentador. Podem ir buscar os posts que quiserem que tudo bate certo com a realidade.

Mas pensava que estavamos a discutir ideias e não a minha pessoa. Já que me dão tanta importância, façam como eu e tentem ser um melhor farmacêutico em cada dia em vez de virem para aqui ventilar as frustrações do dia a dia. Só vos faz bem. A mim e aos farmacêuticos com quem trabalho é o que nos faz encarar o trabalho com positividade. E isso nota-se nos resultados e no reconhecimento da população.

Lamento que as vossas experiências sejam piores e que não sejam capazes de conceber realidades diferentes. Mas pelo que me parece tambem nao estao com muita vontade de as melhorar mas sim de as destruir por completo.

Beijinhos e abraços
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

A solução para as farmácias é trabalhar num sistema de objectivos:

"os farmacêuticos que conheço ganham todos pela tabela ou acima dela de acordo com o seu mérito e são todos muito felizes. As horas extra estão no contrato, não estão? Porque não haveriam de ser pagas? Ah e no fim do ano recebem uma prenda também. Por acaso não há estagiários, infelizmente é preciso tempo e dedicação de que não disponho para os acompanhar."

"quando disse os farmacêuticos que conheço no seguimento dos comentários anteriores, eram obviamente aqueles que trabalham num sistema de objetivos."

Cordeiro está encontrada a solução, trabalhem mas é por objectivos e não venham para a praça pública fazer lutos e afins.

De acordo com o Azrael, experiente farmacêutico, com muitos anos de profissão e ainda mais anos à frente de uma farmácia, com uma vasta experiência em recursos humanos e gestão motivacional, o trabalho por objectivos resolve todos os vossos problemas e ainda conseguem pagar bons ordenados aos funcionários e dar prendas e tudo... Porreiro Pá!!!


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 


Azrael disse:
"Não tem a inteligencia suficiente para perceber que com ou sem liberalização a anf é para continuar."

"À falta de argumentos tentam atacar pessoalmente o argumentador."

Estou confuso, afinal de contas, quem é que ataca quem, quem é que não tem argumentos, quem é o mentiroso, que nem farmacêutico era em fevereiro de 2011 e nem farmácia tinha, mas agora já diz que tem farmácia, que já pagou robots, que já se acha com competências para dar estágios só que não tem tempo...

Sinceramente, vá lá para a juventude Anfiana, que nós os verdadeiros Farmacêuticos lutamos pela destruição do sistema que você defende, para criar um sistema correcto, ético que luta pela prestação de cuidados de saúde de qualidade e não pela manutenção de um sistema em que "todos são felizes" à custa de objectivos de vendas que em nada dignificam a profissão...


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

http://www.escolasaudegestao.pt/esgfck/UserFiles/Image/PGGestao2012_Brochura.pdf

Um programa concebido para sócios da ANF, acreditado pela OF (5 créditos), 4800 euros+IVA.

Vem aqui os conceitos que o Azrael tanto refere, trabalhar por objectivos, etc... Interessante que o conceito de ética profissional, ética nas vendas, não é mencionado uma única vez...

Mais uma prova de que Azrael é um mero vendedor,apenas se preocupa com vendas, tudo o resto é acessório... Lucro, lucro...
Lá vai mais um termómetro com o paracetamol... São tipos destes que dão mau nome à profissão...

Tanta teoria e afinal de contas estão na falência, ou querem fazer crer que estão??? Como só pensam em dinheiro e não querem saber das pessoas, nem do país para nada, isto do luto deve ser mais um estratagema para irem buscar mais dinheiro aos utentes/estado...

Esta gente tem muita formação, pagam bem por ela e estão ansiosos por resultados, à custa do dinheiro e da saúde dos outros...




# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Já me chateia a cagança desta Lady:
" Acentuar os adverbio de modo " acha que está bem escrito?
Isso já não cansa a sua beleza de bruxa?
Ora vá passear e deixe cada um escrever ao correr das idéias.
Ainda não reparou como o " farmacêutico " escreve?
Ninguém liga a isso,sua presumida!


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Mas eu disse em algum lado que tinha farmácia ou que pagava salários a alguém? Bem digo que não sabem ler.

Dou-vos exemplo de farmaceuticos que trabalham livremente em farmácias onde são respeitados, bem pagos e premiados pelo desempenho e a vossa reacção é repudio e ataque pessoal.
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O farmacêutico não pode nem deve ser premiado por vender mais deste ou daquele produto. Está a perceber? Teve ética e deontologia profissional na faculdade? Ou então diga-me em que faculdade andou que é para eu apresentar queixa!

Conto aqui um caso caricato de um entrevista a que fui, onde a menina - presumo que fosse a DT, mas da mesma idade que eu, novinha - me dizia que ao fim do mês se eu vendesse tanto disto e tanto daquilo, para além de prémio pecuniário ainda poderia receber um iPad, um iPhone e afins. É assim que se trabalha em saúde? Isso para mim é na Worten, na FNAC, não na farmácia! Será que também lê este blogue, minha querida? Uma queixa em cima do bucho era o que merecia.

Tenha vergonha ó Azrael e entregue a sua carteira profissional se não consegue sequer respeitar a sua própria deontologia profissional. Deixe a profissão e arme-se em gestor de qualquer negócio (menos farmácia pelo amor de Deus!).

O problema é que a OF sabe disto tudo e compactua, cala-se, acha bem, tudo porque o bastonário tem mulher com farmácia, a anterior pata brava é dona de farmácia, os órgãos sociais muitos são proprietários de farmácia, etc., etc., etc. Alguém põe mão nisto?

E depois é ver estas formaçõe que custam balúrdios quando os farmacêuticos estão a ser despedidos ou ganham, líquidos, 600EUR, para poderem renovar a carteira profissional. Mas que sem-vergonhice é esta? Vivemos na UE ou num país corrupto da América Latina?

Tenham vergonha nessa cara!!!
# por Anonymous Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Ó anónimo, eu escrevo lindamente. Terminei o secundário com 17 a Português, em muitos testes tive 18 e 19.

E já agora corrijo-o: não se escreve "idéias" mas sim "ideias". Volte à escolinha que bem precisa.
# por Anonymous Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Mas então nao percebo. É que nenhum dos farmaceuticos alguma vez recusou o premio de desempenho. Sao maus farmaceiticos entao? Devem ser despedidos. Se calhar devo-o contratar a si que é um farmaceutico como deve ser.
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Ja aceitou canetas e x-actos dos laboratórios? Diga-me por favor, gostava mesmo de saber.
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

E formações gratuitas a falar de determinado produto com jantarada incluida? Um farmaceutico do seu gabarito deve ter-se recusado liminarmente tal antro de heresia. Ou então pelo menos pagou responsavelmente a sua refeição. Para não ter pesadelos à noite
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Quer comparar canetas da treta a iPhones? Também já fui aliciado a vender esomeprazol de determinado laboratório de genéricos em troca de uma caneta, digamos, mais avantajada. Não o fiz.

Quanto às formações gratuitas, na farmácia, sempre me meteram nojo. Até parece que preciso que uma menina jeitosa ou um menino todo aperaltado em fatinho me ensine alguma coisa. Tenho cérebro, fiz um curso difícil de 5 anos, não preciso que "meninos" me venham com balelas ensinadas pelos laboratórios.

Quanto aos jantares: nunca fui a nenhum. Recusei sempre. Não gosto, acho horrível, e não é assim que me convencem.

Pode ainda não ter dado conta, mas o mundo ainda não está todo corrompido.
# por Anonymous Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Pois não, só falta você pelos vistos.

E provavelmente os seus clones que aqui vão postando.

Mas, esclareça-me, o esomeprasol desse tal laboratório era menos adequado que os restantes? Se calhar era menos genérico que os outros a julgar Pela sua recusa. De facto foi uma atitude corajosa: "este não dispenso que os gajos dão canetas, têm a mania. Mas eu vou ensiná-los. Eles vão ver quem manda"
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Ao início até estava a apreciar a linha de pensamento do Farmacêutico mas agora chego à conclusão: ou só quer ser do contra para fazer barulho ou então é um daqueles que na faculdade ansiavam fazer investigação mas nunca ninguém os quis ou quis ir sentar o cú na farmácia hospitalar e tb ninguem o quis...

Repito: até concordo com algumas coisas que refere mas de há uns dias para cá... Sinceramente se é tão "duro" como diz durante o dia no seu trabalho não entendo como alguém lhe dá emprego...

As vendas cruzadas serem incentivadas acho muito bem, não pelo facto de dar dinheiro à farmácia mas sim pelo aconselhamento dado ao utente pois muitos deles por nao saberem os beneficios do produto aconselhado nao o pedem. E sim, uma coisa é impingir e outra aconselhar.

Se eu fosse dono de uma farmácia asseguro-lhe que não o contratava pelo simples facto que nao sei como faria dinheiro para pagar tamanho especialista ao fim do mes...
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

As formações gratuitas não constituem qualquer problema, desde que o farmacêutico não seja aliciado de outras formas menos correctas a impingir produtos aos clientes, para isso já bastam alguns médicos...

As formações são formas de informar os farmacêuticos, embora podiam ser substituídas por brochuras informativas ou até por formações online, videos no youtube, etc... O cliente beneficiava pois os produtos ficariam mais baratos se não gastassem tanto dinheiro em marketing...

O ideal seria o farmacêutico vender apenas MSRM e MNSRM. Os produtos de cosmética, poderiam ser vendidos por uma técnica, sob a supervisão de uma farmacêutica(o) com gosto pela dermocosmética, assim como os restantes produtos.

O farmacêutico deveria ter um papel diferenciado, para não ser confundido com um mero vendedor de caixinhas, merceeiro, comerciante... Porque será que os médicos não recebem dinheiro normalmente? Tem sempre uma secretária para o fazer...

O farmacêutico devia estar numa zona específica da farmácia, onde os medicamentos eram da sua inteira responsabilidade, assim como aconselhamento, seguimento de doentes crónicos... Ninguém, mas mesmo ninguém, deveria poder vender um medicamento numa farmácia, a não ser o farmacêutico.

Vendas cruzadas, nem pensar, o farmacêutico é o profissional do medicamento, não é o profissional do champô, do termómetro, etc...

Assim como os médicos são profissionais de diagnósticos, nunca vi um dermatologista vender cremes...

O farmacêutico encaminharia o utente para um técnico após a "consulta" que informaria e venderia os produtos que o cliente quisesse e aí sim poderiam surgir as vendas cruzadas...

O Farmacêutico tem que se diferenciar, pois ao querer ser especialista em tudo, perde toda a sua credibilidade...

Eu nunca iria a um médico que fosse especialista em tudo, nem que fosse sobredotado, não acreditaria que ele tivesse capacidade para abranger tantas áreas de conhecimento...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Mas então uma pessoa com uma dermatite, com manchas no rosto, um bebé com crosta láctea ou com casos mais graves de assadura de fralda não sao exemplos casos que o farmacêutico deve atender e não um técnico?

Então o farmaceutico (profissional de saúde acima de tudo e não só do medicamento) faria o diagnostico diferencial e o técnico e o cliente é que escolhiam o que o cliente levava?

Nunca viu um dermatologista vender cremes? lol...
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Sou sexólogo, estou a pensar vender bonecas insufláveis e filmes pornográficos no meu consultório... Vou estabelecer parcerias com sex-shops e até com casas de alterne...

Realmente o comentário da especialização é pertinente, mas não vale a pena dar pérolas a porcos, o Azrael e afins não percebem, querem vender tudo e tornam farmacêuticos em vendedores da banha da cobra, associando a sua imagem a marcas de tudo e mais alguma coisa... Deviam limitar-se aos medicamentos, mas a ganância é muita...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Outro farmacêutico, o senhor não deve perceber o que é supervisão... Mas continue que vai ver a sua profissão extinguir-se, porque para fazer diagnósticos, existem os médicos, não são da sua competência, ou então mude de curso e vá para medicina...

Que competências o seu curso lhe deu na área de dermatologia? Uma única cadeira semestral de dermofarmácia e Cosmética e já se acha tão competente nessa área...

Os dermatologistas tem uma loja dentro do consultório onde vendem cremes??? Sugiro que indique nomes para corroborar a sua afirmação, ou então é um grande mentiroso...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Menino "farmacêutico" eu continuo a dizer que cada um escreve como sai e eu não tenho tempo para revisões à matéria dada.
Falei em si, na descasca à Lady presumida, porque tinha acabado de ler um escrito seu que começa:
«Expliquem-se meus caros donos-merceeiros porque motivo forma a ANF estes ditos TAE» vai dizer que foi ao telemóvel mas não deixa de estar mal.
Mas não estava a criticar, o menino
pica-se por tudo e por nada.
E conheço por aí muito boas notas mas na vida profissional falta-lhes talento.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Outro farmacêutico, não percebeu nada da ideia, você podia até "diagnosticar" uma dermatite, uma crosta láctea, o que você quiser, se fossem medicamentos vendia você, mas caso não fossem, daria indicações ao técnico do que pretende e acha adequado e o técnico sob a sua supervisão venderia esses produtos...

O técnico seria especialista também em dermocosmética e frequentaria todas as formações dentro dessa área... Acha que o técnico seria tão menos competente do que você nessa área, realmente você tem um ego muito inchado, veja lá não rebente...

O modelo seria o mesmo para outras áreas como ortopedia, etc... Mas medicamentos, só o farmacêutico.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O meu curso realmente deu-me bases muito limitadas em cosmética e dermatologia. por isso é que aposto na minha formação e essa é uma delas e por isso é que os utentes saem satisfeitos da farmácia.

Se pensa que o que aprendeu no curso é suficiente para a vida... lol...

E não, os medicos nao vendem no consultório, dao amostras (algumas ate sao as embalagens iguais as farmacias a dizer amostra) e dizem para comprar na farmacia qnd acabar
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

"Outro Farmacêutico" estou-me literalmente nas tintas para o facto de concordar ou discordar comigo.

Nunca quis fazer investigação na faculdade nem "sentar o cu" na farmácia hospitalar. Quando decidi ser farmacêutico foi para servir a comunidade onde ela é servida: na farmácia comunitária.

Explique-me qual é o benefício de vender um aciclovir com um pensinho da tanga Compeed??? EXPLIQUE-ME! Mostre-me estudos e metanálises que comprovem que a associação de ambos trás vantagens ao doente em termos de terapêutica! Eu só vejo aqui uma vantagem: a económica para a farmácia e para o laboratório. Enquanto não tiver provas concretas, não vou aconselhar um produto só porque um ignorante qualquer que é DIM vem à farmácia dizer que o produto dele faz milagres. PERCEBEU? Eu não preciso de capatazes a dizerem-me para aconselhar o produto X juntamente com o produto Y porque eu tenho autonomia técnica e científica suficiente para saber por mim mesmo se faz sentido ou não perante o doente que tenho diante de mim. Meta isto na sua cabecinha de uma vez por todas. Você, esse Azrael e os outros merceeiros todos com essa noção deturpada de "acto farmacêutico".

Eu também lhe asseguro que se por ventura me contratasse, eu depois de constatar a podridão que vai no convento seria o primeiro a despedir-me ainda durante o período experimental.
# por Anonymous Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

*onde se lê "trás" de ler-se "traz".
# por Anonymous Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

https://woc.uc.pt/ffuc/class/getpresentation.do?idclass=469&idyear=7

Apresentação
Objectivo

A disciplina de Dermofarmácia e Cosmética tem por objetivo o estudo de preparações que exercem ação terapêutica na pele e também o estudo de preparações destinadas à higiene, proteção e correção (aspeto e odor) da superfície cutânea, seus anexos e mucosas que se designam por cosméticos. ou cosmecêuticos.

Outro farmacêutico não parece que o seu curso lhe dá qualquer competência em diagnósticos, vá lá fazer formações, mas aviso que essas formações não lhe dão competências para fazer diagnósticos.

Se alguma vez for atendido por um espertinho como o senhor, peço o livro de reclamações... Não andei a tirar medicina, mais a especialidade de dermatologia para depois ser substituído por um senhor que faz "formações".

Ponha-se no seu lugar, o senhor é um profissional do medicamento e não é especialista em doenças da pele...


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Meu caro Azrael, na altura as receitas ainda podiam ser trancadas pelo médico, e a sugestão seria vender o esomeprazol do dito laboratório, ignorando o facto das receitas virem trancadas com outros laboratórios. No final, corrigiam-se as receitas, para não virem devolvidas. Não entro nesses esquemas de merceeiro.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Realmente ás vezes parece um poço sem fundo de.... você sabe o que eu iria dizer. Mas em algum ponto me viu dizer para aconselhar compeed? é que o seu poder de argumentação começa a ser do nível dos políticos em que se fala em alhos e voce em bugalhos!

entao diga-me se me aparecer uma mãe a pedir uma pasta de água para o rabinho do bebé e eu lhe aconselhar a levar tb a eosina não devo fazer?


# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Não lhe chega vender MSRM e MNSRM, agora percebo porque é que os técnicos também vendem tudo, assim como os auxiliares e afins...

Tem todos dificuldade em pôr-se no seu lugar, as farmácias são uma autêntica bandalheira...

Farmacêutico, técnico, auxiliar, etc... faz tudo a mesma coisa, não sabem bem onde começa o papel de um e acaba o do outro... Até a empregada de limpeza deve querer vender medicamentos na farmácia, ahahahahah... Só o robot é que sabe ao certo o que lá está a fazer... lol ( não é só o outro farmacêutico que se ri...)
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Outro Farmacêutico, o caso que me está apresentar é completamente diferente. Mas o tipo de "vendas cruzadas" que se estava aqui a debater eram outras, ao estilo da dos termómetros por cada paracetamol vendido e similares, daí o meu comentário sobre os Compeed.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

E realmente gosto da sua moral, como farmacêutico é uma anedota mas como blogger é realmente divertido! Felizmente é voce que guarda o Santo Graal Farmacêutico e toda a moral e ética estão encarnados em si. Se realmente isto for tudo ao charco, e ao que vejo a farmácia onde sou funcionário será uma delas, tente apostar numa sitcom,tem aqui um espectador! Podem falar em todos os defeitos da classe farmaceutica mas para mim são só dois: frustração e arrogancia e tanto os donos de farmácias como os iluminados ou como a maioria dos assalariados mostram-no, apenas de maneiras diferentes
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Em relação à dermocosmética, há dermocosmética e dermocosmética! O farmacêutico pode e deve ter um papel em situações de patologia dermatológica passíveis de serem resolvidas na farmácia, com recurso aos produtos disponíveis de várias linhas. Outra coisa bem diferente é vender anti-rugas, bases de maquilhagem, vernizes e afins.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Também te enganas, querido?
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

No outro dia chegou-me uma senhora a perguntar-me pela base de maquilhagem da Vichy tal e tal. E eu fiquei a pensar se era farmacêutico ou se era uma das meninas/meninos que estão na secção de cosmética do El Corte Inglés. Poupem-me.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

o problema é que é tudo generalizado, nenhum farmaceutico deve jamais ousar fazer uma venda cruzada!!! cruzes canhoto toc toc toc (barulho de bater na madeira lol)!!!

Acho que o mais importante, e é para isso que estudei, é servir o utente de forma a sair o mais satisfeito possivel da farmácia, de acordo com o código deontologico e tb de acordo com os interesses da minha entidade patronal.
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Eu acho engraçado qnd os farmaceuticos falam das bases... então se aparecer um utente com acne e lhe pedir um aconselhamento se deve levar uma base fluida ou compacta o sr nao responde pq não é da sua competencia, nao é um medicamento... mas no entanto se a pessoa levar uma base fluida pq voce não a aconselhou e piorar o acne, piora tb a saúde da pele da utente... entao o farmaceutico nesse caso recusou-se a prestar um aconselhamento e prejudicou a saude de alguem. Onde anda o codigo deontologico? Se calhar lá diz que só pode prestar esclarecimentos sobre Medicamentos Sujeitos a Receita Médica...
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Gosto muito de -o que quem vende e não vende e meninas na derno e meninos nas chuchas e blá blá blá -mas tudo isto me dá que pensar:
Na minha aldeia há uma só farmácia e só com duas pessoas, ambas farmacêuticas, que se revesam.
Eu faço ideia da frustração e depressão em que as coitadinhas vivem por terem que " dispensar " toda a tralha que lá há !
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Caro coleguinha de há uns posts atrás que deve ter estudado em Coimbra:

não sou especialista de dermatologia, se for uma situação com a qual nao sei lidar encaminho para um especialista e não me armo em semi-deus dos medicamentos como muitos querem ser (lá está a parte da frustração dos farmaceuticos...). Nem em 15 anos de carreira tive uma unica queixa de um utente pois sei bem o meu lugar. nem a farmacia onde estou teve alguma queixa no livro de reclamacoes! (lá esta a arrogancia...lol).
Agora se o coleguinha não sabe distinguir crosta lactea de... sei la... caspa lol então realmente é melhor só mesmo olhar para os livros de farmacologia e enfiar-se num laboratorio da faculdade...
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Desculpe mas para falar de bases há meninas bonitas, que com uma formação de 1 hora ficam a saber tudo o que têm de dizer às dondocas que as procuram.

Eu respondo se me perguntarem. Mas se acho que é o meu papel enquanto farmacêutico andar a tratar de bases de maquilhagem, vernizes, anti-rugas e a perder o meu tempo com dondocas? Não, acho que não.

É por isso que defendo o modelo norte-americano e britânico. Ao farmacêutico o que é do farmacêutico: o medicamento, e eventualmente outros produtos de saúde passíveis de se utilizarem na resolução de diversas patologias na farmácia.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Encaminha o utente para o dermatologista, ou então encaminha o utente para o técnico com a sua recomendação e este faz a venda.

O Sr. não compreende o conceito de especialização???

Vou a um dermatologista, porque tenho um problema na pele, entretanto digo-lhe que estou gordo e me sinto mal com essa situação... O médico vai cumprir o seu código deontológico e como quer que eu saia satisfeito, indica-me uns produtos para emagrecimento, dá-me umas amostras que por acaso lá tem na gaveta, recomenda-me uma lipoaspiração, sugere-me o ginásio da esquina onde tem desconto e manda-me a um cirurgião plástico, seu amigo, para corrigir alguns pormenores... Porreiro pá...

Especialização, você até pode indicar os cremes e atender as pessoas, mas não deve deixar os técnicos pôr as mãos em medicamentos, nem os auxiliares, familiares e toda a gente que o farmacêutico refere... Se não para mim você não é farmacêutico, não é técnico, é um gajo qualquer que está na farmácia...

Se só você vender os medicamentos, você é o farmacêutico de certeza...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Oh coleguinha, lá está você com o baixo poder de argumentação: onde é que me viu dizer que o técnico deve fazer isso?


# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Estudei em Coimbra medicina e tirei a especialidade de dermatologia e não lhe reconheço qualquer competência para fazer diagnósticos. Se o senhor é um frustrado porque não foi para medicina, não tenho culpa, assuma as suas responsabilidades e não se imiscua nas competências dos outros.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Farmaceutico: claro que é o seu dever perder (????) tempo com dondocas se elas lhe pedirem aconselhamento. Se a pessoa tiver um problema compulsivo em roer as unhas não deve indicar um verniz para essa situação?

Lá estao as generalizações, o "há dermocosmetica e dermocosmetica" (ah, afinal há dermocosmetica e dermocosmetica!!! pensei que so existisse dermocosmetica mas afinal tb há dermocosmetica! ==> Gato Fedorento de certeza) e depois é so tiros nos pés


# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Oh Exmo. Sr Dr.:

1º - GANDA GROUPS!!! AHAHAH
e que tirou medicina e anda aqui a comentar!
2º - AHAH ainda me tou a rir, dsclp lá
3º - lopes@gmail.com ==> na minha terra, quando tens queixas a fazer fazes queixa ao Lopes. envia-lhe um mail q ele responde-te
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Você confunde tudo ó "Outro Farmacêutico". Quando me referi a vernizes, referi-me a vernizes puramente cosméticos, para as senhoras pintarem as unhas de vermelho, verde, rosa-choque, etc. Tenho sempre que lhe fazer um desenho!
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

A sua profissão é que está em risco, não é a minha de certeza...

Deve ser pela arrogância e por não saberem gerir as farmácias e porem tudo o que está na farmácia ao balcão, tudo a fazer a mesma coisa...


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Farmaceutico, voce é que generaliza, não sou eu... Eu aponto-lhe as excepções para perceber que o mundo nao é a preto e branco, tb existe o cinzento
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Eu compreendo que você seja um frustrado Sr. Outro farmacêutico, mas para sua informação sou farmacêutico (UC) e posteriormente tirei o curso de medicina na UP. Nunca exerci farmácia, pois nunca me agradou a bandalheira que lá vai dentro e por isso decidi tirar medicina. Faça o mesmo e vai compreender o conceito de especialização... Infelizmente tenho um familiar em farmácia e estou preocupado com o seu futuro, já lhe disse várias vezes para ir tirar medicina...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Exmo. Sr. Dr. tal como indiquei a V.Exa e verifica nos comentarios, sou tudo menos frustrado pq gosto do que faço.

Aprecio bastante ter aproveitado o contingente para maiores de 23 anos para entrar em Medicina já que a falta de mérito aliada à frustração (isso guardou da classe farmaceutica, além da arrogancia) de entrar em CF o impediu na sua juventude. Por outro lado não percebo como nao teve notas para entrar em Medicina na sua juventude mas teve notas para tirar Dermatologia que como o ilustre deve saber tem uma das notas mais altas para especialidade (abaixo de 90 no exame de especialidade pode esquecer).

Concluindo ==> vai dar banho ao cão AHAHAH és tanto médico dermatologista como a minha prima dona do Bataclan
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Entrei em farmácia com média de 19,13, teria média para medicina... Na minha altura a média para medicina era muito mais baixa, tenho 58 anos.

Infelizmente pensei que o farmacêutico teria outro papel, que depois se demontrou errado quando comecei a exercer a actividade profissional.

Na minha altura não havia estágios... Ainda trabalhei durante dois anos numa farmácia e sinceramente não gostei absolutamente nada... Acho que os técnicos não deveriam vender medicamentos... Senti-me como um mero vendedor de caixinhas, apenas me aguentei porque na altura ainda se ganhava bem...

Optei por ir tirar medicina e sinto-me muito mais realizado profissionalmente, sei bem qual o meu papel e as minhas competências. Posso exercer livremente, não tenho proprietários, nem ninguém a coagir-me a vender isto ou aquilo porque tem bónus e afins...

O meu filho infelizmente não teve média, não entrou por uma décima... Felizmente ganho bem e já lhe propus ir para fora ou voltar a tentar, porque infelizmente acho que a profissão de farmacêutico está prestes a acabar...

Adeus
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Oh Sr. Dr. Aldrabão então atrás disse que nunca exerceu farmácia e agora já trabalhou dois anos em farmacia???!?!!

AHAHAHAH
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O Outro farmacêutico é mesmo frustrado, o tipo queria era ser médico, mas como não é, não admite que os outros sejam...Aahahahah

Tem a mania que é médico a fazer diagnósticos lá na farmácia...

O outro farmacêutico diz que não é só preto e branco, que também há cinzento, mas deve ser só na vida dele...

Então o homem podia não ter média para entrar inicialmente, mas depois ter feito melhorias... Lá por inicialmente não ter 18,5, mas ter 18,2 e não ter entrado à primeira não quer dizer que mais tarde não tenha média para entrar em dermatologia...

Afinal fazes tantas formações, mas não evoluis nada? Tiraste 15 uma vez e estás condenado a tirar sempre 15...Lol... Vai lá ao bataclan da tua família que isso é falta de sexo...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Transcreva a afirmação onde disse que nunca exerci farmácia, se fizer o favor... Deixe de ser mentiroso, frustrado e vá lá para a sua farmácia enquanto não fecha...

Paciência, com pessoas como você, realmente não vão lá... Não perco mais o meu tempo com imbecilidades e criancices.

Espero que o meu filho desista, para não ter de conviver com pessoas como você...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O que não invalida que o que o outro Exmo. Sr. Dr. era na verdade um aldrabão lol entao nunca trabalhou em farmacia e dps ja trabalhou 2 anos? Eu na verdade sou é astronauta, vim para aqui só fazer-me passar por farmaceutico!

Eu venho aqui comentar coisas de interesse, não há argumentos, sois básicos e dps dá nisto...
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O Azrael também é um grande farmacêutico, mas em 2011 ainda não tinha o curso, entretanto já pagou robots, etc...

Quanto ao facto de os outros serem básicos, "Presunção e água benta..."...




# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

<>

Em Medicina ensinam a ler e escrever certo?
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

A profissão está moribunda. O que disfarçava, antigamente, era o facto da propriedade ser exclusiva do farmacêutico, o que lhe conferia algum status social, bem como as farmácias serem autênticas minas de ouro e de existirem poucos farmacêuticos (pelo que a cada farmácia o seu farmacêutico). Os proprietários de então - e muitos que o são ainda hoje, mas agora já autênticos velhadas de pés para a cova - não souberam desenvolver a profissão e limitavam-se a sentar os cus na farmácia, enquanto o aspirante, o ajudante, o técnico e mais não sei quem dispensava, aconselhava e tudo o mais. O resultado está à vista de todos. Agora, o que ainda nos pode salvar profissionalmente, ao jovens, é de facto a liberalização total da instalação das farmácias e a defesa da implementação de um modelo semelhante ao anglo-saxónico. Neste momento, contudo, o conselho que dou a todos os jovens que pensem ingressar no curso é FUJAM disto a sete pés!
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

"Nunca exerci farmácia, pois nunca me agradou a bandalheira que lá vai dentro e por isso decidi tirar medicina."

Falha no post anterior, aqui está a transcrição. Realmente em Medicina não ensinam a ler, já é pré-requisito não ser analfabeto
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O que é que estão aqui a comentar de interessante?

Não vejo nada de interessante...

Parece um jogo de crianças ao estilo de quem é quem...

Que palhaçada... Os farmacêuticos que aqui andam são mesmo uns imbecis...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Realmente nunca exerci farmácia, a bandalheira que se passa nas farmácias, para mim não é farmácia... Estive foi dois anos a vender caixinhas, a ser merceeiro, a tentar perceber porque é que estava tudo ao balcão, inclusivé técnicos que nem curso tinham...

Você é primário, vê tudo a preto e branco e ainda fala dos outros... Deixe de ser básico...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Exmo. Sr. Dr. Aldrabão: LOL
# por Anonymous Outro Farmaceutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Realmente no estado que está farmácia, isso não é exercer coisa alguma, acho que máquinas faziam um melhor papel a aviar medicamentos...

Punha-se a receita lá dentro e saiam as caixinhas... Até dava para aproveitar os robots que algumas já tem... Assim pagava-se menos pelos medicamentos...

Cremes, champõs e afins compro no supermercado que saiem mais baratos... Há tanta perfumaria, supermercado, parafarmácia....

Andam a estudar 5 anos para fazer o quê em concreto? Ainda não percebi o que fazem?


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Exmo. Sr. Dr. Outro farmacêutico palhaço frustrado: LOL.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

"Nunca exerci farmácia, pois nunca me agradou a bandalheira que lá vai dentro e por isso decidi tirar medicina."

O médico é analfabeto, mas sabe escrever, pelos vistos o outro farmacêutico é que não compreende o significado de analfabeto. Compra um dicionário.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Se nunca lhe agradou a "bandalheira" que vai dentro das farmácias é porque andou por lá e experienciou o contexto da profissão... Realmente para quem estudou 5 anos, é triste trabalhar-se assim, parece que o curso não serve para nada ou pouco, percebo porque é que há muitos a pirar-se para medicina e outros cursos e a mudarem de área profissional...

Na minha farmácia andam pessoas não identificadas, sem bata, essas são o quê???
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Realmente ser farmacêutico, só faz sentido tendo farmácia, principalmente nos moldes actuais... Vale pela gestão, e pelo dinheiro que dá... Neste momento como já não dá tanto dinheiro aos donos e os farmacêuticos funcionários ganham600 euros como diz o farmacêutico, andam todos frustrados porque tem uma profissão de #$#%&/. Não há paciência para ser vendedor de caixinhas com 5 anos de formação em cima... Compreendo... Se não tivesse farmácia, ia procurar outra profissão...


# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 


Titeres da cruz que andais há mil e tantos anos a explorar lucros de truz !

-abade-
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

O "farmacêutico" quer ser o técnico do comprimido e do supositório, coitado. Olha para o modelo americano e ingles como se este fosse o paraiso em que o farmaceutico esta inacessivel ao utente. Ignora que nestes paises cada vez mais tentam mudar para um modelo mais proximo do nosso, em que o farmaceutico está directamente acessivel ao utente. O farmaceutico do futuro nao é o técnico da pastilha. O farmaceutico do futuro é o técnico do utente. Utente que toma o medicamento mas tambem utente que apenas toma medidas nao farmacológicas. Este "farmacêutico" que se diz ser jovem já é velho sem o saber.
# por Blogger Azrael : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Essa é a sua opinião. Antes esse, do que o modelo do farmacêutico-lojista, que é o seu.
# por Blogger Farmacêutico : quarta-feira, outubro 17, 2012

 

 

 

Sabe lá qual é o meu. Nem sabe distinguir impingir de aconselhar e acrescentar valor. Acha que as chupetas não têm lugar na farmácia e que as bases são todas iguais. Nem faz ideia da importância de uma boa chupeta nem faz ideia que ela pode salvar a vida do bebé ou deixar sequelas para toda a vida.

Não é só a minha opinião, é a de muitos outros. O farmacêutico é um profissional de saúde de proximidade, aquele que é capaz de levar a saúde à comunidade. Vai ter que ser ele o Profissinal que actua na prevenção, na obtenção e manutenção de bons indicadores clínicos da população, na intervenção na gestão da terapêutica e da doença. O futuro nao é ler receitas e aviar caixinhas que, tanto quanto sei, é o que se faz trsdicionalmente mos modelos anglosaxonicos. Se assim nao for, deve aqui haver gente que os conheça para me corrigir.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Metam férias.
Estam consados.
Já chateia!
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Ai Azrael, Azrael, e você para jovem já tresanda a tachismo. É o típico 'tuga. Que tacho é que tem na ANF? Admita! O seu discurso parece uma colagem dos discursos dos "formadores" de gestão da ANF, viciados em lucros dê por onde der. Uns autênticos gananciosos. "Acrescentar valor"... essa conjunção de vocábulos que tanto utilizam mas que tão pouco significa, para além de roubo encapotado. Já agora na próxima reunião ANF sugira virem colados às caixas de paracetamol uns termómetros... Por cada duas caixas leva um termómetro. O que acha, sr. merceeiro de serviço?

Não precisa de vir aqui gente que os conheça para o corrigir. Eu conheço e corrijo-o. Nas farmácias da Walgreens, nos EUA, por exemplo, os testes de parâmeros bioquímicos são executados só por farmacêuticos, assim como o respectivo aconselhamento em "consultas" com o farmacêutico. Já viu disto cá em Portugal? Eu não, o que mais vejo é qualquer TAF a fazer colesterolémias ou glicémias sem sequer saberem o que é a HMG-CoA redutase, as vias metabólocas do colesterol ou o que são células beta, transportadores de glucose, hemoglobina glicada e afins. Afinal andámos estudar isto tudo para quê?!?! Fique também a saber que as farmácias americanas, dependendo da cadeira, têm autênticas equipas de farmacêuticos que participam em programas de gestão de doenças crónicas diariamente, gerindo efeitos adversos, monitorizando sintomas e resposta terapêutica, etc. (desde amas, esclerose múltipla, osteoporose, etc.), programas de "medication review" para melhorar resultados e promover a adesão à terapêutica ou encontrar alternativas mais baratas para o doente. Tudo através de marcação dom co farmacêutico. Já foi aos EUA? Então vá, saia deste antro que é Portugal e conheça realidades diferentes do Reino da ANF.

Está a ver a diferença ABISMAL entre o exercício profissional de um farmacêutico americano e de um português? Quem é que é o vendedor de caixinhas? De caixinhas, de chupetas, de sapatos, afinal? Ah pois!

Tenha noção nessa cabeça. Deixe-se de ideias pré-concebidas incutidas pelos seus mestres da ANF e abra esses olhos enquanto tem tempo.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

*Só em última nota: é melhor nem se pensar para já em implementar esse tipo de verdadeiros "serviços farmacêuticos" em Portugal enquanto durar este Reino da ANF, porque senão é ver qualquer sapateiro (tipo TAF) a fazer - mal - o que é competência do farmacêutico. Tal é a mentalidade dos velhadas, patos bravos, que são donos de farmácia - ou seus discípulos - que é de recear!
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Andam há anos a fio a discutir a o papel da intervênção do farmacêutico na sociedade em Portugal, em discussões filosóficas estéreis, sem resultados práticos porque no final de contas quem está ao balcão da maioria das farmácias e em maior proporção - sem distinção em termos de funções - são TAFs e Cia. E não é só a ANF, é também - e mais grave - a OF, que passa a vida a montar congressos sobre o tema, a ROUBAR descaradamente os seus membros, mas continuando a compactuar com este modelo de farmácia ANF-iano, do tempo da outra senhora, com proprietários velhadas que sempre só pensaram em colher as notas ao final do dia e que não sabem um corno - desculpe-me a expressão - de farmácia para além de alguns resíduos do que aprenderam quando terminaram os seus cursos nos idos anos 60/70/80 sem nunca mais se actualizarem senão em formações sobre "como melhor extorquir dinheiro aos utentes da farmácia". O meu orientador de estágio não fazia ideia, por exemplo, de para que servia o Zyprexa (olanzapina). De Zyprexa precisava ele e não sabe.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

*correcção: intervenção.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

O Congresso Nacional dos Farmacêuticos deste ano, subordinado ao tema ""Mais Intervenção
na Sociedade, Melhor Saúde" vai ser outra fantochada, daquelas que se repetem "n" vezes ao ano sem quaisquer consequências. E ainda acusam o Governo de falta de vontade? Poupem-me. Vai ser mais uma míriade de discussões pseudo-filosóficas, sobre o farmacêutico isto e o farmacêutico aquilo, quando farmacêuticos nas farmácias sempre foram uma minoria e cada vez são menos. Depois, daqui a uns mesitos recebo o pasquim da Ordem em casa com as fotos dos VIP's todos aprumados e em amena cavaqueira no dito congresso. A começar pela estrela VIP Hipólito de Aguiar - que não falha uma - e a acabar nos pomposos catedráticos das faculdades de farmácia, que bem que precisavam de ser remodelados também. Enfim... Uma tristeza. É pena de facto que ninguém ponha mão nisto, mas tenho esperança que com o desemprego e a precariedade que começa a atingir níveis altíssimos na profissão a mudança chegue - E DEPRESSA.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

ó "farmacêutico" mais uma vez generaliza. Na walgreens bla blá blá... e no resto como é? E em em Portugal quantas farmácias Conhece? É em todas as que trabalhei e trabalho isso são funções exclusivas do farmacêutico. Muitas ias outras que conheço também.

Mas repare que eu disse "tradicionalmente" pois como sabe já há 5 anos que a farmácia em Portugal anda a levar porrada de todo o lado enquanto as outras andam para a frente. De qualquer das formas, já tem há anos farmácias em Portugal a fazer gestão da terapêutica e gestão da doença. E tudo iniciativa própria sem ffees do estado nem legislação de jeito de suporte.

Valor acrescentado para o utente. Não gosta? É que devia ser essa a sua aspiração. Se o farmacêutico não acrescentar valor à cadeia do medicamento está condenado ao fracasso. Mas na sua mente deve pensar que estou afalar de acrescentar valor ao bolso do patrão explorador. Enfim.

E você já foi aos EUA? As farmácias vendem tabaco e detergente. E é esse o modelo que quer trazer para cá


# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Ah e promovem a utilização de homeopáticos e suplementos alimentares para tudo. É excelente esse modelo de facto.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Até parece que promover a utilização de homeopáticos e suplementos alimentares não faz parte da estratégia da ANF para gerir a farmácia em tempos de crise...
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Só uma achega nesta discussão: não há lugar para um farmacêutico comunitário num sistema de saúde se ele não for aquilo que é preparado para ser - especialista do medicamentos. Ser especialista em sapatos, oculos, bases e demais cosmética, homeopatetices,etc é meio caminho andado para sermos dispensáveis. Toda a estratégia da OF e ANF, com formações em suplementos alimentares e o diabo a sete, para transformarem o farmacêutico num lojista especializado em bujigangas em vez de reforçarem a especialização com foco no medicamentos e na sua utilização, está errada. E iremos pagar cara essa factura...
# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Da ANF não sei. Da minha não faz.

Mas o tabaco e os detergentes? Vai dizer alguma coisa sobre isso?
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Está enganado greenman, a anf tem sido o prncipal promotor dos cuidados farmacêuticos e quem mais tem feito pressão junto dos governantes para que a gestão da terapêutica e gestão da doença sejam serviços diferenciados reconhecidos. No UK são remunerados pelo estado. Aqui nem reconhecidos são. Certamente não por falta de insistência.

Mas se acha que a dermocosmética não tem lugar na farmácia porque temos essa cadeira no curso? Porque existem dermatologistas? Porque é que eles prescrevem e mandam ir buscar à farmácia e não ao supermercado?

Existem suplementos alimentares com suporte científico sólido dos seus benefícios.

Meus senhores, a saúde vai para além do medicamento. É de extrema importância a especialização no medicamento, sim, mas fechar os olhos ao resto é irresponsável e redutor.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Isto para não falar nas intervenções não farmacológicas. A alimentação, por exemplo. Ou as cadeiras de alimentação humana foram para enfeitar? Deixem de ser redutores.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Depois de ler tanto comentário só me apetece dizer…Oh “farmacêutico”.. Presunção e água benta cada qual toma a que quer!!! Ainda há pouco tempo usava fraldas e agora já é o melhor farmacêutico à face da terra! Com tanto conhecimento científico, tanta metanálise lida, suponho que aos estudos duplamente cegos também lhe dê uma espreitadela, ainda tem tempo para comentar massivamente este blogue, fóruns e facebooks???Ou o seu estudo resume-se a meia dúzia de princípios activos ou não dorme!!Quer um conselho? Eu sei que não, mas vou dar na mesma…arranje uma namorada que esse mau humor presente em todos os comentários passa-lhe!! Ou então vá trabalhar para os EUA que também acredito que seja profissionalmente mais estimulante. No entanto, admiro a sua defesa da ética e deontologia da profissão, coisa rara dentro da classe.
E cá vai mais um comentário para a elevada percentagem de comentários que não trazem valor acrescentado a este blog, mas como ultimamente está na moda, não quis estar fora dela.
*Este texto NÃO está escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.
Ps: Espero que o meu Português esteja satisfatório, senão corro o risco de levar umas reguadas nas mãos pelos professores de Português aqui presentes…

# por Anonymous Anónimo 1001 : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Se não gosta do que lê, não leia. Nota-se que fica incomodado. Não o quero pôr a Xanax caro Anónimo 1001.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

O Azrael deve ser de Coimbra, para ter tido "Alimentação Humana"...

Diga-me lá em que medida é que a ANF tem contribuído para a promoção e implementação dos cuidados farmacêuticos nas farmácias quando NÃO HÁ FARMACÊUTICOS NAS FARMÁCIAS (salvo seja)?

Como é que quer que os governantes entendam a mais-valia do farmacêutico se nas farmácias estão meninos e meninas com o 12.º ano mais 6 meses de "formação" na escola da ANF a fazer exactamente o mesmo que o farmacêutico faz?

A ANF tem contribuído para a estagnação da profissão desde há décadas. Durante anos a fio trataram a farmácia como minas de ouro, deixando-as entregue a aviadores de medicamentos e eis o resultado.

Gabo-lhe no entanto essa sua lealdade à ANF, deve ser bom o tacho que lá tem (ou espera ter).
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Xanax aqui escreve-se Alprazolam. A usr nomes de marketing em vez de PA? Onde está o seu rigor científico? Está por acaso a querer promover vendas do Xanax? Não deveria entrar em combustão espontânea por ter quebrado uma das suas regras anti tudo o que estiver associado ao lucro e à propaganda?
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

continua o seu fascínio pela minha pessoa. É a idade, é a infoexclusão, é o sitio onde moro, é o robô que paguei, é onde tirei o curso, é os farmaceuticos que exploro e as farmacias que detenho e os tachos que tenho e vou ter.

Acrescentar valor à discussão é que nada.

Diga lá o que tem de mal a alimentação humana também acha que não é uma matéria digna do farmacêutico ou que não é possível trabalhar com evidência científica nessa área?
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Sabe, é que como aqui são tão marketeers que julguei que desconhecessem alprazolam.

Eu já acrescentei muito valor à discussão, dei exemplos concretos de como o farmacêutico pode intervir no sistema saúde e de como o faz noutros países e demonstrei como é que em Portugal a associação que o caríssimo tanto defende com unhas e dentes tem sido um verdadeiro obstáculo à evolução profissional do farmacêutico e o tem arrastado com ela para o abismo.

Não tem nada de mal a alimentação humana, ainda assim, para trabalhar com evidência científica nessa área há umas meninas chamadas nutricionistas. Já lhe disse o que penso e com exemplos concretos. Em suma: farmacêutico, especialista do medicamento: aconselhar, avaliar, gerir terapêuticas medicamentosas em função de cada doente (onde, claro, medidas não-farmacológicas também têm lugar).
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Deixe lá os regimes de dietas para a dietista/nutricionista; as bases de maquilhagem para as cabeleireiras da Lúcia Piloto; os sapatos para as meninas da sapataria; os óculos made in China para os oculistas, etc.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

"a anf tem sido o prncipal promotor dos cuidados farmacêuticos e quem mais tem feito pressão junto dos governantes para que a gestão da terapêutica e gestão da doença sejam serviços diferenciados reconhecidos"

Esta citação estaria correcta correcto, se fosse escrita no pretérito prefeito. Veja-se que hoje em dia o que são os "serviços farmacêuticos" que a ANF tem promovido. Mas aí, sinceramente, a culpa não é da ANF. A culpa recai toda sobre os proprietários que não adoptaram a prática dos cuidados farmacêuticos, nem quando o programa da diabetes era remunerado. A ANF tentou incentivar, mas como dentro de cada botica há uma cabeça pouco pensante que só vê a caixa no fim do dia, não pode fazer nada. Mais um argumento para juntar a todos os outros a favor da liberalização da instalação.
# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

"aconselhar, avaliar, gerir terapêuticas medicamentosas em função de cada doente (onde, claro, medidas não-farmacológicas também têm lugar)"

Estou totalmente de acordo. E é algo que já está parcialmente implementado nas farmácias com que contacto, por exemplo.

Mas há espaço para isso e para dermocosmética (e também chupetas) na farmácia. Não acho que ter conhecimentos sobre dermocosmética desvalorize o papel clínico do farmacêutico. Da mesma forma que não desvaloriza o de um dermatologista ou um pediatra.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Pelo contrário, só valoriza.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Assunto bem Polêmico, falta nós cobrarmos um pouco mais também
Afortunado.

# por Anonymous Financeiro Pessoal : domingo, dezembro 21, 2014

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.