<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

ANF suspende os pagamentos às farmácias 

Boa jogada!

Peliteiro,   às  08:55

Comentários:

 

Para quem referia que vendia o museu ...agora entalam as farmácias, a Anf implode a partir da dezembro
A própria Anf da o empurrão


 

 

 

Isto não é altura para jogadas. Era liberalizar já isto tudo e mandar este Cordeiro para o abate. Está velho, está na hora.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Será que me podem esclarecer esta notícia...ainda não a tinha ouvido!!
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Jogada de risco elevado à custa das farmácias.
A quota variável é para manter? Se sim, vai ser a debandada geral da finanfarma (que é quem paga, não a ANF).
Aguardam-se as cenas do próximo episódio...
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

O estagiário vai de vela !
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Tudo bluff para pressionar a industria e armazenistas!

O tiro vai sair pela culatra!

# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Suspende coisa nenhuma.
O próximo pagamento será na data prevista, 20/10, o seguinte será em 10/12, ou seja, o pagamento até agora a 20 dias passará para 40 dias.
Nada de especial para os tempos que correm...
Alguém terá lido coisa diferente ?

BlueMan
# por Anonymous BlueMan : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

"Nada de especial para os tempos que correm"?! concordam com estes senhor, senhores proprietários? é para encomendar o caixão ou não é? já não tenho mais roupa preta, ando a repetir algumas peças desde que entramos no luto...
# por Anonymous Lady C. : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Um bom pretexto para calçar um par de patins ao "farmacêutico".
Pelo tempo que passa neste blog é de presumir que não fará grande falta na botica.
Seria um alívio verem-se livres da praga...
Gentleman J.



# por Anonymous Gentleman J. : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Este comentário foi removido pelo autor.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Os associados que pagam as quotas a horas é que se calhar não vao achar piada. Já se está a preparar o caminho para a liberalização que aí vem... A ANF finalmente será a rede que sempre desejou ser, mas nunca ousou tentar.

Gentleman J., nunca ouvir falar em multitasking? Diz que hoje em dia é muito valorizada... e como os farmacêuticos são apenas vendedores e não têm de ter grandes preocupações para lá do cross-selling, quando há pouco movimento na farmácia há que aproveitar os tempos mortos. Que mania esta de querem calar o homem! Resquicios do tempo da outra senhora, certamente.
# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Qual calar? Eu quero é que ele fale.

Boa jogada sem dúvida. Tiro o chapéu. Vamos ver se surgem os resultados
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Estou pronto para emprestar dinheiro e comprar farmácias a bom preço. Vou criar a sonaifarma e aumentar o grupo well.

Passem pelo Hiper ou liguem que eu ando por lá.

Obrigado Cordeiro, estás contratado para cordeiro de guarda...
# por Anonymous Paulo A. : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Isto foi noticia interna da ANF para farmacias? e' que procurando no google nao se encontra a noticia (talvez devido 'a greve da LUSA!)...
# por Blogger Andie : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

-Que mania de qurerem calar o homem-
Mas Green ele com a raiva passou as marcas e o próprio Peliteiro e muito bem, cortou-lhe o pio.
Vá dizer bojardas na casa dele!

Acerca dos pagamentos fora de horas
é cedo para opinar.
Talvez faça parte da estratégia dos pagamentos a 90 dias aos fornecedores.
Digo eu, que sou velho e os velhos por aqui são pouco respeitados. Basta ler o -farmacêutico-.
(Lá cherarão, se tiverem sorte! )

João roxo
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Não sou gestor de farmácias mas parece-ne que o pagamento do IVA só depois das vendas é boa ideia para a saúde das contas com as finanças.
E é justo.
Isto de pagar antes de receber cheira a roubalheira.
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

QUal liberalização,qual carapuça,Green, as farmácias vão seguir o caminho do país.
E acho que sabe bem qual é.

# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Fui eu que apaguei o meu comentário João Roxo. Nota-se que é velho, se fosse jovem tinha logo percebido isso. Quem está todo raivoso é o senhor, a minhas palavras e ideias pelos vistos incomodam-no. Olhe, reforme-se. Se calhar já está fora de prazo, como muitos que ainda por aí andam...
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

A suspensão do pagamento às farmácias é para as pressionar a esticarem a corda com os armzenistas. É bem-feita que não o consigam.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

"as farmácias vão seguir o caminho do país"

O problema é que andamos aqui a discutir o futuro da farmácia, mas esta discussão só fará sentido de houver país. E isso só fará sentido se houver futuro para a Europa. Ora, pelo andar da carruagem, nem uma coisa nem outra, pelo que discutir o futuro da farmácia é só isso, um exercício de futurologia no qual toda a gente pode mandar o seu bitaite porque algum há-de acertar.

Nos próximos meses vamos ver até que ponto este governo é liberal - considerando que se aguenta, o que também não me parece muito provável - quando este sistema começar a falhar. Porque, é certo que vai falhar. As alternativas são conhecidas: liberalizar a propriedade com integração vertical e horizontal; nacionalizar as farmácias falidas, entrando o Estado no sector da farmácia também como prestador; deixar falir e não reabrir, prejudicando fortemente as populações servidas apenas por uma farmácia; distribuição de medicamentos, sobretudo medicação crónica, nas USFs; Ou ainda, veremos se as misericórdias, a igreja ou outra instituição de caridade não se vai fazer também a este bife. Em tempos como este, temo que os poderes ocultos, que proliferam nestas instituições de caridade, nos levem de volta para a idade média.
# por Blogger GreenMan : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Pois repito,voçê é malcriado,e se calhar só tenho o dobro da sua idade, os seus dichotes não me incomodam.
O seu azar aos velhos não tem nada com a idade tem com falta de democracia e respeito.Não ter farmácia não me impede de dizer o que me apeteçe sobre o assunto. Você é mais um imberbe detentore da verdade cega.
E vá mandar reformar o seu pai que deve ser da minha idade e voçê lá sabe se está fora de prazo.
-João roxo-
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Muito bem visto caro Greenman.
Há que tempos que assim me parece.
Portanto a liberalização -simles- é lana caprina.
Respeitosamente:
-João roxo-
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Existe aqui alguma confusão misturada com ressabiamento naslguns comentarios, passemos aos factos.

1º A ANF adiantava os pagamentos às farmacias em cerca de 30 dias. Fazia-o antes de receber o pagamento do MS.

2º Neste contexto o prazo agora proposto é relivamente razoavel, face por exemplos aos pagamentos recebidos pelas farmacias idependentes ou associadas da AFP.

3º Face aquilo que se passa na vizinha Espanha nomeadamente nalgumas regiões autonomas, e aos atrasos sistemeáticos de algumas ARS em Portugal, não deixa de ser uma garantia razoavel e uma contrapartida para os associados o facto de mesmo assim receber a 40 dias.
Eduardo
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Mas Eduardo,o que é que levou a ANF assim de repente a esta atitude?
O Peliteiro diz que é boa jogada.
Qual é a jogada?
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

ANF: «a antecipação do pagamento das comparticipações do SNS às farmácias será suspensa a partir do próximo mês de Novembro.»
# por Blogger Peliteiro : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Entre jogos e jogadas, ainda vai levar uma paulada.
# por Blogger Farmacêutico : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

O Green é que a disse toda agora "sempre tentou ser e nunca ousou tentar". Vai ser sempre a alavancar Farmácias com dívidas à Alliance.

E eles burrinhos aplaudem. Quando os proprietários acordarem vai ser tarde. Depois vão la recolher o caixa no fim do dia, mas vai todo para o cheque que têm que passar para o Chefe.

Que riso, depois nem donos (só no papel mas com contra-partidas por trás), nem farmacêuticos de jeito, nem nada. Apenas novos-ricos mesquinhos e prepotentes que vão ter que se habituar a trabalhar.

Vou acender uma velinha agora e orar aos vossos eternos e des(merecidos)descansos. Já foram gestores.

O mercado tratará de vos ensinar como se toca guitarra.


# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Outro anónimo que manda bitaites sem conhecer o sector.

O Eduardo dá ali alguma informação.

Para mais informação deixo isso a outros que a queiram colocar.

Eu acho uma jogada arriscada, a dos 90 dias, mas neste momento talvez seja necessário.
# por Anonymous Who Cares : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

http://estarrejaefervescente.blogspot.com/2012/10/o-prologo.html?showComment=1350567306185#c6487984773877231093

O Prólogo:
Aguardo com a maior expectativa os próximos desenvolvimentos no sector farmacêutico. A ANF começou a alargar prazos de pagamento às farmácias, pelo que é altamente expectável que dentro de poucas semanas faltem medicamentos em Portugal (dado o efeito dominó que isso provocará na distribuição e indústria), para além de que desta forma serão dados alguns empurrõezitos nas costas às farmácias que estavam à beira do precipício.

Estamos no prólogo da liberalização do sector.

PS (publicado a posteriori) - Consta que os pagamentos da ANF às farmácias estão suspensos. Quando eu falo em "alargar prazos de pagamento" é no pressuposto de que a suspensão eventualmente acabe... coisa que seguramente há-de acontecer, embora não se saiba quando.

# por Anonymous Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Não é uma jogada da ANF é uma necessidade da ANF, que realmente está sem dinheiro.
# por Anonymous JC : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

“Ex-Estagiário,”

Infelizmente a tua auto-estima e convencimento é de tal maneira arrogante, que nem sei se mereces ser tratado por "Farmacêutico" ... Em cada frase que emanas sai um cuspidela, ora no sistema, ora nos Farmacêuticos, principalmente se não forem recém licenciados como tu, mostras desprezo pela Anf pela Ordem, pela família dos Farmacêuticos, pelos euros que te pagam o ordenado etc etc... a partir da visão egocêntrica do teu umbigo generalizas para todo o universo... Será que é o universo que está todo errado ou serás tu,... essa questão existencial nunca te aflige???

Relativamente ao tema em discussão...

O fim do adiantamento em 30 dias...
Obviamente o adiantamento tem custos financeiros para a Factoring que o realiza, para alem dos capitais próprios da empresa de factoring o montante dos adiantamentos tem que ser financiado pela banca.

1-Quando o adiantamento foi iniciado o spreed bancário era da ordem do 0,5 a 1%. Hoje pelas razões que todos conhecemos o spread aumentou substancialmente elevando estes custos para valores de vários milhões de euros.

2-Com a diminuição das comparticipações e do mercado de medicamentos o valor de proveitos da Anf relacionados com o 1,5% variáveis ao montante das comparticipações diminuiu significativamente.

3- Com um grupo muito significativo de Farmácias em dificuldades no abastecimento a Anf (em meu entender) pensa ser tempo de aumentar os prazos de pagamentos aos fornecedores de forma a dar algum balão de oxigénio naquelas Farmácias que estão em dificuldades de tesouraria...

4- Esta manobra estratégica comporta alguns riscos... Nomeadamente um braço de ferro com a Industria e um eventual corte ou suspensão de abastecimento, por recusa da industria em fornecer se armazenistas e farmácias se recusarem a pagar em 30 dias...

5-Obviamente as farmácias com maior folga de tesouraria, obtida com a antecipação dos pagamentos da própria Anf, poderiam ser tentadas a quebrar este esforço colectivo de tentar negociar novos prazos de pagamento.

6-Neste contexto a Anf para além de diminuir os custos do financiamento da antecipação do pagamento, provoca alguma pressão na tesouraria de todas as farmácias de forma que nenhuma tenha a veleidade de não tentar prolongar em 30 dias os seus prazos de pagamento aos armazenistas/Industria.

Eduardo
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Olha ali em cima outro Azrael. Olá clone.
# por Blogger Azrael : quinta-feira, outubro 18, 2012

 

 

 

Depois de ler os pontos do Eduardo, bastante esclarecedores por sinal, só me vem à cabeça um "i'll make you an offer you can't refuse"... se bem entendi, a ANF está a coagir os seus associados para esticarem os prazos de pagamentos, para fazer um braço de ferro com a industria? Qual é o interesse, sabendo antecipadamente que vai perder?
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

A ANF está falida. Ponto.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Lembram-se da cascata da coagulação? É mais ou menos o que se está a psssar:

O Estado não tem dinheiro, logo o BCP não tem dinheiro, logo a ANF não tem dinheiro, logo as farmácias não têm dinheiro, logo os armazenistas não têm dinheiro, logo a IF "co a gula" e diz: não há palhaço logo não há circo.
# por Anonymous JC : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

O Peliteiro diz que é uma boa jogada porque também é um velho que ainda acredita na "estratégia" da ANF. O mundo mudou, isso acabou, estão falidos!
# por Anonymous Urso : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Profetas do apocalipse e companhia, seriam mais úteis se fossem espalhar o epitáfio aos sete ventos que aqui já todos sabemos o que a casa gasta. É chover no molhado.
# por Blogger Azrael : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Acho piada que cada um faça a sua interpretação.

A meu ver a correcta é mesmo a de pressionar as farmácas a terem de negociar com os armazenistas e indústria o pagamento.

Não me parece que vão ganhar a guerra.

E no final, com o descalabro, o Governo intervirá, mandando o Cordeiro para os anjinhos.

Liberalização ou nacionalização das farmácias. Das duas, uma. Mas inclino-me mais para a primeira, visto que há interessados.

Seja como for, será bom para os farmacêuticos. Tudo menos continuar como estamos hoje é bom para os farmacêuticos que trabalham.
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

GreenMan,
Não, de facto nunca ouvi falar em "multitasking".
Eu cá é só Português e, mesmo assim, sabe Deus...
Mas lá que gostava de saber "estrangeiro", gostava.
Dá par mandar umas tiradas para o intelectual, afaga o próprio ego e os pategos ficam deslumbrados.
Não sei, mas fui perguntar a quem sabe.
Comentar em blogs não é tarefa de farmacêutico, durante o horário de trabalho, é uma balda, uma deslealdade, uma fuga aos deveres para com a entidade patronal.
Nos tempos mortos, há sempre umas encomendas para recepcionar ou para arrumar, validades para verificar, receituário para conferir, etc, etc.
E, se mais não houver, haverá, com certeza algures na farmácia, uns paninhos fofos à espera de mãos diligentes para dar mais brilho a umas embalagens, prateleiras e estantes.
Sem que lhe caiam os parentes na lama...

Gentleman J.
# por Anonymous Gentleman J. : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

"nunca ouvi falar em "multitasking" - desculpe lá, pensava que estava por dentro da novílingua...

De resto, comentar em blogs, passear na internet, no facebook e outros que tais, faz parte da comunicação do século XXI. É um direito que nos assiste. Há quem bloqueie esses sites. Se têm o direito de o fazer ou não, será outra discussão. Mas que ficam todos a perder, lá isso ficam.
E quando falava em tempos mortos, referia-me áquelas alturas em que tudo isso que disse já está feito. Incluíndo limpar caixas. Não sei como será nessa farmácia dos seus conhecidos, mas imagino que seja daquelas em que o farmacêutico é pau para toda a obra e às tantas deixa de fazer o que podia fazer nesses tempos mortos, como, sei lá, cuidados farmacêuticos, porque "perde-se muito tempo com essas coisas, e o balcão não pode esperar". È que se há tempos mortos, deveram ser para aproveitar com as competências do farmacêutico, que como temos visto, estão sub-aproveitadas. O facto de existirem pessoas que acham que é melhor andar a fazer faxina em vez de se preocuparem em dar condições para as pessoas exercerem plenamente a sua profissão, diz muito do estado a que chegámos.
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Ó Gentleman J., desculpa lá tratar-te por tu, sendo tu um gentleman, e com essa mentalidade um gentleman já avançado na idade, mas se quiseres empregadas domésticas, contrata-as. Não esperes é que o farmacêutico vá limpar o pó às tuas prateleiras. Olha, chama a tua mulher que em vez de estar de cu sentada no escritório, a olhar para as câmaras, e a contar notas, pode dar um ajudinha a dar lustro às banhas da cobra que tu compras para os outros impingirem em "vendas cruzadas". Boa ideia não é?
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Ó estagiário puxa lá o elastico dessa cuecas fio dental porque estão a apertar-te muito !
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Boa Jentleman, o framaceto ainda se afoga na sua pesporrência.
.

# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Caro colega Eduardo, concordo com o senhor: O -farmacêutico- não presta mesmo!
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Deve ser tudo inveja, caros senhores. Estão velhos, reformem-se.
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

"Farmacêutico",
Podes tratar-me por tu à vontade, não precisas de pedir desculpa por isso.
Mas já não digo o mesmo em relação à linguagem grosseira que usas em relação a outras pessoas, que não são para aqui chamadas, que não conheces de lado nenhum.
Fica descansado, se tivesse farmácia não esperava que viesses limpar o pó às minhas prateleiras.
Nem para limpar o pó nem para coisa nenhuma.
Safa !!!...

Gentleman J.

Gentleman J.
# por Anonymous Gentleman J. : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

O farmacêutico ou estagiário nao existe, nem ele deu conta disso....
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

»Não esperes é que o farmacêutico vá limpar o pó às tuas prateleiras«
Este alarve é um faxista nogento.
Divisão de classes, empregadas domésticas,(classeinferior),analfabetas claro, a servir os senhores.
Orgulho parvo de classe, raça superior,( comerciantes raça sub-humanos),racista com
ódio aos velhos (hitler matava-os porque tinham ideis antigas e não contribuiam para o esforço de guerra) senhor de uma verdade superior, orgulho de ter (à custa do estado) um curso para iluminados (uma merda igual à dos outros).
Sentimentos de vingança e ódio a trabalhadores que não podendo ter tantos estudos se esforçam por superar dificuldades e colaborar com a equpa.

Toma cuidado não vá alguém quando isto virar e com as pistas que tens dado te enfiar um palmo de aço nas tripas nogentas.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Exacto... vivemos numa sociedade sem classes, já me tinha esquecido disso... todos fazem tudo, ganhando o mesmo, independentemente das habilitações... afinal os amanhãs que cantam já chegaram! Estão é a cantar desafinados...
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Eu adoro vir aqui ler e aperceber-me que estes odiadores da ANF mentalmente ainda estão no 9º ano de escolaridade.
# por Blogger Azrael : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Cá está as competências de um farmacêutico comunitário segundo alguns senhores: desenrascar um ansiolítico, dar um antibióticozinho só para a pessoa não ir ao médico porque vai levar Clavamox e vai, e limpar a farmácia.

Obviamente será um profissional de saúde altamente respeitado pelos pares e pelos utentes. Aliás, os médicos que são os "senhores" da saúde em Portugal estão várias vezes a limpar o chão quando entramos no seu consultório.

Epá, tenham dó!

As pessoas não são superiores nem inferiores, têm é habilitações diferentes ou foram contratadas para funções diferentes. Se houver um farmacêutico que aceite ser empregado de limpeza então que limpe, se for contratado para ser farmacêutico então que o seja.

Isto é tão lógico e básico que eu começo a achar que há aqui gente burra.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

>>>toma cuidado não vá alguém quando isto virar e com as pistas que tens dado te enfiar um palmo de aço nas tripas nogentas.<<<

Até já me ameaçam de morte. LOL!
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Geenman:Não vivemos, mas lá virá o tempo da atenuar as desigualdades.
E não é todos a fazer tudo e ganhar o mesmo.
É ter respeito pelo esforço de cada um.
O tempo de a cada um segundo as suas necessidades já lá vai.
Mas espezinhar orgulhosamente os que não tiveram as mesmas oportunidades, e que querem progredir com trabalho continuo
e exreriência de vida é no mínimo classista.
Numa necessidade fazer trabalos ditos menores até demonstra surerioridade.
Ser mesquinho, odiar o trabalho braçal, é cuspir nos que nos poêm a sopa na mesa.
O que falta por aí é gente a fazer com gosto tarefas que cursos de treta nada têm a ver.
A farmácia não é diferente.
E odiar os velhos, as suas opções, fruto de adaptação a circunstâncias madrastas, roça o fascismo.
Atenciosamente:
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Tenho lido atentamente algumas dos comentários sobre o tema da não antecipacção dos pagamentos por parte da Factoring da ANF as Farmácias .

Muitos dos intervenientes nessas discussões acham que a posição da Anf é prepotente em atrasar os adiantamentos.

Nada mais errado em meu entender!

Vamos aos factos, à Anf não pode fazer engenharia financeira com dinheiro que não é seu!!!

Com efeito são também as 1150 farmácias que já tem os fornecimentos suspensos e enormes dificuldades de tesouraria, que com as suas cotas estão a financiar as farmácias que ainda apresentam algum desafogo de tesouraria, assim como as dívidas acumuladas da Madeira e de todas as Ars que pontualmente se vão atrasando nos pagamentos.

Basta olhar um pouco em nosso redor para ver o que se passa na nossa vizinha Espanha, um país ainda não intervencionado pela “Troika”, onde os atrasos de pagamento das comparticipações se cifram em largos meses e envolvem várias centenas de milhões de euros, vendo que está a acontecer torna-se necessário tomar uma posição...

Em Portugal só não é maior Caos porque existe a Anf... Não podemos é todos ir caminhando em direcção ao precipício e continuar a assobiar para o lado... ou continuar a fazer descontos, como infelizmente muitas Farmácias fazem, à conta dos adiantamentos da Anf pagos em parte pelos dinheiros de todos os Associados...


"
Las farmacias catalanas ratifican hacer huelga el 25 de octubre por los retrasos de la Generalitat

Los establecimientos catalanes aseguran que habrá servicios mínimos para garantizar la asistencia al ciudadano

BARCELONA, 19 (EUROPA PRESS)

Un 83% de las 3.100 farmacias que existen en Catalunya han votado a favor del cierre patronal propuesto para el próximo jueves como medida de protesta ante los impagos de la Generalitat en la factura farmacéutica, que suma unos 180 millones de euros correspondientes a los meses de julio y agosto.


Valencia,
Las farmacias valencianas alertan de que 'ya no pueden comprar más medicamentos'

• La deuda del Gobierno valenciano asciende a 540 millones de euros
• Más de 200 oficinas de farmacias se encuentran en concurso e acreedores
• Aseguran que se han perdido más de 2.000 trabajos en un año

Eduardo
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Desculpe lá, o ódio aos velhos não é comigo pois não?
E em termos de trabalho braçal, não há-de haver aqui muitos neste blog que alguma vez tenham feito mais do que eu, exceptuando talvez os mais velhos, a quem eu respeito embora tenha as minhas divergências de opinião. Aliás, pago para ver o Azrael a arrancar batatas...ou a acarretar tijolos...ou a limpar o chão da farmácia depois de ter deixado cair o frasco do xarope...

Acho que há desigualdades que devem e serão erradicadas. Sobre esta matéria, acho que pelo que tenho escrito por aqui, já deviam ter percebido isso. Sobre a temática dos farmacêuticos a limparem as caixinhas, faço minhas as palavras do anónimo que escreveu "se houver um farmacêutico que aceite ser empregado de limpeza então que limpe, se for contratado para ser farmacêutico então que o seja." Fazer limpezas esporádicas é uma coisa. Contar com o farmacêutico para ser ele a limpar todos os dias o chão e o pó, só para poupar na mulher da limpeza é que já não. Se precisam de alguém que limpe, que a contratem.

# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Greenman, mostre as lecas que como bónus ensino-o como se mondam as videiras e como se reboca uma assentada de tijolos. E na minha terra as batatas não se arrancam, sacham-se.

É o que eu lhe digo, pensa que vê tudo mas o preconceito cega-o.
# por Blogger Azrael : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Nada do que eu disse ou tenha dito aqui, talvez irrefletidamente, é consigo, nem com ninguém em especial. São desabafos e só isso.
Se o melindrei peçoo desculpa, não foi nunca essa a minha intenção.
De resto prezo muito a sua opinião esclarecida.
Mais informo que tendo às vezes respondido " torto" ao colega "farmacêutico", no calor da argumentação, nada me move contra ele.
Todos temos as nossas ideias e às vezes sem querer, posso ter indisposto alguém de que desde já me penitencio.

Atenciosamente
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Errata ao comentátio anónimo:
Falta o título - Caro colega GreenMan
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

"Boa Jogada!"
Uma ANF falida, o seu grupo empresarial de rastos!
Falemos de Factos:
- 1,5% da facturação é miserável, pelo que a Finanfarma financia-se a uma taxa de juro anual nos "associados" a 18%. Neste momento, os bancos "emprestam" dinheiro a taxas perto desse valor, logo se alguem faz "factoring", e estando as duas taxas (compra e venda de dinheiro) tão próximas, perde-se dinheiro;
- A Alliance está em situação precária. Se bem se lembram, ainda há pouco tempo atrás tentou ter mercadoria "à consignação" dos laboratórios de genéricos. Para além disso levou com uns "duros golpes" no caso de compras de farmácias por parte de um grupo de farmácias lideradas por um tal de Nuno Guerreiro, bem como o auto-financiamento de alguns ex-administradores na compra de farmácias;
- Usam uma empresa LPM para gerir imagem e fazer lobby;
Envolvente externa:
- Os bancos estão sem dinheiro para financiar as empresas (farmácias, distribuidores e pequenos laboratórios), aumentam spreads unilateralmente: quem quiser financiamento aceita o que lhe é proposto, quem não quiser, também não tem alternativa;
- O mercado nacional "vale" para as empresas farmacêuticas multinacionais menos de 1% da sua facturação global. Na Grécia era a mesma coisa, e por isso não cederam: DESISTIRAM DO MERCADO!
Passamos a divagação:
- A ANF organiza manif´s e abaixo assinados, e a cordeirada vai toda atrás;
- Mas por detrás dessa fantástica manifestação dos patrões está uma agenda escondida: Justificar um aumento dos prazos de pagamento às farmácias (que já pagam 1,5%, mas no contexto actual, não é rentável nem sustenta o monstro empresarial ANF);
- Em negocio, como sabem, há três formas de financiamento: Clientes (estado e povo não têm dinheiro), Banca (não tem dinheiro) e Fornecedores (distribuidores em pré-colapso, alguns em colapso, e industria farmácêutica com capacidade financeira). Vendem a ideia de aumentar o prazo à montante, pensando num eventual financiamento da actividade;
Resultado final, do meu ponto de vista, se efectivamente os proprietários forem uns cordeiros:
- A industria não vai alterar o prazo de 30 dias da factura;
- Alguns distribuidores vão entrar finalmente em colapso (com margens de 3% é impossível aguentar um embate de financiamento desta dimensão, caso as farmácias resolvam pagar a 90 dias;
- Vai haver cortes de fornecimento e a relação entre operadores vai entrar num ciclo destrutivo.
Mais uma vez, a ANF prova que não é uma Associação Sectorial, mas sim uma associação empresarial que face à adversidade reage penalizando o sector em prol dos seus interesses.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Caro Azrael, continua a não ensinar nada, sobretudo no que se refere à agricultura. Já sobre limpezas de farmácia, continuo a pensar que nunca pegou numa esfregona... Quanto à recorrente acusação de preconceituoso, os putos têm aquele dito "quem diz é quem é". Essa sua acusação é típica de quem esgotou os argumentos e que vive fechado num mundo onde os desvios das normas são vistas com desdém. Tente ser mais feliz e abrir os seus horizontes. Certamente, ainda tem muita vida pela frente e tempo para ir conhecer um mundo que julga conhecer, mas que não conhece. O mundo não acaba na Rua Marechal Saldanha.

Por falar em ANF, diz que vai haver um abaixo assinado para pedir a demissão do cordeiro na sequência da noticia comentada neste post. Num dia fazem luto, no outro já querem fazer autos de fé. Será que vão imolar o querido líder?

# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

E após esses comentários quais são os interesses da ANF?
# por Anonymous Who Cares : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Eduardo,
Concordo com muito o que refere nos seus vários comentários o cenário das farmácias é negro e não se perspectivam melhores tempos, muito pelo contrário.
Há no entanto alguns pontos por esclarecer:
1- como é que não se avisa com maior antecedência as farmácias que o próximo pagamento irá ser suspenso. Note-se que o que iremos receber no dia 20 de Outubro corresponde ao que se dispensou em Setembro, e já vamos com mais de meio mês de Outubro de receituário e toma-se uma decisão destas a meio do mês... Foi de repente que a ANF constatou de que não lhe iam emprestar mais dinheiro? Não sei como funciona a sua farmácia, mas aqui o grosso da facturação incide nos primeiros dias do mês, nomeadamente a mais pesada (48)que ocorre em redor do dia 10, que é quando são pagas as pensões; uma notícia destas ao fim do dia 17 é um verdadeiro balde de agua fria. Acresce o flop no investimento das vacinas e um mês de Outubro pouco promissor. Há algo de suspeito nisso e parece-me, sinceramente, propositado.
2- No comunicado, a ANF é omissa se vai ou não reter o financiamento dos outros organismos (ora, conheço algumas farmácias em que isto fará toda a diferença!)
3- Espanto-me pela preocupação da ANF em que denunciemos diariamente as faltas de medicamentos às autoridades por e-mail ou fax. Ainda hoje liguei para o Infarmed (algo que tenho feito 4/5 vezes por semana, identificando-me sempre) por causa do Atarax, tendo recebido como resposta o espanto da telefonista pelo med. continuar esgotado e a dizer-me que devia era ligar para à UCB a perguntar o que se passa, algo que obviamente já tinha feito!!! Ora, voltando à questão inicial, não consigo entender o que o problema da ruptura tem no não pagamento por parte da ANF. As rupturas existem há anos, e nunca vi a ANF mexer um cordelinho para as combater (alias a ANF é accionista da Alliance, que nos últimos anos também tem alinhado na exportação). Até parece que algumas farmácias "famosas" que se exibem chorosas e de luto não colaboram nestas redes de exportação através das suas centrais de compras... o meio é pequeno. Aliás o apelo da ANF para que denunciemos as rupturas ao ministro, etc, é contraditórios com o ponto 12 do comunicado do passado dia 15 em que ANF enunciava em suposto nome das farmácias que estiveram presentes a que se eliminasse todas as barreiras à exportação de medicamentos.
agradeço e muito a ANF que nos antecipem o dinheiro a 30 dias, mas neste momento sinto que sou uma marioneta instrumentalizada em jogos em que não pedi para jogar.

# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

"quais são os interesses da ANF?"

Eu ponho algumas das minhas últimas fichas numa espécie de franchise...

O ponto 3 do último anónimo é esclarecedor sobre a existência de uma agenda escondida. Nada que não seja hábito no cordeiro & cia. Tem sido assim nos últimos tempos, tomam-se decisões no palácio que se apresentam como definitivas e grandes negócios aos associados, que fecham os olhos a tudo.
# por Blogger GreenMan : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Portanto a ANF quer o mercado liberalizado para poder ter a sua própria franchise. É isso Green?
# por Anonymous Who Cares : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

Meus caros a ANF está apenas a preparar o terreno para o inevitável, a liberalização. Já dá tudo por tudo... Os associados que acreditaram e caíram no luto foram apenas carne para canhão. Mas depois votam em massa no Cordeiro. Ainda não perceberam que o homem é um pato bravo? Dá o cú por um tostão... Ganancioso como é. Mas ainda bem, que venha a liberalização que já há muito deveria ter vindo.
# por Blogger Farmacêutico : sexta-feira, outubro 19, 2012

 

 

 

E eu a pensar que a blogosfera estava pelas horas da morte! Assim gosto. Que categoria de animação que vai neste blog.
# por Blogger Eugénio : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N3095

Pela livre abertura de farmácias assina a petição e dá a assinar. Organizem-se!

Temos que abandonar este blogue de velhos, adeptos do regime farmo-fascista.
# por Anonymous Franco : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

http://farmaciaslivres.blogspot.pt/

Denuncia o Estado português à CE. Organizem-se!

Publiquem textos no blog da livre abertura de farmácias.

Abandonem este blog reaccionário!
# por Anonymous Franco : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

greenman, você atira para o ar que nunca peguei numa esfregona e que não percebo de agricultura nem de obras vindo do nada, numa discussão à qual eu era alheio, diz-me que "quem diz é quem é" (lol), faz mais uma vez suposições sobre a minha felicidade e os meus horizontes, e no fim diz que sou eu que já não tenho argumentos?

Nunca lhe vi tão refinada ironia.
# por Blogger Azrael : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Azrael, há dias assim... :)

"ANF quer o mercado liberalizado para poder ter a sua própria franchise" - é uma hipótese. Não quer dizer que todas as farmácias optem por esse mecanismo, mas se é para haver redes de farmácias, não me parece que a ANF se ponha de parte nesse jogo. O franchise seria a forma de amenizar (ou mitigar se preferir) os ânimos exaltados dos colegas proprietários. Muitos(as) estarão cansados destas crises e se lhe propuserem essa hipótese nem pensam duas vezes. Basta ver como surgiram os agrupamentos de farmácias como os Holon e outros, já com a ideia do franchise em vista. A harmonização da imagem com o programa das farmácias portuguesas já foi um primeiro passo.

PS: Franco - se quer combater e discutir as ideias dos farmo-fascistas, this is the place to be...


# por Blogger GreenMan : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Eu só pergunto para o pessoal se ir enterrando.

Qualquer dia a ANF tem os mesmos textos que o grupo Bilderberg
# por Anonymous Who Cares : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Caro Anónimo lá de cima,
"De rastos" está o nosso País e estaremos todos, a breve prazo, às mãos da alta agiotagem internacional, vendidos pela corja do bloco central dos aventais e dos tachos, meros paus-mandados.
A sua frase: - "1,5 da facturação é miserável, pelo que a Finanfarma financia-se a uma taxa de juro anual nos "associados" a 18% ", - é no mínimo ambígua e, por isso, geradora de confusão.
É que há por aí gente convencida que a Finanfarma cobra às farmácias uma taxa de 18% e não de 1,5%. Tenho constatado que este argumento é usado frequentemente, em especial, por proprietários ligados AFP, em regra mal preparados, ignorantes e fàcilmente manipuláveis.

Já agora, gostaria que nos informasse quais as melhores taxas que a banca cobra, quer às farmácias isoladamente, quer em conjunto na AFP, pela prestação de um serviço semelhante ao que é prestado pela Finanfarma às farmácias da ANF.

BlueMan





# por Anonymous BlueMan : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Caro senhor BlueMan.
Não pertenço a ANF, AFP ou qulquer tipo de associação patronal.
No entanto, e como vejo que o senhor percebe pouco de´"números" passo a explicar:
- Suponho que o senhor deve ser proprietário de farmácia. Como pessoa inconformada com o sistema, o senhor arranja uma conta caucionada com um taxa de juro efectiva de 18% anuais para se precaver de eventuais atrasos do estado no pagamento da factura à sua farmácia. Supondo que só usa 30 dias essa mesma conta para receber o dinheiro do estado, quanto ´é que paga efectivamente? Voilá, 1,5%!
A finanfarma suporta o risco e o que faz é exactamente o mesmo: por 30 dias de antecipação cobra 1,5% da facturação. Tranforme em juro anula e veja quanto dá. Mais, como referí acima, nos dias de hoje, o rating de risco do sector é elevado, pelo que ninguém empresta dinheiro (nem a sacrosanta ANF) a taxas de juro inferiores a 12%. Se o estado se atrasa, é o fim da picada!
O senhor anda distraido há muito tempo. Contextualize e não fale apenas nestes tempos em que conforme referi não são os melhore porque "não há capital" disponivel em lado nenhum.
No tempo das "vacas gordas" ninguem fazia contas; agora, a história é outra.
Aqui discutimos ideias, mas mais uma vez lhe digo:
A ANF é apenas uma empresa, com agenda própria, não uma Associação!
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

É melhor escrever 2 ou 3 linhas com com os cálculos, passo a passo, senão eles não chegam lá. Iliteracia financeira a juntar ao fraco profissionalismo. Estão condenados estes gestores pé de chinelo.

Habituaram-se a terem os "senadores" a pensar por eles, agora têm atrofia cerebral. Exercitem o músculo enquanto é tempo.


# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Caro Anónimo:
Tenha atenção a quem chama "fraco profissional". A profissão farmacêutica é nobre. É uma mais-valia em qualquer país civilizado. Não misture proprietários de farmácia e farmacêuticos no mesmo saco.
No que respeita aos proprietários há de tudo: responsáveis e sérios, como outros que se acham "excelentes gestores" e agora estão a "penar".
Como farmacêutico que percebe "algo" de gestão", não acredito que todos os proprietários sejam uns "cordeiros" e não vejam as tropelias que foram feitas no "tempo das vacas gordas" e que agora se venham queixar e lamuriar do estado a que as coisas chegaram.
Quanto a explicar as contas com todos os calculos, que contratem quem sabe em vez de andarem a inventar!
Cumprimentos
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Caro Anónimo:
Tenha atenção a quem chama "fraco profissional". A profissão farmacêutica é nobre. É uma mais-valia em qualquer país civilizado. Não misture proprietários de farmácia e farmacêuticos no mesmo saco.
No que respeita aos proprietários há de tudo: responsáveis e sérios, como outros que se acham "excelentes gestores" e agora estão a "penar".
Como farmacêutico que percebe "algo" de gestão", não acredito que todos os proprietários sejam uns "cordeiros" e não vejam as tropelias que foram feitas no "tempo das vacas gordas" e que agora se venham queixar e lamuriar do estado a que as coisas chegaram.
Quanto a explicar as contas com todos os calculos, que contratem quem sabe em vez de andarem a inventar!
Cumprimentos
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Os 1,5% não é só para o adiantamento.

Já agora no caso das farmácias da madeira, o que o acham dos 1,5%?
# por Anonymous Who Cares : sábado, outubro 20, 2012

 

 

 

Reduzir a ANF ao factoring é um erro crasso. Falta contabilizar todos os outros serviços. Só quem nunca geriu uma farmácia pode não saber isso.

Mas se não concordarem, a solução também é muito simples pois ninguém é obrigado a ser associado.
# por Blogger Azrael : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Relativamente aos comentários

Vou passar a explicar aos “entendidos em gestão de Farmácias” que aqui se pronunciam porque é que acho que os celebres 1,5% são um bom investimento para as Farmácias independentemente das antecipações dos pagamentos, porque tenho visto aqui muitos insultos à minha inteligência…

Em primeiro lugar começava por referir a Anf é uma Associação voluntária dos seus associados, quem não se sentir confortável, ou achar eu o valor daquilo que paga é elevado em relação outras alternativas pode sempre saír…ou tentar candidatar-se à gestão da própria Anf.

1º -Historicamente o 1,5% não tem nada a ver com a antecipação ou pagamento às Farmácias. Foi votado por 80% dos associados numa assembleia geral muito antes destas questões se colocarem, a antecipação dos pagamentos é muito posterior à criação desta cota.

2ºOs 1,5% representam em termos práticos 0,6% da faturação da Farmácia media digamos cerca 100 000 euros mês logo este valor andará à volta de 600€.

3º Estes 600 -800 € permitem fornecer um conjunto de serviços e de pessoal especializado em áreas profissionais e empresariais e financeiras, assim como ganhos de sinergias com os diferentes que excedem em muito aquilo que se paga… e de outro modo praticamente inacessíveis a microempresas com a dimensão e estrutura de uma Farmácia.

4º Vamos atribuir um valor a cada um dos diferentes serviços, ganhos de eficiência ou de negociação …

a)Quanto é que custa uma avença com um escritório do advogados para consultar quando se quiser? Neste caso PMLJ e associados digamos 75 € or mês.

b) Quanto é que custa uma avença com um escritório de bom consultor fiscal para consultar quando se quiser?
Digamos 25€ por mês.

c) Qual o poder na negociação coletiva com os nossos fornecedores em termos de transferência de margem para a Farmácia nos últimas duas décadas… Digamos 1000 € por mês! 1%...

d) Ganhos em negociação com a Banca 500 € por mês ( Taxas multibanco e bonificações várias em spreads e protocolos específico)

e) Informação estatística relativamente ao mercado envolvente da Farmácia produto a produto segmento a segmento… 75 € mês.

d) Serviços de revisão e retificação de não conformidades de receituário devolvido pela ARS… 25 € poi mês…

f) Comunicação institucional e representação 10 € por mês

g) Seguros pessoais e empresariais 75€ por mês...

etc… etc.. etc…

Diria mesmo que este verba é dos dinheiros que considero mais bem empregues como normal acto de gestão... As afirmaçõs que aqui vi em relação aos pretensos 18% de spread só podem vir de quem nunca geriu coisa nenhuma... e tem a pretenção de ensinar o padre nosso ao vigário...

Cumprimentos
Eduardo
# por Anonymous Anónimo : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Ora aí está. Ainda podíamos falar de comunicações (Internet e telemóvel), combustíveis, centralização de pagamentos a outras entidades em conta corrente.
# por Blogger Azrael : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Caro sr Eduardo.
Nunca falei em spreads de 18%. Falei em taxas efectivas de 18% (taxa de referência + spread).
No entanto o senhor é um "Cordeirista", catequisado a relegião ANF (sem ofensa).
O tema em discução têm a ver com a postura actual da ANF, e não a passada. No entanto:
1º -Historicamente o 1,5% não tem nada a ver com a antecipação ou pagamento às Farmácias. Foi votado por 80% dos associados numa assembleia geral muito antes destas questões se colocarem, a antecipação dos pagamentos é muito posterior à criação desta cota.
COMEÇA BEM. ORA VEJAMOS: A COTA INICIAL QUANDO A ANF COMEÇOU SE NÃO FALHA A MEMÓRIA ERA DE 0,7%, NUMA ALTURA EM QUE AS TAXAS DE JURO BANCÁRIAS ANDAVAM NOS 14%-16%; DEPOIS LEMBRARAM-SE DE UMA FABRICA DE GENERICOS E HOUVE UMA REUNIÃO... E PASSOU A 1,5%. DESDE ENTÃO ESTÁ ASSIM.

2ºOs 1,5% representam em termos práticos 0,6% da faturação da Farmácia media digamos cerca 100 000 euros mês logo este valor andará à volta de 600€.
Depende so valor de facturação ao SNS.
Mais uma vez o senhor tenta justificar o factoring. EFECTIVAMENTE, NO VALOR FACTURADO AO SNS É 1,5% POR 30 DIAS DE ANTECIPAÇÃO.

3º Estes 600 -800 € permitem fornecer um conjunto de serviços e de pessoal especializado em áreas profissionais e empresariais e financeiras, assim como ganhos de sinergias com os diferentes que excedem em muito aquilo que se paga… e de outro modo praticamente inacessíveis a microempresas com a dimensão e estrutura de uma Farmácia.
MAIS UMA VEZ, LANÇA CONFUSÃO.
O SR PAGAVA DUAS COTAS, UMA FIXA E UMA VARIAVEL. A FIXA QUANTO É?
A VARIAVÉL PASSOU PARA A FINANFARMA. ESTA EMPRESA PRESTA APENAS ESTE SERVIÇO. A SACRASANTA ANF, PORQUE COMO SABE É ILEGAL UMA ASSOCIAÇÃO FORNECER SERVIÇOS BANCÁRIOS (COMO ERA ATÉ 2008), FOI OBRIGADA PELO ESTADO PORTUGUÊS A FAZER ESSA SEPARAÇÃO. SERVIÇOS? EU ACREDITO MAIS EM UNIFORMIZAÇÃO...

4º Vamos atribuir um valor a cada um dos diferentes serviços, ganhos de eficiência ou de negociação …

a)Quanto é que custa uma avença com um escritório do advogados para consultar quando se quiser? Neste caso PMLJ e associados digamos 75 € or mês.
QUANDO NECESSITA, RESPONDEM PASSADO QUANTO TEMPO? SE O PROCESSO FOR PARA A FRENTE, QUANTO PAGA? POIS....
b) Quanto é que custa uma avença com um escritório de bom consultor fiscal para consultar quando se quiser?
Digamos 25€ por mês.
QUANDO NECESSITA, RESPONDEM PASSADO QUANTO TEMPO?

c) Qual o poder na negociação coletiva com os nossos fornecedores em termos de transferência de margem para a Farmácia nos últimas duas décadas… Digamos 1000 € por mês! 1%...
MAIS UMA VEZ REVELA QUE NÃO SABE NADA DO PASSADO... OS ARMAZENISTAS COMEÇARAM INICIALMENTE POR DAR 20%+3%. DEPOIS SURGIRAM AS COOPERATIVAS, 20%+5%+3%, DEPOIS AS MULTINACIONAIS POR AQUISIÇÃO DE EMPRESAS PRIVADAS PORTUGUESAS 20%+10% E O RESTO FOI ATRÁS... NÃO FOI A ANF, FOI O MERCADO.

d) Ganhos em negociação com a Banca 500 € por mês ( Taxas multibanco e bonificações várias em spreads e protocolos específico)
-NOS DIAS DE HOJE??? SIM, JÁ HOUVE BENEFÍCIOS DE CRÉDITO FÁCIL E ISENÇÃO DE TAXAS NO "TEMPO DAS VACAS GORDAS"
e) Informação estatística relativamente ao mercado envolvente da Farmácia produto a produto segmento a segmento… 75 € mês.
INFORMAÇÃO QUE É VENDIDA DEPOIS A INDUSTRIA A PREÇOS EXORBITANTES - VER CASA IMS VS EMPRESA QUE A ANF CRIOU (O SR SABE O NOME...)
d) Serviços de revisão e retificação de não conformidades de receituário devolvido pela ARS… 25 € poi mês…
POIS... DA ULTIMA VEZ QUE HOUVE UM VALOR ELEVADISSIMO DEVOLVIDO O QUE ACONTECEU? DIGA LÁ???
f) Comunicação institucional e representação 10 € por mês
MAIS UMA VEZ UNIFORMIZAÇÃO E FRANCHISAÇÃO
g) Seguros pessoais e empresariais 75€ por mês...
A UNICA COISA DE JEITO.

Caro Eduardo. Defende a ANF, acho muito bem!
O que eu não acho bem é as pessoas não verem os interesses que andam por detrás.
Agora, não insulte as opiniões e fundamentos das outras pessoas com prepotência!
# por Anonymous Anónimo : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 


Obviamente apenas apresentei as vantagens que para mim significam ser associado da Anf, esse foi algum do valor que lhe atribuo obviamente é um valor subjectivo; concordo com tudo… obviamente que não!...

Nunca fui, representei pertenci ou trabalhei para qualquer estrutura da Anf...

Toda a gente tem direito à sua opinião e respeito-a… não aceito é que me tratem por “Carneiro” … por a minha opinião ser aquilo a que é!

Em relação ao ultimo comentário diria citando alguem: em Política não há amigos, ...há interesses!!! As pessoas e as instituições tem todo o direito de ter interesses Legítimos! (Os Ilegítimos combatem-se em tribunal)

Confesso que até ao presente os meus interesses têm sido razoavelmente satisfeitos... Basta-me só imaginar que a nossa Farmácia poderia estar localizada na Madeira, Na Catalunha ou em Valência...´

Quanto ao resto “Who pays peanuts, get monkeys!…” neste caso o pagamento é voluntário e só é Associado quem quiser na medida em que existem outras alternativas…

Eduardo


# por Anonymous Anónimo : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Eu acho piada, já tanta gente a criticar a anf mas ninguém de lá sai. É curioso.
# por Blogger Azrael : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

“Who pays peanuts, get monkeys!…” -também se pode aplicar este dito à nova politica de recursos humanos das farmácias. Compreendi-te.

Quanto à ANF, ninguém de lá sai, porque depois de entrar na máfia, é muito difícil sair...mas vai havendo uns corajosos. E quando a estratégia for mais clara, não me admirava nada que houvesse uma cisão dentro da ANF entre a velha guarda e a vanguarda.
# por Blogger GreenMan : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Caro Green Man,

Em relação à sua interpretação “Who pays peanuts, get Monkeys” relativamente aos recursos humanos estou inteiramente de acordo consigo…

Em meu entender uma para o sucesso de uma Farmácia contribuem sobretudo localização e as pessoas que lá trabalham… Um Farmacêutico ou outro colaborador pode ganhar 2000 euros e estar mal pago em relação ao que aporta para a empresa…
Outros podem ganhar 750 € e estar muito bem pagos para aquilo que valem, se insistem em tratar os clientes e colegas com arrogância ou forem incompetentes, da minha experiência e não querendo generalizar, por vezes verifico que a autoestima é inversamente proporcional à competência e ao desempenho profissional de alguns colaboradores...

Em relação à sua afirmação

Quanto à ANF, ninguém de lá sai, porque depois de entrar na máfia, é muito difícil sair...mas vai havendo uns corajosos. E quando a estratégia for mais clara, não me admirava nada que houvesse uma cisão dentro da ANF entre a velha guarda e a vanguarda.”
Acha realmente que eu sou um mafioso??? O que é que o leva a chegar a essa conclusão??

Em relação aos destinos da Anf, é salutar que existam alternativas dentro da Anf, se são velhos ou novos não interessa, se são retaguarda ou vanguarda também não interessa é importante é apresentar as suas ideias aos sócios que depois decidirão… podem sempre construir listas alternativas e concorrer a eleições… se não se sentem felizes também podem sair, a Anf é uma Associação voluntária não uma prisão!!!!

# por Anonymous Anónimo : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Acorda-se de manhã e começa-se a preparar a instalação do winphar. Pela hora do almoço já se pode contactar o gestor de associado a anunciar a decisão.

Começo a acreditar que a única forma de argumentar com estes senhores é simplesmente a sátira e ironia ao bom estilo do Eça.
# por Anonymous Anónimo : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Todos a enviarem mensagens ao poder política pedindo a liberaliazação da abertura:

- Infarmed - e-mail: infarmed@infarmed.pt; fax: 217987316.

- Comissão de Saúde - e-mail: comissao.10A-CSXI@ar.parlamento.pt; fax: 213917452.

- Secretário de Estado da Saúde - e-mail: gabinete.ses@ms.gov.pt; fax: 213305124.

- Ministro da Saúde - e-mail: gabinete.ministro@ms.gov.pt; fax: 213305161.

- Primeiro-Ministro - e-mail: gabinete.pm@pm.gov.pt; fax: 213951616.

- Presidente da República - e-mail: belem@presidencia.pt; fax: 213636603.

# por Anonymous Franco : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 


Eu ponho algumas das minhas últimas fichas numa espécie de franchise...

O ponto 3 do último anónimo é esclarecedor sobre a existência de uma agenda escondida. Nada que não seja hábito no cordeiro & cia. Tem sido assim nos últimos tempos, tomam-se decisões no palácio que se apresentam como definitivas e grandes negócios aos associados, que fecham os olhos a tudo.

# por Anonymous GreenMan : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Eu não estou com muita paciência por isso posso-me enganar e por isso peço desculpa pelo erro.

Eduardo o anónimo tem razão em relação à taxa de 18% anual, mas concordo consigo que compensa.

Esta é sobre a comparticipação do estado e não sobre a facturação total da farmácia.

Depois esta taxa de 1,5% se a memória não me falha está assim praticamente desde o início.

Não está em 1,5% porque foi comprada a marca Almus.

Há que ter em conta a altura. Porque foi comprada a Almus e a Alliance numa altura e durante um governo que liberalizou a propriedade de farmácia?

Foram respostas a uma política.

Eu não concordo que a ANF tenha uma marca Almus com fábrica de genéricos que não vende em Portugal, tenha uma posição maioritária com o grupo Mello num grupo de distribuição com uma boa quota de mercado.

E não concordo porquê?

Porque passa uma má imagem. Passa uma imagem que a ANF controla toda a cadeia de medicamentos em Portugal (Indústria, Distribuição e retalho), o que não é verdade.


Em relação aos 1,5% volto a perguntar. No caso das farmácias da madeira será que compensaram os 1,5% tendo em conta que têm 2 anos de comparticipações em atraso?

Esta taxa de 1,5% foi criada inicialmente como uma garantia de pagamento numa x data a 60 dias numa altura onde o governo pagava constantemente atrasado. Não foi criada para adiantamento de valores.

Só posteriormente é que apareceram os vários serviços que a ANF presta e que já foram mencionados.

A quota fixa não chega a 60€ por mês. A a cota variável é dos 1,5% sobre a comparticipação do estado.

O apoio jurídico costuma ser rápido. Para quem é conhecedor da história caro anónimo não sei o porquê desse desconhecimento.

Algo mais complicado em relação à farmácia que envolva tribunais, etc é pago obviamente.

Apoio fiscal nunca utilizei, portanto não sei como funciona.

Para o resto dos serviços utiliza argumentos fracos por isso não os referi.

Eduardo eu não acho que valha a pena fornecer informação a quem não merece.


# por Anonymous Who Cares : domingo, outubro 21, 2012

 

 

 

Almus???
Amigo, vejo que anda muito desajustado da realidade...
Muito antes de isso, a ANF teve a ideia de "instalar" uma fábrica de genéricos em Portugal... Estamos a falar de decada de finais da decada de 80, início da da 90 do século passado... O variavél aumentou nessa altura!
Efectivamente, há pessoas a distraídas. Dar informação?
Acho que quem não têm a informação toda, certamente, não é este anónimo.
Cumprimentos
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

A ANF tem direito a ter os seus interesses? Claro que tem... No entanto parece que tem pouco a ver com a actividade farmacêutica propriamente dita...

Parece uma instituição que foi criada não para valorizar, dignificar a profissão, mas apenas para gerar valor comercial, de tal forma que o papel das farmácias foi vulgarizado a um mero mercado de medicamentos e o farmacêutico a um mero dispensador de "caixinhas".

O lucro criou uma espécie de agiotas/proprietários que pouco tem a ver com o espirito da profissão, o lucro é o único objectivo...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Para o anónimo aqui de cima,

A ANF é uma associação empresarial como há muitas outras nos mais diversos sectores da economia.
Como tal, tem como principal função a defesa dos interesses das empresas suas associadas, as farmácias, e não a "valorização" ou a "dignificação" da profissão dos respectivos colaboradores.
Isso é competência da respectiva Ordem.
O que não quer dizer que o não faça, em especial em múltiplas acções de formação.
Entre os proprietários de farmácia, farmacêuticos ou não, há de tudo, gente boa, má, assim-assim, como em qualquer outro ramo de actividade, clínicas, consultórios médicos, laboratórios de análises, etc, etc, isto no sector da saúde., nos outros a situação é semelhante.
A utilização da palavra "agiota" neste contexto não faz qualquer sentido.
Quando não se sabe o significado das palavras o bom senso aconselha a não as utilizar, para não se caír no ridículo.
O evidente ressabiamento que o discurso deixa transparecer não justifica tudo.

Zé Pacato

# por Anonymous Zé Pacato : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Acções de formação a preço de ouro, com o apoio da OF que também lucra com a exploração dos farmacêuticos trabalhadores que para verem a sua carteira renovada andam a sustentar ANF e OF.

O Zé Pacato é que é o ressabiado, eu sei bem o significado das palavras, tive 20 a Português e 19 no exame nacional, o que o amigo se calhar só em sonhos é que poderia almejar...

Para sua informação:
Agiota ou usurário é aquele que faz prática da usura, ou seja, empresta dinheiro fora do mercado de crédito legítimo, a taxas de juro ilegalmente elevadas e, sem as devidas autorizações legais para isso.

Exactamente o que a ANF fazia sem ter autoridade para isso:

http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=998927

http://economico.sapo.pt/noticias/anf-recusa-perdoar-juros-ao-governo_97981.html


Vá aprender...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

http://www.escolasaudegestao.pt/esgfck/UserFiles/Image/PGGestao2012_Brochura.pdf

Um programa concebido para sócios da ANF, acreditado pela OF (5 créditos), 4800 euros+IVA.

"Isso é competência da respectiva Ordem.
O que não quer dizer que o não faça, em especial em múltiplas acções de formação."

Olha a valorização da profissão a peso de ouro... É só gestão, é objectivos, é dinheiro, pilim, guito, pastel...

A ANF e OF no seu melhor, agora não dá tanto dinheiro, farmácia já não interessa para nada, até entregam as chaves das farmácias, os Pacatos e afins...

# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Nunca se lembraram do acto farmacêutico, agora para ganhar mais dinheiro já querem reconhecer a importância da profissão e em definir o papel do farmacêutico...

Agora é tarde... ANF e OF vão procurar outras áreas para encher os bolsos...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Agora é que vamos ver quem gosta da profissão e os que só pensam no dinheiro...

Agora vão ficar os verdadeiros farmacêuticos os "gestores" Anfianos vão pregar para outro lado, que a vossa época de reinado acabou finalmente...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Parece-me que é mais o contrário, sabe, não sei se reparou mas diz-se por ai que as farmácias dos "verdadeiros farmacêuticos", aqueles que, ao que parece, no seu entender, menospresam a função de gestor, estão ai prontas a fechar. Ouvi dizer que são 600.

Espera lá mas entao... isso deve querer dizer que a anf teve razão desde o início em dar formações de gestão, não?
# por Blogger Azrael : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

A ANF não deu nada a ninguém, cobrou por tudo e cobrou bem...

Afinal as farmácias estão bem? Então não estão de luto? Afinal se são só 600, não há problema...

Elas fecham e depois vem os "gestores" com os cursos da ANF compram os alvarás e elas estão de volta como num passe de mágica...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

ANF, cursos de português são necessários para os associados..

Menosprezam e não menospresam...

Azrael está inscrito...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

 

Peço desculpa por o teclado do telemóvel ser um bocadinho mais pequeno. Chame a polícia da ortografia e da gramática por favor. Tenho um crime para lhes confessar.
# por Blogger Azrael : segunda-feira, outubro 22, 2012

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.