<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


domingo, 6 de maio de 2012

A sustentabilidade das farmácias e o medo dos medicamentos caros 

No Público de hoje, Francisco Batel Marques e José Aranda da Silva, muito bem:

«Os decisores políticos devem saber que ou assumem a remuneração sustentável das farmácias e dos farmacêuticos, assumindo, simultaneamente, que o preço e a comparticipação dos medicamentos é um negócio da sua responsabilidade entre o estado e a indústria farmacêutica, ou os portugueses incorrem crescentemente no risco de virem a não ter farmácias ... nem medicamentos em Portugal.»
Ler tudo.

Peliteiro,   às  23:41

Comentários:

 

Ora ora...O Aranda da Silva...

 

 

 

Depois de ler o artigo apeteceu-me rir. Como é que homens bem formados, com graus académicos reconhecidos, minimamente inteligentes... vêm, em defesa do corporativismo, para a praça pública debitar bacoquices!?

Nem o próprio peliteiro acredita! Voce mesmo afirma que nunca viu nenhuma farmácia encerrar ou ser vendida por menos de seis zeros!

E vêm estes senhores, um deles ex-bastonário da OF, tecer supostos contextos de chantagem onde ameaçam com o encerramento dos estabelecimentos farmacêuticos, a menos que o estado ceda às pretensões do sector!!

Esperam que alguém, por pouco racional que seja, ACREDITA NESTAS BABELAS???
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Bacoquices? Onde?
# por Blogger Azrael : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Mais, dizer que um texto eminentemente factual e não opinativo é feito de balelas é, tal como o anónimo disse, "pouco racional". Talvez mesmo imbecil...
# por Blogger Azrael : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

O Aranda e o Batel Coitadinhos dos crocodilos!
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Ainda há uns dias, a farmácias eram um negócio fecundo, que, segundo o Peliteiro, se vendiam por milhões. Hoje, já são vítimas a menos que o estado assuma responsabilidades. As farmácias são mais do que os outros todos? Se falirem, paciência. Ai da ficam muitas se falirem meia dúzia...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Os medicamentos não vão faltar a ninguém. Farmacêuticos nas farmácias é que vão começar a ser uma raridade.
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

É isso. Isto está muito bom.
Nós, proprietários somos uns chorões.
Estamos ricos e não queremos dar nada a ninguém.

Sr. Ministro, baixe mais os preços, por favor, porque aqui a malta aguenta. Pelos comentários que aqui se escreve, está tudo doido para que isso aconteça e V.Exas possa mandar abrir farmácias que nem cogumelos. Aí sim, veremos toda a classe a trabalhar com qualidade e em prol do utente.
A minha claro que fecha, mas não faz mal: vendo os 3 Ferraris e casa na quinta do Lago e ainda me um Bugati e a casa da Quinta da Marinha e ainda me consigo aguentar.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Estas decisões políticas no sentido da insustentabilidade das farmácias são parte da estratégia de canibalização e submissão económica do país às mãos dos tubarões da alta finança internacional, por intermédio de mercenários infiltrados (V. Gaspar será um deles ?).
Os juros agiotas conjugados medidas de austeridade obrigam a novos empréstimos com juros ainda mais agiotas, conduzindo as empresas à insolvência e consequente incumprimento do respectivo objecto social.
Em seguida, em nome da "eficiência", da "modernização", da "competividade", da "concorrência" e de outros chavões do economês da treta, impõem a abertura desses sectores estratégicos, ora presas fáceis deles próprios, predadores internacionais.
Capturado mais um sector, ditarão as regras...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Nacionalizem-se as farmácias, JÁ!
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

A nacionalização é apenas uma hipótese que dificilmente se concretizará com este governo. Mas o estado deveria ter um papel importante na distribuição de medicamentos, assegurando o fornecimento às populações mais vulneráveis. E que tal integrar a distribuição de medicamentos nas Unidades Locais de Saúde?
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Essa é boa!
O estado a vender, a desnaçionalizar, à rasca de dinheiro e ia nacionalizar as farmácias!
Nem a custo zero!
Não queriam mais nada,não?
A inveja que levou qualquer bicho careta a comprar farmácia de olhos fechados que a entregue ao banco!
A vingança serve-se fria...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

[ironia]Sim GreenMan, porque as ULS estão claramente mais bem distribuidas, são em maior número e mais custo efectivas do que as farmácias. Têm até médicos e enfermeiros que, melhor do que qualquer farmacêutico, conhece as especificidades do medicamento. A sua proposta é de uma clarividência cristalina.[/ironia]
# por Blogger Azrael : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Aprecio a ironia :)

Mas é uma hipótese para as populações que irão ficar sem farmácia no futuro, ou não? E o que é o custo de 1 ou 2 farmacêuticos e 2 técnicos comparado com a não acessibilidade ao medicamento das populações do interior?
Com o recurso à internet, e a entregas ao domicilio esta poderá ser uma boa alternativa para as populações do interior que poderão ficar sem as suas pequenas farmácias. E como já alguém disse por aqui, os farmacêuticos já são praticamente funcionários públicos, não viria mal ao mundo por inclui-los no SNS. Mais, em termos de evolução da carreira, se calhar até era melhor.
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Greenman:
Não há nada melhor que o carreirismode de funcionário público a chupar nas tetas do estado.
Direito a greve,6h, ajudas de custo, horas extraordinárias etc.
Voçê pensa que o Estado é parvo?
Lembre-se que estão a despedir funcionários públicos.
"O que é que custam 2 farmacèuticos, etc "
Nunca foi empresário,bem vejo,,não faz ideia de nada.
Bem o entendo...
Pense noutra...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

as populações do interior que poderão ficar sem as suas pequenas farmácias

Liberalizem as farmácias e não faltarão farmácias nessas pequenas localidades, pois o balúrdio que não gastam a comprar alvarás milionários permitem redução de ganhos durante anos e anos.
Liberalização já!
# por Anonymous Henrique : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

"A inveja que levou qualquer bicho careta a comprar farmácia de olhos fechados que a entregue ao banco"

Nem mais !!!...

O "bicho careta", guloso, mas sem saber ler nem escrever, pensava que era o grande negócio da sua vida, uma espécie de árvore das patacas.
Agora, empenhado até às orelhas, só tem o que merece.
O banco, que se fartou de alimentar o mito dos lucros chorudos das farmácias, lá terá de ficar com a criança nos braços.
Terá, ao menos, a sua oportunidade para constatar, por si próprio, a diferença que vai dos sonhos mitológicos à nua e crua realidade...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

"Os medicamentos não vão faltar a ninguém. Farmacêuticos nas farmácias é que vão começar a ser uma raridade."


E pensa que alguém vai notar?!
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

"E pensa que alguém vai notar?!"

Não, claro que ninguém vai notar. Sobretudo porque somos constantemente confundidos com médicos ou enfermeiros. As pessoas sabem lá o que é um farmacêutico? Pensam que é um enfermeiro ou médico que sabe um bocadinho mais de medicamentos, e que por acaso até tem jeito para fazer umas vendas lá na banca, impingindo produtos diversos. É assim a narrativa não é?

Acabe-se então com os farmacêuticos nas farmácias e entregue-se o negócio aos médicos. Assim pelo menos só temos de nos preocupar com um lobby...
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

Estes anúncios dizem tudo:


Farmacêutico / Ajudante Técnico (m/f) Zona Oeste de Portugal

Descrição: PERFIL IDEAL:
Licenciatura ou Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas | experiência profissional como AT;
Recém-Licenciado ou com experiência profissional na função;
Bons conhecimentos de informática na óptica do utilizador (Microsoft OfficeTM);
Boa capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal;
Gosto pelo contacto com o público e orientação para o utente/cliente e satisfação das suas necessidades;
Iniciativa, Proatividade e Dinamismo;
Forte sentido de responsabilidade, ...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

ótimo blog, parabéns...
# por Anonymous trufas : segunda-feira, maio 07, 2012

 

 

 

O problema é o mundo estar cheio de anónimos!!
Ninguem faz nada nem dá a cara por nada.

"treinadores de Bancada" que apenas contribuem para a confusão geral da População"

Parabens ao Blog
# por Anonymous Pedro Aranda da silva : terça-feira, maio 08, 2012

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.