<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 11 de abril de 2012

Normas de Orientação Terapêutica 

Interessante a iniciativa da Ordem dos Farmacêuticos em publicar estas normas de orientação terapêutica, com credibilidade científica. Nos tempos que correm tudo que possa contribuir para diminuir despesa sem prejudicar os doentes é muito importante.

Peliteiro,   às  23:44

Comentários:

 

Tarde piaste!
Há 40 anos que estudo a orientacão terapêutica dia a dia nos livros e ao blacão.
A ordem é um placebo caro e desatento. Votei nalgumas das direcções mas sabia o que esperar.
Está virada para os ilustres colegas de Lisboa Porto e Coimbra (O resto é paisagem...)
Felizmente fui para a reforma ciente do meu esforço continuo de actualização, reconhecido pelos utentes e médicos da minha freguesia.(de que tenho modesto orgulho)
O novo Farm. excelente pessoa,ou aprende a estudar isolado ou não tem futuro !(as confraternizações com jantares e actualizacões com acepipes são para esqueçer)
(A ordem não quer saber dos desterrados que não se podem deslocar)
-O velho da espátula-

 

 

 

Este tipo de iniciativas são sempre de aplaudir apesar de, na minha opinião, ficarem um pouco aquém por não incluir avaliações económicas entre as várias alternativas, por exemplo custo mensal da terapeutica com AAS e com Clopidogrel. Seria uma medida interessante para consciencializar os clinicos sobre a importância deste tema. Mas claro, o bastonete dos médicos já veio mandar as suas postas de pescada, atacando precisamente o facto destas normas pouco acrescentarem à prática médica diária.
# por Blogger GreenMan : quinta-feira, abril 12, 2012

 

 

 

Afinal tenho que lhe dar razão sobre a carga policial...
A Polícia "concluiu" que a "sua" actuação foi adequada!

Um abraço.
# por Blogger mfc : quinta-feira, abril 12, 2012

 

 

 

À sua atenção:

http://aventar.eu/2012/04/12/ex-ministro-da-defesa-da-grecia-detido-por-corrupcao-nos-submarinos/

E desta falaremos daqui por uns 3 anos:

http://aventar.eu/2012/04/11/encerramento-da-mac-crime-do-governo/
# por Blogger mfc : quinta-feira, abril 12, 2012

 

 

 

Não admira que o BOM diga o que diga quando os farmacêuticos estão mais interessados nisto:

Precisa-se Estéticista para Trabalhar em Gabinete de Farmácia

Ver Oferta de Emprego: http://www.net-empregos.com/1444041/precisa-se-esteticista-para-trabalhar-em-gabinete-de-farmacia/#ixzz1rwlDlVyT
www.net-empregos.com - O maior site português de ofertas de emprego
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, abril 13, 2012

 

 

 

As farmácias de cabeça perdida para se manterem à tona de água tomam atitudes disparatadas e contraproducentes.
Estamos em areias movediças: espernear à toa é caminho certo para o desastre.
E infelizmente, os burros prejudicam os atilados.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, abril 13, 2012

 

 

 

Não sei se já lerem: "Ordem dos Médicos emite comunicado sobre Normas de Orientação Terapêutica (NOT) da Ordem dos Farmacêuticos"

http://www.jasfarma.pt/noticia.php?id=6142&utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+NotciasJasfarma+%28Not%C3%ADcias+JASFarma%29
# por Anonymous Rita : sábado, abril 14, 2012

 

 

 

Já li e acho que os médicos têm razão em alguns pontos, apesar do estilo baixo e ordinário do comunicado, a que os dois últimos bastonários da OM já habituaram o público.

Os farmacêuticos NÃO conhecem os doentes, os farmacêuticos NÃO têm preparação no âmbito da patologia comparável à dos médicos e, acima de tudo, os farmacêuticos, em Portugal, não têm experiência clínica! E convenhamos que para elaborar normas de orientação terapêutica convém que o saber de quem as elabora vá além do saber bibliográfico.

Lamentavelmente a Ordem dos Farmacêuticos deu mais um tiro no pé, auto-humilhou-se e é alvo de chacota entre os profissionais de saúde.

No fundo temos o que merecemos... Veja-se o anúncio de emprego que encontrei: quando já há ESTETICISTAS nas farmácias.

Deplorável.
# por Anonymous Estagiário : sábado, abril 14, 2012

 

 

 

E qual a razão dos seus comentários terem sempre o mesmo estilo e conteúdo?

Colega estagiário, não consegues escrever algo diferente, com crítica positiva dando ideias em vez de mandar quase tudo abaixo. Podias mandar a Marisa a baixo para te fazer mais feliz.

Os médicos conhecem os doentes, mas alguns só os vêm 2, 3 vezes ao ano, ao passo que os farmacêuticos contactam com os doentes 1 vez por mês. À que aproveitar esse contacto ao invés de os doentes serem quase sempre encaminhados para os Deuses médicos.

Mas concordo que no conhecimento da patologia é onde está a grande mais valia dos médicos.
# por Anonymous Who Cares : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

O comunicado da OM era o que se seria de esperar. Não tenho grandes esperanças que esses pseudo-iluminados alguma dia desçam do pedestal. Mas também enquanto isso não acontecer, cabe a todos os restantes profissionais de saúde apontar a arrogância e falta de qualificações para trabalho em equipa da maioria dos médicos como um dos maiores entraves à boa gestão da doença e do sistema de saúde.
# por Blogger GreenMan : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

Who Cares,

Porque é que a OF não se retira desta cruzada - que é nada mais do que fazer o joguinho dos donos de farmácia e da ANF quanto o que mais convém às farmácias os médicos prescreverem - e se preocupa com os reais problemas que assolam os Farmacêuticos? Por exemplo, o desemprego, os farmacêuticos que esperam mais de dois meses por um primeiro emprego, os salários muito abaixo do CCT, ao nível de ajudantes e técnicos, os farmacêuticos que são empregados ao abrigo de estágios profissionais? Ou, então, com a proliferação de esteticistas nas farmácias entre outros "serviços" cada vez mais mirabolantes? Se assim fizesse, a Ordem tinha poupado os farmacêuticos ao vexame e tinha, pelo menos uma vez, defendido os interesses da classe por inteiro, e não apenas os interesses económicos e comerciais dos donos de farmácia.
# por Anonymous Estagiário : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

A ordem está a defender os interesses económicos e comerciais dos Donos das farmácias ? ?
Deve ser para rir ó Estajiário.
O joguinho, como voçê diz, da OF e de ANF foi e é o jogo da cabra cega!. Prejudica sem olhar a quem.
E quando lhes sai alguma coisa com mérito desconfio que foi por acaso.
Mas açima de tudo lembro-lhe que a Ordem é eleita democráticamente por TODOS os farmacêuticos.
Se acha mal, concorra a eleições e convença os pares da justeza das suas razões.
Se se esforçar e crescer, talvez leve o meu voto.
# por Anonymous Anónimo : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

Caro Estagiário,

A OF faz bem em estar nesta cruzada. Só é pena que esteja constantemente a dar tiros nos pés, fruto de lideranças pouco visionárias. Estas NOTs são apenas mais um caso num longo historial de ideação suicida. Veja-se o que aconteceu com a especialidade de Farmácia Comunitária: uma boa ideia, muito mal executada - bastava entregar umas fotocópias dos certificados e outros quejandos e já se era especialista. Não se soube credibilizar o trabalho de quem se dedicou à nova filosofia da prática de farmácia, perdendo uma óptima oportunidade para começar a credibilizar o farmacêutico como verdadeiro profissional de saúde em vez de comerciante de saúde. A Ordem assim não quis, se calhar pelas guerras internas que havia na altura, a que a ANF também não é alheia.
No meio disto tudo, concordo que nesta altura há outros problemas para resolver, sobretudo para os farmacêuticos assalariados. Já há despedimentos, e novas contratações nem vê-las e as que há é pela miséria que se conhece. Mas aí infelizmente a Ordem não fará nada porque, como disse uma vez o gabinete jurídico a uma colega, não pode resolver conflitos laborais entre colegas.
Já a proliferação de esteticistas, dietistas, podologistas e afins penso que é apenas o mercado a funcionar. Eu tendo a pensar a farmácia do futuro como uma unidade multidisciplinar, pelo que estas parcerias não me chocam.Infelizmente, o mercado funciona mal porque não há concorrência... se houvesse, se veria então quais as farmácias que teriam maior procura, se as "verdadeiras farmácias" ou estas mais multidisciplinares.
# por Blogger GreenMan : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

O problema é que a organização - física, hierárquica, etc. - das farmácias em Portugal não está feita de modo a que o farmacêutico se diferencie dos demais - mais, se destaque dos demais. Esteticistas, dietistas, podologistas e afins começam a popular as farmácias; ao balcão, populam técnicos e "ajudantes" de farmácia - já o farmacêutico, no meio desta salganhada toda, é cada vez mais imperceptível, com funções pouco definidas - sobretudo aos olhos do público - ao invés de ser olhado como "o" profissional de saúde, "o" profissional de farmácia. Este modelo de farmácia em Portugal não é carne nem é peixe - é uma autêntica aberração!

A Ordem nada fará em relação aos jovens farmacêuticos porque na sua estrutura - direcção e secções regionais - os que são donos de farmácia têm um peso elevadíssimo. O que é que impede a Ordem de criticar a contratação de farmacêuticos via estágios profissionais, por exemplo, e apelar aos seus associados empregadores para que não o façam? Já ouvi a Ordem dos Médicos e outras pronunciarem-se sobre matérias semelhantes relativas aos seus associados - como por exemplo os cortes nos salários. E ce ao gabinete jurídico da Ordem não compete resolver conflitos laborais em que os seus associados estejam envolvidos, então para que serve? Sendo assim é melhor não pedirem quotas nem jóia de 300 euros.
# por Anonymous Estagiário : domingo, abril 15, 2012

 

 

 

"Autêntica aberração" é a recorrente ladaínha da trêta deste eterno "Estagiário", que pelo tempo que por aqui aparece a mandar bitaites, tem pelo menos uma dúzia deles (estágios).
Tão grande competência e sabedoria imensa que é uma pena estar a ser esbanjadas!!!
Imploramos-lhe, compre uma farmácia (elas vendem-se baratas, se preciso for até fazemos uma colecta para ajudar) e passe ràpidamente à prática, com a sua FARMÀCIA MODELO COMO DEVE SER.
Estaremos cá para ver e para aprender...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

E a este anónimo deve servir-lhe bem a carapuça. Pois se serve, mude de área, e monte uma mercearia.
# por Anonymous Estagiário : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

"...compre uma farmácia (elas vendem-se baratas, se preciso for até fazemos uma colecta para ajudar."

Se barata é no minimo 1 milhão de euros, dá para perceber a diferença de poder de compra de quem já está instalado e também é "investidor" e daqueles que não têm essa oportunidade. Falar de altas é fácil, trabalhar é que não é para todos.
Já agora, a colecta é válida para todos? É que também podiam fazer o favor de m'auxiliar...
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Sinceramente começo a achar que seria mais benéfico para o comum farmacêutico um modelo à UK. Farmácias em todo o lado, que parecem supermercados, mas onde o farmacêutico apenas faz aquilo que deve, trabalhar com os medicamentos! Toda a gente sabe quem é o farmacêutico e o seu real valor. Os médicos respeitam-no e a população também. E com o aumento da oferta o salário do farmacêutico ainda continua a ser inicialmente de 30.000libras ao ano! Além de que as grandes cadeias querem sempre farmacêuticos experientes para fazer a correcta gestão.

Infelizmente com as notícias que todos os dias aparecem de falcatruas nas farmácias as pessoas estão a começar a perder a confiança. A isto também não ajuda quando vêem as farmácias com robôs XPTO e os donos com carros e casas e barcos e que depois se vêm queixar da crise (e quem paga são os funcionários, que eles têm um status a manter).

Em relação à OF, enfim! Uma tristeza! O bastonário já foi meu professor em inúmeras cadeiras e sempre o tive em melhor conta.
Quando, pelo menos, vai aconselhar uma diminuição das vagas para CF? Quando, pelo menos, vai tecer uma opinião contra o nojo da formação de auxiliares da ANF?
Quando, pelo menos, vai lamentar a diminuição de salários, horas extra dignas de escravatura e o facto de um farmacêutico que tenha saído em 2011 ainda não tenha emprego ou então tenha um fantástico estágio profissional por 600€?

E quando é que os colegas farmacêuticos mais experientes (proprietários ou não) vão mostrar solidariedade em vez de um olhar condescendente e um "pois, agora já não há emprego!" ou "é melhor é sair deste país".

Enfim! Ainda sou sócia da OF mas vou deixar de sê-lo já que não preciso dela para a minha actividade profissional.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Qual colecta qual quê ?
Profissional a sério, ciente do seu valor não precisa nem aceita esmolas, coisa nenhuma.
Para competências deste quilate, um milhão de € são trocos e a banca, que é tudo boa gente, sendo para farmácias, empresta sempre.
Depois é só arrecadar os milhões que entram, portas a dentro, que dá e sobra para Ferraris, Lamborghinis, casas, iates...como o outro, tal e qual.
Só um pequeno pormenor; é preciso pagar aos fornecedores, aos colaboradores, ao Fisco, à S. Social, o arrendamento, a electridade, etc, etc...
E, se no final, ficarem dois ou três por cento limpos, nos tempos que correm, já é muito bom.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Em casa que não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.

Acho que populam aqui demasiadas ideias negativas, fruto da época, é normal, mas as frutas podres contaminam as adjacentes.

Eu conheço por dentro várias farmácias e sei que muitas estão a passar dificuldades. E quando digo muitas são umas 1000.

Há farmácias a despedir e praticamente nenhuma a contratar.

Infelizmente a matemática é assim, com quebras de 10-20% e ainda sem previsão de crescimento à vista, quando os gastos com pessoal são à volta de 70% dos custos de uma farmácia, como é vocês cortariam os gastos?

Vão cortar a luz, o ar condicionado, talvez o farmalink, os consumíveis?

Existem várias farmácias tecnicamente falidas e que estão à venda. Esperemos que tenham melhor seguimento.

Mas quando mesmo as farmácias bem geridas passam por dificuldades, dificilmente se cria emprego na área. A isto junta-se a indústria e percebemos porque à falta de oferta de emprego na área.

É a conjuntura, com certeza que não são só colegas farmacêuticos que passam dificuldades.

Há que procurar cada oportunidade e agarrá-la bem.
# por Anonymous Who Cares : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

"Infelizmente a matemática é assim, com quebras de 10-20% e ainda sem previsão de crescimento à vista, quando os gastos com pessoal são à volta de 70% dos custos de uma farmácia, como é vocês cortariam os gastos?"
____

Who Cares, pesquise e vai encontrar farmácias a pedir coisas como "esteticistas", "podologistas", "profissionais de dermocosmética", "nutricionistas", "técnicos" e tudo e mais alguma coisa MENOS farmacêuticos... Como explica?
# por Anonymous Estagiário : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Concordo com Who Cares.
O presente é mau e o futuro incerto.

Ao estagiário direi: o verbo é pulular e não popular: Conhecimentos colada com cuspo...
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Mas a situação em que as farmácias estão não é exclusividade da crise. O problema é que começaram com guerrinhas e cartões de desconto (afinal parece que o continente já chegou às farmácias), abertas até altas horas sem que haja clientes só porque a do lado fez o mesmo, pediram empréstimos só para terem o robô mais bonito, com obras megalómanas.... e não investiram NADA no acto farmacêutico.

E aí também têm muita culpa os farmacêuticos experientes que sempre quiseram um trabalhinho com horário decente (na altura ainda tinham) a ganhar bem e nunca se deram ao trabalho de lutar pelo acto farmacêutico. Aliás, quanto menos os chateassem melhor! Agora com toda esta conjuntura, lembra-se tudo que afinal o acto devia ser pago.
Paga-se caro a falta de dinamismo e o "deixa andar que até tenho uma vida confortável... sou um vendedor de medicamentos e não sou respeitado pelos restantes profissionais de saúde mas não há problema".
Se tivesse havido outro tipo de atitude e reivindicação, se calhar podíamos ter um farmacêutico nos cuidados de saúde primários ou com mais responsabilidades clínicas tanto na farmácia como nos hospitais (em vez de sermos uns auxiliaresitos que não têm voto na matéria, salvo excepções).

Agora, bem, é tarde demais.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Sim,tardíssimo.
O mal está feito.
E a culpa foi dos farmacêuticos em geral!
E do ensino!
E da evolução maravilhosa e necessária do medicamento!
Longe vai o tempo dos manipulados. O farmacêutico perdeu a autoridade desse tempo e não soube ganhar outra.Infelizmente. Mas podia! E teve culpa, e desleixou-se e morreu!
E agora batatas!
-O velho da espátula-
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Estagiário chama-se diversificar a oferta aos clientes.

Mesmo assim são casos pontuais, não a regra.

São farmácias que vendo o seu mercado a cair, tentam arranjar outros mercados. Se é certo ou errado, não me apetece fazer juízos. Se vai resultar ou não, também é outra história.

Quanto ao futuro, basta pesquisarem e vêm que crises como esta duram mais ou menos 4 anos.

Eu acho que para o ano vai bater no fundo e depois vai lentamente melhorar.

Eu não partilho a vossa opinião. Esta é uma crise económica, falta guito e o nosso sector foi particularmente afectado, como foram outros, não é uma crise de farmacêuticos.

As alterações que não se fizeram ou que se poderão fazer continuam ao alcance de todos os farmacêuticos. Apenas nestes próximos 3 anos serão mais difíceis de realizar.
# por Anonymous Who Cares : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Caro Who Cares,

Felicito-o pela qualidade deste seu comentário, pleno de perspicácia e lucidez.
E, tambem, moderação.
Concordo que ainda não batemos no fundo. Os próximos tempos não serão fáceis, quem andou a "brincar às farmácias" vai passar um mau bocado...
E não só nas farmácias.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, abril 16, 2012

 

 

 

Se vai bater mais no fundo para onde vão os farmacêuticos que se estão a formar agora? Se já está péssimo, então como será pior do que já está? Miserável? Não me parece que os donos de farmácia estejam muito preocupados com isso... Quantos mais houver, a mais miséria e precariedade se sujeitarão. Com o que os donos de farmácia se preocupam mesmo é com o seu bolso e com as dívidas que contraíram - não devendo - na época das vacas gordas. Mas por um lado pode haver algo positivo nisto tudo, nem que seja um Sindicato a sério que faça o que a Ordem não faz na defesa da esmagadora maioria dos farmacêuticos, preocupando-se apenas com a oligarquia das farmácias.
# por Anonymous Estagiário : terça-feira, abril 17, 2012

 

 

 

Agora sim, revelou o que é, Estagiário: um verdadeiro sindicalista!

O seu discurso é muito a preto a branco e, como mais tarde irá perceber, há muita coisa pelo meio.
Nem todos os proprietários são uns exploradores da classe operária e nem todos os farmacêuticos assalariados são uns profissionais exemplares que apenas têm a ética no pensamento.

Está irritado porque percebeu que, ao contrário do que lhe prometeram quando foi estudar, agora que acabou o curso, está difícil para arranjar emprego. Tem razão para estar zangado!

Muitos proprietários, compraram as suas farmácias e fizeram os seus investimentos e as suas contratações com base num mercado que evoluía de uma determinada maneira. Tudo isso acabou e, também estes têm razão para estar zangados!

Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.

Mas deixo-lhe um conselho: tenha sempre à mão um Rennie, um Gaviscon ou um Kompensan.... É que a acidez que deita nos seus textos, corrói a razão que possa ter.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, abril 17, 2012

 

 

 

O sindicato nunca será forte enquanto for obrigatorio pagar mais de 200 euros para uma outra instituição que, supostamente, deveria defender os farmacêuticos, mas que entretanto se esqueceu desse dever. É que por muito boa vontade que haja, pagar duas quotas para duas instituições que se sobrepõem nas suas competências é demais. Em tempo de crise então, só mesmo se for de borla.
Quanto ao ácido, continue a vertê-lo. Só assim o calcário existente em algumas mentes desaparecerá.
# por Blogger GreenMan : terça-feira, abril 17, 2012

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.