<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A progressiva destruição do sector das Farmácias 

Artigo de Aranda da Silva, no Público:

«A situação de grave crise que atinge a esmagadora maioria das Farmácias em Portugal resulta fundamentalmente das medidas tomadas pelo Governo a partir de 2005. Foram medidas não sustentadas em estudos credíveis, baseadas numa prática política autoritária e autista em relação a opiniões contraditórias e catalisadas por guerras e ódios pessoais que demonstram a falta de maturidade política de quem as propôs.
(...)
Por parte das Farmácias, a política de ostentação corporizada nas posições da ex-direcção da ANF, que com o dinheiro das Farmácias investiu em actividades empresariais paralelas foi um erro estratégico. Subalternizou-se o investimento na riqueza mais valiosa de qualquer profissão que é a sua capacidade e competência técnica e científica e que seria o “activo “ mais valioso com retorno a médio prazo.
(...)
A realidade, passados cinco anos, veio demonstrar que as medidas entretanto tomadas desde 2005 estavam erradas e não atingiram os objectivos anunciados. Para controlar a despesa foram necessárias tomar mais tarde outras medidas como comprovam as actuais propostas do Memorando de Entendimento negociado com a denominada Troika. Entretanto, como consequência dessas medida, um sector que era eficiente e tinha qualidade é posto em causa gerando-se desemprego, falências, diminuição da eficiência e da qualidade dos serviços. A população e o Sistema de Saúde nada beneficiaram e a despesa com medicamentos não foi, até ao ano passado, controlada.

(...)

Como encarar o futuro?
A farmácia tem de ser considerada como uma unidade de saúde, como os centros de saúde e unidades de saúde familiar (com estrutura de proximidade e organizacional semelhante). Para além da componente comercial (que todas as profissões têm, nomeadamente os médicos e enfermeiros) a farmácia e o farmacêutico têm de privilegiar a prestação de serviços no acto de dispensa e outros associados à promoção da saúde e prevenção da doença.
(...) 
O estado gasta milhões na formação de farmacêuticos (a esmagadora maioria vêm de Universidades Públicas) e depois não tira partido da sua perícia como instrumento para a melhor utilização dos medicamentos através da diminuição do risco e utilização racional e mais eficiente.»

Ler tudo aqui.

Peliteiro,   às  14:26

Comentários:

 

Pois sim, pois sim...
Quando era Bastonário é que devia ter falado e tomado uma atitude.
A ANF também é culpada claro, mas
depois do jogo quem não acerta no resultado?

Venha a liberalização da instalação, já agora acaba-se com o resto e seja o que Deus quser!

 

 

 

Lembro-me bem das aulas do prof. Aranda, bastonário na altura, e já então me dava a sensação que andava a pregar aos peixes... Pode ser que agora, com a recém-criada SPFCF lhe dêem mais ouvidos.
# por Blogger GreenMan : segunda-feira, dezembro 19, 2011

 

 

 

A farmácia nunca foi gerida como uma empresa, porque nunca foi uma empresa. A farmácia era um protectorado do Ministério da Saúde e vivia na dependência do contribuinte.

Se a farmácia vivesse em liberalização, a situação não chegava ao que chegou.

Quem sabe ser farmaceutico e sabe gerir bem o negócio, vai sobreviver fácilmente.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, dezembro 19, 2011

 

 

 

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, dezembro 19, 2011

 

 

 

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, dezembro 19, 2011

 

 

 

Quando é que o bastonário da OF deixa de falar em nome das farmácias e seus donos e passa a falar em nome dos farmacêuticos? É deprimente ler as estrevistas desse senhor, mais parece o cão de guarda da ANF.
# por Anonymous Estagiário : terça-feira, dezembro 20, 2011

 

 

 

Oh Peliteiro!Oh Peliteiro!
Deixa estes alarves vomitarem o fel que lhes vai na alma.
Quem não conhece o adversário não pode fazer uma defesa credível e consistente|(por muito lógica que pareça))
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, dezembro 20, 2011

 

 

 

Caro Estagiário, O BOF fala em nome das farmácias e seus donos, porque a esposa do bastonário é proprietária de uma farmácia em Braga, e como é óbvio está a defender os seus interesses... A Ordem só se lembra dos farmacêuticos, quando é para cobrar quotas e colocar os estagiários a trabalhar de borla... E também serve para cobrar balúrdios em formações de custo elevado em troca de créditos...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, dezembro 20, 2011

 

 

 

Então Peliteiro, os médicos sempre ganharam a guerra dos genéricos?! Os farmacêuticos têm de comer muita sopinha ;) Um beijo deste amigo
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, dezembro 21, 2011

 

 

 

Claro que o lóbi médico é mais influente.
# por Blogger O Peliteiro : quarta-feira, dezembro 21, 2011

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.