<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Inimputabilidade 

Despesa com medicamentos nos hospitais está a crescer a 3% (que se saiba...).
Despesa com medicamentos vendidos nas farmácias está a decrecer 19,2%.

Peliteiro,   às  01:10

Comentários:

 

O que estão as Comissões de Farmácia e Terapêutica a fazer nos Hospitais?
Está na hora de lhes dar mais poderes e a sua liderança passar a ser indepentente, ou seja, a exercer por um administrador ou pelo farmaceutico diretor de serviço. Os farmaceuticos são imprescindiveis nos serviços publicos para racionalizar a despesa. Cada admissão destes profissionais, daria um retorno ao Estado superior a 2,5...,10 vezes o seu custo, dependeria da dimensão do Hospital e do seu desempenho profissional. Estou muito certo do que afirmo e estou pronto para prová-lo.

 

 

 

Algum de vós me diz se é legal o proprietário/DT da farmácia onde estagio ter a mulher - que é professora de português - armada em controleira da farmácia todo o santo dia? Presumo que a senhora seja já aposentada, ou teria mais que fazer à sua vida. Para além disso,é a dita senhora que faz as caixas ao fim do dia. Mas, pasme-se, nem consta do quadro de funcionários da empresa! Ou seja, para além de sistema de vídeo e som - escapa a casa de banho - ainda há esta senhora, que até veste bata armada em farmacêutica. E até é tratada por doutora... Porque é mulher do doutor, está claro. E ainda há quem defenda que a instalaçäo näo deve srr liberalizada? Deve e rápido, porque exercer nestas condiçöes a profissäo é de bradar aos céus.
# por Anonymous Estagiário : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Isto é uma situação normal tendo em conta que:

- Em Portugal o preço dos genéricos e cópias (genéricos de marca) vendidos no ambulatório têm estado artificialmente elevados porque 1) tem sido uma forma de subsidiar a indústria farmacêutica nacional que depende de forma desproporcional deste tipo de medicamentos, 2) tem sido uma forma de subsidiar a formação e ida a congressos no estrangeiro da classe da médica, nomeadamente porque os médicos têm o poder de escolher qual a empresa que produz o genérico que é dispensado (o que não tem sentido tecnicamente falando). Assim as empresas de genéricos transferem parte dos seus lucros para a classe médica (através de promoção e pagando formações e congressos) a fim de conseguir a sua prescrição e finalmente 3) tem sido uma forma de incentivar o emprego qualificado e bem pago nomeadamente financiando equipa de vendas (Delegados) bem pagos e quase todos licenciados, que andam atrás dos médicos a promover a ideia de que Omepazol-Mepha é muito melhor que Omeprazol-Mylan.

Num clima de "bancarrota", em que o estado não tem dinheiro para dar todos esses subsídios encapotados, existe muito espaço para a redução dos preços dos medicamentos em ambulatório, nomeadamente através da prescrição por DCI. Assim, os preços em ambulatório vão descer ainda mais sem que mal maior venha aos doentes (a qualidade será a mesma, tal como a quantidade). Será essencialmente alguma indústria farmacêutica e os médicos que irão perder.

- Entretanto, grande parte da inovação em novos fármacos "life-saving", aqueles que realmente salvam vidas e fazem a diferença, é feita na biotecnologia, e apenas são utilizados a nível hospitalar e têm custos consideráveis devido a derivarem de investigação de ponta (infelizmente toda no estrageiro). Por isso, haverá uma tendência de aumento dos gastos a nível hospitalar.

Este aumento de gastos a nível hospitalar poderá facilmente, com a DCI, ser mais do que compensado a nível do ambulatório. É um caminho normal.
# por Anonymous M Quiteiro : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Tem havido muito confusão na cabeça de algumas pessoas que participam neste blogue do farmaceutico e cidadão ilustre, DR. JORGE PELITEIRO.
1.º É um blogue de um cidadão e não do INFARMED.
2.º Por outro lado, existem outros Blogues(ex.GROSSO MODO, passo a publicidade), onde se se fazem todas as catarses de maledicencia e fustração do ser humano.
Por favor respeitem o exercicio de cidadania efctuado quase diariamente pelo autor deste blogue e seus seguidores.
# por Anonymous Carlos F : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Análise muito clarividente da(o) M Quitério. Já há algum tempo que verifiquei que este seria o nosso cenário e, por esse facto, se adivinha a decadência da Farmácia da ambulatório.
É que se o valor do mercado de ambulatório descer (e vai descer muuuuuuito) conjugado com a descida de margens, torna este negócio (não há que esconder que o é!) torna-se completamente desinteressante.

A indústria nacional claro que é prejudicada, mas a indústria no seu todo não será assim tanto, dada a transferência do valor de mercado do ambulatório para o hospitalar. Quem mais irá sofrer em toda esta cadeia é, claro está, a farmácia.

Em relação ao estagiário... Nem sei que lhe diga, mas sinceramente, já começo a ficar farto do tom das suas intervenções. Não cresça, não.
Teve azar no local para onde foi estagiar, mas deve olhar para isso como uma oportunidade de aprender o que não quer e o que deve fazer para fugir a isso. Pare de se lamuriar!!!
# por Blogger Farmasa : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Estagiário, se a situação é como a reportas pede à Ordem para te mudar o local de estágio! Tão simples como isso. Agora estares a generalizar a situação que apresentas com a realidade das Farmácias de Oficina em Portugal é simplesmente redutor... Eu fiz estágio há pouco tempo e agora trabalho noutra Farmácia e nunca vi nada do género! Menos conversa no blog e mais acção nos sítios certos.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Apenas para deixar duas notas.

A primeira para manter uma certa justiça.

Relativamente às duas empresas que referi por nome (que possuem genéricos), não sei se fazem promoção juntos dos médicos, nem que tipo de promoção se a fazem. Serviram apenas para exemplificar a situação.

A segunda para tentar ajudar.

Estagiário, sinceramente, com toda a boa intenção, procure ajuda médica. Viver como um coitadinho lamuriento é uma doença (no mínimo uma alteração da personalidade) Você é novo, nunca deixará de ser um neurótico, mas para poderá ter uma vida melhor com ajuda.
# por Anonymous M Quiteiro : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

A quem critica, a carapuça serve? Deve ser.
# por Anonymous Estagiário : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Meus senhores:
1º-Não respondam ao "estagiário", não vale a pena,é neutótico e coitadinho com a mania da perseguição, além de pensar que sabe tudo. Uma andorinha não faz a Primavera!
2º- Sobre genéricos:
Reafirno,se as farmácias comprarem só 3 ou 4 marcas de genéricos em que confiem e com boas condições de compra, (visto que agora os Médicos dificilmente poderam impor marcas para "viagens") ainda há boas oportunidades de ganhar honestamente a vida sem atropelar a ética,a deontologia e o interesse do doente/utente.
-Moita Carrasco-
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Errata :poderão está mal escrito. (lapso dos dedos)
-Moita carrasco-
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Neurótico porque digo verdades incómodas para sua excelência? Temos de redifinir a psiquiatria e psicologia.
# por Anonymous Estagiário : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Naturalmente as farmácias vão sentir a crise como todo o resto da sociedade portuguesa, mas acredito que o modelo de farmácia que existe em Portugal vai sobreviver como está; nem liberalizações à Inglesa nem sequer muitos alvarás novos por sorteio. E a DCI é, como refere o Moita Carrasco, uma oportunidade para bons negócios para as farmácias. Aqui o mais perigo é o tipo de comportamentos que terá a ANF. Toda a campanha mediática que estão a fazer falando de 1800 quase falências é contra-produtiva. A população em geral, diga o que se diga, olha para o farmacêutico dono de farmácia como um endinheirado privilegiado (culpa de alguma ostentação de riqueza pela parte destes durante muito tempo). Se ficarem quietos no seu canto e aguentarem as medidas do governo, safam-se. Agora, se continuarem a imitar o estagiário com revolta, queixas e lamurias, pode ser pior.
# por Anonymous M Quiteiro : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

M.Quiteiro:
Nem mais!
Apoiado e parabéns pela sua lucidez.
-Moita Carrasco-
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Rdifinir ! ? ! ?
Nem escrever sabes, homem!
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Não seja histérico.
# por Anonymous Estagiário : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Boa noite Peliteiro
No teu post estás a comparar a despesa do estado em 2 cenários completamente diferentes:
- a despesa do estado nas farmácias diminuiu pela descomparticipação generalizada dos medicamentos (com o consequente aumento da despesa dos doentes em medicação)
- no hospital não há (ainda...)comparticipação dos doentes no pagamento dos medicamentos e por isso não existiu diminuição da despesa do estado
Só com estes dados não há nenhum motivo para sugerir actividades danosas ( a tal "ininputabilidade", a quem?, porquê?)
Um abraço
Francisco Costa
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Estive a pensar no assunto e chego à conclusão que têm razão. Vou deixar de fazer comentários parvos e vou procurar tratamento psiquiátrico, que bem preciso.
Muito obrigado.
# por Anonymous Estagiário : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Não sou advogado de defesa do Peliteiro, mas não posso deixar de discordar do comentário anterior.
O valor da despesa em ambulatório desceu 19% mas o mercado desceu também brutalmente. Já aqui referi que há localidades com quebras de vendas na ordem dos 35%, o que é verdadeiramente incrível. Estas descidas têm sobretudo a ver com a nova dinâmica de descida dos preços dos genéricos e com a redução das comparticipações e por isso o governo soube ser duro com a farmácia comunitária porque só custa assinar um despacho. Para baixar a despesa nos hospitais custa muito mais e exige determinação a sério e isso o governo já não foi capaz. Penso que era esse o ponto que o Peliteiro queria explorar neste post.
# por Blogger Farmasa : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Obrigado Carlos F, pelo "cidadão ilustre" e pela cidadania.
# por Blogger Peliteiro : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Francisco Costa, o decréscimo da despesa com medicamentos na farmácia tem sido feito sobretudo à custa da descida de preços e não das descomparticipações.
# por Blogger Peliteiro : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Não é inimputabilidade....
É que as pessoas não têm dinheiro para comprar nas farmácias!!
É a consequência desta política insensível... doentiamente insensível.
# por Blogger mfc : quarta-feira, outubro 19, 2011

 

 

 

Estagi+ario: Até que enfim !
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 20, 2011

 

 

 

Insensível, caro mfc, foi quem levou isto à bancarrota. Insensível, surdo, cego, cretino e incompetente. Como os que votaram nele.
# por Blogger Peliteiro : quinta-feira, outubro 20, 2011

 

 

 

Resta saber até quando a industria colocará os medicamentos ditos de ponta nos hospitais e a receber os €€€€€ passados +400 dias!
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 21, 2011

 

 

 

Um dia, com calma, com uma cerveja à frente e sentados numa esplanada, discutiremos este e outros assuntos!
Até lá... um grande abraço.
# por Blogger mfc : sexta-feira, outubro 21, 2011

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.