<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Estado-lorpa 

Há 10 anos, quando eu trabalhava em farmácia, um Losec 20mg 28caps. custava 62,26€ - agora custa 25,96€ e há genéricos a menos de 5€ mas com o dobro das cápsulas. Um Zocor 20mg 30comp. custava 43,96€ - agora o dobro da quantidade, 60 comprimidos, custa 13,5€ e há genéricos a menos de 4€ mas também com o dobro das cápsulas. Etc., etc., etc..

Pensando bem, a "fileira" do medicamento - políticos, altos funcionários públicos, indústria farmacêutica, médicos, farmacêuticos e etc. - nestes últimos trinta anos dourados ganhou muito dinheiro à custa do Estado-lorpa.

Peliteiro,   às  09:51

Comentários:

 

Concordo contigo Jorge mas não pelos exemplos que deste.
Há imensos exemplos de coisas que compramos e reduziram de preço em 10 anos (tv’s, computadores, roupa, etc) e isso não faz de nós lorpas com mais 10 anos.
O estado será lorpa mas é nossa a culpa por elegermos governantes incompetentes e corruptos e tambem por não reclamarmos perante más decisões.
A produção e distribuição de medicamentos é um negócio e só funciona com lucros, isso não é necessariamente mau.
A investigação de medicamentos é um processo moroso e dispendioso, as moléculas têm um período de protecção de patente curto (a protecção de patente é mais curta que o período de desenvolvimento da molécula e começa a contar ainda antes da fase de comercialização).
A produção de cópias, feita de modo deslocalizado (geralmente na China) e sem controle, fica muito mais barata mas não financia o desenvolvimento de novos medicamentos.
Há já sinais de abandono da investigação em novos medicamentos em muitas áreas da medicina por falta de rentabilidade. Vão ser as indústrias de genéricos ou laboratórios do estado-não-lorpa a investigar novos medicamentos?
Dito isto concordo que muito podia ter sido feito e ainda se pode fazer para melhorar a política do medicamento. Principalmente se for exigente, se premiar o mérito e se acabar com os lobys.
Francisco Costa

 

 

 

Deixem me lá pensar bem nisso, o Nexium é assim uma evolução tão grande sobre o Omeprazol que justifique a diferença de preço e o Vimpat é assim tão melhor que o Levetiracetam para o laboratório o propor duas vezes o preço do outro. A verdade é que a verdadeira inovação tem sido muito pouca e a falsa inovação muita e muito cara, mesmo muito cara. Pagar mais sim, mas por aquilo que vale, não por estes "eu - também" que dominam o mercado, custam caro e são comparticipados pelo estado não sei bem porquê.

E não é verdade que os produtos controlado na China são feitos sem controlo, no mínimo a fabrica é inspecionada pelas autoridades Europeias para obter a certificação da GMPs e o lote tem que ser libertado na Europa.
# por Anonymous Veterano : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

E cá do Zé... também!!
# por Blogger mfc : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

O mercado farmacêutico é...um mercado, e os melhores preços conseguem-se num mercado eficiente. A prescrição por DCI, implementada com as devidas salvaguardas, poderá ajudar a essa eficiência.
Quanto a alguns comentários feitos aqui a casos específicos de moléculas particulares; as avaliações farmaco-económicas são processos complexos, que entram em jogo com muitos mais parâmetros do que simples comparações de PVPs.
# por Blogger @boticando : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

Pois, não sei... Lá na farmácia o DT anda eléctrico a declamar a tudo quanto é DIM que não vai poder ter farmacêuticos na farmácia. E ele até parece feliz com a ideia - noto mesmo um je ne sais quoi de satisfação no tom do senhor. Os farmacêuticos saem-lhe muito caro e os ajudantes da ANF fazem exactamente o mesmo - mesmo não sabendo o que é uma sépsis ou que o clopidogrel é um antiagregante plaquetário - mas isso é absolutamente secundário para o negócio.
# por Anonymous Estagiário : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

Caro Estagiário,

Arranje um blog para o seu diário ao estilo "Adrian Mole". A fase das borbulhas por aqui já passou...

Acredite que a vida é justa. Se tiver mérito alguém o reconhecerá e recompensará. Não são os 5 anos de estudos que tornam um licenciado em Ciências Farmacêuticas digno de um vencimento de 2500€/mês mas antes a sua capacidade de fornecer um serviço com valor acrescentado para o cliente que permita o seu reconhecimento e remuneração diferenciada.

Quantas sugestões com valor já fez na farmácia que lhe está a oferecer a oportunidade de estágio? Quantos procedimentos já identificou como errados e sugeriu alterações e protocolos de actuação? No fim do estágio que "assinatura" é que pensa deixar nessa farmácia?
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

Estagiário, você deve ser é estagiária, porque só tem conversas de queixinhas de gaja. Crie lá uns tomates! Se não assumir o controlo e responsabilidade pela sua vida, não vai ter uma carreira minimamente gratificante nem uma vida feliz. Pense nisso; faça-se homem. Não digo que não tem razão na substância das observações que faz, mas o repetitivo da coisa e o tom de lamúria já chateia. Estou fazendo este comentário para o seu bem.
# por Anonymous Veterano : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

Caro veterano
Os medicamentos fabricados na China são importados sem controlo!
Depois do caso das heparinas que não heparinizavam, ocorrido nos USA há 2 anos, as entidades americana, europeia e australiana passaram a cooperar na inspecção ás unidades de produção de medicamentos na China e no sudeste asiático, em 2 anos nem 10% foram vistoriadas apesar da cooperação.
E também não existe qualquer controle de lote á entrada em Portugal ou na UE!
Mais, nos USA não foi possível levar a tribunal nenhuma entidade responsável pela importação das “heparinas”.
Dizer que não existe inovação em farmacologia é mentir. Mais de 75% dos medicamentos propostos nos consensos terapêuticos não existiam há 15 anos!
É só isto... se algum dia tiver um problema de saúde a sério experimente tratar-se só com medicamentos com mais de 15 anos.
Experimente um ciclo de quimioterapia com 15 anos.
Controle a diabetes ou o colesterol com medicamentos com 20 anos.
Controle a asma só com salbutamol ou teofilina.
Os 2 exemplos que deu são situações que deviam ter sido impedidas se se for exigente, se premiar o mérito e se acabar com os lobys, como já tinha dito. E são maus exemplos, o Nexium não domina o mercado, quem mais vende é o omeprazol, de longe...
# por Blogger Francisco Costa : segunda-feira, outubro 10, 2011

 

 

 

A minha experiência com preços de medicamentos tem 2 caracteristicas. É pessoal e é passada no estrangeiro, por isso tenho para além do ponto de vista de profissional ligado à saúde o de doente, embora possa estar um pouco descabida com a realidade de Portugal.

O meu emai é mquiteiro@gmail.com

Procuro novas oportunidades em Portugal para regressar com preferencia pelo Algarve.
# por Anonymous Veterano [M Quiteiro] : terça-feira, outubro 11, 2011

 

 

 

Senhor estagiário:
Tem alguma razão,mas a vida é mesmo assim.Acho que está mais vocacionado para o serviço público.
Isto no privado com tanta concorrência é uma guerra sem quartel!
Quer liberalização e concorrênçia?
aí a tem.
Vá escrevendo...
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 11, 2011

 

 

 

Há farmácias a quem não são pagas as dívidas do S.N.S.
Porque será?
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, outubro 11, 2011

 

 

 

Farmácias às quais o SNS não paga as respectivas facturas?
Porquê?
Explica-nos o que se passa.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 12, 2011

 

 

 

Talvez porque não pertencem à A.N.F ?
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 12, 2011

 

 

 

Aquelas que têm os créditos penhorados por dívidas a fornecedores ou à banca?
Apenas uma pequena correcção:
Não há Farmácias que pertencem ou não pertencem à A.N.F., há Farmácias associadas ou não da A.N.F.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 12, 2011

 

 

 

O governo vai manter, mesmo com a prescrição por DCI, a possibilidade de os médicos justificarem a utilização de marcas, quando entenderem que isso é justificado. OU SEJA SEMPRE. O PSD é como o PS, todos têm medo dos Lóbis. Permitir a abertura de novas farmácias para aumentar a concorrência. Era preciso que o lóbi da ANF deixasse e não deixa. Existem menos recursos mas os principios da sua distribuição não mudaram.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 12, 2011

 

 

 

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, outubro 12, 2011

 

 

 

Olhe que não! Olhe que não!
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, outubro 13, 2011

 

 

 

Dr. Peliteiro, com tanta novidade estranho o seu mutismo!
Assunto não lhe falta. Está com medo de ofender o P,S.D.?
Não tenha medo.
Quem deve pagar a crise é quem votou P.S.
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, outubro 14, 2011

 

 

 

Não, não tenho visto nada de verdadeiramente novo ou estimulante. É caso até para dizer que a Oeste nada de novo. Mas que novidades são essas?
# por Blogger Peliteiro : sexta-feira, outubro 14, 2011

 

 

 

"Quantas sugestões com valor já fez na farmácia que lhe está a oferecer a oportunidade de estágio? Quantos procedimentos já identificou como errados e sugeriu alterações e protocolos de actuação? No fim do estágio que "assinatura" é que pensa deixar nessa farmácia?"
_______

Meu caro, acha mesmo que me vou dar ao trabalho? É que se eu me desse, muitas sugestões teria de fazer. Sobretudo, no sentido de colocar a ética e a deontologia da profissão acima da vertente comercial de uma farmácia, porque ser farmacêutico é diferente de ser vendedor de medicamentos, chupetas, cremes e loções - na minha perspectiva, se bem que na de muitos proprietários de farmácia já deixou de ser. Obviamente que não o vou sugerir nada, porque apesar de tudo tenho uma nota de estágio para receber, e criar atritos com quem me vai avaliar não convém neste momento. Mas que me faz imensa confusão aquele ambiente de pressão comercial para vender dê lá por onde der, lá isso faz. É por estas e por outras, admitamos, que a situação da profissão chegou ao estado a que chegou. Quando ouço responsáveis da ANF ou da OF acenarem com o "monstro" que é não-farmacêuticos serem proprietários de farmácias, alegando a sobreposição de motivos comerciais àquilo que é o papel do farmacêutico na farmácia, eu rio-me... É a maior palhaçada e encenação! Felizmente, as pessoas sabem-no, inclusivamente o poder político, por mais que a ANF e a OF tentem tapar o sol com mil peneiras.
# por Anonymous Estagiário : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

PS: e a farmácia não me está a oferecer nada. Pelo contrário, por cada receita que venha devolvida (e vêem sempre, por mais minúcia que tenhamos na conferência do receituário), até tenho de pagar o valor da comparticipação do meu bolso (coitadinha da farmácia!) - tal como os restantes funcionários da farmácia. Portanto está a ver, para além de não receber nem sequer um valor simbólico mensalmente - sim, porque faço o trabalho que outro funcionário faria - ainda tenho de desembolsar do dinheiro que ainda não é meu (leia-se, dos meus pais).
# por Anonymous Estagiário : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Caro Estagiário,
Não sendo eu jurista, salvo melhor opinião, a situação que descreve é ilegal pela legislação do trabalho. Tribunal com ele no fim do estágio!
# por Blogger Peliteiro : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Caro estagiário!! Se a situação que está a viver é essa, deverá denunciar a mesma aos órgãos competentes!!! Inclusive OF!!! Pagar do seu bolso receitas devolvidas é uma coisa do outro mundo!!! NÃO SEJA BURRO!!!!
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Caro estagiário :Sei que se andam a fazer muitas tropelias nas farmácias, mas isso não é uma farmácia é uma aberração!
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Dr. Peliteiro:
Escreveu: Dia negro para as farmácias (e bem ).Escreva lá agora,se entender: Dia negro para o País e desenvolva.
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Dia negro? Portugal já não tem dias negros - negro é tudo há muito tempo. Esse tema é requentado, não há novidade nem surpresa. Pior ainda, Portugal não tem ponta por onde se lhe pegue...
# por Blogger Peliteiro : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Estagiário:
Sou proprietário de Farmácia, mas antes, também fui estagiário. E antes se ser proprietário fui assaliarado.
O meu estágio foi excelente e foi passado numa das maiores farmácias, em vendas, a sul do Tejo naquela época. Em termos profissionais aprendi imenso e nada tenho a apontar em termos éticos.
Depois disso trabalhei, como farmacêutico adjunto, numa farmácia que era o oposto, a ética era algo que deveria estar bem esquecida na cabeça daquele nosso colega proprietário.

Quero com isto dizer que não pode generalizar comportamentos duma classe por aquilo que vê no cantinho onde está agora. A profissão é muito mais que isso.
Por outro lado, devo dizer-lhe que está muito enganado quando diz que ao farmacêutico não cabe vender chupetas, cremes e loções. Agora acha que porque é Mestre em Ciências Farmacêuticas tem O direito de só fazer aquilo para que foi formado??? Está muito engando e vai ter muitas desilusões pela vida fora, a não ser que o seu pai lhe oriente a vida... Se tiver que depender do seu trabalho para se safar, meu amigo, tem que mostrar o que vale, e pouco terá a ver com o seu canudo!
De direitos está o País cheio!

Claro que a farmácia onde está a estagiar é uma verdeira aberração, mas compete-lhe também a si denunciar essa situação quando estiver livre da relação de dependência que agora tem.

Boa sorte na sua vida profissional!
# por Blogger Farmasa : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

"De direitos está o País cheio!"

Caro Farmasa,

Esse alvará que tem (você e uns quantos empreiteiros) é mais um direito exclusivo que começa a encher alguns dos farmacêuticos sem farmácia deste país, que são já uma larga maioria.

Falta pouco teremos "farmacêuticos indignados" organizados. É só as farmácias despedirem mais uns quantos farmacêuticos enquanto ficam com os SUVs BMW e Audi.

Ao contrário do que se diz, a grande maioria de quem sai nas privadas não tem farmácia na familia.
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Farmacêuticos indignados. Gostei. Devia criar um página no facebook.
# por Anonymous Anónimo : sábado, outubro 15, 2011

 

 

 

Caro Peliteiro, sabe qual ou quais artigos do Código do Trabalho poderão estar a ser violados com esta situação?

Farmasa, posso mostrar o que valho no aconselhamento ao doente, na resolução dos problemas dos doentes e em tudo o mais que esteja relacionado com a actividade farmacêutica. Transformar "um não em sim" (palavras do proprietário/DT; leia-se persuadir os "clientes" a comprar produtos que dão vantagem comercial à farmácia), que é a política pregada onde estou a estagiar, nem pensar. Como disse, não vou generalizar ovelhas negras, portanto presumo que ainda existam farmácias bem geridas (em todos os aspectos, incluindo eticamente).
# por Anonymous Estagiário : domingo, outubro 16, 2011

 

 

 

"Pensando bem, a "fileira" do medicamento - políticos, altos funcionários públicos, indústria farmacêutica, médicos, farmacêuticos e etc. - nestes últimos trinta anos dourados ganhou muito dinheiro à custa do Estado-lorpa."

Você também!
Foi preciso "pensar bem" para esta conclusão?
# por Anonymous Enf.º Pedro Silva : domingo, outubro 16, 2011

 

 

 

Caro Jorge,

o estado não tem sido lorpa mas sim irresponsável. Sinceramente nem acho que o problema maior esteja neste aspecto do preço dos medicamentos. A maior fatia da despesa no SNS não é a comparticipação de medicamentos.
Mas o esmagamento do preço dos medicamentos, não deve deixar ninguem euforico, porque:
1- Cada vez há mais medicamentos esgotados;
2- Cada vez há mais medicamentos rateados, vendidos para o exterior.
3- Cada vez há menos investigação de medicamentos inovadores.
4- Está a aumentar exponencialmente o desemprego na IF, vai começar nas farmácias e nos armazens.
5- Os salarios e os direitos destes profissionais vão diminuir significativamente.
6-Os utentes vão pagar cada vez mais serviços nas farmacias e acabou-se o credito.
7- Os que acreditavam que a farmacia era sobretudo um espaço de saúde, esqueçam. Arranjem p.f. outro emprego. Não passará de mais uma low-cost de MSRM(Genericos).
8- Os que podem estar transitoriamente euforicos são os potenciais compradores de farmácias. Mas cuidado, a maioria vai deixar de dar lucro.
Portanto, ....melhores dias virão.
# por Anonymous Carlos F : domingo, outubro 16, 2011

 

 

 

Concordo, Carlos.
Eu sou potencial comprador de farmácia e não estou nada eufórico.
# por Blogger Peliteiro : domingo, outubro 16, 2011

 

 

 

Concordo plenamente com este seu ultimo post. So que nesta altura os medicamentos ja eram mais baratos em espanha, e ninguem "avisava" o governo, porque isto dava para todos.
Portanto se agora ajustarem os preços dos medicamentos e das farmacias para o seu real valor é mais que justo. Vem é decadas atrasado.
# por Anonymous Santos : segunda-feira, outubro 24, 2011

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.