<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ordens do Olimpo 

Pharmacies sector

3.60. Effectively implement the existing legislation regulating pharmacies. [Q4-2011]
3.61. Change the calculation of profit margin into a regressive mark-up and a flat fee for wholesale companies and pharmacies on the basis of the experience in other Member States.
The new system should ensure a reduction in public spending on pharmaceuticals and encourage the sales of less expensive pharmaceuticals. The aim is that lower profits will contribute at least EUR 50 million to the reduction in public expense with drugs distribution. [Q4-2011]
3.62. If the new system of calculation of profit margin will not produce the expected savings in the distribution profits, introduce a contribution in the form of an average rebate (pay-back) which will be calculated on the mark-up. The rebate will reduce the mark-up by at least 3 percentage points. The rebate will be collected by the Government on a monthly basis through the Conference Center of Invoices, preserving the profitability of small pharmacies in remote areas with low turnover. [Q1 -2012]

O que quererá dizer 3.60.? Não faço ideia. Só se for sobre o hilariante Artigo 3.º: «Deve ser respeitado o princípio da liberdade de instalação das farmácias».

Peliteiro,   às  16:25

Comentários:

 

A liberalização da abertura está ao virar da esquina... Os lucros já se foram... Os farmacêuticos. com a quantidade que se formam actualmente vão ser empregues para aí nas ervanárias...Enfim...

 

 

 

Quem tem farmácias e não vendeu, já deve estar arrependido... Ainda bem que segui o conselho do meu tio e vendi a minha em 2006, de acordo com cálculos ganhei mais de 1,5 milhões de euros do que se vendesse agora... Na altura consegui vender por 3 milhões, agora de acordo com a facturação não vale mais de 1,5 milhões e continua em queda e o cenário futuro com a quebra nos sistemas de comparticipação, ADSEs e afins, as quebras ainda mal começaram...Quem me comprou já está arrependido, os funcionários dizem que nunca passaram tanto tempo a olhar para o boneco...
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, maio 04, 2011

 

 

 

O Peliteiro também vendeu. Sabe-a toda.
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, maio 04, 2011

 

 

 

Ou sabe ou então todos os seus comentários neo-liberais num sector onde está mais que provado não funcionar a liberalização, demonstram um amarguinho de boca....(vendeu numa altura em que acreditava que a liberalização estava já ai....e ela tardou....)uma espécie de inveja por quem ainda anda por lá.....ora acho que toda a gente consegue facilmente compreender que o real problema dos país não é, nem de longe nem de perto a abertura de farmácias.....passa isso sim por criação de protocolos de prescrição, implementação da prescrição por DCI e responsabilização dos utentes por utilização não racional dos medicamentos
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

 

Onde estão os meus comentários neo-liberais ó patego?
Nunca defendi a liberalização nem da propriedade nem da abertura.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

 

O homem chamou-me patego, devo ter tocado onde dói!
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

 

Ou está a perder o juízo e a boa educação! Já não consegue discutir ideias sem ofender.
# por Anonymous Anónimo : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

 

Vem para aqui inventar e dizer asneiras e ainda se queixa? Má educação é ser estúpido!
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

 

O ponto 3.60. penso que se refere às regras actuais para a abertura de farmácias. É de lembrar que a capitação desceu e foram alteradas as regras para se poder abrir farmácias. O INFARMED até fez um estudo de quantas poderiam abrir, mas disse que só abria concursos quando a redestribuição de farmácias estivesse concluída, pois a lei também permitiu um sem número de transferências.
Agora, que essas transferências estão feitas (e muitas delas abrem caminho a novas farmácias nos sitíos que deixaram vagos), penso que se referem a abrir de uma forma maciça todos os concursos...
Estimo para cima de 500...
# por Anonymous Paulo Gouveia : quinta-feira, maio 05, 2011

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.