<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Negligência farmacêutica 

«Recentemente uma jovem deu entrada no serviço de urgência do Hospital da Póvoa de Varzim, com fortes dores devido a um engano no medicamento, fornecido pela farmácia. O medicamento prescrito pelo médico contemplava dez vezes menos a respectiva dosagem.
Na farmácia em causa foi ainda preciso lembrar ao farmacêutico que o medicamento inicialmente pago, tinha um custo superior ao receitado, pelo que foi necessário um reembolso, estranhamente dificultado.
» Póvoa Semanário

A dupla José Sócrates / Correia de Campos, como todos sabem, não gostava nada de Farmácias, equiparando-as a estabelecimentos de venda a retalho de medicamentos. As Farmácias agora fazem descontos e são propriedade de empreiteiros e agiotas e as Farmácias Hospitalares estão quase sempre lá em baixo, nas catacumbas.
Na minha Farmácia não saía nem uma receita médica durante o dia que não fosse validada por duas pessoas, sendo pelo menos uma delas Farmacêutico com 6 anos de Coimbra.

Infelizmente a realidade encarregar-se-à de explicar que o trabalho farmacêutico é muito importante e de muita responsabilidade.

Peliteiro,   às  23:10

Comentários:

 

Neste caso concreto citado pelo jornal pode ser erro farmacêutico e não negligência.
Pode até - não seria muito surpreendente - que o erro não seja do farmacêutico ou do seu técnico.

 

 

 

É verdade... Nada como a dupla validação. E, já agora, 6 anos de Lisboa tb servem, não? ;) NA
# por Anonymous NA : sexta-feira, janeiro 15, 2010

 

 

 

Lamento colega NA mas quando sou eu que decido, prefiro sempre malta de Coimbra. Manias...
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : sexta-feira, janeiro 15, 2010

 

 

 

Respeito. Cada uma tem as suas. Mas a endogamia científica nem sp é a melhor política, segundo consta. E olhe q sp ouvi dizer q: os de Coimbra são óptimos a Tecnologia, os do Porto óptimos nas Bio's e os de Lisboa óptimos... em nada. ;)
Cumprimentos, NA
# por Anonymous NA : sexta-feira, janeiro 15, 2010

 

 

 

"Na minha Farmácia não saía nem uma receita médica durante o dia que não fosse validada por duas pessoas, sendo pelo menos uma delas Farmacêutico com 6 anos de Coimbra."

Desconhecia por completo a existência de tal tipo de prática farmacêutica em Portugal!!! Bem haja!

Quanto ao comentário que responsabiliza a generalizada má prática farmacêutica com "empreiteiros" a gerir farmácias, discordo, infelizmente é uma desculpa demasiado fácil! Diria que os culpados são pessoas que outrora foram farmacêuticas e que hoje em dia, apesar de ricas e "respeitadas" têm muito mais de negociantes do que de farmacêuticos
# por Anonymous yevgeny : sexta-feira, janeiro 15, 2010

 

 

 

Na nossa farmácia também é prática obrigatória recolher as receitas aviadas, sempre que alguém esteja disponível. O primeiro controla/verifica o aviamento e o segundo confirma, datas, vinhetas, etc. Errar qualquer um pode errar mas reconhecer e corrigir o erro ao contactar imediatamente o utente é um acto de humildade que nem toda a gente pratica, infelizmente.
Que a alteração da propriedade trouxe outra maneira de gerir, não há a menor dúvida.
Quando se concentram 10, 20 ou mais farmácias no mesmo proprietário espera-se o quê? Ética? Eu não acredito
# por Blogger Gonçalves : sexta-feira, janeiro 15, 2010

 

 

 

Desculpe lá Dr. Peliteiro, mas acha normal eu entrar numa farmácia, uma com bastante movimento e com 5 balcões de atendimento, e em nenhum deles se encontrar um farmacêutico mas simplesmente "ajudantes" (uma meia dúzia de ajudantes e nem um farmacêutico)? O farmacêutico ali faz o quê? Dá o nome à direcção técnica, que exibe numa placa? E o farmacêutico adjunto, que nunca o vi (e se é que existe), em tantas visitas àquela farmácia, onde pára? O que faz? Se eu quiser esclarecer alguma dúvida ou pedir um conselho confio em quem? No ajudante que tem o 9.º ano ou o 12.º ano e que antes de ali estar trabalhava a despejar paletes de leite no Continente ou a dobrar roupa na Zara (caso real)? É que não tenho alternativa, pois não há um único farmacêutico na bendita farmácia para além do director técnico que nada faz. Diga-me sinceramente, a propaganda da ANF tem um pingo que seja de verdade? A maioria das farmácias são como as que eu referi e não como as que a ANF propagandeia nos seus spots publicitários... Porque não assumir que tal não é fruto da dupla Sócrates/Correia de Campos, nem de "empreiteiros", como lhes chama, mas sim de farmacêuticos proprietários de farmácia que há muito deixaram de ser farmacêuticos/profissionais de saúde para serem empresários/comerciantes? Admita-o ou refute-o mas publique uma opinião que é perfeitamente legítima!
# por Anonymous Utente de farmácia : sábado, janeiro 16, 2010

 

 

 

"Infelizmente a realidade encarregar-se-à de explicar que o trabalho farmacêutico é muito importante e de muita responsabilidade."

concordo plenamente com a frase acima.

Está para vir o dia que em Portugal as águas se separarão e ao farmacêutico caberá somente o acto farmacêutico sem a conversa das vendas agregadas!

----

O comentário antes do meu é pertinente: Como é que se acumulam 10 ou 20 farmácias no mesmo proprietário? A lei mais recente não permite mais do que 4, não é?...
# por Blogger Andie : sábado, janeiro 16, 2010

 

 

 

concordo com o "gonçalves", tb tenho procedimentos semelhantes, em tudo...mas discordo com a nania do dr peliteiro...o pessoal de ciências da saúde, (modéstia à parte) é muito bem preparado, foi a primeira instituição a ter em loco, oficina de pr[atica de balc]o, com computadores com sifarma e tudo....eu tenho outra mania, tenho p[o a coimbrinhas...
kamy
p.s. quem nunca se enganou que atire a 1^ PEDRA
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

A Kamy vê-se logo que é das privadas. Escreve como os enfermeiros: mal e porcamente.
# por Anonymous Gigi : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

Meu caro Peliteiro...Conheço este caso que apenas ficou pela rama. O médico que receitou o medicamento queria saber quem foi que se enganou para que a classe médica não leve na cabeça. A familia da jovem, que entretanto recuperou é que impediu a queixa senão ia ser o bom e o bonito. É que a Farmácia em causa até é bem conhecida. Quem não vai mais a essa farmácia sou porque às tantas em vez de pilulas dão-me rebuçados para a tosse. É que as desculpas foram tão esfarrapadas que a pessoa que foi atentida julgou que estava no Burkina Faso, Ilhas Papua ou Nova Guiné... com os devido respeito pelos seus habitantes
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

Porque é que o Dr. Peliteiro não tece nenhum comentário ao meu post? Gostaria de saber a sua opinião, já que tem sempre algo a dizer sobre tudo. Explique-me porque motivo quando me dirijo à farmácia não encontro um farmacêutico que possa consultar? Ora, os folhetos informativos dos medicamentos que adquiro dizem para, em caso de dúvida, "consultar o seu farmacêutico". A associação das farmácias diz para "consultar o seu farmacêutico". Várias empresas da indústria farmacêutica dizem "para consultar o seu farmacêutico". Muito bem, mas o problema é que quando me dirijo à farmácia mais próxima, o "meu farmacêutico" é um "ajudante" com o 9.º ano que há uns tempos era segurança à porta do Pingo Doce. Quando quero fazer um check-up à glicémia, vem-me uma técnica que sabe tanto de saúde quanto eu sei de tricot - valerá a pena sequer eu colocar questões? Que confiança posso ter em tal "ajudante"? É esta a farmácia preconizada pela ANF? É esta a farmácia preconizada pelos farmacêuticos portugueses? Vi o Dr. Peliteiro vociferar contra as medidas tomadas por Sócrates relativamente às farmácias, argumentando que não se trata de uma actividade comercial equiparável às outras, mas a verdade, pelo que vejo no dia-a-dia, há anos, é que é rara a farmácia onde vou - desde sempre, muito antes de Sócrates - onde haja um verdadeiro serviço prestado por farmacêuticos aos utentes. Afinal... Não terão sido os seus colegas farmacêuticos os coveiros do modelo de farmácia que defendiam? Explique-me em que é que muda o facto da farmácia ser do empreiteiro ou do farmacêutico-comerciante (quiçá grande parte dos que são proprietários de farmácia...).
# por Anonymous Utente de farmácia : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

Caro utente de farmácia,

1- Engana-se, eu não "tenho sempre algo a dizer sobre tudo". Geralmente só falo sobre aquilo que sei e só tenho opinião sobre assuntos que domino minimamente. Por isso é que nestes anos todos de blogue - e de comentários noutros blogues de saúde - nunca me viu a estender-me ao comprido, a espalhar-me, a meter o pé na poça, a escrever um disparate total, uma gaffe monumental, a meter a viola ao saco e desaparecer.

2- A farmácia que descreve não é comum: as estatísticas oficiais, incluindo as que contemplam os registos da segurança social, indicam que em média há mais de 1 farmacêutico por farmácia e a legislação actual determina que no mínimo existam 2 farmacêuticos, tendendo estes para 50 % do quadro de funcionários. A farmácia que descreve pode existir (muito provavelmente uma propriedade de um não farmacêutico, digo eu) mas não corresponde à situação normal.

3 - Um tipo que "há uns tempos era segurança à porta do Pingo Doce" não pode atender sozinho numa farmácia, porque é ilegal. Se tem a certeza disso, tem o dever cívico de denunciar o caso ao INFARMED: 217987100 ou infarmed@infarmed.pt . Vá, não hesite! Depois conte-nos como foi.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

RECLAMAR PARA O INFARMED..... ESSA E BOA ....MAS O INFARMED NAO E AQUELE INSTITUTO PUBLICO PAGO POR TODO NOS PARA DEFENDER OS INTERESSES DA PODEROSA anf ?????!!!!! QUE PARTILHA O DEPARTAMENTO JURÍDICO COM A REFERIDA ASSOCIAÇÃO???!!!! O INFARMED FAZ VISTA GROSSA A TODAS ILEGALIDADES QUE SE PRATICAM TODOS OS DIAS NAS FARMÁCIAS PORTUGUESAS NOMEADAMENTE NO EXERCÍCIO INQUALIFICADO SEM QUE NINGUEM COM COMPETENCIAS PARA TAL( MINISTERIO DA SAÚDE)FAÇA O QUE QUER QUE SEJA PARA REPOR A LEGALIDADE...ENFIM... É O PAÍS QUE TEMOS...RELATIVAMENTE A SUA RECOMENDAÇAO, LEMBRO-ME DE UM ANTIGO DITADO ARABE.... PARA OS AMIGOS TUDO PARA OS INIMIGOS A LEI....
# por Anonymous PAULO : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

Paulo, escrever em maiúsculas na net significa desrespeito pelos outros. Pode baixar a voz? :-)

O Paulo é só conversa. Reclame e depois conte-nos como foi.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : segunda-feira, janeiro 18, 2010

 

 

 

Esqueci-me que estava a falar com um político ... primeiro ataca um pormenor sem importância para o assunto em questão..( letra maiúscula..desculpe ter ferido a sua susceptibilidade.)na tentativa de diminuir o adversário e depois desvaloriza o conteúdo. será que leu Maquiavel nos ultimos tempos??!!! muito bem tem direito à sua visão, mas eu penso que lá fundo .. se calhar não muito fundo sabe que a minha visão não e só conversa ...mas ja agora ...ao utente da Farmácia reclame e depois diga-nos como foi...
# por Anonymous PAULO : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

Não Paulo, enganou-se outra vez, eu não sou um político, sou um proletário da saúde, sou daqueles que suja as mãos e a bata com sangue dos doentes, que lhes inala o mau hálito e o aroma de sovaco.
;-)

E por isso, por conhecer a saúde de Portugal em várias perspectivas posso dizer que, mesmo assim, se há sectores que funcionam - funcionava? - bem em Portugal, um deles é a farmácia.
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

Porque não exigir aos médicos que escrevam com letra legível... já vi muitas receitas que se o farmacêutico/ajudante de farmácia não conhece minimamente a letra do médico é por sorte que não se engana...
# por Anonymous Nuno Pimentel : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

mais uma vez peço desculpa pelos meus erros na escrita, mas deve-se à falta de tempo...é que eu além de trabalhar...estou presente, os meus utentes conhecem.me pelo nome, confiam em mim e pedem aos colegas para serem atendidos pela minha pessoa...
fui
tenho de ir atender mais um fiel utente e amigo
kamy
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

p.s
o teclado tb est[a doido, n]ao me deixa p}or acentos e alguns sinais ortogr[aficos...se calhar [e f[acil arranjar, mas, vou deixar o inform[atico, que chega amanh]a {as dez configurar isto de novo
beijocas para o *a* Gigi, os c]aes ladram e as caravanas continuam a passar...como sempre passaram... e que a elite formada em ci}encias da sa[ude [e tudo pessoal com classe, eheheh, mas eu continuo com p[o aos coimbrinhas, embora seja nascida e criada na freguesia de Se Nova; Coimbra
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

Denunciar o caso ao Infarmed para quê? Já antevejo o resultado, isto é, sabendo à partida do conluio Infarmed/ANF/proprietários de farmácia. Não me venha com coisas meu caro, os farmacêuticos proprietários de farmácia tiveram o que mereceram com Sócrates ao comportarem-se não como profissionais de saúde (que alegadamente são) mas como autênticos mercenários da saúde. Deram-lhe todos os argumentos para fazer o que fez. O proprietário desta farmácia de que lhe falo não se coíbe de ostentar o Mercedes topo de gama à porta do seu estabelecimento comercial. Agora, vê-lo trabalhar... Ao invés disso põe ex-seguranças, ex-arrumadores de roupa e ex-distribuidores de cerveja a atender e dar "conselhos" a doentes! Eu acho que isto é um atentado à saúde pública. E o problema é que não é um caso isolado.
# por Anonymous Utente de farmácia : terça-feira, janeiro 19, 2010

 

 

 

Nota: o proprietário é farmacêutico.
# por Anonymous Utente de farmácia : quarta-feira, janeiro 20, 2010

 

 

 

Infelizmente Portugal é um país onde todos rosnam anonimamente - às vezes mentindo até - e nunca agem porque "já antevejo o resultado".
# por Blogger Mário de Sá Peliteiro : quarta-feira, janeiro 20, 2010

 

 

 

Caro utente de farmácia e caros colegas,

tal como foi referido, também os meus utentes conhecem-me pelo nome, confiam em mim e gostam do meu atendimento, mas isso não invalida o que se passa em algumas farmácias que já vem de longos tempos atrás... O sangue novo vem trazendo grandes progressos, é certo... mas e quando este sangue novo consegue ser ainda pior ??? (felizmente serão casos muito raros)

Em relação ao INFARMED, concordo e reitero que deve SEMPRE ser apresentada uma reclamação pelos utentes! É que tal como em outros institutos públicos, creio que o número de inspectores não será o suficiente! Dou com certezas absolutas que há farmácias que são multadas.

É que a Liberdade não é só afirmar e criticar mas implica agir pro-activamente. E esse poder cabe precisamente aos utentes. Afinal de quem é a responsabilidade de um mau atendimento de um ex-...? Certamente que é de quem o colocou naquele lugar mas também de quem não o denunciou!

m&m
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, janeiro 20, 2010

 

 

 

Já me ia esquecendo, fica também a sugestão aos colegas, além da "dupla verificção"/atendimento supervisionado, experimentem colocar alguém que não conhece nada de medicamentos, que entenda as regras de aceitação das receitas por parte das ARS's, a verificarem à posteriori o receituário...ficarão surpriendidos...
Nas ARS's além de um programa informático ( a aplicação )que verifica o receituário, quem faz o restante são pessoas, contratadas para trabalharem como máquinas, em série, experimentem observar quando forem entregar o próximo mês... só em caso de dúvidas é que a receita em questão é vista por alguém que sabe o que é um medicamento, em alguns casos é um médico, que, quando não concordamos com a sua decisão, é super difícil de contactar. Talvez por isso é que a ANF criou um departamento para tratar destes casos, alguns verdadeiramente insólitos...
Mais outro conselho aos colegas para prevenir "trocas" "enganos", procedam à elaboração ( com a colaboração de toda a equipa da farmácia) de um protocolo de atendimento por escrito adequado pelo menos a duas situações, receita escrita "à mão" e os vários modelos do IGIF, depois executem os respectivos fluxogramas, com respostas para os diferentes entraves/problemas mais comuns e nunca se esqueçam de confirmar o contacto do utente...
Já estou a antever alguns comentários, sobre a sugestão de ser alguém não farmacêutico, a retificar as receitas, mas eu explico: além da medicação existem items de regeição de uma receita, como preenchimento da mesma pelos médicos, como rasuras, n.º de utente, regime de comparticipação, data, número de embalagens... e para dar atenção, a meu ver secundária, a estes tópicos, perdemos a atenção do essencial: a medicação. Se juntarmos, verificar posologias, interações e contra-indicações, e a conversa do utente que nos faz questão de contar todos os pormenores da consulta, incluindo que no dia anterior jantou cedo, para ir descansado para a cama e se levantar cedinho, para chegar cedo ao posto médico e se despachar durante a manhã...
kamy
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, janeiro 20, 2010

 

 

 

não sei se ainda vou a tempo de alguém ler este comentário, mas não resisto... no meio de tanta gente será possível que ninguém saiba da existência de um curso superior de saúde que forma técnicos de farmácia a sério??

O curso de Licenciatura em Farmácia é leccionado numa Instituição Politécnica e tem a duração de 4 anos... não somos nenhuma farsa inventada pela ANF... passamos 4 anos a estudar por alguma razão... eu, pelo menos, recuso-me a ser comparada com os "ex-seguranças do Pingo Doce" e coisas parecidas...

Sei o que faço e tenho valores legais e éticos que defendem a minha profissão!!
# por Anonymous Rita : sábado, novembro 06, 2010

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.