<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


domingo, 14 de junho de 2009

Macedo Viera, o procrastinador 

Macedo Vieira é um procrastinador. Ainda não decidiu se se candidata ou não, outra vez, à Câmara da Póvoa de Varzim. Ele não sabe se deve ou não candidatar-se, encomendou sondagens e com "alguma relatividade relativamente" chamou os conselheiros, imagino, ouviu os velhos amigos, a família, os dependentes políticos, e, contudo, não tem a coragem de se assumir como candidato.

Macedo Vieira não sabe ainda se se vai candidatar mas eu sei que sim. Macedo procrastina mas eu sei, com toda a certeza, que um velho dinossauro como ele é candidato até não poder mais. Não há outra via possível para autarcas como ele: são sempre candidatos. O poder é-lhes indispensável, vivem dele. Vivem eles e vivem os seus parceiros, os amigalhaços. A arquitectura do poder autárquico cria dependências - não diria vícios nem mais nada senão ainda me processam - fortes, tão fortes que poucos conseguem delas desprenderem-se voluntariamente.
Alguém tem dúvidas que ele seja candidato? Se não, se ninguém tem dúvidas, porque teima ele em procrastinar? Ridículo este assomo de pequena táctica política.

Peliteiro,   às  23:17

Comentários:

 

«Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades»
Napoleões também se irão mudando
Diria Eça:«Fraldas, não mudando,
Vai criando fedores e sujidades...»




Devemos ter CORAGEM de mudar
Apear sobas, czares sem perfil,
De novo ver florir cravos de Abril
Novo paradigma há que criar!



Um «salazar» chegou!, se eternizar
No pedestal, será, estou em crer
Sua estratégia, golpe de poder
Qual lapa à rocha sempre a se agarrar...


MORAL DESTA HISTÓRIA:


Há tantos «rei-sol» ao deus-dará
De Sebastião, vero herdeiro...
Tanto ASNO vemos cá
Julgando ser... "santo milagreiro"!

 

 

 

Muito bom Rouxinol.
Muito bom mesmo.
Grande categoria!
# por Anonymous Anónimo : sexta-feira, junho 12, 2009

 

 

 

o macedo está esperando a resposta do tribunal, mas eu já a sei, vai ter que devolver metade dos ordenados como presidente, já vão ser colocadas à venda acções de bombas de gasolina:)
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, junho 15, 2009

 

 

 

Há uns tempos, li uma polémica aqui neste blog sobre o bloco central. Reparei que gostam do Mário Crespo. Eu também. E não escreveria melhor.

O SILÊNCIO DOS CULPADOS

O estridente protesto de Paulo Rangel por causa da roubalheira no BPN foi idêntico aos sonoros ultrajes de Sócrates por causa do Freeport.

Além de serem questões criminais, o Freeport e o BPN são temas políticos. Exigem dos políticos participação na denúncia e na condenação. Porque foram abusos de valores públicos. Porque interpelam violações da ética republicana. Por isso não toleram os pactos de silêncio. A abordagem pública descomplexada e livre tem que ser feita em debate político nos locais onde a política se debate.

No Freeport e no BPN há áreas que nada têm a ver com segredos de justiça e onde a Presunção de Inocência não pode ser usada como uma espécie de asilo onde os poderosos se resguardam do escrutínio público. É impossível aceitar a relutância que todos os partidos têm manifestado em abordar os dois grandes casos de corrupção que envolvem as que (ainda) são as maiores forças políticas do País. Das vezes que o caso Freeport surgiu no Parlamento, logo Sócrates vociferou ultrajado que era insultuoso abordar a questão e, um a um, os partidos da oposição recolheram-se em embaraçados silêncios pelo atrevimento de terem abordado tão incómodo tema para o Primeiro Ministro. Na campanha das Europeias o estridente protesto de Paulo Rangel por causa da "roubalheira" no BPN foi idêntico aos sonoros ultrajes de Sócrates no Freeport, denotando que o bloco central continua a viver de pactos informais onde, por ética perversa, a regra é não falar dos crimes uns dos outros.

Por força da maioria socialista, o Freeport não vai ter, nesta legislatura, direito sequer a uma comissão de inquérito sobre, por exemplo, boas práticas dos governos de gestão em despachos de última hora. Não que uma comissão de inquérito seja substituto adequado ao contraditório vigoroso e plural que só o Plenário permite. É uma espécie de do-mal-o-menos. Quando muito, poderá ter uma função complementar no apuramento de factos se o problema já estiver suficientemente denunciado em termos políticos, o que não é o caso nem do Freeport nem do BPN.

Aqui a Presunção de Inocência que os prevaricadores reclamam tem funcionado não como garantia de direitos, mas como abuso de privilégios, resguardando transgressores e dando-lhes tempo para continuar em actividade enquanto prejudicam o apuramento de verdades frequentemente indemonstráveis, como o atestam os inúmeros arquivamentos insólitos e os prazos convenientemente prescritos. É devido à ausência de debate franco, duro e leal sobre estes casos políticos que aos media foi deixado o trabalho "sujo" de esgravatar pormenores, tentando compor uma imagem do que se passa, milhão a milhão, num mundo de falsidades e aparências onde é normal comprar casas a offshores e ter rendimentos com juros nas centenas que nem a Dona Branca prometia. Nesta busca, os media têm operado num ambiente tóxico de ameaças de processos e condenações da Entidade Reguladora da Comunicação Social e do Sindicato dos Jornalistas, que já chegaram ao pormenor sinistro de produzir análise crítica da semiótica da gestualidade dos jornalistas que dão as notícias mais incómodas. Enquanto isto, o mundo da política obscura sobrevive em convenientes silêncios criando inocências a prazo em que se perpetuam práticas de ilicitude. Ficam intactas as "roubalheiras" que, eu confio, sejam bem debatidas, sem medos, nas próximas eleições e em próximos parlamentos.

PRONTO, JÁ ESTÁ. ESTOU MAIS ALIVIADO. DEPOIS NÃO SE QUEIXEM.
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, junho 15, 2009

 

 

 

Nada melhor do que um post sobre Macedo Vieira para falar no Bloco Central. A quantidade de gente da Póvoa (dos 50 anos para cima) que apoia Sócrates (e vota nele) e que gosta de Macedo Vieira não é normal. Porque será? Nunca percebi. É uma espécie de Bloco Central autárquico ou um problema geracional? Em contraste, a gente nova diz apoiar o Renato. Apoia mesmo?
# por Anonymous Anónimo : segunda-feira, junho 15, 2009

 

 

 

«Não baixamos os braços!» - nunca, jamais!


Baixam as calças, sabemos,
Ao Capital salafrário
Dão tudo, nós bem os vemos
O povo não é otário!


São «Midas» à custa nossa
Meu deus, onde é que estás?!
O povo?... vive na fossa
Eles... que nem marajás!


Há que mudar com firmeza
O rumo não serve, não;
Reles «choldra», que torpeza
A chupar no «gamelão»!


Sempre os mesmos, que cambada!
Só eles têm «paixão»...
Ao poder sempre atrelados
É cambada de «eleição»!


Promessas tolas e falsas
Só dá vontade de rir
Ao Capital baixam calças
E o povo? anda a pedir!"


Cambada de vigaristas
«Chulos» do poder local
É carrões pra dar nas vistas
Ostentação imoral...


Alguns «padres» engraxando
Dão a benção... ao pecado
A boca lá vão fechando
Só medo, bico calado!


Neste caldo de cultura
Viceja o medo, a cegueira,
E o cacique faz figura
Tapa o sol com a peneira!(1)


Tem tantos turibulários
O rabo sempre lambendo
Servis, são serventuários
Poucas migalhas comendo...

(l) O sol da corrupção com a peneira da adulação mediática!...
# por Blogger rouxinol de Bernardim : segunda-feira, junho 15, 2009

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017      Dezembro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.