<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


terça-feira, 23 de setembro de 2008

Desconfiando 

Portugal vai ser pioneiro a nível mundial no aproveitamento da energia das ondas.

A propaganda diz que Portugal vai ser pioneiro a nível mundial - mas «são três máquinas com tecnologia britânica»!
Desculpem a desconfiança, manifestada já em 2006 e em 2007, mas ainda ninguém me esclareceu - posso, eventualmente, estar mal informado - sobre o impacto ambiental e económico destas minhocas gigantes no meu mar, qual o envolvimento económico do meu Estado neste projecto - em investimento e em potencial remuneração desse investimento - e que benefícios teremos nós, Portugal e a Póvoa de Varzim, ao permitir a exploração de um bem público por uma empresa privada.

Póvoa de Varzim, pescador artesanal

Peliteiro,   às  10:24

Comentários:

 

Esse pescador não pode estar a pescar tão perto da costa, quase em cima da praia.
Chame-se a ASAE

 

 

 

É uma imbecil manipulação de uma notícia - conhecida desde há muito - e o descarado aproveitamento político do projecto, que a única coisa portuguesa que tem é o facto de estar instalada na nossa costa e concretamente no nosso concelho.
O que eu gostaria de ver explicado são os benefícios trazidos para a nossa terra, com a produção de energia e criação de postos de trabalho. Oportunidades para isso já houve imensas, a nível de Governo e a nível de Autarquia, mas nada foi feito. Resta-nos chamar NOSSA àquela água do mar.
Já neste mandato autárquico foi proposto criar-se uma Agência Municipal de Energia, com vista a englobar este e outros projectos, mas não foi aceite pela maioria PSD do Executivo só porque era uma proposta do...PS.
# por Blogger Manuel CD Figueiredo : terça-feira, setembro 23, 2008

 

 

 

Josefina..se tu fores à praia
cuidado não te descaia o teu
pé de catraia
em choque fino à beira mar...
# por Blogger fazer cantar um cego zarolho das lunetas : terça-feira, setembro 23, 2008

 

 

 

Josefina..se tu fores à praia
cuidado não te descaia o teu
pé de catraia
em choque fino à beira mar...
# por Blogger fazer cantar um cego zarolho das lunetas : terça-feira, setembro 23, 2008

 

 

 

Tenho que concordar que há aqui muito por explicar...
E quando se diz que se vai produzir energia para abastecer uma população de uns milhares de habitantes, para onde vai essa energia, para quem, quem tem direito a ela, quem a vai vender, e o que ganha o mar e a povoa?

Puto
midgang.blogdrive.com
pontocriticocontrolo.blogspot.com
# por Anonymous Puto : quarta-feira, setembro 24, 2008

 

 

 

Olhando para a foto faz-me lembrar outra coisa e passo a citar o Puto com algumas alterações.
"Tenho que concordar que há aqui muito por explicar...
E quando se diz que se vai PESCAR para abastecer uma população de uns milhares de habitantes, para onde vai essE PEIXE, para quem, quem tem direito a elE, quem a vai vender, e o que ganha o mar e a povoa?

Ou seja os recursos colectivos estão disponiveis para todos, é preciso criar condiçoes para os aproveitar, salvaguardando que não estrague nada.

Só outra nota, esse mar grande é da póvoa?
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, setembro 24, 2008

 

 

 

A diferença é que os pescadores são portugueses, criam riqueza e pagam impostos que, teoricamente, são distribuídos aos portugueses; as minhocas são maioritariamente de estrangeiros, não criarão riqueza (a energia das ondas é, por enquanto, ineficiente) e directa ou indirectamente o Estado, nós, vamos ficar "a arder".
Também não é possível salvaguardar «que não se estraga nada»; quero ver quem retirará as minhocas enferrujadas daqui a uns poucos anos.

De qualquer dos modos, admitindo que eu possa não ter razão, caro Anónimo, não lhe parece que o assunto merecia alguma discussão e não apenas o aplauso embasbacado de toda a gente?

O mar grande é da Póvoa, claro.
# por Blogger Jorge de Sá Peliteiro : quinta-feira, setembro 25, 2008

 

 

 

Aqui vão alguns esclarecimentos, baseados numa reportagem da SiC...

Em termos de impacto ambiental, os responsáveis pelo projecto garantem que o risco é mínimo. Os fluidos hidráulicos e demais óleos utilizados na produção de energia são ecológicos. Por outro lado, todas as actividades de manutenção serão realizadas em terra, em "porto de abrigo", o que minimiza o impacto ambiental.

Quanto aos custos... 15% dos 8800 milhões de euros são da responsabilidade do Estado Português.

A energia produzida por estas máquinas é conduzida através de um cabo até uma subestação em terra, na Aguçadoura. É, depois, absorvida pela Rede Nacional. Não é, portanto, possível identificar especificamente quem vai beneficiar da electricidade.

A empresa diz que as três máquinas têm capacidade para produzir 6 gigawatts por ano. O mesmo é dizer, abastecer duas mil casas, servir seis mil pessoas.
# por Anonymous Catarina Folhadela : quinta-feira, setembro 25, 2008

 

 

 

E....apesar da tecnologia e fabrico das "máquinas" ser Britânica, a exploração da central feita por um consórcio de capital maioritáriamente Português: Efacec, EDP e uma Empresa Australiana.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, setembro 30, 2008

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017      Dezembro 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.