<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Dever e direito à diferença 

No Norte existem duas cooperativas de distribuição farmacêutica: a COFANOR e a COOPROFAR. Duas grandes empresas que figuram em qualquer listagem das maiores e melhores empresas do país. A primeira é a COoperativa de FArmacêuticos do NORte, a segunda é COOperativa de PROprietários de FARmácia. Há rivalidades antigas quer entre farmácias associadas, quer entre os próprios fucionários, e diferenças nas culturas das duas empresas - por exemplo o Director Geral da COFANOR é sempre Farmacêutico (eu fui um deles e no meu tempo esta função coincidia com a de Director Técnico) e o da COOPROFAR não (actualmente é um Economista).
Feridas antigas, quase saradas pelo longo período em que vigorou a reserva de propriedade da Farmácia para Farmacêuticos, de 1965 a 2007. Mas que provavelmente serão reavivadas com o retrocesso legislativo - eu diria mesmo civilizacional - que é o recentemente aprovado regime da propriedade de Farmácia.
Lanço eu - que não gramo aqueles tipos da COOPROFAR - a primeira pedrada: devem os proprietários de Farmácia Farmacêuticos unirem-se em defesa da COFANOR, que se quer forte e coesa, como primeiro passo de uma estratégia de diferenciação das Farmácias de Farmacêuticos e das Farmácias doutros quaisquer.

Peliteiro,   às  00:05

Comentários:

 

As cooperativas deviam era olhar atentamente para o exterior e perceber que só todas unidas terão possibilidade de ultrapassarem os obstáculos que lhes surgirão no futuro.

 

 

 

Genéricos em tribunal


O Infarmed, Ministério da Economia e empresas de genéricos são alvo de dezenas de processos judiciais interpostos por laboratórios farmacêuticos que alegam a violação de patentes e consequente venda ilegal de genéricos.

Nos vários processos judiciais administrativos a que a agência Lusa teve acesso, as empresas requerentes pedem a suspensão das Autorizações de Introdução no Mercado (AIM) dos genéricos, da responsabilidade do Infarmed

e a suspensão da fixação de preços, por parte de um organismo do Ministério da Economia.

Os genéricos têm a mesma substância activa, forma farmacêutica e dosagem do medicamento original, mas só podem ser comercializados após o fim da vigência da patente do produto de marca. A patente tem habitualmente uma duração de 10 anos.

Nos processos consultados pela Lusa, a Direcção Geral das Actividades Económicas (DGAE - a funcionar no âmbito do Ministério da Economia e Inovação) absteve-se de fixar o preço de venda ao público até que haja decisões judiciais, uma vez que a "existência de uma AIM eficaz é condição obrigatória para aprovação de preço". Esta decisão consta de um despacho de Julho do secretário de Estado do Comércio e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro.

Mas fonte de um laboratório multinacional alegadamente lesado garantiu que genéricos ilegais são dispensados, quer em farmácias hospitalares, quer no mercado de ambulatório. Só este laboratório interpôs 14 processos judiciais em relação a três deles.

O laboratório refere ter ganho uma providência cautelar, mas afirma que a empresa de genéricos "desrespeitou a decisão", motivando uma queixa junto do Ministério Público.



Centenas de receitas voltam às farmácias


Próximo ano escolar começa com vacina a 55 mil raparigas


Contas da Saúde incertas desde 2002


Duplicar diplomas de 12.º ano


Linha de apoio contra bullying já em Janeiro


Superior em Portugal pouco dinâmico


Universidade do Porto está nas 500 melhores do Mundo


Câmaras vão poder dispensar papel


Cavaco promulga contrariado


Detidos 596 automobilistas em 15 dias


"Promessas são para ter em conta"
# por Anonymous mandachuva : terça-feira, dezembro 11, 2007

 

 

 

Todos nós gostamos das empresas onde já trabalhamos e sempre temos um carinho especial por aquelas que já passamos. No entanto, há que ter em consideração uma coisa. "Cada macaco no seu galho"; Gestão aos gestores, independentemente do seu back-ground académico (farmacêutico ou não). Por aí ve-se a evolução das empresas... Umas crescem e criam dimensão; outras estagnam. Eu como farmacêutico, com experiência de causa, posso afirmar o seguinte: A COOPROFAR está anos-luz a frente da COFANOR em TUDO. Quer se goste ou não, o profissionalismo e a visão do seu director geral, co-adjuvada por uma direcção capaz e colaboradores empenhados sem "show-off" levou a afirmação de uma empresa com peso histórico e acima de tudo, de uma cultura! Não "gramar esses tipos" é uma opinião, que apenas dá um ar de desdem ou de abandono....
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, janeiro 29, 2008

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017      Dezembro 2017      Abril 2018      Maio 2018     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.