<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 25 de setembro de 2006

Desemprego once again 


A SIC transmitiu ontem à noite um programa sobre doutorados no desemprego. Tema coincidente com o meu texto anterior. Pessoas com elevadas qualificações académicas. (E enormes dramas pessoais, que me abstenho, agora, de comentar.) Que têm tido enormes dificuldades em entrar no mercado de trabalho em Portugal. Nalguns casos, re-entrar, após anteriores encerramentos e downsizings. Possuidores de post-graduações, mestrados, doutoramentos. Alguns, com vários. A maioria, obtidos no estrangeiro. Em escolas de prestígio.

Creio serem sinais preocupantes para o País. Que dá mostras de pouco saudável. Que é o que sucede quando a economia não tem lugar para quadros tão qualificados. Em áreas em que, até há muito pouco tempo, se diziam deficitárias. Os exemplos, do programa, são nas engenharias, têxtil e química. Também nas ciências biomédicas. E, ainda, na biologia marinha. Já não serão deficitárias?

Curioso é que, historicamente, era a ausência de qualificações que justificava o nosso menor empenho em I&D. Por isso somos os últimos na tabela da União Europeia. (Aliás, o nosso proverbial empenho parece ser o de nos mantermos no fundo de quaisquer tabelas.) Agora, pelos vistos, desperdiçamos qualificações. Terá alguma coisa a ver com o esgotamento dos fundos comunitários?

Creio que isto será, também, reflexo das alterações das apostas de investimento do sector privado. Apostas, diferentes, que vêm sendo concretizadas, paulatinamente, desde há alguns anos. Cada vez menos industriais e criadoras de valor. Cada vez mais ancoradas nos serviços. Quando não na simples especulação.

Há muitos anos atrás, Michael Porter presenteou o País (por meio milhão de contos!) com o milagre dos clusters. A que alguns franziram, desde logo, o nariz. Entre as aconselhadas apostas futuras, já lá surgia o Turismo. Curiosamente, o sector em que mais investem agora os que antes haviam torcido o nariz. Estaremos, então, condenados ao Turismo? A servir chá e torradas a reformados do norte da Europa? Que nos pagarão com a robustez das suas pensões? Que nós, seguramente, já não teremos?

De todo o modo e se assim for, antecipo já que não fico pessimista. Sol e Praia são produtos que não precisamos produzir. Nascem, já, commodities. Em linguagem de gringo. Depois, empresários, ou barraqueiros, são algo que também não nos falta. Graças a Deus. E à estratégia dos executivos camarários cá da região. Póvoa de Varzim e Vila do Conde. Que, seguramente, continuarão a apostar em ter as únicas praias poluídas do norte do País. Para, assim, poderem diversificar a oferta. Haja, ou não, binóculos.



«Considera o que se diz e não te preocupes de saber quem o disse» (Tomás de Kempis, Imitação de Cristo, Capítulo 5, nº1)

Anónimo,   às  20:51

Comentários:

 

tenho que confessar que a ideia do Peliteiro de partilhar o blog ainda não me tinha convencido....


mas depois deste post...

:) MUITO BOM!!

 

 

 

Somos dos últimos, e mesmo assim estámos preocupados...

http://www.pse.com.pt/

Não deixa de ter uma certa piada!!
# por Blogger JCNunes : segunda-feira, setembro 25, 2006

 

 

 

O problema é que os "bons" empregos não se obtem pela competência mas pela "cunha"...
# por Blogger renato gomes pereira : terça-feira, setembro 26, 2006

 

 

 

...Bem, mais vale o Marx que o Alex Roma...... que esse nos deixe em paz e sossegados!
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, setembro 26, 2006

 

 

 

Muitos parabéns, pelo "post".

Estamos condenados. Não é uma ironia. É uma constatação.
# por Anonymous Anónimo : terça-feira, setembro 26, 2006

 

 

 

Caríssimo boticário e demais comentadores, todos somos culpados da "não necessidade de mão de obra especializada". Quando o meu cunhado adjudicou a construção da sua moradia de sonho, a um empreiteiro sem alvará, sem seguro, sem engenheiro, mas que era 30% mais barato, foi complacente e prejudicou aqueles que são profissionais, pagam a engenheiros e arquitectos, tem seguros, impostos, etc. O resultado porém, acho que não foi o esperado. A moradia é um pesadelo de reclamações, e como habitualmente, o barato sai caro!
Quando a minha mulher vai á feira, ou adquire artigos piratas, está a prejudicar aqueles que montam lojas, pagam rendas, pagaram projectos, pagam ordenados, etc....
# por Anonymous Anónimo : quarta-feira, setembro 27, 2006

 

 

 

parece que ainda não perceberam...Os licenciados, doutorados, mestrados, etc.. de qualquer ramo do saber não são precisos para nada...Apenas os cestores eos economistas para dizerem amém ás locubrações do patrão podre de rico... o resto é massa bruta para trabalhar eganhar uma côdea...quandofor mesmo necessário para não morrer à fome...
# por Blogger renato gomes pereira : quinta-feira, setembro 28, 2006

 

 

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

maio 2003      junho 2003      julho 2003      agosto 2003      setembro 2003      outubro 2003      novembro 2003      dezembro 2003      janeiro 2004      fevereiro 2004      março 2004      abril 2004      maio 2004      junho 2004      julho 2004      agosto 2004      setembro 2004      outubro 2004      novembro 2004      dezembro 2004      janeiro 2005      fevereiro 2005      março 2005      abril 2005      maio 2005      junho 2005      julho 2005      agosto 2005      setembro 2005      outubro 2005      novembro 2005      dezembro 2005      janeiro 2006      fevereiro 2006      março 2006      abril 2006      maio 2006      junho 2006      julho 2006      agosto 2006      setembro 2006      outubro 2006      novembro 2006      dezembro 2006      janeiro 2007      fevereiro 2007      março 2007      abril 2007      maio 2007      junho 2007      julho 2007      agosto 2007      setembro 2007      outubro 2007      novembro 2007      dezembro 2007      janeiro 2008      fevereiro 2008      março 2008      abril 2008      maio 2008      junho 2008      julho 2008      agosto 2008      setembro 2008      outubro 2008      novembro 2008      dezembro 2008      janeiro 2009      fevereiro 2009      março 2009      abril 2009      maio 2009      junho 2009      julho 2009      agosto 2009      setembro 2009      outubro 2009      novembro 2009      dezembro 2009      janeiro 2010      fevereiro 2010      março 2010      abril 2010      maio 2010      junho 2010      julho 2010      agosto 2010      setembro 2010      outubro 2010      novembro 2010      dezembro 2010      janeiro 2011      fevereiro 2011      março 2011      abril 2011      maio 2011      junho 2011      julho 2011      agosto 2011      setembro 2011      outubro 2011      novembro 2011      dezembro 2011      janeiro 2012      fevereiro 2012      março 2012      abril 2012      maio 2012      junho 2012      julho 2012      agosto 2012      setembro 2012      outubro 2012      novembro 2012      dezembro 2012      janeiro 2013      fevereiro 2013      março 2013      abril 2013      maio 2013      junho 2013      julho 2013      agosto 2013      setembro 2013      outubro 2013      novembro 2013      dezembro 2013      janeiro 2014      fevereiro 2014      março 2014      abril 2014      maio 2014      junho 2014      julho 2014      setembro 2014      outubro 2014      novembro 2014      dezembro 2014      janeiro 2015      fevereiro 2015      março 2015      abril 2015      maio 2015      junho 2015      julho 2015      agosto 2015      setembro 2015      outubro 2015      novembro 2015      dezembro 2015      janeiro 2016      fevereiro 2016      março 2016      abril 2016      junho 2016      julho 2016      agosto 2016      setembro 2016      outubro 2016      novembro 2016      dezembro 2016      janeiro 2017      fevereiro 2017      março 2017      maio 2017      setembro 2017      outubro 2017      dezembro 2017      abril 2018      maio 2018      outubro 2018      janeiro 2019      fevereiro 2019      julho 2020      agosto 2020      junho 2021      janeiro 2022      agosto 2022     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.