<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 28 de março de 2005

Lopo de Carvalho 

Este fdsp (fim de semana prolongado em linguagem msn, sabiam?) esqueci-me dos meus livros.

Quando saio de casa levo sempre uma catrefada de livros. Depois leio pedaços de cada um e nunca mais os acabo. O "O fim da história" do Fukuyama é um destes clássicos, com mais de um ano de vida, pela certa. Mas desta vez, a meio da viagem, dei conta que não levava nenhum. Desgraça. Como me hei-de arranjar. Férias estragadas.

Ainda procurei uma livraria em Prado e depois em Amares - em vão. Só roscas de pão-de-ló.

Restava-me o magro "Expresso" e a mala de estudo: outra relíquia que, sinal de boa vontade, acarreto para todo o lado. Desta feita, levava uma matéria abjecta mas que preciso aperfeiçoar: mensurandas, erro máximo admissível, tolerância, incerteza, variâncias e covariâncias. O "Expresso" ainda foi, as variâncias vieram como foram.

Entretanto, encontrei um livro abandonado e esquecido, o " Acidentes de Percurso" de uma senhora Lopo de Carvalho. Um exemplar da chamada literatura de chá e torradinhas. Vamos lá a isso. Até condirá bem com o aconchego da época Pascal. Muito bem, sim senhor, esta parte é fraca, esta também, ai que sono, até que chego a um trecho crucial para o desenrolar da história:

"- Cuidado...
O Francisco suspenso. O eco a remoer as palavras... não chegamos lá... tarde, demasiado tarde.
- Cuidado... Cuidado... Cuidado...
Rápido como um relâmpago, o Mercedes, que leva o Francisco e a Ana a casa, derrapa numa poça de água. Um pesado aguaceiro molha Lisboa desaguando na Segunda Circular. Tenta travar. Cuidado! Rodopia. bate no separador central. Capota uma vez. Cuidado! cambalhotas e piruetas num número infernal, diabólico. Duas e três voltas sufocadas num irreparável desconcerto.
Imobiliza-se vinte metros à frente.
Cuidado... o eco de novo, não chegamos lá.
Um barulho estonteante e brutal afoga as palavras, descaracteriza o eco, o som esvai-se atordoado e caprichoso.
Fica o ferro. Travões. A guinchar. A gritar. Socorro."

Cuidado, cuidado, cuidado, o pai atirou com um livro para a lareira!

Peliteiro,   às  22:29

Comentários:

Enviar um comentário


 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017      Maio 2017      Setembro 2017      Outubro 2017      Dezembro 2017      Abril 2018      Maio 2018      Outubro 2018      Janeiro 2019      Fevereiro 2019      Julho 2020      Agosto 2020      Junho 2021      Janeiro 2022     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.