<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


sábado, 31 de janeiro de 2015

Como funciona a homeopatia? 

www.howdoeshomeopathywork.com

Peliteiro,   às  11:23
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

O 44 apoia o 7? 

Luís Figo é candidato à presidência da FIFA

Peliteiro,   às  18:49
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Meio bom ou meio mau? Depende dos interesses. 

Infarmed já mandou recolher medicamentos genéricos do mercado

Peliteiro,   às  18:46
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Isto é uma fartura de empregos! 

Autorizados concursos para contratar 275 médicos hospitalares e 115 de família

Etiquetas:


Peliteiro,   às  18:45
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

A Syriza no topo da gelatina 

Nos próximos tempos assistiremos aos mais extraordinários movimentos de gelatina política, ao meter a toda a brida do radicalismo na gaveta (a coligação com um partido de direita é apenas um passo). A vitória do Syriza na Grécia provará como é fácil enganar as ingénuas gentes com propensão para acreditar na esquerda e nos amanhãs que cantam.
A austeridade, ou lá que é isso, não acabará na Grécia, a qualidade de vida dos gregos não melhorará, antes piorará, e todo o optimismo se concluirá infundamentado.
Mas claro, haverá sempre um bom argumento para justificar desvios.

Peliteiro,   às  22:26
8  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Apito encarnado 

Paços de Ferreira 1 - Benfica 0

Peliteiro,   às  22:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 17 de janeiro de 2015

O Estado não sabe a quantas anda 

Para justificar a "internalização" das análises clínicas nos laboratórios do Estado - um negócio das multinacionais que tenho vindo a retratar por aqui - usam o argumento do preço mais baixo conseguido no sector público em relação ao que pagam aos privados. Mesmo admitindo a improvável existência de empresas públicas bem geridas, honestamente geridas, de laboratórios públicos com níveis de serviço e atenção ao doente comparado ao oferecido pelos privados, mesmo assim, nunca saberíamos se é mais caro ou mais barato porque o Estado - com honrosas excepções certamente - não conhece custos indirectos e despreza os variáveis.
Um bom exemplo é esta simulação de factura de um hospital público, com um valor de 1,10 € para uma glucose realizada no laboratório* e com um valor de 4,00 € para uma glucose capilar**.


Concluindo, sendo bruto e politicamente incorrecto, como não pagam facturas e ordenados no fim do mês, não lhes custa nem sabem a quantas andam...



* Com equipamento - embora de grande produção - de centenas de milhares de euros, reagentes, calibradores, controlos internos e externos, pessoal qualificado em horário nocturno, formação, energia, água, manutenção, avarias, encomendas, stocks, etc.
** Uma tira para um doente custa nunca mais de 0,37 €, o point of care é oferecido e um enfermeiro demora mo máximo 2 minutos a executar o teste.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  18:48
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

A competência incomoda 

Decorria o longínquo mês de Setembro de 2011 quando foi pedido ao Conselho Consultivo da Procuradoria da República que se pronunciasse acerca da legalidade da existência do bicho papão que é a ANF, com o selo de aprovação dos indignados do costume: INFARMED, APIFARMA e ADC.

Três anos volvidos e é publicado o parecer daí resultante. O texto, com mais de 22 mil palavras, dedica 1238 (6% do texto) a citar Vital Moreira e faz 10 vezes referência à sua pessoa, sem contar anexos. Recordemos que se trata de alguém que tem feito sua bandeira a "luta" contra as farmácias, principal teórico do regime no ataque, feroz, aos farmacêuticos e às Farmácias levado a cabo pelo governo de Sócrates, no entanto, nunca se abstendo de apoiar a indústria farmacêutica, entre outras contradições.

O resultado é o que se poderia esperar. Para este órgão a ANF não pode ser nem fazer. A ANF é, grosso modo, ilegal. A dada altura, refere-se mesmo a sua extinção. Isto mesmo depois de o Supremo Tribunal de Justiça já se ter pronunciado sobre esta questão.

Bem sabemos que para algumas luminárias, a mera existência da ANF e das farmácias no seu actual formato é uma afronta. Como se atrevem estas insignificantes micro empresas a associar-se de forma a terem uma voz? Quem lhes dá o direito de conseguirem, graças à sua união, relacionar-se de igual para igual com governos e multinacionais com orçamentos superiores ao PIB de Portugal? Como é possível que adquiram ferramentas ao nível do que apenas é possível em grandes empresas cotadas na bosa? É isso o associativismo.

Entretanto a ANF já se pronunciou, tranquilamente.

Azrael,   às  17:32
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

30 under 30, da Forbes 

Na categoria Healthcare da lista 30 under 30, da Forbes, uma portuguesa, de onde? ...da FFUC! Maria José Nunes Pereira, parabéns colega.

Maria José Nunes Pereira - FFUC

Peliteiro,   às  18:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Publicidade fantasiosa do Intermarché 

Está a passar na TV uma publicidade do Intermarché em que uns pais (muito desorganizados e irresponsáveis, diga-se) recorrem aos serviços de um supermercado para comprar leite durante a noite. Ora, não é de todo provável que uma desgraçada empregada fique sistematicamente à espera que a acordem a meio da noite para servir pedidos urgentes (que mais pode ser urgente?), o anúncio exagera na proximidade que promete aos clientes e é, portanto, uma forma de publicidade fantasiosa.
Isso só acontece nas farmácias, onde há luzes que nunca se apagam.


Peliteiro,   às  19:32
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

look-alike, sound-alike 

Muito bem, esta nova Norma da DGS para medicamentos LASA.

Peliteiro,   às  13:57
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.