<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Quecas comparticipadas? 


Créditos da foto: Facebook grupos

Peliteiro,   às  15:36
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

E os farmacêuticos? 

Rui Cernadas, no Jornal Médico:

«A Saúde é por toda a parte, em crise e em paz, mais do que nunca, uma actividade multidisciplinar que reúne saberes e experiências diversos, num espírito necessariamente colaborativo que, por força de razão, tem de colocar o doente e o indivíduo no centro do processo de dispensa de cuidados.
...
A gestão de medicação e sua revisão e observação de cumprimento posológico e aderência, o controlo da polimedicação, a monitorização dos efeitos adversos, a avaliação da automedicação, o apoio aos programas de gestão aplicada a cada doença crónica, algum tipo de visitação domiciliária, entre outras, seriam naturalmente outras áreas em que poderíamos reflectir numa perspectiva de garantia de continuidade e integração dos cuidados de saúde.»

Peliteiro,   às  19:30
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

É a crise!... 

O número de trabalhadores do Ministério da Saúde que recebem mais de 6.000 euros por mês aumentou 20%

Etiquetas:


Peliteiro,   às  13:16
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Hospitais Senhor do Bomfim - emprego 

Sinais dos tempos: apesar de não saber quando e como terá início a actividade dos Hospitais Senhor do Bonfim os pedidos de emprego serão tantos que até a APEGSaude se viu na necessidade de publicar este aviso:


Peliteiro,   às  13:15
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Livre nem o preço 

É injusto quando dizem que os médicos não se interessam/ desconhecem/ não estão sensibilizados para os preços dos produtos que prescrevem: até impõe o preço de cosméticos, supostamente de preço livre!

Créditos da foto: Facebook grupos

Peliteiro,   às  13:14
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Entidade reguladora da papelada 

A Entidade reguladora da saúde (ERS) como se poderia pensar, não regula a prestação de cuidados de saúde, não regula os laboratórios de análises clínicas no sentido de saber se estes fazem todas as análises que dizem fazer, se as clínicas dentárias ou os gabinetes de gastrenterologia esterilizam adequadamente os seus materiais, se as clínicas de imagiologia têm médicos radiologistas a elaborar os relatórios, se as clínicas médicas usam dispositivos médicos e medicamentos adequados e apropriadamente conservados, se prestam apenas os serviços que os doentes necessitam, etc., etc., a ERS - como se pode ver pela sua produção de coimas: «As infrações mais visadas prendem-se com a violação de normativos relacionados com regime de licenciamento específico, a ausência de registo na ERS e a inexistência de Livro de Reclamações nos estabelecimentos».

Ou seja, a ERS actua em círculos, obriga os estabelecimentos de saúde a ter um papel qualquer - uma licença, um registo, um livro de reclamações, um regulamento interno, uma declaração disto ou daquilo - e depois multa quem não o pagou/ comprou.
Qualidade e segurança dos procedimentos, idoneidade e competência dos profissionais, infraestruturas e equipamentos adequados? Isso não é negócio...

Peliteiro,   às  14:50
8  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Pois é... 

Farmácia Continente Amadora , acabada de abrir, serve 25 mil habitantes

Peliteiro,   às  14:29
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Incréu 

Receitas médicas aviadas no cartão do cidadão.

Hospitais com mais 450 milhões de euros, "mudança radical".
 
À medida que a idade avança, cada vez mais incréu.
Há projectos antigos de receitas médicas electrónicas, mais que testados, mas que nunca viram a luz do dia. Duvido que seja no próximo ano que esta "revolução" seja posta em prática.
Já não é a primeira vez que se "injecta" capital nos hospitais com o objectivo de equilibrar as suas contas, mas o sector é um poço sem fundo, dirigido pelos do costume. Isto não será mais uma mudança minimal.

Peliteiro,   às  14:39
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Bem feito! 

Remédio Santo: Tribunal aplica penas efectivas até 9 anos de prisão a 13 arguidos

Peliteiro,   às  18:37
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Apito encarnado  

Benfica 1 -  Braga 2

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:27
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Cofanor, o epílogo 

Já se sabia há muito que a Cofanor - que deteve o maior armazém de medicamentos do Norte - estava moribunda, mas infelizmente as inevitáveis mensagens do estertor da Cofanor circulam agora pelas redes sociais:

«Onde é que foram parar mais de 75 milhões de euros? (...) Uma ideia que tem tanto de generosa como de premeditada para explorar os credores e desviar os ... milhões que as farmácias deviam à Cofanor? (...) Chega-se ao extremo de se pôr a própria Cofanor a pagar à empresa compradora da dívida alguns milhões, fala-se em ..., que a própria Cofanor recebeu das farmácias? (...) Quem ganhou com isto? Quais as empresas intermediárias desta operação? Quem recebeu comissões de milhões? (...) Vende-se a preços baixos, a amigos, alvarás de farmácias? (...) Onde estão as centenas de milhares de euros das devoluções das farmácias? etc., etc.»*

Compreendo a revolta e realmente não compreendo como foi possível chegar a uma situação tão grave. Tresanda a esturro.
As pessoas que lá trabalham ou trabalhavam são, lamentavelmente, as principais prejudicadas, mas as Farmácias também o serão, e muito.

Peliteiro,   às  23:43
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.