<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 31 de março de 2010

Grande mama 

«O presidente da EDP, Mexia, recebeu em 2009 remunerações de 3,1 milhões de euros»


Peliteiro,   às  23:58
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Crónicas de Angola # 8 - A qualidade do tempo 

«Um dia como o de hoje, em que percorri dezenas de sanzalas pintadas numa infinidade de matizes e sorrisos de crianças, em que me deliciei com a transparência e doçura de todos os sons de África a convergirem em simultâneo na Igreja da aldeia, e em que mergulhei no transe estético nas Quedas de Kalandula e Muçalege, fez-me realmente perceber que o tempo tem outra dimensão muito para além da quantidade. Tem a qualidade. Não foi apenas mais um dia. Foi o dia.»
Ler mais aqui.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:56
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

yellow submarine 

«A revista alemã Der Spiegel noticiou que um cônsul honorário de Portugal, que não identifica, terá recebido um suborno de 1,6 milhões de euros da Ferrostaal para ajudar a concretizar a compra de dois submarinos pelo Estado português em 2004.»


Peliteiro,   às  22:28
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 29 de março de 2010

E o próximo Primeiro-Ministro é... 

Confesso que fiquei iracundo com a vitória de Passos Coelho nas directas do PSD. Conduzi, faminto, ininterrupta e aceleradamente durante 500 km para chegar à sede do PSD de Famalicão antes das 23h e poder votar em Rangel.
A escolha dos militantes do PSD preocupou-me e tingiu ainda mais de negro a minha perspectiva do futuro de Portugal. A escolha de um genérico de Sócrates para a liderança do PSD não augura nada de bom para o país.
Sócrates é um homem de sorte e é certo e sabido que comerá Passos Coelho sempre que quiser e como quiser (nada de conotações sexuais, refiro-me a "comer de cebolada").
Até que um dia os militantes do PSD reconhecerão que cometeram um erro ao eleger Passos Coelho e até que um dia os portugueses reconhecerão que Sócrates é um mentiroso compulsivo e incompetente que os enganou e arrastou para o fracasso e miséria.
Então, Paulo Rangel será Primeiro-Ministro.

Peliteiro,   às  07:52
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 28 de março de 2010

Os meus medicamentos 

A Texto Editores e a FNAC têm o prazer de convidar V. Ex.ª para a sessão de lançamento do livro OS MEUS MEDICAMENTOS, de José Aranda da Silva, Carlos do Amaral Souto e Sérgio da Palma Vilão, no FNAC Mar Shopping, em Leça da Palmeira, apresentado por Paulo Mendo

Peliteiro,   às  09:21
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 25 de março de 2010

Na Póvoa não gostam da praia 



Os pescadores avisaram os vereadores da Câmara, que a construção estava em mau estado e que havia perigo de derrocada. De nada adiantou; a praia nunca foi uma prioridade para Macedo Vieira. O mar bravo não perdoa. Agora, a responsabilidade de reconstrução deve ser indeterminada. Mais um belo cartão de visita - que esperemos não se perpetue.


Peliteiro,   às  07:55
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 24 de março de 2010

This is a big fucking deal 


Este blogue não podia deixar de saudar o grande passo Americano no sentido de um país mais digno e mais justo, ainda mais grandioso, criando os alicerces de um sistema de saúde capaz de proteger os mais pobres, os 32 milhões mais indefesos. Grande vitória de Obama, após uma batalha de mais de um ano e de quase um século de tentativas.
Como segredou o Vice- Presidente Joe Biden, this is a big fucking deal!

Peliteiro,   às  00:03
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 23 de março de 2010

GoPharma 2010 

«O Gopharma surge da comemoração dos 20 anos de existência da APJF. Será um congresso científico anual, cuja temática estará focada na discussão da profissão farmacêutica. Muito mais do que a reunião dos jovens farmacêuticos de todo o país, estabelece-se como objectivo fulcral a reflexão sobre a realidade do sector. O target do referido evento é definido pelos diplomados em Ciências Farmacêuticas, bem como estudantes finalistas do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, das várias instituições de ensino do país.»


Peliteiro,   às  22:26
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Questões sobre mordomias e corrupção 

ADSE gastou 1.000.000.000 de euros com saúde na função pública

Mas alguém explica porque terá Portugal um serviço de saúde especial para os funcionários públicos? Que mordomias são essas?
Já agora, alguém explica qual a política de convenções - quais os critérios estabelecidos - com os prestadores de serviços de saúde privados? A ADSE alguma vez foi auditada pela Comissão de Corrupção?

Peliteiro,   às  09:13
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 22 de março de 2010

O síndroma Maria Antonieta 

Começa a ser frequente, demasiado frequente, ouvir os comentadores dizerem que o F.C. Porto está a jogar de "cabeça perdida". Ora uma equipa com a experiência e o palmarés que o Porto tem não pode andar constantemente a perder a tramontana, pode perder jogos - todos perdem, todos passam por fases boas e más, todos têm épocas melhores e piores - mas não pode "perder a cabeça", nem os jogadores, sobretudo os mais destacados, podem tresmalhar, desorientarem-se e "perder a cabeça".
A equipa do FCP está a precisar de um abanão, para acabar com vaidades e voltar a jogar à Porto.

Peliteiro,   às  00:06
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 19 de março de 2010

Não, não há falta de médicos 

Governo aprova decreto-lei sobre regime excepcional de contratação de médicos aposentados pelo SNS

Peliteiro,   às  00:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 18 de março de 2010

Aumentos obscenos em ano de PEC 

Tem vindo a público notícias alarmantes sobre a "fuga" de médicos do SNS. Tudo isto obedece a um plano para preparar o povinho para um regime de excepção que permita negociações de carreira com aumentos de remunerações e "incentivos" particularmente obscenos em cenário de crise e em ano de PEC.

Os enfermeiros e os técnicos também querem o mesmo, dinheiro ao fim do mês, não têm é a mesma capacidade de manipulação mediática. Uns estão na era das greves, outros na era das agências de comunicação.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  14:35
10  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O Estado faz todos os dias figura de urso 

Eng.ª Isabel Vaz, Presidente da Comissão Executiva de Espírito Santo Saúde:

«Na hemodiálise foi criada uma fundação com quem o Estado terá assinado um protocolo. O que é isto? Por que é que há uns tipos, normalmente políticos do PS e do PSD, que fazem uma fundação? É sempre esquemas... Esses esquemas custam muito dinheiro. Toda a gente sabe que a informalidade é responsável por 40% do nosso défice estrutural. Porque é que há sempre esquemas? Se há falta [na prestação destes serviços] abram a convenções. O Estado todos os dias não só cria ineficiências no público como vem também criar no privado. Não quero convenções nos meus hospitais. Não quero, não preciso, não vou entrar nesses esquemas, é uma questão de ética empresarial. O mercado das convenções está fechado há anos, a antiguidade é um posto. Chega-se a vender convenções. Posso tratar mal, nem ter procura, pode haver outros muito melhores, mas para o Estado isso não interessa nada. Cria distorções de concorrência terríveis. O Estado faz todos os dias figura de urso e acha lindamente. São os interesses instalados. Hoje ninguém faz regulação técnica, ninguém quer que façam o trabalho deles.»
Ler tudo no ionline. Realces meus.

Peliteiro,   às  14:19
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 16 de março de 2010

Biologie médicale - Le Portugal s'eloigne de l'esprit européen 

Tradicionalmente, o sector das análises clínicas em França, Espanha, Itália, Portugal e nos países onde estes tiveram influência, por exemplo, Marrocos, Argélia, Venezuela, Chile, Etiópia, Líbia, Brasil, Angola, assenta num sistema com bastantes semelhanças entre si, marcado por uma forte intervenção dos farmacêuticos (no início, a Farmácia desempenhou um papel importante no desenvolvimento da "arte" e muitos laboratórios nasceram como anexos de Farmácias) especialistas em análises clínicas.
Já não é a primeira vez que os franceses usam Portugal como exemplo a não seguir em matéria de evolução do sector das análises clínicas.
Agora, a propósito da inconcebível degeneração do sistema que este Governo está prestes a aprovar, eliminando a classe dos técnicos de análises, quadros médios, necessários, e equiparando-os a técnicos superiores de saúde, desnecessários, levou algumas proeminentes figuras do sector a enviar missivas à nossa Ministra da Saúde:


Jean-Pierre Molgatini, Presidente da "Confédération des Biologistes Europées":
« Madame la Ministre
Prenant connaissance des projets de réforme de la Biologie Médicale au Portugal, la Confédération des Biologistes Européens (CBE) que je préside, tient à réaffirmer fermement le caractère médical de notre profession de biologiste médical, directeur de laboratoire d'analyses de biologie clinique.
Ce rôle nécessite en effet une formation d'un minimum de neuf années, telle que définie et reconnue par l'European Community Confederation Clinical Chemistry and Laboratory Medicine (EC4LM) et les autorités européennes.
Tout autre professionnel (technicien ou autre) travaillant dans un laboratoire ne peut exercer que sous le contrôle direct du "Biologiste Médical", qu'il soit médecin ou pharmacien, ainsi que la France vient de le légiférer.
»

Simone Zérah, Présidente du comité « Profession » EFCC et Présidente de la commission du Registre EC4, cosignée par le Pr. Jean Gérard Gobert, Président de la Fédération nationale des Syndicats de Biologistes Hospitaliers et hospitalo-universitaires, le Pr. Jean-Luc Wautier, Président du Syndicat National des Médecins Biologistes des CHU, Thomas Nenninger, Président du syndicat des jeunes biologistes médicaux et par Jean Benoit, Président du Syndicat des Biologistes, Président de la fédération Euro Méditerranéenne des laboratoires de biologie, Vice-président de l’Union Nationale des Professions de Santé, dont voici des extraits :
«Aujourd’hui nous avons évolué vers une biologie purement analytique, plus coûteuse et de moindre efficacité pour les patients une biologie médicale qui s’attache à la pertinence des examens biologiques pratiqués, à la fiabilité de l’ensemble des phases de ces examens (pré-analytique, analytique et post-analytique) et à l’efficience de la discipline (notamment en maîtrisant les volumes de prescription).
La France a choisi des professionnels très qualifiés pour le rôle de Biologiste Médical: les médecins biologistes et les pharmaciens biologistes, titulaires d´un titre de Spécialiste en Biologie Médicale. (Ordonnance no 2010-49 du 13 janvier 2010) et l’analyse de biologie est devenue un examen de biologie médicale qui est un véritable acte médical.
Dans toute l´Europe, la différence entre techniciens et Spécialistes en Biologie Médicale est bien définie. Les laboratoires de biologie médicale, qu’ils soient privés ou publics, sont dirigés par un biologiste médical (biologiste-responsable). Le biologiste médical bénéficie des règles d’indépendance professionnelle reconnues au médecin et au pharmacien dans le code de déontologie qui leur est applicable.
Notre but est de défendre la qualité de notre profession en médecine de laboratoire et de répondre aux souhaits de la Directive Européenne sur les qualifications professionnelles :« …Il est indispensable pour les professionnels de pouvoir justifier d’un niveau de qualification suffisant, afin que le citoyen bénéficie d’une prestation de soins comparable quels que soient la nationalité du professionnel et le pays dans lequel il exerce.»

Lamentável.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  07:36
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 15 de março de 2010

Hoje o pôr-do-sol foi assim 


Peliteiro,   às  18:36
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Liberalizar é concentrar e não dispersar 

Um dos argumentos a favor da liberalização da propriedade e abertura de Farmácias era a entrada de novos actores no mercado, de jovens farmacêuticos e de jovens investidores, dispersando a propriedade e criando novas empresas.
Quem sabia de Farmácia sempre disse que tal era uma ilusão, ilustrando-o inclusivamente com exemplos do ocorrido noutros países. Debalde! Os liberais, consideravam a Farmácia como um qualquer retalho (ainda hoje, os mais desinformados usam essa terminologia de economês arcaico) e portanto o que interessava era acabar com o "monopólio".

As Parafarmácias, ou ParaVazias, são diferentes das Farmácias, mas servem na perfeição como modelo que permite extrapolar alguns comportamentos e alguns resultados. Assim, se o Governo socialista tivesse liberalizado a propriedade e instalação das Farmácias deveria acontecer qualquer coisa parecida com aquilo que aconteceu com as 5 milhões de embalagens de MNSRM vendidos fora das Farmácias em 2009:
3 hipermercados facturam mais de metade do valor do mercado; 5 hipermercados facturam dois terços. *
*(21,3+18,8+12,1)+(11,7+2,4)

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:10
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 14 de março de 2010

Crepúsculo 


Peliteiro,   às  18:48
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bruno Alves 

Percebem de onde vem o poder de elevação de Bruno Alves?


Peliteiro,   às  13:53
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 13 de março de 2010

Creme anti-envelhecimento milagroso 

É por coisas destas que os pobres, se babam nas bancas das revistas e as pobres fazem dietas malucas…


Recebido por correio-e

Peliteiro,   às  13:27
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 11 de março de 2010

A gratuitidade do SNS 

É voz corrente considerar que o Estado português suporta grande parte das as despesas com saúde dos portugueses, que o SNS assegura a gratuitidade da prestação dos serviços de saúde. Circula também frequentemente a ideia de os portugueses, quais ingratos, não terem a percepção do enorme esforço de financiamento na Saúde produzido pelo Estado-providência criando uma espécie de mito urbano baseado na crença de dever ser entregue a todos os doentes uma factura detalhada com o preço das compressas ou da TC (vulgo Taco) como forma de consciencializar o povo para os 10% do PIB gastos com os seus achaques.

Ora não é bem assim! O Estado paga, é vero, uma grande fatia das nossas despesas com saúde mas não paga tudo, nem nada que se pareça, não é gratuito, muito menos tendencialmente gratuito, como bem sabemos e como fica demonstrado num estudo do Prof.º Jorge Simões: Das despesas totais em saúde, «23% são pagamentos directos que saem do bolso dos portugueses».

Fica ainda por esclarecer se nestes 23% são já incluídos as importantes despesas referentes, por exemplo, ao completamente desregulado mercado da óptica ou do completamente desregulado mercado da audiologia ou ainda do completamente desregulado, selvático e sinistro mercado dos complementos e produtos naturais.

Se o Estado gerisse melhor e regulasse alheado dos interesses, com saber e firmeza, bem poderia a saúde ser gratuita. Mas não é.

Peliteiro,   às  22:56
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 8 de março de 2010

Tiros no pé 

Há precisamente15 dias, realizou-se em Fátima a convenção semestral de auditores de gestão da qualidade da APCER. Viam-se sobretudo engenheiros, mas podiam encontrar-se também um ou dois médicos, um ou dois enfermeiros, um ou dois técnicos e... uma boa dúzia de farmacêuticos!
A presença de tantos farmacêuticos nesse círculo muito restrito não acontece por acaso, acontece porque há mais de uma década foi considerado estratégico pelos organismos de classe o desenvolvimento da qualidade nas diversas vertentes da profissão farmacêutica e a consequente formação avançada de farmacêuticos em gestão da qualidade.
____________________



Em Abril, realizar-se-à no Porto, as 1.as Jornadas Atlânticas (Norte de Portugal-Galiza) de Cuidados Farmacêuticos. Logo no início do programa surge a mesa "Qualidade em cuidados farmacêuticos". Um dos temas a tratar é "Auditorias de Qualidade em Cuidados de Saúde" e o palestrante é a Dra. Suzana Parente.
Ora a Dra. Suzana Parente - sem pôr em causa a sua competência, que desconheço em absoluto e nem sequer está em causa -, além de não ter sido vista na anteriormente referida convenção de auditores da APCER, nem na da Bureau Veritas, não é sequer farmacêutica! A mesa é sobre qualidade em cuidados farmacêuticos mas a palestrante é... médica! O evento conta com a organização da Ordem dos Farmacêuticos mas a palestrante pertence à Comissão Nacional de Qualidade da... Ordem dos Médicos!

Num texto anterior alguns colegas e futuros colegas julgaram normal que um mestrado integrado de ciências farmacêuticas fosse coordenado por uma bioquímica; agora talvez achem normal que uma médica fale de cuidados farmacêuticos numas Jornadas Farmacêuticas. Eu não!
Num tempo em que os ataques à profissão farmacêutica são constantes e diversos, pode mesmo assim dizer-se que os piores inimigos dos farmacêuticos são... os farmacêuticos!


Adenda: Comunicam-me, entretanto, que "Auditorias de Qualidade em Cuidados de Saúde" diz respeito sobretudo a Avaliação de resultados clínicos.

Peliteiro,   às  23:46
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Choque tecnológico 

Uma vez mais, este fim-de-semana estive no jantar anual de antigos e actuais estudantes do mítico Bloco D da Residência Universitária João Jacintho, no Beco da Anarda (e na excelente 4º Gala da Rede UC, no Teatro Académico Gil Vicente).
Se o ano passado vos contei das condições miseráveis em que vivem os actuais estudantes, este ano espantei-me ao descobrir que afinal, no país do choque tecnológico, os estudantes universitários não têm acesso à internet nas residências do Estado, ferramenta imprescindível nos dias de hoje para o estudo de qualquer matéria numa Universidade.

Vivemos num país de mentira; nos discursos dos políticos e nos telejornais Portugal é um mar de rosas, mas visto de perto a realidade é bem diferente, é uma desilusão!


Peliteiro,   às  00:08
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 5 de março de 2010

lolada: Ataque aos lóbis 

Como é sabido, sou um admirador da acção da Associação Nacional das Farmácias e defendo que o sector das Farmácias é um exemplo raro de eficiência e qualidade quer na área da saúde quer, até, no país.
Mas não posso deixar de sorrir quando o mesmo Primeiro-Ministro que anunciou que «É tempo de resolver os estrangulamentos que impedem que o interesse geral se imponha aos interesses particulares e corporativos que não servem a maioria dos portugueses», porque «Para este Governo, a defesa da concorrência e a defesa do consumidor são para levar a sério» - logo comentado pelo Dr. João Cordeiro: Aquelas pessoas que nos atacam não venham depois dizer que afinal o lóbi ainda está mais forte -, num cenário de forte crise e de perda de rentabilidade em todos os sectores, num cenário de necessidade imperiosa de controlar as despesas do SNS e, concretamente, as comparticipações do Estado em medicamentos, vem repor, aumentando, a margem de lucro das Farmácias.
Não é que as Farmácias não mereçam os 20% de margem de lucro, perfeitamente compatível com a prática noutros países da Europa e perfeitamente justa dada a excelência dos serciços prestados, mas se isto for verdade e se concretizar (a Sra. Ministra não o referiu explicitamente, talvez por uma questão de pudor), e dado o contexto, então é caso para dizer: ... nem digo!

Peliteiro,   às  14:31
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 4 de março de 2010

Mais uma mentira socialista 

'Revolução' na política do medicamento

«Ana Jorge defendeu que as medidas introduzidas pelo executivo poderão “reduzir até 80 milhões de euros” os gastos estatais com medicamentos. “Mas esta redução não é feita nem à custa da qualidade, nem por via da transferência de custos para o utente”.»

Falhadas as extraordinárias reformas na política do medicamento de Correia de Campos (Portugal é a segunda - segunda! - maior taxa de despesa com medicamentos na UE, em 2009 o mercado dos medicamentos cresceu 6,3% - mais do triplo do previsto! - nas Farmácias e 11% - inacreditável! - nos hospitais) surgem agora as réplicas. O Ministério da Saúde anunciou hoje uma verdadeira quadratura do círculo: melhorar o acesso ao medicamento e poupar dinheiro em comparticipações do Estado.

Tal como anteriormente previ o fracasso das reformas do medicamento também agora prevejo que daqui a um ano se verificará que a despesa com medicamentos afinal seguiu o seu curso inexorável, à mercê dos interesses de sempre. Os números, que são facturas, não mentem.
Enquanto não se atacarem as verdadeiras causas do descontrolo com os gastos em medicamentos, enquanto não se tomarem medidas de ruptura - como a prescrição por denominação comum internacional - aplicadas com rigor, anúncios de milagres como os de hoje - prontamente amplificados por uma comunicação social que caninamente deita e rebola - serão replicados a espaços sem que o problema se resolva.

Peliteiro,   às  22:52
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 3 de março de 2010

O toque de sadiM 

Aquilo que foi feito foi aquilo que era necessário para criar condições para as farmácias poderem existir

É incontornável, a incompetência está inscrita no código genético do Estado.
Vejamos o exemplo das Farmácias. É sabido que o sector das Farmácias é um sector de excelência, moderno, qualificado, eficiente e lucrativo, exageradamente denominado por mina de ouro. Pois bem, o Estado resolveu interferir e resolveu permitir a abertura de farmácias nos hospitais: o projecto é um fracasso, de dimensões pouco conhecidas, escondido da opinião pública, num processo opaco, suspeitando-se que a rentabilidade dessas Farmácias, em posição concorrencial privilegiada relativamente às demais, não é a suficiente para honrar os compromissos financeiros com os hospitais onde estão instaladas.
Ou seja, neste caso, como em tantos outros, o Estado possui o dom inverso ao do Rei Midas, tudo em que toca é transformado em esterco.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:59
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Contributo para a saúde oral em Portugal 

«Estando fundamentada a importância da Saúde Oral no equilíbrio geral do corpo humano e estando estabelecida a importância da Medicina Dentária na articulação com as diversas especialidades médicas, é incompreensível que a prestação dos cuidados de saúde oral seja ignorada no modelo do Serviço Nacional de Saúde português.» Leia e pondere assinar a PETIÇÃO.

Peliteiro,   às  23:49
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.