<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Bom Ano 

Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário

Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário Keeley Hazell official lingerie calendar 2009 calendário

Peliteiro,   às  17:06
14  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Grandes mentiras de 2008 

«A abertura de cerca de 300 novas farmácias, num cenário de liberalização que põe fim a uma exclusividade que já ninguém compreendia. O primeiro concurso para abertura de novas farmácias decorrente da nova legislação acontecerá no próximo mês de Abril.»
Ana Jorge, Nula-Ministra da Saúde

Peliteiro,   às  00:57
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 28 de dezembro de 2008

As reformas na saúde e a objectiva realidade 

Este ano a gripe chegou mais cedo, embora, por enquanto, com a incidência habitual de um Inverno frio. Nada de novo, portanto.
Nada de novo também no caos verificado em Hospitais (!) e Centros de Saúde Públicos - nos estabelecimentos de saúde privados, também nas Farmácias, nunca há caos, os doentes são clientes e portanto quantos mais melhor - possibilitando a análise concreta das reformas deste XVII Governo: zero, a ineficiência de sempre, esperas de 25 horas e os doentes tratados como alimárias.


Peliteiro,   às  15:51
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Grandes mentiras de 2008 

Desejos de um próspero ano de 2009
Eu a um cliente do BPP

Peliteiro,   às  10:57
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Grandes mentiras de 2008 

«As famílias portuguesas podem esperar ter um melhor rendimento disponível em 2009, vão ganhar poder de compra como não ganhavam há muitos anos.»
Inginheiro Sócrates

Peliteiro,   às  10:49
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Grandes mentiras de 2008 

«Vila do Conde não pode ficar sem urgências próprias»!
Mário Almeida

Peliteiro,   às  10:47
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Grandes mentiras de 2008 

«No segundo semestre de 2008, vai avançar a venda de unidoses de medicamentos nas farmácias dos hospitais públicos».
Secretário de Estado Francisco Ramos

Etiquetas:


Peliteiro,   às  14:17
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Grandes mentiras de 2008 

«Foi por isso que criámos as condições para que baixassem os juros com a habitação.»
Ingenheiro Sócrates

Peliteiro,   às  14:10
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Grandes mentiras de 2008 

«As novas regras para as convenções estão em preparação, devendo ser postas à discussão pública ainda em Março.»
Ministra da Saúde Ana Jorge

Peliteiro,   às  14:05
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Constatação do ano 

Portugal não precisa de construir mais escolas, nem de mais hospitais, nem de mais estradas, nem de mais tribunais, nem de mais, nem de mais aeroportos, nem de mais bancos. Precisa apenas de construir mais prisões para meter todos aqueles que impedem o bom uso, roubando, dos equipamentos que temos.

Peliteiro,   às  14:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Pais contra filhos 

Custa assumir que os nossos filhos já quase nos ganham um jogo de futebol. Para o ano a vitória será ainda mais difícil: eles crescerão e nós decresceremos.
O Natal não é só convívio ao redor de uma mesa - este ano não houve os tradicionais panados no Bom Gosto -, também pode ser confraternização entre gerações (três gerações Sá Peliteiro presentes) e amigos de sempre a correr atrás de uma bola.

famalicão 24 de Dezembro

Peliteiro,   às  13:52
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Bom Natal 

Marten de Vos; 1577; maneirismo

Peliteiro,   às  00:13
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

A traição do Presidente 

Vila do Conde

Embora, de facto, saibamos que nem todas as terreolas devam ter uma urgência, Mário Almeida traiu os seus munícipes, prometeu-lhes uma coisa e combinou com Lisboa precisamente o contrário.

Peliteiro,   às  22:36
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Empresarialização? 


Afinal o tecto máximo para os honorários dos médicos tarefeiros nas urgências é apenas indicativo. Está bem. Entendi.

Eu ontem não vos dizia, sobre a fixação desse tecto máximo, "que duvido venha a ser cumprida, hão-de arranjar um estratagema para circundar esta regra"? Conheço bem a psicologia dos políticos incompetentes e cobardes.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:31
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Apito encarnado 

Benfica 0 - Nacional 0

Etiquetas:


Peliteiro,   às  22:24
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 21 de dezembro de 2008

Empresarialização? 

Para acabar com os abusos,
o Governo proíbe os hospitais públicos de pagar mais de 27,5 € aos médicos não especialistas e 35 € aos médicos de especialidades.

Parece-me mal esta decisão do Governo (que duvido venha a ser cumprida, hão-de arranjar um estratagema para circundar esta regra) porque a empresarialização hospitalar não deveria ser uma rotulagem vã, os Hospitais ou são públicos ou são EPEs - Correia de Campos quis que fossem EPEs, portanto não deve ser o Governo quem fixa tectos máximos de vencimentos.
Parece-me pior, no entanto, as negociatas e absurdas remunerações pagas a profissionais que mal entendem o português dos doentes, que fazem urgências sentados em marisqueiras e casas de alterne, a dormir nos gabinetes ou mesmo em casa.

Ou seja, 27 e 35 euros à hora para incompetentes e vigaristas é muito, mas para médicos que passem a noite a trabalhar no duro, a ver doentes, é pouco. O problema é o de sempre na função pública - e nos EPE, pelo que se vê -, paga o justo pelo pecador.

Peliteiro,   às  17:29
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Isto admite-se? 

Bem sei que é uma migalha, caridade eleitoralista, pura propaganda, a «decisão tomada pelo Governo de conceder empréstimos, até cerca de 2600 euros, aos trabalhadores e aposentados da função pública que estejam a passar por dificuldades financeiras», mas porque hão-de ter os funcionários públicos esta benesse?
Isto só vai lá com um levantamento popular!

Peliteiro,   às  17:21
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Apito encarnado 

Benfica: 8 - Metallica: 0

Etiquetas:


Peliteiro,   às  17:11
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

É legítimo que só os Farmacêuticos

possam ser proprietários e explorar uma Farmácia 

Segundo as conclusões do Advogado Geral do Tribunal de Justiça da Comunidade Europeia, Yves Bot, «É legítimo que só os Farmacêuticos possam ser proprietários e explorar uma Farmácia»!

Era bom que José Sócrates, Correia de Campos, José Lello, a Autoridade de Concorrência e os investigadores da Universidade Católica que fizeram um "estudo" sobre o assunto e que serviu se suporte para as infames alterações legislativas (que servem que interesses económicos?) efectuadas por este Governo e que provocaram um absurdo retrocesso legislativo lessem as conclusões do Advogado Geral.

Também era bom que todos os opinion makers deste país, jornalistas, croniqueiros, blogadores, taxistas e todo o Mariao cão e gato com a mania que sabe de Farmácia e medicamentos lessem as conclusões do Advogado Geral.

Também era bom que me lessem a mim, o que escrevi neste blogue desde Março de 2005 até Julho de 2007 - quando o novo regime jurídico da Farmácia foi publicado em Diário da República -, e verificassem que os meus argumentos são sobreponíveis ao de Yves Bot. Já agora os que me chamaram, nas caixas de comentários, corporativista, interesseiro, intelectualmente desonesto e outras termos um bocadinho mais feios deviam - já nem digo pedir desculpas - reconsiderar as suas afirmações, porque afinal o que eu defendia não era assim tão disparatado.


«Sublinha que uma pessoa, simultaneamente proprietária e empregadora, que seja titular de uma farmácia influencia inevitavelmente a política desta em matéria de dispensa de medicamentos (...) qualidade do acto de dispensa de medicamentos está estreitamente ligada à independência que um farmacêutico deve demonstrar no exercício da sua missão.». Óbvio! Lógico! Evidente! E agora em Portugal? Repito, a quem interessa o retrocesso legislativo levado a cabo por Sócrates e Correia? Quem paga por isso? Quem ganha com isso? O Estado e os doentes parece que não!

Etiquetas:


Peliteiro,   às  19:57
10  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Ordre et méthode 

Não sou um fanático rabugento da ordem e do método como Hercule Poirot, mas convivo cada vez pior com a rebaldaria que nos rodeia. Nada funciona, ninguém sabe nada, se não estamos atentos vigarizam-nos, e ainda gozam connosco.

Um exemplo de agora mesmo: a minha placa de internet móvel deixou de funcionar, liguei para o 707 não-sei-quantos, serviço pago, uma menina pediu dados, ouviu a minha exposição e... deixou-me pendurado até a chamada cair!!! 8 minutos pagos, 3 euros, 600 paus! Voltei a ligar. A mesma coisa, 6 minutos, 2 euros, 400 paus, 1 conto de rei no total. A placa ficou como estava!
Irritado, vociferando, fui ao site do Instituto do Consumidor, ao separador reclamações. Está desconfigurado!

É por isso que não consigo acabar com o blogue. Pelo menos aqui desabafo, espirro a bílis. Não serve de nada, mas enfim, durmo melhor. Ordem e método, ordem e método, ordem e método, ordem e método...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:42
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Eficiência do Estado 

Liguei 14 vezes consecutivas para um grande Hospital do Estado tentando contactar, por motivos profissionais, um responsável de um serviço que aguarda, no interesse dele, uma chamada minha.
14 vezes em que fiquei ouvindo uma máquina debitar um "aguarde por favor", até a chamada cair. 14!

Quantos minutos perdi? Quantos minutos perderam as telefonistas? Quantos minutos perderam os que esperaram que as telefonistas me atendessem?

Amanhã volto a tentar...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  11:34
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 14 de dezembro de 2008

Director de ACE 


Continuo a pedir desculpas pelo baixo nível de produção deste blogue mas continuo numa roda-viva, num rodopio.

Não me querem nomear para Director de um ACE, é uma pouca vergonha, ninguém tem melhor currículo do que eu mas o alinhamento político tem-se revelado fundamental.

Mas eu resisto e insisto - reparem que isto já devia estar decidido em 27 de Novembro! Não se livram de mim facilmente!

Agora vinha pedir a Vossa ajuda, caros leitores. Apoio popular, é o que preciso: mande uma mensagem para AQUI, para o Secretário de Estado Manel Pizzarro (A ministra não manda nada, nem vale a pena) - Peliteiro a Director de um ACE, já!

Amanhã vou almoçar com um empreiteiro que é quem paga as campanhas eleitorais aí dos tubarões e que está na construção de um grande hospital, a ver se isto vai.

Peliteiro,   às  22:44
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Caminhos de Santiago 

Chovia que Deus-a-dava. Amedrontaram-se todos. Todos? Não! Um pequeno grupo de irredutíveis resistiu à intempérie e dispôs-se a fazer a caminhada por campos e montes, desde S. Pedro de Rates e na direcção de Santiago de Compostela.
Na verdade só éramos 4: eu, os meus dois filhos - juro que não foram obrigados, são é de raça valente - e a Clara, que conhece bem as encruzilhadas dos caminhos de Santiago.
De realçar a brilhante palestra proferida pelo erudito Tózinho, à volta da Igreja de Rates, subordinada ao tema "A Igreja mais antiga de Portugal - História e Arquitectura".

Já no almoço - no restaurante Pedra Furada (o livro de registos de peregrinos de Santiago, conta no último ano com a presença de 50 nacionalidades diferentes), na freguesia de Barcelos com o mesmo nome, onde almoçamos um portentoso cozido à portuguesa à minhota (com carne de porco temperada durante 15 dias, imersa numa receita secreta), cabrito assado no forno, rojões e papas de sarrabulho - apareceu mais gente, desistentes e não só.
A pensar nestes, nos que gostam mais das tainas que dos caminhos, a nossa próxima iniciativa será um passeio a pé "Do Conde de Arnoso ao Visconde de Pindela" ao que se seguirá um Workshop a realizar na Quinta da Costa, em Mouquim, Famalicão, com o tema: "Papas de sarrabulho à moda de Famalicão e à moda de Braga, similitudes e diferenças; a relação perfeita com o Pudim Abade de Priscos". Lá para fins de Janeiro.


Peliteiro,   às  21:59
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Bem feito 

«Sócrates - lembram-se? - começou "contra" as "corporações". Na posse, deu logo dois exemplos. Ia reduzir as férias judiciais e "proletarizar" o acesso ao medicamento colocando-o, nos supermercados, ao lado da manteiga e do papel higiénico. Correia de Campos, na saúde, foi tão "original" no seu "combate" que acabou vexado e corrido com umas palmadinhas nas costas. E a indústria farmacêutica não consta que tivesse perdido o que quer que fosse. Os médicos, a cuja classe profissional pertence a improvável sucessora de Campos, ameaça. Os magistrados do MP também.»

Ler mais, no Portugal dos Pequeninos, para saber porque «tudo o que nos acontecer (ou deixar de acontecer) é, pois, muito bem feito».

Peliteiro,   às  21:54
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Apito encarnado 

Benfica despachado da Taça pelo Leixões

Concentradíssimo a comparar, em prova cega, os melhores vinhos do mundo, concretamente comparando um Apalta com um Quinta do Crasto, eis que me dizem que o Glorioso foi despachado da Taça pelo modesto Leixões. Momentos de felicidade. O Apalta na minha modesta opinião é, de facto, melhor. Mergulho o nariz no copo e desfruto do prazer dos aromas proporcionados pela inconfundível Cabernet Sauvignon. Prolongo o momento, inebriado, imaginando o esférico pontapeada por um jogador do Leixões, qual David, a enredar-se nas malhas das redes defendidas pelo maior clube de Portugal, quiçá do mundo. A vida é bela...

Etiquetas:


Peliteiro,   às  10:09
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

mau ano 

Todos dizem que 2009 será um ano mau.

Não acredito. Mau será 2010!
Em 2009 há eleições. Em 2010 seremos sugados até ao tutano - sugados pelo Estado!

Keeley Hazel

Peliteiro,   às  14:08
6  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

esboroar 

Não sei se têm esta sensação mas, para mim, a palavra que melhor define o estado do nosso Estado é a palavra "esboroar". Está tudo a esboroar-se, todos os sectores, todas as actividades, toda a sociedade, lentamente - um esboroar que nos vai envolvendo, sufocando, que nos tolda a vista e impede os movimentos. Não é só nos aspectos económicos, é em tudo.
Todos se queixam. Todos sentem que os alicerces em que se apoiavam se vão esboroando e vão provocar um afundamento progressivo.
Claro que a crise internacional é o bode expiatório para este esboroar, mas a culpa, a causa, deste estado do Estado é muito mais preocupante - é mais preocupante porque é nossa, está aqui entre nós.

Peliteiro,   às  23:55
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Mãe opta pela Vida... e acaba em Tribunal! 

«Amanhã, quinta-feira dia 11, pelas 14h00 será lida no tribunal da Póvoa de Varzim a sentença da Isabel, uma jovem mãe solteira que, após ter decidido levar a sua gravidez até ao fim e denunciado a violência da pressão familiar e social no sentido de abortar, se viu processada... pelo próprio pai!»

Ler mais no Portugal pro Vida e, se puder, compareça no Tribunal aqui da Póvoa para apoiar a Isabel.

Peliteiro,   às  23:28
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Estudantes de informática a realizar "rastreios de saúde" 

Denuncia, bem, o COGITARE EM SAÚDE o insólito dos estudantes de informática a realizar "rastreios de saúde"
.
É preocupante a quantidade de rastreios que se efectuam por este país fora. Com o advento dos POC qualquer tasco e qualquer tosco faz análises e diagnósticos laboratoriais.

É preocupante não só pela duvidosa veracidade dos resultados, pelo desconhecimento dos erros e incertezas associados às medições, mas também pela informação prestada aos doentes e pelo seguimento posterior à comunicação dos resultados dos exames realizados.

Esta situação arrepia qualquer epidemiologista!

Vale tudo. Enfim…
A Ministra é fraquinha - a tendência é piorar.

Peliteiro,   às  23:20
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Quiz 

E afinal onde é que eu estou?

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:05
14  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 7 de dezembro de 2008

Cracas 

Num restaurante longe de casa, escolhido pela procura de cozinha da região, ouço com curiosidade o que se diz na mesa ao lado sobre restaurantes especializados em cozinha típica. Comentários maioritariamente negativos: ali come-se mal, ali não estava bom, acolá era salgado…
O empregado chega e traz pregos no prato com ovos e pickles – desconfio.
Apuro o ouvido e consigo entender uma expressão usada por lisboenses, com pronúncia de lisboense.
Fake!
Esquece tudo o que ouviste! Lisboetas não sabem nem comer bem.
O mais velho deles, com olhos de peixe pouco fresco, cheio de tiques e manias, continua a dizer mal do bife de novilho na pedra, enquanto mastiga o seu prego afiambrado.
Fake. Raça de impostores, de certeza que nem se Lisboa são, talvez do Cacém ou de Sacavém.

Peliteiro,   às  01:27
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Grandes mistérios contemporâneos 

Se um hotel pretende ter clientes satisfeitos deve proporcionar-lhes um bom sono.
Sendo assim, porque não se encontram - eu pelo menos não tenho encontrado - hotéis com sistemas de persianas que assegurem a obscuridade total e todos adoptem o sistema de cortinas que sempre permitem a entrada de irritantes frestas de luz.

Peliteiro,   às  23:16
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Haja alguém que nos valha 

«Neste país a idiotice parece infinita. O piroxicam tópico passou a medicamento de venda livre.»

Peliteiro,   às  23:11
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

É fácil governar em Portugal 

Longe vão os tempos em que se atiravam espanhóis pelas janelas.
Pelo menos extrapolando a partir do Ministério que vou acompanhando com mais atenção: No início do Governo Sócrates este prometeu que iria revolucionar o sector dos medicamentos; o tempo foi passando e tudo, no essencial, ficou na mesma; a liberalização da abertura de Farmácias foi dada como certa, depois abririam rapidamente 500 novas Farmácias, depois seriam 350, depois 300 em Abril de 2008, depois... deixou de se falar nisso!

Na semana passada o Secretário de Estado Francisco Ramos escreveu no Jornal de Negócios um artigo onde enumerava as medidas tomadas na área do medicamento - começava o artigo elogiando as vantagens da venda de medicamentos de venda livre fora das Farmácias, ou seja falou de alecrim. Este fim de semana a Ministra da Saúde Ana Jorge deu uma entrevista extensa ao Expresso explicando como anestesiava o país enquanto a Saúde derrapava e se afundava; de medicamentos e Farmácias falou de uma Farmácia num Hospital de Leiria e da venda em unidose que um dia destes, quem sabe, será iniciada - ou seja falou de manjerona.
Do essencial, nada!

A oposição ocupa-se em guerras internas e questiúnculas. Os jornalistas preparam-se mal, são macios, desinteressados e apáticos. Os Portugueses não reagem, têm fraca memória e deixam-se levar como criancinhas.
É fácil governar em Portugal.

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Caminho de Santiago 


Sábado, dia 13, iniciaremos a 1ª etapa do Caminho de Santiago: S. Pedro de Rates - Pedra Furada.
Aliás, convém dizer já que só faremos duas etapas, esta e última, Padrón - Santiago de Compostela, lá para Fevereiro ou Março.

Esta é fácil, 8 Km de bom caminho; no fim, uma boa refeição Minhota no restaurante Pedra Furada; depois quem quiser e, depois dos rojões, ainda puder volta a pé, para mais 8 km.

O encontro é às 10:00h, procedendo-se a uma muito breve visita da Igreja de Rates, ocorrendo a partida meia-hora depois.

Como de costume, nestas iniciativas dos amigos do Boticário, quem quiser aparece (neste caso convém apenas marcar lugar no restaurante); estão todos convidados.

Peliteiro,   às  23:22
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Apito encarnado 

SLB 2 - Setúbal 2

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:18
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.