<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

Encerrado para férias 

Cárrnávaul, cá vamos nós...



Peliteiro,   às  14:07
10  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 



Os blogues da Póvoa mereceram primeira página do Póvoa Semanário. Sinal do relevo crescente que assumem na sociedade. Na Póvoa começou a blogar-se tarde, mas neste momento assiste-se a uma "bolha" criativa; ao contrário de Vila do Conde, por exemplo, onde tudo começou mais cedo e onde se verifica agora uma vaga de desistências. São ciclos, são purgas.
O certo é que este movimento é imparável e não será absurdo prever que num futuro próximo quase todos terão a sua própria página pessoal como forma de alter-ego.

O jornalista Pedro Ferreira e Silva teve a amabilidade de citar as minhas "Impressões", nomeando-me simpaticamente "O decano dos blogs poveiros".

Um belo trabalho de divulgação desta ferramenta de comunicação fascinante. Esperemos que surjam muitas mais pessoas a blogar, a intervir, a ter opinião e a apurar o gosto pelas tecnologias, pela leitura e pela escrita.

Peliteiro,   às  00:20
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006

Gripes 

Seguindo uma tradição nacional, iniciada pelo ministro Gomes da Silva, que comeu em directo na TV uma boa mioleira de vaca, exigimos agora que Jaime Silva coma também, na TVI, em directo, um frango de churrasco mal passado, daqueles que se podem comprar ao Domingo, na berma da estrada. Para a tranquilidade de Portugal!




O Prof.º Marcelo aconselhou já a leitura de 2 livros sobre a gripe das aves. Custa-me sempre ver pessoas a ganhar bom dinheiro com os medos e as desgraças alheias; será o caso dos autores destes livros, que se apressaram a compilar uma série de banalidades (ressalvo que não os li, apenas os folheei numa livraria) sobre a gripe aviária. O Prof.º Marcelo devia saber que um livro neste caso não é um bom meio de informação - no dia a seguir a ser escrito já está desactualizado, no dia da publicação já é dinossaúrico...

Quem quiser boa informação, acessível ao público em geral, carregue no ganso:


Peliteiro,   às  13:11
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

Inquérito de Verão 

Estas correntes da blogosfera são, para mim, um mistério. Se me desse ao trabalho de as seguir talvez conseguisse descobrir o autor da ideia. Devem ser pessoas com uma capacidade extraodinária de motivar equipas. Eu, se tentasse iniciar uma coisa destas não convenceria ninguém a responder, de certeza.

Sempre que posso esquivo-me a este tipo de inquéritos de Verão. Mas não posso recusar o convite simpático do Poveiro JCNunes e portanto vou tentar tipificar as minhas 5 principais "Manias/Hábitos Estranhos". Não sem antes buscar inspiração à resposta, que me lembro perfeitamente de ter lido, do Besugo.
Pensando bem, as minhas bizarrias mais marcadas relacionam-se com uma disfunção congénita do meu ritmo circadiano que - porca miséria! - não tem evoluído favoravelmente com a idade. Imaginem vocês a personalidade brilhante que eu não seria se não tivesse uma tão grave e incapacitante perturbação do sono/vigília; imaginem o quão martirizada não é a minha vida, perseguido que sou desde a primária por uma incompatibilidade irresolúvel com os horários dos comuns mortais. Sou um vampiro é o que sou. O meu filho ainda um dia destes perdeu um campeonato do jogo do 24, onde era favorito, porque o pai, esse irresponsável, o levou à escola com um atraso mortal. Isto pode ser atestado, por exemplo, pelo maior comentador da blogosfera Poveira, o Universalex, que foi meu colega de quarto por uns tempos, no Bloco D, o maior antro de Coimbra, e já não podia aturar as minhas insónias. E na tropa? Quantas fachinas à caserna, quantos fins-de-semana de serviço... Mas não vale a pena lamentos, o que nasce torto morrerá convulso, ou imitando o Miguel Esteves Cardoso, vermelho ao mar amanhã não vou despertar, mas também, Peliteiro madrugador é motivo para andor.
Por hoje basta, que se faz tarde e amanhã tenho doentes há minha espera pelas 9 da manhã (*quem diz 9 diz 9:30), portanto, aqui vai:

1 - À noite nunca tenho sono;
2 - De manhã nunca acordo;
3 - *Sou pontualmente atrasado em 30';
4 - Numa sesta adormeço mesmo no chão; à noite tudo me incomoda;
5 - Tomo 5 cafés de manhã; à tarde 1 só faz-me insónias.


Agora, como é da praxe, convidarei 5 outros blogadores: FootBicancas; Tony Vieira; Eduardo; Silva Garcia; Vladimiro. Obrigado.

Peliteiro,   às  23:36
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Hoje somos todos.... Red!



Peliteiro,   às  13:55
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2006

O jogo do momento 

Dinamarca contra-ataca


Peliteiro,   às  13:15
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 19 de fevereiro de 2006

José Sá Fernandes 

Se fosse Lisboês muito provavelmente não teria votado em José Sá Fernades.
Se for verdade o que li nos jornais sobre o caso Bragaparques, e se fosse Lisboês, de certeza me arrependeria de não ter votado em José Sá Fernandes.
Não que aquilo que supostamente fez seja uma coisa extraordinária, mas o certo é que atitudes como a dele são raras.

Se se provar a tentativa de corrupção, talvez não seja disparatado supor que casos semelhantes existem noutras autarquias com quem a Bragaparques estabeleceu negócios...
Talvez se percebesse como autarcas em exercício há anos, com vencimentos modestos, ostentam sinais de riqueza e, segundo se diz, ocultam fortunas fabulosas.

Peliteiro,   às  23:46
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

SNS 

Bem sei que pelas leis da entropia é bem mais fácil destruir que construir.
Correia de Campos nunca conseguiria acabar com o SNS, muito menos encontraria alternativas de remodelação ou reformulação do seu financiamento.

O Ministro tem uma atracção - que lhe pode ser fatal - pela ribalta, pelas luzes do palco.
Nós vamos conhecendo o espécimen e sabemos que estes excessos de protagonismo - que lhe podem ser fatais - visam esconder a incompetência e a inoperância.

Anunciar o fim do SNS - julgava ele - daria conversa, desmentidos, explicações, anda para trás, anda para a frente, entrevistas e comentários para o próximo semestre. Entretanto distraíam-se os pategos e ninguém reparava que a Saúde continua mal em Portugal; muito mal.

Julgo que se enganou. Já ninguém lhe dá crédito. Palhaço!

Peliteiro,   às  23:16
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A Póvoa esmera a cada Fevereiro 

BlogThis! Aspirina B

Peliteiro,   às  23:14
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

04# 

Na Visão desta semana um apontamente muito favorável a um dos melhores restaurantes da Póvoa (embora se localize em Vila do Conde). Não fui eu que escrevi mas podia perfeitamente ter sido, porque concordo com as apreciações produzidas.



PS - As amêijoas são, de facto, muito boas


Peliteiro,   às  23:19
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sede de morte 




Esta é a foto do dia da Reuters. Um menino sudanês bebe água no rio Aquem, cuja àgua está possivelmente contaminada com a cólera.
TomarPartido.



Na região morreram já 27 pessoas pela cólera. Mundo cão!


Peliteiro,   às  00:07
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2006

Sonae Sà

Depois do revés nas Farmácias, Belmiro, insatisfeito e inconformado, fugiu para a frente:

«Sonae inaugura clínica no estádio do Dragão. Um investimento da ordem dos 6.000.000 de euros, a Clínica Saúde Atlântica está dimensionada para receber 500 doentes [não os doentes da bola, doentes a sério!] por dia. O Ministro da Saúde e o Bispo do Porto presidiram à cerimónia de inauguração.

Mas o maior investimento passará pela construção do futuro Hospital Cidade do Porto, unidade privada a erguer num terreno contíguo ao Hospital Magalhães de Lemos, já adquirido para o efeito e que aguarda apenas o licenciamento para poder avançar, estando prevista a inauguração para 2008/2009.
»

Vês Belmiro, aquilo das Farmácias não era negócio para ti, até te ficava mal, um negócio menor; retalho como diz o Ministro. Hospitais grandes sim! Ministros e Bispos a inaugurar...
Bom, se as Clínicas e os Hospitais tivessem uma ou mais Farmácias, também, tuas à porta, bom, nesse caso juntava-se o útil ao agradável. Tenta com o próximo Ministro.

Peliteiro,   às  23:48
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Eu, estou aqui... 

Ranking, segundo a Marktest, do número de visitas, em Janeiro, a publicações diárias online:

Público: 274.000
A Bola: 249.000
Record: 230.000
O Jogo: 172.000
CManhã: 128.000
DN: 117.000
JN: 117.000
Boticário: 4.000

Não se riam, eles são muitos e eu sou sózinho, amador e em part-time...


Peliteiro,   às  23:25
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Metropolitano 

Não sendo especialista em transportes, à designação metropolitano ocorrem-me associações com alguns termos, como rápido, económico, popular, urbano, subterrâneo, mas também rede de ligações e integração com outros meios de transporte.

Ora, conhecendo minimamente a evolução da "novela" do metropolitano e analisando o mapa publicado no Cá 70 pode concluir-se que a linha Porto / Póvoa não corresponde à ideia daquilo que presumimos ser um "metro" e, inacreditavelmente - após investimentos avultados e obras intermináveis - não representa vantagem assinalável para quem se desloca entre o Porto e a Póvoa.



Assim depois de tanto investimento, expropriações, tanto incómodo causado por obras, tantas expectativas, os habitantes da Póvoa de Varzim e Vila do Conde constatam que ficaram a perder! Que a modernidade é uma versão estragada do tradicional. Envergonhem-se políticos e gestores do projecto metro do Porto com o horário do comboio de 1907, a carvão - publicado no blogue da Comissão de Utentes da Linha da Póvoa -, que conseguia uns admiráveis 25 Km/hora contra os previstos 28 Km/hora. Ou seja 500 milhões de contos para um ganho de 3 Km/hora dá um custo por Km/hora de qualquer coisa como ... é fazer as contas.



Eu - um dos pategos que aguardava a chegada providencial de um transporte público que me permitisse deixar o carro na garagem e evitar o desgaste da ponte de Leça, NorteShopping e rotunda da Boavista; que me permitisse aliviar a minha má consciência ecológica pela poluição atmosférica, sonora e visual que a minha lata provoca; que me permitisse poupar um dinheirito em combustível enquanto lia comodamente o jornal ou um livro - assim continuarei a ir trabalhar de carro, enquanto que o metro do Porto acumularará prejuízos de exploração (fatal como o destino, logo veremos).

Peliteiro,   às  23:17
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2006

H5N1 

Um assunto que verdadeiramente me preocupa, há tempos, é a pandemia da gripe. estará cada vez mais perto e sentimo-nos cada vez mais cercados pelo perigo eminente.
Nós e as crianças. Elas mais porque mais indefesas psicologicamente e porque não compreenderão tão bem o significado de notícias, que ouvem frequentemente, tão alarmantes.
Há um ano atrás, escrevi AQUI um texto destinado a informar os mais novos, concretamente os meus rapazes. Publico-o de novo dada a actualidade renovada do tema:

Ao jantar, aqui os rapazes, perguntaram-me o que é isso da gripe das aves, a que se fala na TV. O que lhes disse foi, mais ponto menos vírgula, o que passo a escrever e que pode aproveitar - sem pretensões de pedagogo, logicamente - a quem tiver filhos pequenos:

A gripe é uma doença vulgar - ainda há pouco tive gripe, lembram-se? - mas que pode ser uma doença muito séria! Mas hoje há muita gente a trabalhar, em todo o mundo, cientistas, de modo a prevenir que os vírus nos colonizem e nos tornem doentes.

O vírus da gripe, ou vírus da Influenza Humano classifica-se em dois tipos, A e B, por causa de duas substâncias existentes na sua "pele", chamadas «antigénios de superfície», a Hemaglutinina (H) e a Neuraminidase (N).

Nos dias de hoje, o Influenza A apresenta-se sob a forma de 2 subtipos muito activos, diz-se então que são «epidemiologicamente importantes», o H3N2 e o H1N1 (este causou a gripe espanhola, em 1918, nos finais da 1ª grande guerra, e atacou em todo o mundo, mais ou menos ao mesmo tempo; foi aquilo a que se chama uma «pandemia», com 20 milhões de mortos, mais do dobro de todos os Portugueses e para aí o triplo dos adeptos do FCP).

Uma das características do vírus da Influenza é ele disfarçar-se constantemente, ter muitas formas. É muito astuto. Geralmente são disfarces pequenos, são os «movimentos antigénicos», «alterações antigénicas menores», o que explica porque todos os anos as vacinas da gripe são diferentes, tem «composições antigénicas ajustadas».

Sendo este vírus instável e manhoso por vezes pode transfigurar-se, assim como um travesti, pode sofrer «mutações» grandes, significativas, súbitas, aparecer sob uma nova forma, completamente desconhecida.

Nestes casos os nossos corpos não o reconhecem e portanto não o atacam, ao malandro, o que lhe dá a possibilidade de se desenvolver e de nos causar a doença. Neste caso, claro, sendo ele de um subtipo novo, não há vacinas preparadas para o combater. Uma maçada...

Isto acontece raramente, de muito longe a longe, mais ou menos de 30 em 30 anos (a última aconteceu quando eu era da vossa idade). Agora nós estamos mais preparados, temos mais hospitais e mais medicamentos; mas por outro lado há aviões e TGVs e carros que lhe podem dar uma boleia rápida para todo o planeta e, também, as pessoas vivem mais juntas, em cidades, trabalham em escritórios fechados, e são umas mariquinhas sempre com o aquecimento central ligado.

Ou seja, pode ser que um novo subtipo de gripe apareça por aí, em força, os estudos dos cientistas apontam para isso. Mas não há que ter medo, só cuidado. (Já sabem como são os jornalistas, aumentam tudo, não liguem muito ao que ouvem na TV. Se calhar um dia destes ainda inventam uma falsa pandemia. Temos que filtrar bem aquilo que eles dizem, como deviam ter feito na história do "aqui vem lobo").

Até já há um suspeito, como nos filmes, é o Influenza A, do subtipo H5N1, conhecido como o vírus da gripe das aves, ou vírus avícola, que foi encontrado (inicialmente) em Hong Kong; mas, como nos filmes, o suspeito nem sempre vem a ser o culpado (agora tudo indica que sim).

Bom, vamos vendo, de qualquer das maneiras a sopa está a arrefecer, têm que comer bem, muita fruta, muita sopa, alface, cenoura, deitar cedo, abrir as janelas do quarto pela manhã para arejar, lavar as mãos muitas vezes, essas coisas, para estarmos bem fortes e para que nem vírus nem coisa nenhuma nos venha a adoentar.


Peliteiro,   às  21:51
5  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2006


Encontro de escritores de expressão Ibérica


Tem início amanhã o Correntes d'Escritas 2006. A sessão de abertura da 7ª edição terá lugar amanhã, pelas 11:30H, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

Consultando o extenso PROGRAMA destaco no dia 15, a Conferência de Eduardo Prado Coelho às 15:30H e o lançamento do livro A Singradura do Capinador, do velho amigo Luís Serguilha* às 17:00H; e no dia 16, a mesa literaturablogosfera.com moderada por Rui Zink. Não faltam motivos de interesse para quem gosta de livros, devendo ainda realçar-se os vários encontros de autores com alunos das escolas do concelho, para que eles possam melhor compreender e apreciar literatura.

As "Correntes" são um acontecimento na área da Cultura com qualidade e notoriedade crescentes, como diz EPC, «um dos momentos fundamentais da vida literária portuguesa». Assim, não deixe de participar, porque «com teatro e cinema, e leituras de poesia e o apelo do mar, a literatura é uma festa».





*
O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA TAMBÉM
NÃO TEM COMEÇO

O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA VEM DE
AQUÉM E ALÉM

O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA PÁRA POR
AQUI PARA PODER SER LIDO

O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA É UM
CONTÍNUO FRAGMENTO QUE SE REPETE
DIFERENCIADAMENTE DIFERENTE

O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA É UM
ORGANISMO CELULAR IMITANDO A VIDA ORGÂNICA

O INTERMINÁVEL TEXTO DE LUÍS SERGUILHA COMPÕE-SE
ASSIM
(citação ao acaso):

"Uma tripulação de condores desmantela a espessura dos puxadores de colares ao
arrasarem as janelas das órfãs estações que sustentam as amarras dos avulsos
venenosos nas tíbias seculares dos reciclados frutos ..."

E. M. de Melo e Castro

Etiquetas:


Peliteiro,   às  23:23
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Dear Clients

We express solidarity with the Islamic & Egyptian Community.
Carrefour don't carry Danish products.





Où est la résistance? No Carrefour encontramos Vichy em mais lugares do que na prateleira de cosmética.
No A Mão Invisível.

Carrefour joins Cartoon Jihad. E que tal boicotar o Carrefour?
No O insurgente.

Peliteiro,   às  23:19
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 12 de fevereiro de 2006

Mal Amaral 


Hoje ouvi Freitas de Amaral falar das potencialidades do futebol no desanuviamento das relações com os árabes. Aconselhava a realização de um campeonato euro-árabe. Sábios conselhos, é precisamente isto que esperamos do chefe da diplomacia Portuguesa.

Este ministro distingue-se cada vez mais dificilmente do seu boneco do "Contra-informação".

Peliteiro,   às  22:44
8  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Artimanhas publicitárias 

«O Governo brasileiro lançou hoje uma campanha para estimular o uso de preservativos durante o Carnaval, no final deste mês, período em que serão distribuídos gratuitamente cerca de 25 milhões de preservativos.»

25 milhões ! 25 milhões ? Só pode ser publicidade; dirigida aos promíscuos deste mundo profano.

Peliteiro,   às  22:31
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A máquina 

Tenho uma Vespa dos anos 80, numa garagem húmida e salgada, há anos. Já não a ligava desde o Verão.
Hoje, um dia de Primavera excelente (ai a seca!) lembrei-me de a ressuscitar. Rodo a chave, dou ao kicks duas vezes e já está.

Já não se constroem máquinas assim. Tecnologia Europeia do pós-guerra. Guerra?

Peliteiro,   às  22:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Blasfémia em charada 

E em forma de charada? Podemos representar o profeta em forma de charada?


maomé



Copiado do Aspirina B, somente após expirada a patente.

Peliteiro,   às  21:56
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

As mulheres 

SCARLETT JOHANSSONDiz a Lolita do blogame mucho:
«Palavra de honra que não os percebo. Há a Meg Ryan, a Sharon Stone, a Julia Roberts, a Angelina, até a Nicole Kidman, que é esbranquiçada, mas até essa eu percebo.

Com franqueza: esta miúda balzaquiana tem é ar de saloia

As mulheres não entendem nada de mulheres!

Os homens também não. Somos é subjugados por uma espécie de determinismo imposto por uma mistura de neurotransmissores e hormonas, como muito bem se explica AQUI, pulsões freudianas e, sobretudo, marcados reflexos pavlonianos. Somos completamente inimputáveis!

Mas contudo ela é gira! ..roda! ... perdão, como é? Eppur mi Muove...

SCARLETT JOHANSSON

Peliteiro,   às  21:46
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2006

Ashura 

«A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo.»



« Anterior   /   Seguinte »


Curiosamente, hoje, os homens da esquerda são os mais compreensivos em relação a atitudes selváticas justificadas pela religião.

Peliteiro,   às  23:56
9  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Implícito 

O meu apoio às declarações do MNE, Freitas do Amaral, está implícito nas linhas seguintes:










Peliteiro,   às  00:07
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2006

Guidobaldo dixit 

No Saúde SA um comentário bem fundamentado de Guidobaldo (julgo que não é parte interessada) sobre as medidas anunciadas para o sector nas Farmácias:

«Espero que o governo produza e apresente, como é de bom tom numa governação transparente, a modelização dos impactos de acordo com os possíveis cenários, contemplando também as implicações a montante e a jusante das farmácias, indústria e utentes, respectivamente.

Se a decisão for baseada no estudo na Un. Católica encomendado pela AdC, então a situação é muito grave, pois o estudo enferma de erros metodológicos graves,peca por omissões de conceptualização e delineamento grosseiras e, pior do que tudo, as conclusões não expressam o evidenciado pelos resultados.

Neste sector crítico para a sociedade portuguesa, há que amarrar desde já os políticos à responsabilização pelas consequências dos seus actos. »


«Não vale a pena especular muito sobre a desregulação do sector farmacêutico (nas suas possíveis vertentes). Vamos assentar algumas coordenadas:

1º A decisão é política e não técnica;
2º Os interesses prevalecentes são de grupo (financeiros, comerciais e industriais) e não de saúde pública;
3º O governo tem a opinião pública esmagadoramente do seu lado, facto conseguido com demagogia e anos de diabolização da ANF (que, diga-se em abono da verdade, se foi pondo sempre e cada vez mais a jeito);
4º O movimento é trans-nacional (Islândia, Noruega, Reino Unido, França, Irlanda, Alemanha, por exemplo) e corresponde à prioridade dada, no processo de construção do mercado interno,às necessidades da indústria farmacêutica e à total ausência de iniciativa europeia na saúde.
5º Na sequência do "chumbo" da directiva dos serviços, vieram as autoridades da concorrência para conseguir o que por aquela via não foi conseguido.
6º A ERS e outros com poderes de tutela (INFARMED, p explo,) estranhamente nada disseram sobre o assunto.
7º Ninguém sabe exactamente o que o governo quer e/ou vai fazer: onde encaixa, por exemplo, a promessa das farmácias sociais ?
8º Os actuais proprietários de farmácia têm um problema. Os que defendem e pugnam por um modelo profissional estrategicamente orientado para a prestação de serviços desligado do valor comercial do "bem", têm um problema. Mas o governo tem um enorme problema: se não liberaliza o acesso à propriedade, que direi as cadeias de distribuição alimentar interessadas no negócio? Testas de ferro outra vez ? se não liberaliza a instalação tem um problema: e os farmacêuticos não propriétarios que querem ter farmácias ? se liberaliza tudo, então e as farmácias sociais, bandeira que foi da guerra de 2002 PS-ANF ?
Se não liberaliza os preços, quais os ganhos de mexer nas farmácias ? Se liberaliza os preços, que garantias de equidade no acesso, e que negócios irão acontecer (entre farmácias e clientes institucionais e diferenciação dos clientes de acordo com o volume de consumo e a capacidade de pagar) ? E como controla as importações/exportações paralelas ?

E que formatação(s)/medidas evitará(ão) integrações (verticais, horizontais ou ambas)?

Tudo, em Portugal, isto é tratado com os pés.

O Governo, com a responsabilidade que a si próprio criou, deve olhar para as seguintes situações:

- resposta do governo australiano à respectiva AdC;
- resposta do parlamento britânico à respectiva Adc (OFT - office of fair trading);
- alterações legislativas na Alemanha produzidas após a recomendação da respectiva AdC;
- o mesmo em relação à Irlanda
- alterações em França sem intervenção da AdC.

Aguardemos com serenidade.»

Peliteiro,   às  23:26
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Paraíso perdido 

Quando o H5N1 já chega a África e nos deixa, neste canto, por enquanto, incólumes, é caso para dizer que vivemos, também, num paraíso perdido.

Peliteiro,   às  13:23
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Paraíso perdido 

JayapuraNo século XXI são possíveis ainda descobertas formidáveis, uma equipa internacional encontrou recentemente na ilha Indonésia de Papua um mundo perdido e desconhecido, com espécies da fauna e da flora desconhecidas e algumas outras julgadas desaparecidas. A expedição teve lugar tendo como base histórias antigas de caçadores nativos referindo um lugar perdido nas montanhas. Agora é menos um paraíso perdido.

It's beautiful, untouched, unpopulated forest; there's no evidence of human impact or presence

Image hosting by Photobucket Image hosting by Photobucket

Peliteiro,   às  00:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2006

A bolsa ou a vida 

Amanhã não se falará noutra coisa: Sonaecom lança OPA sobre PT. Não haverá papagaio neste país que não disserte sobre os prós e os contras da operação, patati, patatá...
Só de imaginar já estou cansado.

Não é tema que me excite, a bolsa. Esses assuntos cá em casa, são do domínio feminino. Por acaso, a semana passada, abri uma conta especialmente para brincar, sózinho, na bolsa, influenciado pelo anúncio do Mourinho. A ideia era ter um passatempo para o fim de noite mais emotivo que blogar; mais lucrativo também, se não for pedir muito. Por enquanto o blogue leva vantagem: nem fui lá sequer.

Peliteiro,   às  23:24
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Um? 




«Portugal tem um - e só um - sector ao nível de topo mundial que é a banca de retalho.»

Um?
Não!
Um grupo de irredutíveis profissionais, os Farmacêuticos, resistem ainda e sempre ao ataque do grande capital.

Pois fique a saber, Dr. Teixeira Pinto, que as Farmácias Nacionais também estão no topo mundial.

Peliteiro,   às  22:30
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

O Profeta 

Roubado do Público
A história se encarregará de fazer ver o ridículo desta guerra de cartoons. Um episódio que demonstra a infantilidade dos povos do século XXI. Imbecilidades sem relevância.
O pior é que muitas guerras começam, e fazem-se, fundadas nas imbecilidades mais inacreditáveis.


Não profetizo nada de bom... Um dia destes mudo o nome do blogue para "Impressões de um Pessimista".

Peliteiro,   às  22:25
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 5 de fevereiro de 2006

Clonagem de blogues 

Depois do fraca adesão à digg page em língua Portuguesa, o Blog Memes, inicio um novo projecto, agora em colaboração com o 001: a clonagem de blogues.

Donde, já é possível ler este blogue nos mais conceituados meios de comunicação Nacionais e Internacionais, por exemplo na RTP, na TSF, no Expresso, assim como na CNN ou na Sky News e mesmo na Al Jazirah!

Peliteiro,   às  23:52
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Why don't you leave us alone? Go home! 

Scolari«Luiz Felipe Scolari says his lack of English should not stop him becoming Sven-Goran Eriksson's successor»
«His contract is up after the World Cup and he has all the credentials needed to coach top players. He is also attracted by English football. He's the natural choice.»

É verdade, é verdade! Ainda é melhor que o Mourinho. Levem-no! Scolari, vai pela sombra... Mas vai já!

Peliteiro,   às  23:44
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Quem pode manda 

«A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica - Apifarma - indica que o novo protocolo com o Estado estabelece para este ano um crescimento zero no mercado dos medicamentos vendidos através das farmácias e um aumento máximo de 4% para os fármacos dispensados nos hospitais.»

Este acordo celebrado com o Ministério de Correia de Campos mais parece uma confissão:
A Indústria Farmacêutica influencia decisivamente o crescimento do consumo de medicamentos.

Peliteiro,   às  23:32
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 4 de fevereiro de 2006


Peliteiro,   às  17:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2006

Curto-circuito 

A blogosfera recebeu com entusiasmo a chegada de Vasco Pulido Valente. Não há blogue que não se tenha emocionado e que, com gritinhos histéricos, não tenha anunciado ao mundo este feliz casamento com Constança Cunha e Sá, consumado no "O Espectro".
O blogue é bom, muito bem escrito, muito interessante.

Agora, uma coisa é certa, a blogosfera nacional está cada vez mais redonda. Na comunicação social os nomes são sempre os mesmos - há muito que é assim, Júlio Isidro convida para o seu programa Carlos Cruz; Carlos Cruz, 15 dias depois convida Júlio Isidro -, ouvimos sempre as mesmas opiniões, as mesmas análises, as mesmas brilhantes inteligências. Como se não bastasse a intoxicação, os famosos deste país, como que utilizando as adesinas da Escherichia coli, passam a invadir um espaço que nasceu para ser livre, independente e popular. Daqui a pouco estão cá todos, falta o Nuno Rogeiro (que eu saiba) e pouco mais. Não lhes bastam os jornais, as rádios, as televisões? É preciso muita enterotoxina para tanto discorrer.

Consequência disto é a blogosfera estar a transformar-se numa corte, fértil em salamaleques, jogos palacianos, diplomacias,em respeitosos links e contra-links, de pessoas muito muito cultas, que lêem muitos livros e fazem muitas citações para o demonstrar, todos muito inteligentes, enfim, uma nata.

Ora, a blogosfera só tem interesse se o que aqui se lê for diferente do que se lê nos jornais. Havendo uma convergência tão evidente o mamífero passa a ter uma espécie de barbatanas. E, julgo eu, perde toda a originalidade, espontaneidade, toda a piada. A blogosfera, na minha modesta opinião é para ser feita de esguichos, por pessoas comuns, com experiências diversas, com vidas diferentes, discutindo acaloradamente, sem rede, sem revisões nem corrector ortográfico, abordando temas que se martelam no teclado, em fúria, por vezes, em risadas, nas outras, com erros, escrita bruta e nua.

A continuar assim, em curto-circuito, mais dia menos dias os blogues são lidos apenas por quem escreve blogues.

Peliteiro,   às  00:14
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 


Ideia d'
O Vilacondense

Peliteiro,   às  00:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2006


Peliteiro,   às  12:52
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2006

O sucesso de Bílio Portas 

Um destes dias, num jantar de amigos - um deles, engenheiro informático, alto quadro de informática de uma grande empresa - dizia, a propósito da segurança das transacções bancárias pela internet:
«São seguras, não tenho dúvidas, quase 100% seguras, as instituições bancárias fizeram, e fazem, avultados investimentos em segurança. Mas eu nunca as utilizo, não uso o cartão de crédito na net, nem nunca acedi à minha conta bancária. Porquê? Porque antes de ser informático sou transmontano e portanto sou muito cauteloso, pode-se dizer, até, desconfiado.»



O mesmo sentimento tenho em relação à chuva de investimentos estrangeiros - ou pelo menos dá a impressão de chuva, ouvindo os noticiários - que assola Portugal. Desconfio. Quando a esmola é grande o pobre desconfia!

Em primeiro lugar porque não se fazem negócios dessa dimensão assim em meia dúzia de meses; quanto muito será propaganda indevida já que o mérito deve ser de alguém anterior, talvez do Poveiro Miguel Cadilhe, agora arrematadas à pressa.

Em segundo porque me parece que os benefícios não serão assim tantos como nos querem fazer acreditar - salva-se, isso pelo menos, alguma dinâmica, alguma esperança ou confiança, o que já não é mau nos dias que correm.

Talvez se esteja a "incentivar" muito para além do razoável, em prejuízo dos pequenos e médios empresários; talvez sejam negócios onde haja um reverso com contornos que desconhecemos: a Ikea instala uma fábrica de marcenaria e em troca é-lhe concedida licença para não sei quantas mega-lojas; a VW mantém a fábrica e obriga-nos, a cada um de nós, a pagar os pneus de um carro a ser vendido pelos Europeus; e a Microsoft? Aí ainda é maior o mistério. Cursos de iniciação ao Word para um milhão de desempregados têxteis? Porquê? Quanto custarão esses cursos? Que contrapartidas? O Bílio Portas tem cara de bom rapaz, mas não é milionário por acaso, ninguém é milionário por acaso. Qual o interesse do Bílio por Portugal. Os cursos de iniciação da Microsoft trarão alguma valia relativamente aos tantos, pagos com fundos comunitários, desperdiçados dos últimos anos? Ou será uma forma de "estourar" com os futuros fundos a receber, só que em vez de irem para os bolsos dos nossos empresários de formação e seus formadores vão directamente para os EUA?

Não sei, tenho muitas dúvidas, desconfio disto tudo, não sendo Transmontano sou Minhoto, o que neste aspecto vai dar ao mesmo.

Peliteiro,   às  22:34
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.