<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


segunda-feira, 28 de fevereiro de 2005

De olhos bem fechados 

Serafinzinho, então a Clotilde anda contigo na escola?
Olha que ela é um bom partido, sabes, o pai dela é Engenheiro na Câmara!...

Bem pode a Associação Nacional de Municípios processar Saldanha Sanches. E até podem conseguir uma condenação por difamação.

O certo é que a percepção geral coincide, exactamente, com a do irascível fiscalista: em muitas autarquias há muita corrupção e luvas e favores; incluindo autarcas, técnicos, fiscais, secretárias e contínuos.

Talvez por causa disto a Regionalização nunca avançou. Talvez por causa disto os meios de comunicação locais são controlados pela fauna que circunda o poder e consequentemente andam de olhos bem fechados.

Peliteiro,   às  23:48
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Empata 

Afinal o FCPorto acabou por empatar.
A culpa foi do apito que desconcentrou o Baía e a defesa portista. E do árbitro. É o sistema!

Peliteiro,   às  21:48
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Golo 

É golo!!!

Peliteiro,   às  21:13
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 27 de fevereiro de 2005

Doutores e Engenheiros 

Há uns dias recebi um mail, profissional, em que se me dirigiam por Senhor Peliteiro.
Estranhei. Mas apenas estranhei; em questões de trabalho não é costume.

É um assunto, o dos prefixos académicos, que não merece muita atenção. Tanto dá. Se fosse dirigente de uma Associação Empresarial não perderia um minuto a redigir um regulamento para abolir a utilização de títulos académicos. É um uso tradicional no nosso país. Alguns relacionam este uso com pateguice - em parte será, mas os costumes latinos não são necessariamente mais boçais que os anglo-saxónicos. A massificação das licenciaturas encarregar-se-à de tornar obsoleto o tratamento por Sr. Dr. ou Sr. Arqº.

Por outro lado, todos conhecemos casos de indivíduos que insistem em passar por licenciados. Isso sim é tão ridículo como descer a risca para tapar a própria careca. Diz-se por aí que é o caso do Sr. Engº Sócrates. O ser ou não ser pouco interessa. O não ser e querer passar por ser é que pode ser indicador de carácter de alguma relevância.

Peliteiro,   às  23:17
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

História da internet 

«Notícías da bíblíoteca de babel em UTF-8»


E como os blogadores são cada vez mais uma grande corporação (!), apresento e recomendo um blogue de um amigo de um amigo meu:
História da Internet
Muito interessante, principalmente para info-ignorantes como eu.

Peliteiro,   às  22:59
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

IN MY SECRET LIFE 


MÚSICAS COM SENTIDO

Depois do Estarreja efervescente e do Saúde Minho mais um blogue de farmacêuticos, melhor de farmacêutica:
In my secret life. Uma simpatia!

Peliteiro,   às  22:49
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 26 de fevereiro de 2005

 

Vagas no Ministério da Saúde de Timor-Leste

Para conhecimento e divulgação junto dos possíveis interessados, dá-se conhecimento da abertura de duas vagas, financiadas pela Comissão Europeia, para "Assessor de Director-Geral" e "Farmacêutico", do Serviço Autónomo, Medicamentos e Equipamentos de Saúde de Timor-Leste, no âmbito do segundo projecto "Reabilitação e Desenvolvimento no Sector da Saúde".

A apresentação de candidaturas deverá ser efectuada até ao próximo dia 4 de Março, junto do Ministério da Saúde de Timor-Leste.

Minister for Health and Director
Project Management Unit (PMU)
Edifício dos Serviços Centrais do Ministério da Saúde
Room Nº 17
Rua de Caicoli
Post Box Nº 374
Dili
TIMOR-LESTE

Tel: +670 333 9431
Mobile Nº 00 670 724 8278
Fax: +670 332 5189
Email: healthpmu@yahoo.com

Peliteiro,   às  12:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005

O Salvador 

As minhas escolhas, ordenadas, para a liderança do PSD:




António Borges

A favor:
Currículo profissional extraordinário. Agradam-me políticos vindos da sociedade, com vastas provas dadas de competência e valor. O PSD é um partido renovador, até nas pessoas.
Contra:
É um risco; não se lhe conhecem projectos e ideias. Pode não ter qualidades políticas.
(Nota: Aprecio o risco. Nem sei bem o que é isso de qualidades políticas)



Manuela F. Leite

A favor:
Currículo profissional e político excelente. Gosto de políticos com personalidade forte.
Contra:
Evocar o seu nome traz sempre algum amargo de boca.
(Nota: É má criação falar da idade de uma senhora mas daqui a 4 anos estará em idade de reforma)



Marques Mendes

A favor:
Currículo político óptimo. É um homem sério e bem intencionado.
Contra:
Currículo profissional nulo. Político profissional. Não me agradam pessoas que nada mais fizeram para além de vida partidária.
(Nota: É má criação fazer juízos baseados no aspecto físico mas ele é mesmo muito baixote. Pelo menos é aqui de Fafe.)



Luís Filipe Meneses

A favor:
Nada
Contra:
Tudo
(Nota: Um verdadeiro pato-bravo. Como lhe dão ainda atenção?)

Peliteiro,   às  23:06
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Sudan 

Poucas são as refeições em que dispenso o meu Tabasco.
Só espero que na América não usem o Sudan como corante!

Peliteiro,   às  22:41
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

CSKA 

Nem sei bem porquê mas o CSKA sempre me pareceu uma equipa bem simpática...

Peliteiro,   às  13:05
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Tertúlias 



Um bom hábito que se foi perdendo e que agora parece renascer é o de conversar. Conversar é um prazer mas também uma arte.
Ontem, na Casa de 3, um restaurante ali em Cedofeita, estivemos em animada conversa sobre blogues e o gozo de escrever e de comunicar. Dupont e CAA para além de autores notáveis da blogosfera demonstraram que quem comunica bem pela escrita o faz também pela conversa, que foi fluindo agradável e fazendo perder a noção do tempo.
Conversar é preciso.

Peliteiro,   às  12:24
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2005

Estado de graça 

Ainda mal refeito do desastre das eleições busco uma explicação para o sucedido.

Como se explica uma tão rotunda derrota?

Pensei, pensei, ponderei, analisei, pensei e cheguei - desiludam-se os que esperavam uma dissertação complexa - a uma resposta simples:

O que decide umas eleições, numa sociedade como a nossa, é a carteira e a potencial carteira de cada um de nós. Tão simples como isto. É a economia. Não a economia nacional mas a economia doméstica, a de todos nós. Que é má como bem se pode ver; e não havia esperanças de que pudesse vir a melhorar.

O que desagua em duas possíveis situações:

1- Os socialistas desatam a distribuir dinheiro (que não temos) pelas mais variadas formas que eles habilmente dominam.
2- Os socialistas não desatam a distribuir dinheiro (excepto pelos camaradas, claro) e rapidamente perdem o estado de graça, ganhando de imediato a antipatia do povo deprimido.

Qualquer destas duas situações é má, muito má. Coitado do Sócrates!

Peliteiro,   às  22:32
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 22 de fevereiro de 2005

Tempos de mudança 

S. Pedro chefiava um departamento com falta de verbas, limitações nos recursos humanos, com metodologias arcaicas. Havia também uma espécie de greve de zelo, uma desmotivação profunda da organização.
A produtividade era baixa, aos níveis de um qualquer país de África ou da América do Sul.

Mudou o Governo e, animada por uma vaga de esperança, a equipa de S. Pedro produziu os primeiros produtos com alguma qualidade.

Começou a chover.

Espera-se agora um choque tecnológico, a fileira da chuva será modernizada, aguarda-se a chegada de dois novos anjos-condensadores formados numa universidade moderna, um equipamento orientador de nuvens por GPS, um turbo-modulador de ventos, um novo programa informático para o registo e planeamento da precipitação e humidade atmosférica, estágios em Londres...

S. Pedro prevê que lá para Abril os resultados desta verdadeira revolução de processos resulte num aumento de produtividade que nos recoloque num lugar cimeiro da pluviosidade planetar. Isto, claro, acompanhado de uma campanha publicitária de divulgação cujo mote é «Em Abril águas mil».

Peliteiro,   às  23:07
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2005

O vate 

O meu vaticínio relativo aos resultados eleitorais foram um rotundo fracasso.
Terei mais sensibilidade para o futebol.
E, seguindo o bom exemplo de Paulo Portas, obviamente demito-me, do cargo de Vate da Blogosfera.

Peliteiro,   às  23:51
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Obviamente 

Santana Lopes demita-se. Ou vamos ter que o empurrar borda fora?

Peliteiro,   às  23:37
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Um azar nunca vem só! 

Ontem foi uma noite para esquecer. Tão bem disposto eu estava...
O meu mais novo (gosto desta expressão, o meu mais novo, cheira a Portugal antigo) apertou um dedo numa porta - isto até nem era nada anormal se não tivesse apertado o mesmo dedo três vezes (!) na mesma semana (!). Isto não é normal!
Estava eu a borrifar-lhe o dedo com lidocaína quando o PC desatou a repetir os sons da abertura do Windows. Grito para o meu mais velho: o que estás a fazer, queres rebentar com essa coisa? E não estava, nem sequer estava perto - a máquina infernal tinha enlouquecido.
Tinha destinado uma noite de comentários bloguísticos, no decorrer do apuramento de resultados - fiquei mudo, incontactável com o resto do mundo.
Depois, no fim da noite, com a pressão a 20 mmHg e o pulso a 120, desgraça das desgraças, o Santana não se demite!

Peliteiro,   às  22:58
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 20 de fevereiro de 2005

Caramba 

Grande derrota!

Peliteiro,   às  20:06
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Caramba 

Grande derrota!

Peliteiro,   às  20:01
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Especial Eleições 

A um quarto de hora da revelação das primeiras projecções de resultados o ambiente não parece nada favorável.
Isto está mau!

Peliteiro,   às  19:45
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Soito 

Pelo sossego da manhã, jornalistas estrangeiros encarregados da cobertura das eleições em Portugal escrevem:

Processo eleitoral decorre com normalidade, stop, apenas um boicote eleitoral, stop, Soito em Sabugal, stop, protestam contra a falta de um médico, stop.

Do outro lado, num luxuoso complexo de comunicações internacional:

Smith mas tu estás na Europa ou em África? Que notícia é essa de boicote eleitoral por causa de um médico?

Peliteiro,   às  17:35
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Especial eleições 

Pronto. Já cumpri o dever de voto. PSD, naturalmente. Não foi um voto muito convicto, enfim, antes um voto natural, naturalmente.
Não foi apenas um voto tribal, o meu. Como aqui escrevi, em Dezembro,
O pior dos Governos do PSD é preferível ao melhor dos Governos do PS
.

As sondagens indicam que vamos mesmo ter um governo socialista. Desgraça! Mas o povo é quem mais ordena; logo saberemos.
Esperemos ter, pelo menos, uma noite animada, com surpresas e emoções. Melhor, uma noite com sangue: demissões, rolar de cabeças, choro e ranger de dentes, em vez daqueles discursos costumeiros em que toda a gente venceu, ninguém reconhece o descalabro. O povo quer é espectáculo. Sangue!


Peliteiro,   às  16:21
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Uma dúzia 

Hoje é um dia importante.
Não por causa das eleições. O poder está lá longe, em Lisboa, e não sou candidato a deputado nem a ministro...
Doze anos de casamento, isso é que é importante!

Peliteiro,   às  11:17
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2005

PSD 

Afinal Pacheco Pereira também vota no PSD a 20 de Fevereiro.
É possível ser crítico dos actuais dirigentes do partido e mesmo assim votar neles. Não é paradoxal.

Peliteiro,   às  00:05
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 15 de fevereiro de 2005

Debate final 

Já voltei.
Ia ver a abertura do Corrente d'escritas, o filme A Costa dos Murmúrios mas chegamos lá e tinha sido adiado para quinta-feira. Ironicamente ainda agora escrevi sobre a dificuldade de encontrar programas do evento!

Quanto ao debate, vi (ouvi mal) a segunda parte no Mostarda, entre um fino e uma francesinha. Nada tenho a acrescentar ao texto anterior, percebe-se porque Sócrates não gosta de debates, e a Direita ganhou.

Peliteiro,   às  23:40
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Debate a 5 

Vou ter que sair a meio do debate, mas:

Sobre o debate:
Fraquito, questões vagas, números primos, ideias curtas.

Sobre os personagens:
Falta "peso", parecem um bando de cachopos, merecíamos figuras mais "consistentes".
O melhor é o calado - Jerónimo; Paulo Portas muito bem (se eu não o conhecesse...); Santana bem; Sócrates tenso e sempre de mau humor; Louçã como de costume.

Resultado:
Direita 2 - Esquerda 1
(nos penalities!)

Peliteiro,   às  21:34
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Correntes d'escritas 

Tentando divulgar, aqui, o encontro de escritores de expressão Ibérica «Correntes d'Escritas» procurei na www o respectivo programa.

Debalde.

A Câmara da Póvoa não está ainda na era do e-government. Está na era "de balde".

Etiquetas:


Peliteiro,   às  19:17
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A morte e a política 

Nas últimas eleições, a morte de Sousa Franco influenciou, de alguma maneira, a campanha eleitoral.
Desta vez, esforçam-se os políticos para que a morte da I.ª Lúcia influencie, neste e naquele sentido, o resultado das eleições.

Peliteiro,   às  18:29
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Correntes d'escritas 

Etiquetas:


Peliteiro,   às  00:36
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2005

Luto 

Cada um sente um luto de uma forma única.
Um luto pode ir do respeito à dor profunda.
Todos os Católicos terão, pelo menos, um grande respeito pela Irmã Lúcia e pelo que ela representa. No entanto ninguém deixará de trabalhar e de prosseguir a sua vida normal.
Por isso não concordo com a suspensão da campanha eleitoral. Parece-me descabido. Quanto muito, podia-se atenuar as suas facetas mais folclóricas - o que, aliás, devia ser uma atitude permanente e não circunstancial.

Peliteiro,   às  22:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 13 de fevereiro de 2005

Hg 

Hoje na SIC vi um fragmento de uma peça em que uma senhora tentava tratar um resíduo perigoso para o ambiente: um termómetro de mercúrio.
Contactou várias instituições e empresas que supostamemte poderiam resolver o problema. Farmácias também.

Do que sei sobre o assunto, parece-me que os Farmacêuticos contactados estavam relativamente bem informados.
Curiosa foi a observação de que entidades públicas com responsabilidades na matéria, não sabendo o que responder (e a pergunta é pertinente) nem como resolver o problema, despachavam para as Farmácias. É fácil.

Peliteiro,   às  23:45
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

"A nosso ver, a operação «Apito Dourado» já está a dar frutos - e terá um efeito decisivo no futebol português.
O motivo é simples.
Antes desta operação, os árbitros tinham medo do FCPorto e receavam assumir em campo posições que lhe fossem desfavoráveis. Na dúvida, beneficiavam-no. (...) Para um árbitro poder ter sucesso precisava de estar nas boas graças do presidente do FCPorto..."

Estas frases não são excertos de um qualquer pasquim, tipo Record ou A Bola, nem sequer de um humilde blogue. Não. Foram retiradas do Expresso, do editorial do Expresso!

Às vezes perguntam-me o que penso da honestidade e dos métodos de Pinto da Costa, se não me repugna a sua personalidade, se não o acho arrogante...

Não penso nada e não gosto nem desgosto.

Não é minha função pensar ou achar, não sou polícia nem fiscal nem juiz. Tanto se me dá que ele seja simpático ou antipático, gordo ou magro. Só quero que o FCP seja um grande clube - e é! - e isso ele tem feito, bem!

E tem-no feito bem mesmo contra ventos e marés - essa é que é verdade, porque mesmo que inconscientemente, muita boa gente, como o Expresso, sempre que pode, demonstra que o FCP está numa posição onde nunca deveria estar, insinuando tramas insidiosas apoiadas apenas em suposições.

Peliteiro,   às  23:39
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2005

Freeport 

Ainda há quem diga que o Governo Guterres não se decidia, apenas se dialogava...
Nos três últimos dias de um governo, de gestão, afinal também se tomam decisões difíceis e importantes.

E não é acaso esta notícia aparecer em plena campanha eleitoral; as trafulhices dos Socialistas serão tantas que acaso é não haver um mês em que elas não estoirem.

Peliteiro,   às  20:05
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Breves impressões da campanha 

Sócrates desilude, é frouxo, já se sente o peso do fardo, parece já arrependido de ter entrado nesta aventura.

Santana em crescendo, camaleão que se adapta bem aos olhos de quem o vê.

Portas - sim senhor senhor doutor, Itelbina Bieira da Counha - está muito bem; se não o conhecesse votava nele.

Jerónimo é simpático, parece sincero, mas não existe.

Louçã como sempre, pastor evangélico que não convive bem com o povão.

Monteiro, onde andas rapaz?

Destaques pela negativa: o suídeo do J. Jardim, o tolo (o tipo é mesmo tolo!) do L.F.Meneses.

Peliteiro,   às  00:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2005

Boticário-Memória II 

Inspirado na RTP-Memória, vamos a mais uma:

Em tempos escrevi aqui (não tem link, porque não estou com pachorra para procurar) que os jovens quadros Farmacêuticos são do melhor que existe em Portugal, jovens de elevado potencial. Apercebi-me disso através do contacto com estagiários e seus colegas, malta nova, com energia e valor, ainda não sufocados pelos empecilhos da vida.

Por acaso, reparei que na Revista do Expresso da semana passada, subordinada ao tema "Porto no seu melhor; uma selecção de 11 Portuenses com menos de 30 anos e elevado potencial", dois dos jovens passaram pelas bancadas da Faculdade de Farmácia: Teresa Sousa, a Investigadora, e João Costa, o Coreógrafo.

Dois em onze, nada mal.
Muitas vezes o meu problema é ter razão antes do tempo.

Peliteiro,   às  23:57
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Boticário - Memória 

Acabei de ver o grande Gatsby, com o Redford e a Mia.
Lembrei-me que já aqui escrevi qualquer coisa relacionado com o tema. Procurei e encontrei, em Julho de 2003:

Ah como eu gostava de ter nascido Marquês, ou ir à ópera e ouvir dizerem-me: Sr. Comendador isto, Sr. Comendador aquilo. E de viver num mundo de glamour, oferecer às top-model aneis de diamantes, beber champagne e fumar Cohibas na minha limousine, vestir nos melhores costureiros, sapatos italianos, golf, aparecer na caras a almoçar no saloio e very tipical Gigi, ter um jacto e uma ilha, uma herdade com trinta puros lusitanos, casa de praia e de montanha e em Courchevel e em Paris e New York... Sei lá, nem sei bem o que tenho.
Uma vida de diletante, interessar-me por arte, ser dono de uma colecção riquíssima, mas riquíssima mesmo, de pinturas, escrever as minhas memórias aos quarenta anos, fazer fotografia submarina nas caraíbas e caçar leões no Quénia. Tenha a bondade Sr. Presidente, faça o obséquio Sr. Governador.
Não haverá nenhum procedimento cirúrgico ou, até, uma terapia génica para eu me transformar no grande Gatsby cá da minha terrra?


Peliteiro,   às  23:41
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Samba, facas e subsídios 

Ao que julgo saber, o Carnaval festeja-se em Portugal há muito, muito, tempo. Entretanto, foi incorporando, progressivamente, influências da festa Brasileira, numa espécie de complexo de Édipo invertido. Então desde que as Câmaras e os seus caciques começaram a subsidiar desfiles e importação de vedetas de telenovela, a festa perdeu toda a espontaneidade e autenticidade tornando-se um verdadeiro vómito. O Carnaval, hoje, só vale e persiste pelo feriado e respectiva ponte. O patrocínio dos políticos acelerou o óbito do Entrudo.

Tem-se ouvido que os gurus da economia Nacional preconizam uma reconversão da indústria de cutelaria, muito concentrada na zona de Guimarães, orientada para a produção de material cirúrgico de corte. Fala-se da formação de clusters de produtores de dispositivos médicos, no Norte. Não sei onde foram buscar a ideia; talvez inspirados na Bastos e Viegas, na Hidrofer ou na Luteme. Tontos. Estas poucas empresas têm o sucesso que têm à custa da iniciativa dos empresários e dos trabalhadores e não à custa de imitações forçadas.

A economia é indomável, imparável; o fluxo do dinheiro não se deixa guiar ou oprimir por artifícios criados por políticos ou gurus do Estado. Faltam agora os subsídios, o remédio que atrofia, a droga que distorce a realidade, para daqui a pouco tempo em Guimarães não haver facas nem bisturis. Nem Samba!

Peliteiro,   às  23:31
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 5 de fevereiro de 2005

Adeus Mundo Cruel 

Encerrado para mini-férias. É justo. A emissão prossegue dentro de momentos.



Peliteiro,   às  11:11
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005

Marisa 

O modelo de debate-semáforo não é do meu agrado; é um atestado de desconfiança à aceitação das regras pelos dois opositores e à capacidade de condução dos moderadores. Nem tudo que vem dos EUA é bom.

O início foi confrangedor. O Eng.º Sócrates tomou uma posição demasiado melindrada, demasiado dorida, que se arrastou por uma boa parte do debate.

Não haverá um vencedor nítido do debate. A mim, pareceu-me que o Dr. Santana Lopes venceu por uns milésimos de segundo; mas, vou ver com atenção o foto-finish.

De qualquer das formas o debate foi melhor do que eu esperava, foi um debate razoavelmente bom. Infelizmente, suspeito que a realidade não é tão agradável como o discurso dos dois políticos; é como a Marisa: a voz é muito melhor que a figura - ou seja, se a conversa destes dois políticos se pudesse extrapolar para acções políticas de sucesso bem ia esta pequena nação.

Peliteiro,   às  22:29
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005

Misérias 

Na recruta, em Santarém, havia um mancebo que dormia no beliche por baixo do meu que chorava, muitas noites, de mansinho. Aquilo não era fácil.
Por acaso fomos colocados, ambos, em Estremoz, o quartel do refugo do refugo.
Esse mancebo, entretanto, comprou umas botas, lustrosas, de cavalaria e a respectiva chibata.
Quando chegou a nossa primeira fornada de soldados, recrutados nos tugúrios deste país, desorientados, rapados, assustados, o dito mancebo, agora graduado, formou-os na parada e gritou-lhes, insultou-os, humilhou-os e deu-lhes com a chibata nas orelhas descobertas.
Amarrei-lhe nos colarinhos da farda n.º2 e disse-lhe: se fazes mal aos moços arrebento-te com a focinheira, seu badameco.

Estou a ver um filme de guerra e lembrei-me deste episódio.

Peliteiro,   às  22:07
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 1 de fevereiro de 2005

Voltar e trazer 

Ouvi, num canal de televisão qualquer, a seguinte pergunta (mais ou menos assim):

As unidades de saúde devem ser geridas como uma empresa privada?

Resposta abrupta:
Não, claro que não!
Mas também escusam de ser um poço de desperdício e incompetência consentida.

Resposta um pouco mais pensada:
Talvez sim. Melhor: sim, porque não, desde que cumpridos alguns pressupostos.
Vejamos, o objectivo primeiro de qualquer empresa é o lucro. Certo. Só há lucro se houver clientes. Para haver clientes, cada vez mais clientes, é preciso que eles voltem e tragam os seus conhecidos; ora isso só acontece, num contexto concorrencial, se os clientes estiverem satisfeitos, mais, muito satisfeitos! Portanto, concluindo, sim, é perfeitamente possível que hospitais, centros de saúde, clínicas, consultórios, centos de enfermagem e de meios auxiliares de diagnóstico, farmácias possam ter modelos de gestão empresarial, em sistema de concorrência (incluindo com o sector público), desde que geridas por pessoas responsáveis - ou coercivamente responsáveis.

Notas:
- No caso particular dos cuidados de saúde, o cliente tem que ficar satisfeito (e vivo de preferência) mas também - porque parte dos resultados esperados como bons, ou como maus, podem não ser completamente percebidos - deve ter a garantia de que o serviço que lhe foi prestado é de confiança, regulado e fiscalizado.
- Esta dedução é dependente do factor tempo, não se aplicando a empresas pirilampo, que aparecem e imediatamente desaparecem. Importa criar mecanismos de responsabilização efectivos.

Meus caros, por muito simplória que pareça esta ideia, temos que admitir que ela é universal (embora, claro, devidamente adaptada e condicionada aos sectores de actividade em causa), independente de ideologias ou geografias. É validada, aliás, inclusivamente, mesmo em Portugal, em empresas existentes na área da Saúde, como consultórios médicos, famácias ou clínicas.

E aqui está a minha teorização de hoje. Reconheçam que nada mal para quem está sem dormir há uma semana, devido a uma tosse irritativa tremenda, e a quem foi receitado pelo pneumologista um antibiótico - imaginem - genérico!
Entretanto comunico-vos que estou a escrever um artigo para a Harvard Business Review subordinado ao tema: Empresarialização de cuidados de saúde: Método 2; 3; 4; 5. O subtítulo esclarece o significado dos números da metodologia: 2 de dobrar o volume de vendas, 3 de triplicar os resultados líquidos, 4 de em quatro anos e 5 da classificação de cinco estrelas atribuída pelos utentes.

Peliteiro,   às  23:41
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.