<$BlogRSDUrl$> Impressões de um Boticário de Província
lTradutor Translator
Amanita muscaria

Impressões de um Boticário de Província

Desde 2003


sexta-feira, 29 de outubro de 2004

Misericórdia 

Misericórdia do Porto concorre à construção e gestão do futuro Hospital de Loures.
Misericórdia? Porto? Loures?
Estranho, não é?


O Grupo José de Mello Saúde e, também, a Santa Casa da Misericórdia do Porto estão disponíveis para gerir os piores Hospitais SA.
Estranho, não é?

Peliteiro,   às  23:39
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 28 de outubro de 2004

Pinóquios 

Quem teria mentido, Pais do Amaral ou Marcelo Rebelo de Sousa?
Eu julgo que sei a resposta.
É fácil, os dois, de certeza.


Dado o sucesso do tema Rocco e das suas opiniões ultra-conservadoras, estou a fazer uma listagem das minhas, para apresentar aqui no "Trenguices". Agora não que amanhã tenho que acordar de madrugada. Apenas a primeira: . Não, amanhã, senão não me calo mais...

Peliteiro,   às  21:54
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 27 de outubro de 2004

Distracção 

Distraí-me aqui a escrevinhar e quando me apercebi o FCP tinha sido eliminado da Taça.
Distracções fatais, é o que dá menosprezar o adversário. Para a próxima tenho que ficar mais atento, o Espanhol não me ouve, entendemo-nos mal, é o que dá, não me atende as chamadas antes do jogo, como o Mourinho que não entrava em campo sem ouvir os meus conselhos...

Peliteiro,   às  23:43
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Rocco III 

Termina mfc o seu segundo comentário:

"Acha que um tipo destes é elegível para qualquer cargo???"

Ora, é essa é mesma a questão.
Rocco Buttiglione nunca calou as suas opiniões e contudo foi eleito.
Serão dementes esses eleitores todos, representarão um movimento de retrocesso civilizacional, serão as suas ideias um perigo para a sociedade?
Quem define a boa moral? As minhas concepções da vida e do mundo são melhores ou piores que as tuas? Quem decide, quem é o grande juiz?

Admito que as posições de Rocco incomodem. Não coincidem com as minhas; divergem muito com as de alguns, não tanto com as de outros. Onde está o ideal?

É aí que entra a tolerância e a humildade. Tolerância por permitir que outros pensem de um modo diferente do nosso; humildade ao admitir que o nosso pensamento talvez não seja o mais correcto.

É isso que algumas mentes brilhantes não suportam. O mundo tem que ser construído à semelhança das suas ideias; quem discordar é atávico, boçal, pouco esclarecido, inculto, antiquado, ou seja, alguém que nem merece a atenção de ser escutado. E nunca admitem o erro.

Valerá este assunto, ele próprio, sem quaisquer considerações laterais, a atenção que lhe tem sido dispensada? Uma comunidade como a Europeia, tão diversa, terá que ter intenções normalizadoras até no pensamento?

Terminando, vale a pena ler os excelentes textos, com opiniões diversas, no Mar Salgado, sem que ninguém se proclame como detentor absoluto da razão, e também a sempre sensata e equilibrada Lolita e seus "muchachos", e com certeza noutros blogues; eu é que leio sempre os mesmos - sou um conservador. Mas tolerante e humilde...

Peliteiro,   às  23:31
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Vento Sul 

Realmente do Sul nunca vem coisa boa.
Já ontem à noite fiquei com essa impressão. Com esta ventania Sul descomedida chega aqui uma espuma suja e escura que tira toda a beleza ao mar bravo.

Peliteiro,   às  13:58
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Rocco II 

Este tema é muito interessante. Pode analisar-se segunda várias perspectivas.
Talvez logo, aliás tenho que responder aos comentários do mfc que me parece não ter percebido que eu só falo de tolerância e de humildade no que toca a concepções de vida e de religião; não disse nem que concordava nem que discordava do que afirmou o Rocco.
Tolerância e humildade é o que falta a alguns espíritos iluminados duma esquerda, ou lá o que é isso, que se julgam sempre donos da verdade.

Peliteiro,   às  13:46
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 25 de outubro de 2004

Rocco Buttiglione 

Há determinadas mentes que se julgam bem pensantes e esclarecidas, mas que quando observadas com atenção se revelam menos livres e menos tolerantes do que aqueles que amiúde criticam.
É o caso do caso do candidato a comissário Rocco Buttiglione.
Vale a pena ler o artigo do Prof. Mário Pinto no PÚBLICO:
"Tenho em mente o apavorante episódio contra Buttiglione, no Parlamento Europeu. Primeiro, alguns deputados bombardearam-no com perguntas sobre as suas convicções pessoais sobre o casamento e a homossexualidade. Como católico que é, foi claro e desassombrado, expondo, afinal, a doutrina da Igreja Católica. Mas esclareceu que essas convicções não o levavam a criminalizar os "pecados" pela não observância da moral cristã que defendia: uma coisa são as convicções religiosas, éticas e morais cristãs, que ele pessoalmente defende, outra coisa é a política social e cultural em democracia, que possui autonomia, embora deva respeitar o direito natural (e, neste combate cívico e político, cada um defende as suas convicções com igual legitimidade).
O alarido foi tal que tomou forma de campanha de imprensa. Distorceram-se as declarações do comissário, caricaturando-as. Foi evidente uma manifestação de fundamentalismo laicista. Chegou-se à ameaça de não viabilidade da Comissão."


Detesto este ar seráfico dos "tipos" de esquerda e que, afinal, são da mesma laia do maior bota de elástico cá da minha rua, só eles é que têm a razão.

Peliteiro,   às  23:56
4  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

100 dias de solidão 

O Governo de PSLopes completou hoje 100 dias de actividade.
São 100 dias de solidão. Um Governo abandonado a si próprio, sem apoio de ninguém, repudiado por todos ou por quase todos.
A própria oposição abandonou este governo; Sócrates mal se sente, calado, como um predador esperando, pacientemente, o momento fatal; já se proporcionaram alguns, mas o seu instinto diz-lhe que se esperar, poderá ainda surgir uma ocasião de maior vulnerabilidade.
Pelo que me diz respeito, também não sou um grande admirador deste governo, nem do seu elenco, nem das políticas seguidas. Ainda por cima tiraram-me os benefícios fiscais, malandros, e cada vez mais me sinto utilizador-pagador-pagador-pagador-pagador-pagador-pagador-pagador-pagador-pagador. Profissionalmente, na área da Saúde, pressinto uma política de terra-queimada, destruir tudo o que funciona mais ou menos bem, tudo que mexa, desestabilizar o sector adicionando uma incerteza insuportável a quem pretende trabalhar e investir, com o intuito de ceder por bom preço as ruínas aos tubarões que rondam ao largo.

Porém todavia contudo - chamem-me teimoso, melhor casmurro, melhor ainda burro - mesmo assim prefiro o Santana a um qualquer socialista - mesmo o Sócrates - e toda a imensa praga de tralha que necessariamente renasceria do lodo, erguendo-se espumando e salivando, como coprófagos nojentos, abutres necrófilos, decididos a banquetear-se com sofreguidão neste país moribundo. Socialistas, que asco!

Peliteiro,   às  23:04
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 22 de outubro de 2004

Triste 

Bem sei que é um preconceito de esquerda. Mas num confronto entre polícias e estudantes - especialmente se polícias do CI e se estudantes de Coimbra - a minha empatia decai para o lado dos estudantes!
Preconceito de esquerda, bem sei, polícias como braço brutal de um regime, estudantes como mosaico representativo do povo e da esperança.

A História parece que valida este preconceito; abundantes são os exemplos - em todo e mundo e, há quem diga, também em Portugal - de que os estudantes quase sempre tinham razão e de que os polícias - melhor, os regimes a que davam corpo - estavam errados.

Estarão assim tão selvagens os jovens de hoje? Justifica-se a polícia de choque? Talvez. Com certeza que sim, quase ninguém os defende, muito menos as celebridades de esquerda, mesmo aqueles que outrora afrontaram regimes e polícias e foram presos e exilados, e estudantes. São apenas alguns poucos tresloucados, penteados estranhos, uns frívolos, uns agitadores...

Não devem ter ideais nenhuns estes estudantes de hoje, nem cultivam utopias, nem anseiam revoluções, nem sabem nada, nem trabalham estoicamente na construção de um mundo melhor. Dantes é que era, sim dantes! Juventudes perfeitas. Antigamente. Agora não, uns bandalhos, bebem coca-cola e comem porcarias, não sabem nada, ocos.
"A nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, faz troça da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Os nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem aos seus pais e são simplesmente maus."
José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa (470-399 a.C.)

Peliteiro,   às  01:39
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 21 de outubro de 2004

2 - 0 

Hoje estou mal disposto. Não escrevo.
Não é fácil ser campeão da Europa. Não é fácil, sequer, passar da primeira fase.

Peliteiro,   às  01:29
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 19 de outubro de 2004

Salgueirinha 

Ontem, na noite em que a Protecção Civil, por causa das previsões de borrasca, recomendava procedimentos de segurança às populações, saía do porto da Póvoa uma traineira para a dura faina da pescaria.



Ser pescador não é fácil. Homens de coragem, homens com precisão. A tragédia faz parte da vida de um pescador, espreita em cada jornada.

No dia a seguir, hoje, uma repórter pergunta num café das Caxinas:
O senhor não acha que deveria ser enviado apoio psicológico às famílias das vítimas?
O senhor, atordoado, responde à toa, nada diz - sabe lá o que é apoio psicológico!
Mas, com certeza estava a matutar:
Olhe minha senhora, olhe que aqui não é o mundo do faz de conta, dos telejornais-telenovelas. Sabe, essa coisa do apoio psicológico pode até nem ser mal pensada, mas sabe, o pescador se não pescar não ganha, e se morrer parece que ninguém quer saber. O que nós precisávamos mesmo é que se evitassem casos como o desta noite, sei lá bem como, alguém deve saber, medidas de protecção, de segurança, aqui o Estado devia intervir, educar, formar, vigiar, obrigar, proibir, subsidiar até. Sei lá bem como, alguém deve saber, como sabem de submarinos...

Peliteiro,   às  23:52
3  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Gaivotas em terra 

Gaivotas em terra



Sabem-me bem estes primeiros dias de Invernia.
É um ciclo que se fecha; um ano que acaba e outro que começa; o ano civil não é mais que um artifício criado pelo homem, as estações é que contam.
Sabe-me bem reaver a minha mantinha de lã, reacender a minha lareira, deixar de andar pela rua e recolher à toca, hibernar ao Domingo à tarde, um olho aberto outro fechado, e ver a chuva, ouvir o vento e a fúria dos elementos.
Todas as fases da vida tem os seus encantos.

Peliteiro,   às  00:43
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 17 de outubro de 2004

Eleições nas ilhas 

Nas eleições regionais o poder tende a eternizar-se; ganham sempre os mesmos; não são eleições, são confirmações.
Significa isto que as populações estão satisfeitas, que os políticos eleitos são mesmo os ideais, são perfeitos?
Não sei, parece-me uma interpretação optimista de mais...

Peliteiro,   às  23:19
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Guerrilha parola 

Durante a semana assistimos a uma guerrilha estúpida (e perigosa) entre dirigentes de clubes importantes respeitando à distribuição de bilhetes para o jogo SLB-FCP.

Uso, em inúmeras situações, a máxima: hoje em dia não há lugar para amadores. E foi o que aconteceu, LFVieira um homenzinho recentemente chegado à fama futebolística, um amadorzeco, veio para a praça pública "armar ao pingarelho", bater o pezinho e dizer tá-tá. Perdeu. Perdeu em toda a linha. Perdeu e foi humilhado.

Dizem os entendidos que, num jogo de futebol, uma assistência empolgada vale por um 12º jogador. LFVieira quis eliminar este 12º jogador; quase que conseguiu eliminar a comparência desse elemento, mas, mesmo assim, perdeu.

Acontece muitas vezes que os filhos imitam, doentiamente, as linhas de vida e as atitudes dos pais, os discípulos imitam os professores, os aprendizes os mestres, e por aí adiante. Nunca resulta, cada um de nós é inimitável, perde-se autenticidade, brilho, originalidade, fica-se previsível, uma pálida cópia. Os Benfiquistas de há muito que anseiam por um Presidente como o Pinto da Costa, melhor anseiam por um Presidente que personifique aquilo que a lenda consagra como o pior de Pinto da Costa. Asneira, não resulta, já contam com um exemplo na prisão, agora cultivam um Presidente que quer ser truculento, aguerrido, sem papas na língua, destemido... Mal, vai correr mal, o tipo não tem nível, é uma imitação barata, deturpada, não tem estofo para tanto, é maçarico, é pouco fino, usa bigode, perceberá de outros negócios, no futebol é um imberbe, um amador, um pito com a mania que é galo.

Perderam. É bem feito, violinha ao saco, vá!


P.S. O guarda-redes do Estoril, contra o FCP defendeu como um leão; contra o Sporting defendeu como um rato. Porque será?

Peliteiro,   às  22:39
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 15 de outubro de 2004

Riscos 

Estou a ler um artigo, recente, de Setembro, que diz mais ou menos isto:

Riscos de ataques cardíacos:
Um ratio anormal de apolipoproteína A / apolipoproteína B (um marcador mais sensível que o ratio HDL/LDL) e o tabaco são responsáveis por dois terços do risco total!

Fumar 6 a 10 cigarros por dia dobra o risco de ataque cardíaco; 20 cigarros quadruplicam o risco; 40 cigarros por dia aumentam o risco 9 vezes!!!!

A idade média para um ataque cardíaco é aos 56 anos para os homens e aos 65 para as mulheres.

Os factores responsáveis por 90% do ataques cardíacos são:
Anormal apoA/ apoB; tabaco; HTA; diabetes; obesidade abdominal; dieta diária pobre em fruta e vegetais; falta de exercício e stress.

Isto como resultado de um estudo com 30.000 indivíduos, durante 10 anos, em 52 países.

Fiquei preocupado, tenho os factores de risco quase todos!!!! Eu sabia que ia morrer cedo, vou comer uma fruta.

Notas- No fim do artigo está uma observação curiosa, que também se devia tornar uso por cá:
Competing interests: Sanofi paid for Caroline White's (a autora) flight to and accommodation in Munich.

Peliteiro,   às  01:41
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Val de Pereiras 

Já em tempos aqui falei do projecto da casa do Farmacêutico e da Quinta do Convento de Val de Pereiras, em Ponte de Lima, recomendando-a a todos como local de descanso e lazer.

Hoje venho aconselhar o excelente vinho que saboreei pela primeira vez esta noite. O Val de Pereiras, um verde branco loureiro, leve, harmonioso, macio, saboroso e com aroma a uvas maduras e doces (e não a medicamentos ou químicos como poderia ser suposto). Muito bom, recomendado!

Peliteiro,   às  01:19
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Atitudes 

"Palavras leva-as o vento", mas esta semana ficou marcada pelas declarações de um Presidente da República que afirma, sem vergonha, que o prémio monetário recebido iria calafetar os seus bolsos e pelos insultos do seleccionador Nacional a um grupo de jornalistas.
Sinais dos tempos. Personalidades que emergem. Lodaçal.

Peliteiro,   às  00:03
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 14 de outubro de 2004

Teoria da Relatividade 

Em Portugal a Justiça é cega, em estrita observância do princípio dura lex sed lex.
Bom, isso é relativo...

Peliteiro,   às  01:09
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quarta-feira, 13 de outubro de 2004

Lei da Selecção Natural de Darwin 

Numa perspectiva Malthusiana é sabido que o número de "Tachos" na Função Pública cresce numa progressão aritmética enquanto que o número de candidatos a esses "Tachos" cresce segunda uma progressão geométrica. É então previsível que surja um fenómeno de competição.

Daqui decorre que apenas os mais aptos, ou seja os com melhores cunhas, sobreviverão, evoluindo, multiplicando-se e disseminando as suas características a novas gerações de Funcionários Públicos incompetentes e preguiçosos, numa relação de simbiose perfeita com o hospedeiro - Estado.

Peliteiro,   às  23:53
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Lei de Lavoisier 

Como o princípio da conservação das massas não se aplica nas Empresas Públicas:

Nas Empresas Públicas nada se transforma, nada se cria, tudo se perde!

Peliteiro,   às  23:50
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Teorema de Pitágoras 

O Teorema de Pitágoras do autarca e do empreiteiro:

O quadrado de terreno que tens que me dar é igual à soma dos quadrados de apartamentos que queres construir...

Peliteiro,   às  13:27
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Principío da Entropia 

Um sistema isolado evolui no sentido do aumento da entropia, da desordem. Contrariar a entropia implica gastos de energia.
Assim se explica que: assim como um ovo caindo ao chão se fragmenta, destruindo-se, e não ocorrendo nunca o contrário, também, em Portugal, por exemplo, o Sistema Nacional de Saúde se vai degradando, adulterando, definhando, num trajecto irreversível para o caos.

Peliteiro,   às  01:08
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Princípio da Incerteza de Heisenberg 

É impossível conhecer, em simultâneo, as acções e as intenções de um político.
Quanto melhor se conhecem as acções menos se percebem as intenções; quanto melhor se conhecem as intenções menos se percebem as acções. E o simples facto de esse político se sentir observado(por uma câmara, por exemplo)implica uma mudança significativa de comportamento.

Peliteiro,   às  01:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

terça-feira, 12 de outubro de 2004

Lei de Murphy 

A lei de Murphy aplicada à entrevista de ontem de Santana Lopes:

Se alguma promessa pode correr mal, todas correrão mal, na pior altura possível.

Peliteiro,   às  14:06
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 11 de outubro de 2004

Princípio de Peter 

"In a hierarchy, every employee tends to rise to his level of incompetence".
Isto faz-me lembrar alguém...

Peliteiro,   às  13:40
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

A Lei de Pareto 

A Lei de Pareto aplicada a Portugal:
20% trabalham e contribuem, 80% gastam ou roubam.

Peliteiro,   às  01:39
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

domingo, 10 de outubro de 2004

Sete Pinturas seguidas 

Menos palavras muito mais pinturas



Paula Rego, 1960, Salazar a vomitar a pátria


Paula Rego, 1984, As vivian Girls com Moínhos de Vento


Paula rego, 1986, da série A menina e o cão


Paula Rego, 1988, A Família


Paula Rego, 1988, A Dança


Paula Rego, 1994, O Celeiro


Paula Rego, 1990, Jardim de Crivelli no National Gallery

Peliteiro,   às  22:33
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 8 de outubro de 2004

Oposição 

Pacheco Pereira pede demissão de Gomes da Silva.
Vamos lá a começar a rasgar cartões!
Este mês já não pago as quotas!
:-)

Peliteiro,   às  01:09
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Licenciaturas à Bolonhesa 

Aqui temos as Ordens profissionais todas a declarar que 3 anos de curso não são suficientes para conceder licenciaturas de qualidade e que isso constitui um perigo para os cidadãos.
Como conseguirão, então, os outros países? Teremos nós, sem saber, os melhores doutores e engenheiros da Europa?
Será isto um regresso aos velhos bacharelatos?
Não tenho dados que me permitam ter uma opinião claramente sustentada, especialmente o conhecimento da metodologia aplicada em outros países.

Mesmo assim não resisto a fazer um projecto de currículo para Farmácia. Ora vamos lá:

Pressupostos:
a) Objectivo - formar profissionais do medicamento. Ninguém sabe mais de medicamentos que o Farmacêutico. Só!
b) Ensino essencialmente teórico. Matérias fundamentais tem um suporte sólido, muito sólido.
c) Plano de conferências e formações opcionais, reguladas e com avaliação, ao longo dos 3 anos, versando temas como História da Ciência e da Farmácia, Legislação, Sociologia, Deontologia, Qualidade, Informática, Inglês...
d) Exigência e Selectividade forte.
e) Plano diversificado de cursos para pós-graduados (Análises Clínicas, Produção Indústrial, Distribuição Farmacêutica, Registos, Química ambiental, Qualidade e Controlo de Qualidade, Gestão, etc, etc.
f) O plano do curso nunca tem em consideração os interesses dos professores.


Cadeiras de peso baixo:
Químicas e Métodos Instrumentais de Análise, Anatomia, Patologia, Matemáticas e Estatística.
Cadeiras de peso médio:
Microbiologias, Química Orgânica, Toxicologia, Biologia Celular e Molecular, Imunologia, Farmacognosia.
Cadeiras de peso alto:
Tecnologia Farmacêutica, Fisiologia, Farmacologia (3 cadeirões anuais).

Já está, não me parece mal. No meu tempo faziamos 54 cadeiras e um estágio, durante 6 anos, e tanto eclectismo não me parece necessariamente sinónimo de uma óptima formação.
A propósito, seria boa ideia que os profissionais relacionados com cada curso fossem ouvidos, atentamente, neste processo.

Peliteiro,   às  01:02
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

quinta-feira, 7 de outubro de 2004

A raposa que ri 

Continuo sem perceber bem o mecanismo do acontecimento da semana; há peças que não encaixam.
A algazarra continua, como esperado, como em galinheiro que pressente raposa.
De qualquer das formas a raposa é, sem dúvida, o Prof. Marcelo!

Peliteiro,   às  23:54
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Gerónimo 

Gerónimo de Sousa prepara-se para tomar de assalto o PCP.
Geronimo, Índio Apache
Foge Carvalho da Silva que ele não é para brincadeiras...


Peliteiro,   às  01:28
0  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

Contraditório 

Isto de escrever ao fim da noite é limitador. Já toda a gente disse e escreveu sobre o acontecimento contraditório do dia.
Eu era um dos muitos acólitos do Prof. Marcelo; fazia parte do ritual de Domingo à noite; também era um pretexto para fazer silêncio quando a rapaziada se excedia: Caluda que estou a ouvir o Professor!
Opiniões, apenas opiniões.
Também não percebi porque decidiu ele terminar, tão abruptamente, com a conferência Dominical.
Aliás não percebo nada! Também dormi pouco a noite passada...
De qualquer das formas este acontecimento tormou-se o assunto do dia e ofuscou o impacto da "Quinta das Celebridades", enquanto que o preço do petróleo continua a "subir para cima", ultrapassando já os 52 USD.
É por causa do princípio do contraditório que os disparates que para aqui escrevo tem sempre, pelo menos, dois espaços de comentários. Um dia destes tenho aqui o Ministro Rui Gomes da Silva a usar do direito de resposta.

Peliteiro,   às  01:06
1  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

segunda-feira, 4 de outubro de 2004

A Ponte da República 

Não querendo discutir a natureza das razões para a existência de uma ponte, hoje, prefiro observar as reacções do povo e dos pretensos fazedores de opinião:
Se é assim devia ser assado, se é assado devia ser assim; o que é preciso é dizer mal.
No fórum da TSF dezenas de pessoas telefonaram a apelar para a produtividade; já agora, vocês, arautos da força produtiva Nacional, não deveriam estar a trabalhar, em vez de estarem a ouvir rádio?

Peliteiro,   às  13:23
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sábado, 2 de outubro de 2004

Ranking de escolas 

Uma das minhas dúvidas de vida mais importantes e persistentes é: deveria eu inscrever os meus filhos numa escola privada, constante do ranking, como o Luso-Francês ou a Nª Srª do Rosário?
Estarei a condicionar-lhes o futuro?
O mais velho anda na 4ª classe na Escola do Desterro - o nome não é lá muito sugestivo. O mais novo para lá irá, no ano que vem. Não deve ser fácil frequentar uma escola pública da Póvoa...
Sempre pensei que eles não deveriam ser meninos de estufa, deveriam aprender a lidar com a diversidade do mundo real. Mas tenho muitas dúvidas. Dormem agora como anjos; cheguei à pouco e fui apertar-lhes o nariz. Estarei a julgar mal? Arrependerme-ei?

Peliteiro,   às  00:37
7  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

sexta-feira, 1 de outubro de 2004

AINE 

Dirigindo-me ao sermão diário de Qualidade e ISOs ouço na TSF:
Vioxx o anti-inflamatório mais vendido em Portugal foi hoje retirado do mercado!
Aumentei o volume.
Afinal tinha boa informação dos inibidores selectivos da Cox-2. Se bem me lembro deram, até, um prémio Nobel em 92, ou por aí...
Vem um responsável da MSD e explica que afinal foi uma retirada voluntária, baseada num estudo clínico efectuado nos EUA, em terapias prolongadas, mais de 18 meses, onde foram relatados aumentos ligeiros, muito ligeiros, de eventos cardiovasculares e, sublinha, não há mortalidade.

O Vioxx, Rofecoxibe MSD, está aprovado, em Portugal, apenas para Ostreartrose e Artrite Reumatóide (embora seja usado até para dor de dentes) e, na minha modestíssima opinião, a não ser em doentes com risco gastroduodenal, a sua relação custo/benefício (~40 euros, 28 comp.) quando comparada com outros anti-inflamatórios não esteroides - como o brufen (~8 euros, 60 comp.) (nem falo de genéricos), a aspirina ou outros - não é nada favorecedora da situação de líder de vendas no seu grupo terapêtico. Mas isto não interessa nada, é uma grande perda para o arsenal terapêutico, sem dúvida.

Felizmente há alternativas, inclusivamente do mesmo grupo e inclusivamente do mesmo laboratório. O novíssimo Arcoxia, o Etoricoxibe da MSD, chegou recentemente ao mercado. Ainda é um pouco mais caro: 28 comprimidos de 60mg custam 44,92 euros enquanto que 28 comprimidos de 90mg custam os mesmos(!!!) 44,92 euros (a matéria prima não deve fazer parte da estrutura de custos negociada com Portugal, que comparticipa ambas as apresentações em 70%, 85% para reformados, mais ainda na caterva de organismos e sub-organismos que ninguém conhece nem controla); mas mal está a MSD que vai perder 2,5 mil milhões de euros de vendas de Vioxx por ano. Pena.

Peliteiro,   às  01:11
2  Comentários pertinentes e devidamente fundamentados          Enviar este texto por mail:

 

 

 

ARQUIVOS

Maio 2003      Junho 2003      Julho 2003      Agosto 2003      Setembro 2003      Outubro 2003      Novembro 2003      Dezembro 2003      Janeiro 2004      Fevereiro 2004      Março 2004      Abril 2004      Maio 2004      Junho 2004      Julho 2004      Agosto 2004      Setembro 2004      Outubro 2004      Novembro 2004      Dezembro 2004      Janeiro 2005      Fevereiro 2005      Março 2005      Abril 2005      Maio 2005      Junho 2005      Julho 2005      Agosto 2005      Setembro 2005      Outubro 2005      Novembro 2005      Dezembro 2005      Janeiro 2006      Fevereiro 2006      Março 2006      Abril 2006      Maio 2006      Junho 2006      Julho 2006      Agosto 2006      Setembro 2006      Outubro 2006      Novembro 2006      Dezembro 2006      Janeiro 2007      Fevereiro 2007      Março 2007      Abril 2007      Maio 2007      Junho 2007      Julho 2007      Agosto 2007      Setembro 2007      Outubro 2007      Novembro 2007      Dezembro 2007      Janeiro 2008      Fevereiro 2008      Março 2008      Abril 2008      Maio 2008      Junho 2008      Julho 2008      Agosto 2008      Setembro 2008      Outubro 2008      Novembro 2008      Dezembro 2008      Janeiro 2009      Fevereiro 2009      Março 2009      Abril 2009      Maio 2009      Junho 2009      Julho 2009      Agosto 2009      Setembro 2009      Outubro 2009      Novembro 2009      Dezembro 2009      Janeiro 2010      Fevereiro 2010      Março 2010      Abril 2010      Maio 2010      Junho 2010      Julho 2010      Agosto 2010      Setembro 2010      Outubro 2010      Novembro 2010      Dezembro 2010      Janeiro 2011      Fevereiro 2011      Março 2011      Abril 2011      Maio 2011      Junho 2011      Julho 2011      Agosto 2011      Setembro 2011      Outubro 2011      Novembro 2011      Dezembro 2011      Janeiro 2012      Fevereiro 2012      Março 2012      Abril 2012      Maio 2012      Junho 2012      Julho 2012      Agosto 2012      Setembro 2012      Outubro 2012      Novembro 2012      Dezembro 2012      Janeiro 2013      Fevereiro 2013      Março 2013      Abril 2013      Maio 2013      Junho 2013      Julho 2013      Agosto 2013      Setembro 2013      Outubro 2013      Novembro 2013      Dezembro 2013      Janeiro 2014      Fevereiro 2014      Março 2014      Abril 2014      Maio 2014      Junho 2014      Julho 2014      Setembro 2014      Outubro 2014      Novembro 2014      Dezembro 2014      Janeiro 2015      Fevereiro 2015      Março 2015      Abril 2015      Maio 2015      Junho 2015      Julho 2015      Agosto 2015      Setembro 2015      Outubro 2015      Novembro 2015      Dezembro 2015      Janeiro 2016      Fevereiro 2016      Março 2016      Abril 2016      Junho 2016      Julho 2016      Agosto 2016      Setembro 2016      Outubro 2016      Novembro 2016      Dezembro 2016      Janeiro 2017      Fevereiro 2017      Março 2017     

 

Perfil de J. Soares Peliteiro
J. Soares Peliteiro's Facebook Profile

 


Directórios de Blogues:


Os mais lidos


Add to Google

 

 

Contactos e perfil do autor

 

 

Portugal
Portuguese flag

Blogues favoritos:


Machado JA

Sezures

Culinária daqui e d'ali

Gravidade intermédia

Do Portugal profundo

Abrupto

Mar Salgado

ALLCARE-management

Entre coutos e coutadas

Médico explica

Pharmacia de serviço

Farmácia Central

Blasfémias

31 da Armada

Câmara Corporativa

O insurgente

Forte Apache

Peopleware

ma-shamba



Ligações:

D. G. Saúde

Portal da Saúde

EMEA

O M S

F D A

C D C

Nature

Science

The Lancet

National library medicine US

A N F

Universidade de Coimbra


Farmacêuticos sem fronteiras

Farmacêuticos mundi


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Creative Commons License
Licença Creative Commons.